1. Spirit Fanfics >
  2. Contradições machucam. >
  3. Capítulo 26.

História Contradições machucam. - Capítulo 27


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, oi, mds eu virei o que eu mais temia... a autora que se justifica em cada nota dos capítulos kskskskksksks por mais que seja um saco eu sinto que preciso contar pra vocês ok?
No último mês eu fiquei super atolada com o ead da facul porque o calendário ficou bagunçado e de repente eu tinha tarefa, trabalho e provas vindo como uma avalanche ;--
Foi difícil, mas eu consegui passar em tudo (ihuul)
Eu tenho mais avisos então leiam as notas finais!

Me desculpem qualquer erro (não revisei) e boa leitura ❤

Capítulo 27 - Capítulo 26.



Uma semana.

Foi o tempo que Félix disse que me daria para me afastar de Hyunjin antes de sair pela minha porta, batendo a mesma com força. Naquele dia ele chegou aqui preocupado comigo – fazia dois dias que eu não ia à escola – e ficou ainda mais ao ver mais marcas em meu corpo, em poucos minutos seus olhos marejados se tornaram escuros, sua mão macia que deslizava sobre os roxos se afastaram bruscamente e ele cerrou os punhos. A postura dele fez com que eu me assustasse. Meu amigo dizia muitas coisas, mas eu estava muito cansado para lhe dar a devida atenção e isso deixou ele ainda mais irritado. Naquele dia o garoto gritou comigo e isso me levou as lágrimas, eu odiava aquilo.

“– Jeongin, me desculpa. Eu não suporto mais te ver assim. – Eu não entendi de primeira o que ele estava falando. – Se você não se afastar do Hyunjin eu... Eu vou contar para todos o que ele faz.

Meus olhos se arregalaram e mais lágrimas se acumularam em meus olhos.

— Você não pode! – Disse com a voz fraca.

— Eu vou te dar uma semana pra terminar. Se você não conseguir eu vou contar para os pais dele, a sua mãe e toda a escola. Ele tem que pagar pelo que faz. – O garoto acariciava meu rosto com carinho, mas subitamente o contato não me era mais tão confortável.”

Confusão era o que me definia nesse momento, na verdade se eu pensar demais começo a achar que essa palavra me define por completo. Confusão. Às vezes parecia que havia sempre alguém tentando me dizer o que fazer e isso me irritava. Claro, eu sei que Félix tem as melhores intenções, mas eu estava cansado de estar entre ele e Hyujin. Muitas vezes era como se os dois estivessem o tempo todo sobre meus ombros sussurrando em meus ouvidos o que eu devia fazer e como eu devia fazer; nesse caso eu nem mesmo sabia quem seria o anjinho e quem seria o diabinho desses dois, só sabia que eles me mantinham confuso.

As ações dos dois me faziam continuar preso em uma redoma invisível onde eu não conseguia me encontrar.

Hoje era o quinto dia desde que Félix tinha me dito aquilo, eu ainda não sabia o que fazer. Não podia deixar que meu amigo contasse tudo o que estava acontecendo, Hyunjin seria julgado e provavelmente ficaria triste, por outro lado a simples ideia de o deixar fazia meu coração bater dolorosamente dentro de mim.



[...]


É complicado dizer se acordei ou não, afinal não consigo me lembrar se dormi mesmo. Encarei meu reflexo no espelho e suspirei aliviado ao perceber minha pele quase sem marcas, ao mesmo tempo reparei que minhas olheiras estavam cada vez piores. Me vesti com uma calça larga, uma camiseta sem graça e um moletom grande desde que o dia estava nublado, estava frio.

Foi só colocar meus pés dentro do terreno da escola para sentir a maldita sensação de medo que pairava na boca do meu estômago. Enquanto eu andava a passos rápidos pelos corredores eu sabia que não havia nenhum olhar me seguindo, mas minha paranoia tentava firmemente me convencer do contrário. Durante as aulas tudo parecia o mesmo, eu sentando atrás de Félix, o professor de biologia com seus tiques engraçados e o garoto do fundo mastigava algo crocante achando que ninguém estava escutando; era tudo tão comum, chegava a me incomodar, me fazia querer gritar.

