História Contos,poemas e resiliência ! - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Contos
Visualizações 4
Palavras 347
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Poesias

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Vestígios


Fanfic / Fanfiction Contos,poemas e resiliência ! - Capítulo 3 - Vestígios

Observando a chuva pela janela 

enquanto o café esfriava, em uma 
manhã de meia estação, ela se 
deixava levar pelos seus pensamentos imaginando como seria se pudesse voltar no tempo. 
A melancolia cai como uma tampa
sobre o lugar onde seus sonhos foram encerrados, seu coração é uma terra
de névoa constante.


Então, caminhou até um canto da sala 
e improvisou ao piano algo que fluía do seu interior, tocou de forma virtuosa uma melodia que ia muito além de uma demonstração de talento,mas que expressava sentimentos e a arte que carregava na alma.
Tocou como nunca havia feito antes,revivendo em suas lembranças o dia em que deixou partir aquele que a amava com tanto esmero, ela se viu em um momento que parecia tão libertador.
Ela estava no controle,dizendo como as coisas deveriam ser,enquanto ele revelava toda a sua tristeza naquele olhar perdido. 
Então ele mordeu os lábios, engoliu seco e foi embora após desejar-lhe boa sorte.


Quanto a ela,todas as cartas que foram jogadas fora,todas as declarações de amor que foram desprezadas e aquelas coisas que mais tarde se tornariam lembranças em uma estante,assombram agora a sua mente.
O tempo está passando,e ela sabe
que nunca mais haverá alguém como ele,nem mesmo ele poderia ser como antes. 
Era uma vez 
uma mulher decidida, que sabia o que queria para si...
até o momento em que a saudade bateu à sua porta, desarmando todos os argumentos e bagunçando tudo dentro do seu coração. 
Ela daria tudo por esse amor...
Ela acredita que faria diferente se pudesse tê-lo outra vez,mas talvez
agora ela seja bem menos do que
uma lembrança dolorosa no passado
de alguém.
A parte mais difícil é saber que tudo poderia ter sido diferente. Mas, pode
ser que numa guinada os vestígios se apaguem e ela possa viver um novo começo,numa dessas surpresas que a vida costuma deixar guardada no futuro.


Então ela se levantou e saiu para fora,
a fim de sentir a chuva , e foi dessa maneira que ela decidiu encarar a sua dor,e assim ela compreendeu que precisava seguir em frente.


A chuva nem sempre cai como uma tragédia,mas às vezes vem como um símbolo de boas novas.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...