História Contos,poemas e resiliência ! - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Contos
Visualizações 2
Palavras 291
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Poesias

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 7 - Jack


Fanfic / Fanfiction Contos,poemas e resiliência ! - Capítulo 7 - Jack

Quando abriram aquela cela 
e disseram que ele já havia cumprido a sua pena,a liberdade já não fazia mais tanta diferença, 
imagine um pássaro com as asas cortadas diante da imensidão do céu...


Jack está andando por aí 
meio sem rumo,porém ciente
de que não deve se meter em confusão.


Jack não é um criminoso, ele era só um garoto de temperamento difícil, que deu ocasião para o azar.
Foram vinte anos perdidos,sem saber que em algum lugar longe da prisão
o verdadeiro culpado morreu sem fazer a confissão que poderia ter mudado o seu rumo.


De volta ao velho apartamento
que de muitas festas e conflitos
já foi cenário,Jack caminha perdido entre as lembranças,empoeirado e solitário. 
Mofo e nostalgia, uma janela emperrada,olhos rasos e melancolia.


Jimmy era o seu melhor amigo,nos
primeiros meses ele o visitava com frequência 
e sempre dizia que tudo terminaria bem,mas depois desapareceu sem explicação.
Agora,Jimmy é um estranho bem sucedido que finge nunca ter conhecido Jack.
A garota que morava ao lado,
aquela que o provocava com olhares insinuantes,e vivia se exibindo com um shortinho curto e camiseta colada, pois é, ela já não existe mais. 
A pequena Julie, que o Jack costumava carregar no colo
dizendo que a protegeria 
para sempre,também não está mais lá,
nem família, nem amigos,e nenhuma garantia de que tudo vai terminar bem.


Em uma semana Jack chegará aos 40, 
ele sabe que terá de se virar agora.
Com seu coração despedaçado
e ganhando apenas o suficiente para sobreviver,Jack tenta se manter
sereno,enquanto se equilibra entre
a loucura e as incertezas.


Perdido em seus pensamentos,Jack está sempre observando pelo vidro daquela janela emperrada,
respirando em seu apartamento
o ar mofado daquela vida sem graça.


Sem noção de quanto tempo ainda
lhe resta, ele nem imagina
que  algo bom pode acontecer,
mudar tudo e surpreender seu coração.
Mas por enquanto é melhor deixa-lo por lá.É triste, mas é seguro.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...