1. Spirit Fanfics >
  2. Contraditório >
  3. Meu herói ômega

História Contraditório - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oi!

Boa leitura!

Capítulo 3 - Meu herói ômega


Fanfic / Fanfiction Contraditório - Capítulo 3 - Meu herói ômega

Cinco anos haviam passado desde a cerimônia de classificação que confirmou a Naruto Uzumaki como alfa, apesar de tudo o garoto não havia mudado, continuava agindo da mesma forma, sempre com a mesma inocência e doçura que sempre o caracterizaram, e suas vestimentas também, estas continuaram as mesmas, Naruto gostava de vestir roupas femininas, não iria mudar isso apenas pelo preconceito dos que o rodeavam, quem não o aceitasse poderia ir para bem longe, o loiro não se importava.

Nessa ocasião Naruto acordou cedo, pois ainda tinha aula. Levantou de sua cama com preguiça, esfregando a barriga. Calçou suas pantufas laranja em formato de raposa e andou desajeitadamente até o banheiro, onde tirou o rosado pijama e o colocou na cesta de roupa suja, juntamente à cueca branca, porque sim, suas roupas íntimas eram masculinas, as femininas eram muito desconfortáveis em sua opinião, mesmo eram lindas.

Tomou seu banho, lavando seu cabelo com bastante shampoo, em seguida os penteando ao colocar o condicionador, lavando todo seu corpo, enquanto cantarolava uma romântica música.

Ao terminar o banho, pegou sua felpuda toalha laranja e a enrolou no cabelo, para então pegar a outra, de cor branca, e secar seu corpo, amarrando-a na cintura para ir até o quarto. Calçou novamente as pantufas e rumou até seu guarda-roupa, pegando uma cueca branca nova, um vestidinho branco que ia até seus joelhos e um blazer rosa claro, o qual arremangou até os cotovelos. Indo até a sapateira, pegou um par de sapatilhas brancas com vazado e sentou-se à cama, colocando uma meia calça da mesma cor e a sapatilha que havia pegado. Vestido, foi até sua penteadeira e pegando a escova, penteou seus longos cabelos, que agora já chegavam na cintura, deixando-os soltos e apenas adornando-os com uma discreta presilha rosa em formato de borboleta, apenas em um lado do cabelo. Sorrindo, apenas fez uma discreta maquiagem, para em seguida por fim pegar sua mochila cor jeans, com diversos botons fofos e um chaveiro de pompom cor-de-rosa.


- Bom dia. – cumprimentou felizmente sua família, já à mesa.
- Bom dia filhote, sente-se. – respondeu seu pai, colocando seu prato com o café da manhã à sua frente, o loiro sorriu, agradecendo, provando de seu delicioso café da manhã, ao som das animadas conversas de sua família, em um comum café da manhã.


(...)


- Lembre-se Naru, qualquer coisa é só me chamar. – seu irmão o lembrou, o fazendo assentir com um sorriso antes de descer, Deidara era sempre muito superprotetor consigo, talvez fosse hora de seu aniki encontrar um ômega, assim o deixaria um pouco em paz. 

 

Desceu do carro, despedindo-se do mais velho, para em seguida entrar à escola, recebendo como sempre muitos olhares em sua direção, a maioria deles com nojo e superioridade. Abaixou a cabeça, por que não podiam simplesmente entender que era diferente? Não melhor, nem pior, apenas diferente?


- Ohayo, Naruto-kun. – sorriu ao ouvir a doce vozinha às suas costas e girando-se encontrou com a figura de sua melhor e única amiga, a pequena Hinata. 

 

Hinata Hyuuga era uma linda ômega de um metro e cinquenta e seis de altura, longos cabelos azulados e preciosos olhos perolados. Era linda, delicada e amável, a única pessoa naquela escola que o aceitava exatamente como era. No passado, Hinata havia sido apaixonada pelo loiro, sem se importar com os gostos deste, mas após ambos conversarem, a azulada percebeu que jamais seria correspondida da forma que desejava, foi aí que desistiu e passou a ser a melhor amiga do diferente alfa.


- Ohayo, Hinata-chan, está linda. – o loiro falou, a ômega vestia uma simples blusa de manga comprida dobrada nos cotovelos, de cor bege, saia preta com pequenos corações rosa, cintinho marrom na delicada cintura e sapatilha da mesma cor.
- Estou? Obrigada. – sorriu agradecida a menina, tomando a mão do loiro, como sempre costumavam fazer, e indo rumo à sua sala, onde sentaram-se bem na frente, na primeira fila à frente do professor, Naruto na janela e Hinata a seu lado, lugar estratégico para eles, já que quanto mais perto do professor, menos incomodações para o Uzumaki.


(...)

 

O loiro suspirou sentado sozinho no recesso, sua amiga havia tido de ir embora às pressas, graças a seu cio que havia adiantado-se, e agora encontrava-se no jardim, comendo seu lanche isolado dos outros alunos. 

Ao longe pôde ver como um grupo de alfas vinha em sua direção e só pôde suspirar com cansaço, aqueles garotos sempre o importunavam, desde a vez há anos atrás na praia, onde um garotinho desconhecido o salvou, seu primeiro amor. Acabou sorrindo ao lembrar-se do pequeno menino, como estaria? Seria um forte alfa agora?


