1. Spirit Fanfics >
  2. Contra o Tempo >
  3. Terceiro Capítulo

História Contra o Tempo - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Yooo espero que gostem desse capítulo.

Capítulo 3 - Terceiro Capítulo


Fanfic / Fanfiction Contra o Tempo - Capítulo 3 - Terceiro Capítulo

De Novo e De Novo

Terceiro Capítulo...

Mais Uma Vez....

Me sentei na cama, sentia uma dor quase insuportável no peito, levei a mão ao local da dor e apertei a palma da mão contra o peito, lagrimas começaram a escorrer por meu rosto, escapou um gemido de dor agoniado, cai na cama de volta, sentia a dor se intensificar. Segurei os lençóis com força.

Um grito involuntário escapou por meus lábios. Ouvi batidas na porta, eu respirava descompassado, não tinha como falar qualquer coisa, vi forçarem a porta e um ruivo bem conhecido passar por ela, ele me olhou surpreso e correu na minha direção, ouvi ele dizer para a loira que havia ficado na porta, que chamasse Sakura.

Ele colocou a mão no meu ombro, eu segurei sua mão, um soluço doloroso escapou por meus lábios, ele me olhava preocupado, não demorou para que Sakura entrasse pela porta, ela correu na minha direção, parecia preocupada.

- O que aconteceu Sasuke? – Eu olhei em seus olhos, tentei abrir a boca, mas tudo que saiu foi um grito.

Senti o local onde havia enfiado a Kunai começar a queimar, segurei a mão do ruivo mais forte enquanto gritava e Sakura tentava me segurar tentando fazer algo, gritei para ela se afastar, e ela me olhou preocupada, senti a consciência ir aos poucos, lembro dos olhos verdes preocupados.

[...]

Abri os olhos, sentindo um desconforto, olhei em volta, estava no hospital, me sentei e olhei para mim, vários fios pelo corpo e braço, comecei a tirar e me levantei, ouvi passos, olhei para frente, Gaara estava parado na porta, ele estava sério.

Olhei para a cômoda no canto do quarto, caminhei lentamente até lá, peguei a roupa que estava ali e entrei no banheiro, parei em frente ao espelho que tinha lá.

Tirei a roupa do hospital e olhei para meu peito, havia uma cicatriz, passei a mão por ela, uma cicatriz não muito grande, bem onde eu havia enfiado a Kunai, suspirei, não era a primeira que aparecia após tentar me matar, mas era a primeira vez que sentia aquilo, aquela dor. Não era a primeira vez e eu não estava com vontade de tentar me matar de novo.

Sai do banheiro já de roupa, Gaara ainda estava parado na porta, olhei sério para ele e passei ao seu lado, ele segurou minha mão, olhei para ela e depois em seus olhos.

- Venha... sei que tem algo para contar. – Falou e começou a andar na direção que dava para a saída do hospital. Suspirei, não custaria nada tentar.

Seguimos até o prédio do Hokage, meu coração começou a se apertar assim que entrei no prédio, como olharia para Kakashi? Suspirei, aquilo não era a primeira, quer dizer, quando passei a gostar do Hokage, após varias e várias vezes que tentamos resolver isso juntos, eu confessei a ele meus sentimentos quase perto da meia noite, e toda vez que eu dizia, ele me beijava e então a noite acabava.

Imagino agora que talvez Kakashi estivesse apenas com pena de mim, ele foi a única pessoa que acreditou nessa loucura, e por esses motivos foram várias e várias as vezes que fui até ele para me ajudar.

O ruivo bateu na porta e nos entramos, nela estava Naruto, Sakura, Neji, o Hokage e Shikamaru, suspirei, seria um longo dia, olhei para o loiro, as vagas lembranças dele chorando e gritando meu nome vieram, senti uma fisgada e segurei no ruivo, ele me olhou preocupado.

- Você está bem Sasuke? – Sakura perguntou preocupada.

- Sim...

- Então pode explicar o que aconteceu? E o porquê dessas cicatrizes estranhas? – Olhei para cada um deles, devo realmente contar na frente de todos, olhei para Kakashi.

