História Contos sem pontos aumentados. - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Avulso, Drama
Visualizações 1
Palavras 454
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Obsessão


Fanfic / Fanfiction Contos sem pontos aumentados. - Capítulo 4 - Obsessão

Ás vezes tudo o que importa pra mim é poder te ver, flores se apoderam de mim mas tudo o que me importa é poder ver sua face; a deleitosa estrutura que meus olhos se perdem toda as vezes que me deixo ser pego em seu transe.

Tudo dói e as raízes pinicam meu pulmão, mas tudo o que permanece é meu desejo incessante e masoquista de se perder cada vez mais em você. Meu corpo inteiro pede pelo seu toque e a dor insuportável já é acostumada a ponto de ser ignorada, sua pele macia como seda tecida pelos deuses é a razão da minha guerra cotidiana com o sono.

A chuva cai sobre nossas cabeças tentando me tirar dos fios que se embolam a cada vez que me distraio para olhar para você, no silêncio ao te encarar eu permaneço , seus olhos e sua fala direcionados totalmente aos seus amigos as vezes fazem caminho até os meus, mas dessa vez percebe-se desgosto iminente na sua face.
Todos vão embora com seus guarda-chuvas, inclusive você também se foi, meus olhos se enchem de lágrimas e a dor no peito aumenta enquanto eu tusso freneticamente todas as pétalas para fora.

“Eu só quero você” a obsessão enche cada vez mais minha mente e eu continuo a repetir isso de todas as formas, todos os tons, todos os murmúrios e todos os gritos. Eu só quero me perder de novo em sua pele, suas veias e me arrastar pra debaixo de seus ossos e carne, se tornar um só com sua alma. Seu olhar que tanto me encanta as vezes se torna uma petrificação, minha doce medusa me faz delirar em êxtase de forma que eu nunca possa te falar o quanto meu coração bate por ti.

Com os respingos da chuva caindo em mim, o barulho da mesma é quase ensurdecedor em complô com meu coração, minha pele gelada de encontro ao chão faz a angústia de não poder o ter aumentar cada vez mais.

As vezes eu queria que os rumores fossem verdade - que eu fosse só mais um tarado – nada disso eu sentiria da mesma forma,pois só eu sei o quão é difícil de conseguir o fruto proibido, que é ter o consentimento de amar alguém. Oh, Céus! Cessem meu sofrimento tão amável que só eu consigo aguentar, me enviem forças de uma vez para confessar!

E nesse meio tempo eu fantasiava que no meio da chuva você viria e me confortaria, sua amável voz você usaria para me fazer sorrir e então tudo acabaria.

“Morfeus nunca julgou ninguém por sonhar, não é mesmo?” Eu disse para mim mesmo enquanto sangue e pétalas se misturavam com a água das poças.

 


Notas Finais


Hanahaki é uma doença fictícia, decorrente de um amor unilateral em que a vitima vomita todo o sentimento não correspondido em forma de flores.

Mas as vezes só o sentimento de acreditar na não-reciprocidade pode causa-la.....
....Chamo isso de obsessão.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...