Pra falar a verdade eu estava contando os minutos para o final das aulas, a ansiedade tomava conta de mim a cada troca de professor, pois eu sabia que a hora estava chegando e aquilo me assustava.

— Félix, eu preciso de um favor.

— Tudo bem. O que é?

— Depois da saída eu preciso que me espere no portão. – Sussurrei para ele.

Meu amigo olhou rapidamente para trás, apenas concordando com a cabeça.

O tempo parecia se arrastar em ritmo lento de propósito, era como se eu tivesse esperado muito mais que trinta minutos desde a última olhada no relógio. Fui surpreendido com o barulho do sino quando ele ecoou pela escola, logo todos os alunos da classe arrumavam suas coisas com pressa, mas não era o meu caso.

— Onde você vai? – Félix me perguntou.

— Eu não sei ainda.

Apenas me levantei e saí andando com o mais velho em meu encalço. Segui para a entrada, encarando os grupos diversos que se encontravam por ali, tentando achar um em particular. Os encontrei debaixo de uma árvore, produzindo uma nuvem de fumaça que – mesmo de longe – me enojava. Pedi a meu amigo que fosse para o local combinado e caminhei lentamente em direção ao outro garoto, respirando profundamente e constantemente secando minhas palmas suadas na calça jeans.

Eu ainda estava a alguns passos distantes deles quando percebi que Chan apontava para mim, pude observar a cena de Hyunjin se engasgando na fumaça antes de se virar para mim e dar um sorriso.

— Você não veio para a escola por vários dias, eu estava preocupado.

Não, você não estava...

Soltei um sorriso sem graça e dei alguns passos para trás, aspirando o ar como se esse ato pudesse me ajudar a encontrar coragem para seguir em frente.

— Eu quero te falar algo.

— Ok, vou na sua casa mais tarde.

— Não! — Por um momento me desesperei, eu precisava fazer aquilo agora. — Pode ser aqui mesmo, vai ser rápido.

O garoto acenou com a cabeça e meu coração estava disparado.

— Vamos acabar.

— Acabar o quê? - Ele parecia genuinamente confuso.

— Terminar, foi o que eu quis dizer. — Era difícil encarar os olhos do outro à minha frente, mas mesmo assim me forcei a fazer isso.

Assim que lhe direcionei o olhar pude perceber sua aproximação perigoso, tentei me afastar dando mais passos para trás. Eu estava completamente na defensiva, por motivos óbvios.

— Você só pode estar brincando comigo, né? — Desviei o olhar para Félix que me esperava no portão e Hyunjin seguiu meu olhar, soltando uma risada irônica em seguida. — É aquele merdinha? Acha que ele pode te proteger?

— Hyunjin, por favor, não apareça na minha casa e nem me procure pela escola.

Por algum motivo minha voz estava baixa e a ponto de quebrar, eu lutava contra as lágrimas que estavam se acumulando em meus olhos.

— Eu não vou te procurar, você vai me procurar. Sabe por quê? Porque você é patético.

Ele se afastou.

Por algum motivo eu me sentia diferente enquanto andava rapidamente para o portão, até o vento frio parecia me atingir diferente, causando uma nova sensação. Sempre achei que quando esse momento acontecesse eu deveria me sentir de algum forma, seja com culpa ou com a sensação de liberdade, mas atualmente eu me sentia vazio.

Como se uma parte de mim estivesse presa no momento em que decidi terminar aquilo. 



Notas Finais


Então, chegou o grande momento! Quem ai tá emocionado? Pq eu to aaaaaaaa
Eu tava com puta bloqueio mas quando comecei a pensar sobre como eu queria fazer isso as palavras vieram pra mim como mágica 😔🙏

Esse capítulo está sendo postado agora porque eu tenho mais avisos! Meu celular está com problema pra carregar e ele vai pro conserto, como eu não tenho notebook vou estar isolada e incomunicável kskskkskskskskks
Decidi postar esse cap sem revisão para que vocês não ficassem dois meses sem att e porque esse capítulo é muito importante, todos vocês sabem o porquê. Vocês também devem ter percebido que esse capítulo indica que estamos indo para a reta final dessa história 😭😭😭
Muito obrigada a todos que dedicaram um tempinho para ler minha história, de verdade ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...