- Eu já perdi a conta de quantas vez vivi esse dia. – Falei e olhei para a janela. – Eu acordo todos os dias nesse mesmo dia. – Kakashi me olhava sério, o restante parecia surpreso.

- E as cicatrizes? Neji viu que elas veem de dentro para fora, e que além das cicatrizes alguns locais fraturados. – Naruto veio até mim, ele parecia preocupado, ele segurou minha mão. – O que está acontecendo com seu corpo?

- Eu tentei me matar várias vezes, eu estava cansado e frustrado, nunca havia acontecido isso, é a primeira vez que sinto dor dessa forma. – Falei e olhei nos olhos do loiro.

- Então quer dizer que, amanhã quando a gente acordar, não vamos nos lembrar de nada? – E assenti ele segurou minha mão com mais força. – Então precisamos resolver isso ainda hoje.

- Não é tão simples. – Falei e olhei para nossas mãos, meu coração começou a bater mais rápido. – Eu e Kakashi-sensei já tentamos milhares de coisas e milhares de vezes. Eu fiquei sem opções. É cansativo.

- Talvez devêssemos pedir ajuda a Orochimaru. – O Hokage falou. Olhei para ele. – Você disse que nos dois tentamos de tudo, isso é a única coisa que eu acredito que eu jamais diria. – Sorri ele me olhava diferente.

- O que garante que você não está mentindo? – Neji perguntou e eu o olhei. – Que você é realmente Sasuke.

- Neji... – Naruto falou, eu levantei a mão, e neguei com a cabeça.

- Você sempre fala isso. – Falei e olhei para o lado. – Antes de confessar seus sentimentos pelo...

- Eu entendi. – Falou bravo e vi ele ficar um pouco vermelho. – Quantos de nós já tentaram te ajudar?

- Só você e Kakashi, mas todos os dias, quase nesse horário um ninja de seu clã chega e diz que aconteceu uma coisa e então você tem que ir. – Falei e olhei a hora.

- O que é?

- Eu não sei, mas deve ter alguma ligação com o desespero do Naruto da última vez que morri, na verdade o Hokage também fica estranho após esse horário. – Falei e virei para a porta.

- O que você acha? – Eu olhei a hora e para a porta.

- Hokage, pergunte a ele o que aconteceu. – Falei sério e ele assentiu. – Agora.

Ouvimos batidas na porta, Kakashi pediu que entrasse, um Hyuuga entrou, ele respirava ofegante, ele olhou para Neji, senti um arrepio. Comecei a lembrar de todas as pessoas que vi ate aquele momento, em todos aqueles dias, olhei para o ninja.

- Neji, aconteceu uma coisa. – Falou e ele respirou fundo.

- O que aconteceu? – O Hokage perguntou sério.

- A senhorita Hinata... – Sim, ela, eu nunca a vi durante esse dia, em momento algum. – Ela foi encontrada perto do vale da morte... ela... ela se matou. - Naruto que até aquele momento segurava minha mão a soltou.

Neji correu na direção dele e saíram da sala, sentia um desconforto, havia algo de errado, por um segundo senti que talvez aquele mistério todo tivesse a ver comigo, mas... Hinata se matar. Como eu não soube? Se bem me lembro, não sabia que Gaara estava hospedado no mesmo prédio que eu. Droga.

- Eu não acredito. – Puxei Naruto para mim, ele parecia desolado. – É culpa minha...

- Como? – Eu Senti uma dor forte no peito.

Soltei um grito e senti as forças irem, Naruto me segurou, a dor aumentava cada vez mais, não, droga.

- Sasuke... será que? – Eu me matei nesse mesmo horário. Não, meu tempo diminuiu quase a metade.

- Está acontecendo, antes da hora. – Falei e vi um sorriso nos seus lábios.

- Eu te amo. – Senti meu coração acelerar. Ele sorriu e se aproximou mais e encostou a testa na minha.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.

Então?????

Deixe seu comentário, ele incentiva.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...