- Olhem quem se encontra sozinha? A aberração da escola. O que foi princesinha, sua amiguinha cansou de passar vergonha ao seu lado? – um dos gêmeos, Sakon, o falou, Naruto nada respondeu.
- O que foi aberração? O gato comeu sua língua? – dessa vez foi o outro gêmeo, Ukon, ambos eram idênticos e estúpidos da mesma forma.
- Me deixem em paz. – levantou-se para ir embora, porém acabou sendo impedido pela mão de outro deles, Kidomaro, o mais violento do grupo.
- Oh não gracinha, é falta de educação deixar os alfas falando sozinhos. Réplica barata de alfa. – o rapaz de pele amorenada falou, rindo de sua própria piada.
- Ou seria a réplica barata de ômega? – Sakon perguntou, fazendo a todos, a exceção do Uzumaki, explodirem em risadas.
- Será que também pode se lubrificar como os ômegas? – Kidomaro falou com malícia, levando uma mão abaixo do vestido do loiro, o fazendo se remexer incômodo para afastar ao maior.
- Me deixem em paz. – pediu mais uma vez, tentando arrancar as mãos do mais velho de seu corpo.
- Acho que deveríamos fazer um teste, ele quer tanto ser um ômega, quem sabe até engravida né. – Sakon falou novamente, fazendo todos rirem mais uma vez, as mãos de Kidomaro apertando com mais força ao loiro, até que...
- Estúpidos. – todos giraram-se ao mesmo tempo ao ouvir uma tediosa voz, deparando-se com um pequeno garoto, de cerca de um metro e sessenta, pele muito branca, cabelos e olhos negros como a noite, vestido completamente dessa mesma cor, um ômega.
- O que disse ômega? – Sakon girou-se na direção do garoto, encarando-o com superioridade.
- Além de estúpidos, são surdos. – respondeu o menor de todos, estalando a língua com o mais puro desprezo, para a fúria dos alfas, que soltando ao loiro, aproximaram-se ao moreno, rodeando-o de forma ameaçadora.
- Fale novamente o que disse... ômega. – Kidomaro falou entre dentes, tomando a gola da blusa do pequeno a fim de causar-lhe medo e irritando-se ainda mais quando ao invés de uma expressão assustada, o que surgiu na face do ômega foi um sorriso de canto.
- O que? Que são estúpidos, ou que são surdos? Não importa, já que ambos são verossímeis. – nenhum dos alfas assediadores havia entendido a última palavra, não eram muito inteligentes, haviam repetido de ano várias vezes, ainda assim tinham certeza que nada bom queria dizer.
- Vai se arrepender gracinha. O amorenado falou ameaçador, levantando o punho livre para desferir um soco na face pálida do garoto, esse que nunca chegou, já que o menor, sem dificuldade alguma e com uma força incomum para um ômega, torceu o braço que vinha em sua direção, o girando e o derrubando no chão, para em seguida socá-lo, deixando-o inconsciente, para o espanto de todos, que arregalaram os olhos. Jirobo, que até então assistia tudo, correu a socorrer seu amigo, também indo com o punho em alto, mas que foi detido pela mão do menor, que com a outra socou-o no queixo, para posteriormente dar uma joelhada na região íntima do alfa, que caiu ao chão de joelhos. Os gêmeos ao verem isso, apenas fugiram correndo, pensando em que deveriam escolher outro momento para pegar os dois esquisitos desprevenidos. Naruto só podia ver tudo com os olhos muito abertos.
- Inúteis. – ofendeu o ômega, para em seguida dar as costas e sair daquele lugar, sem nem se importar em falar com o loiro, que ao sair de seu estupor, correu em sua direção, alcançando-o já dentro dos corredores da escola.
- EI! ESPERA! – gritou o alfa, respirando de forma entrecortada ao finalmente alcançá-lo – Isso foi... incrível. Eu... obrigado. – o moreno arqueou uma sobrancelha e um incômodo silêncio se instalou no lugar, o qual intermináveis segundos depois foram quebrados pelo menor.
- Deveria se dar mais o respeito. – mencionou, fazendo o loiro entreabrir a boca em surpresa por tais palavras, antes de franzir o cenho, irritado.
- O que quer dizer com isso, idiota? Acha que por me vestir assim... – o Uzumaki começou a falar, sentindo-se ofendido, acreditando que o ômega lhe dizia aquilo pela mesma razão que todos naquela escola o ofendiam, por sua vestimenta e personalidade.
- Não falo disso, estúpido. – corrigiu o menor – Acha que sempre irá ter um idiota pra te proteger? Se pensa assim, é mais patético do que pensei. – Naruto apertou os punhos furioso pelo que ouvia, mas o moreno continuou, sem o deixar falar – Um alfa deve ser forte. E não o digo pelos estúpidos estereótipos, que para eles estou cagando... – o loiro entreabriu a boca novamente, surpreso pela forma tão suja e nada usual de um ômega falar – esse mundo de merda é cruel e se não aprende a se defender, te engolem vivo. Ninguém te respeitará se você mesmo não o fizer. Aprenda a se defender... e já ninguém o incomodará... – os negros olhos viajaram pelo corpo do alfa, de cima a baixo – independente de como se vista. – foi o último que o pequeno garoto lhe disse, antes de se perder entre os longos corredores da escola, o qual havia novamente ingressado. Naruto estava paralisado e em sua mente as palavras do ômega retumbavam sem cessar, estaria este desconhecido certo?
 


Notas Finais


Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...