História Contramão - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Black Pink
Personagens Jennie, Lisa
Tags @taelevando, Fluffy, Jenlisa, Song-fic
Visualizações 38
Palavras 878
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Fluffy, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HEY
bom, cá estou eu, dudao, com um jenlisa bem fluffyzin, pq otp né mores.

essa one, é uma song!fic apartir da música contramão do Gustavo Mioto (link nas notas finais) que é bem bonitinha.

E essa one foi betada também! Pela Madu (perfil dela nas notas finais) *-*.

Chega de enrolação, e vamos para a one-shoot.

Boa leitura anjos *-* ♥

Capítulo 1 - Único; Deixa eu pousar em você.


               JenLisa 

Lalisa tinha um histórico de amores fracassados deveras grande. Saiu de casa muito nova, pois, não tinha apoio algum seus pais, apenas sabiam lhe criticar.

Lalisa se afogava em bebidas na maior parte do seu tempo livre, tentava escapar do trabalho para beber, lamentando-se do quanto era uma fracassada.

Quem olhava Lalisa, a achava uma mulher de atitude, com força e foco. Mas, ninguém sabia da pobre menininha frágil e sensível que é por dentro.

Até conhecer a Kim. A bela moça que trabalhava em uma padaria qualquer, com um coração enorme e uma moça de família. O contrário de Lisa.

Tudo em Jennie atraía Lalisa, seu cheiro de baunilha, seu sorriso contagiante, seu jeito delicado e responsável. Tudo. E Lalisa sabia, que o que sentia por Jennie não era uma paixãozinha qualquer.

  Me fala qual é o seu perfume

       Que ainda hoje eu vou   

                  comprar
  Tô sentindo minha vida tão   

                sem cheiro
    E eu já sei qual quero dar.

Lalisa atirou os saltos sobre o tapete felpudo com a garrafa de vodka em mãos, jogou-se no sofá felpudo, virando a garrafa de Valeska na boca, sentindo sua garganta arder e seus olhos lacrimejarem.

Soltou a garrafa sobre o chão, fungando, com seu nariz vermelho de chorar, puxou o celular do bolso de sua saia lápis. Digitando uma mensagem para a melhor padaria da cidade lhe trazer um doce qualquer. Não queria doce nenhum, queria pelo menos ver a Kim, sentir seu cheiro, e ver aquele sorriso que lhe acalmava tanto.

Ficou tentando não chorar mais, até aqueles vinte longos minutos que demoravam para uma simples entrega, de um simples doce. Quando a campainha tocou, Lisa sentiu seu coração falhar algumas batidas, mas ignorou e levantou do sofá, sentindo sua cabeça doer e tudo girar.

Abriu a porta, dando de cara com Jennie. A Kim como sempre, usava uma calça clara com blusas rosas, junto à seu avental por cima das vestimentas. Também tinha um sorriso no rosto, mas ele foi desmanchando ao ver a situação que Lalisa se encontrava.

— Lalisa você bebeu? — Perguntou a Kim, preocupada.

Lisa mal ouviu, estava distraída demais observando cada detalhe do rosto de Jennie, de como seus cabelos presos ficavam uma graça, ou de como seu cheiro emanava de seu corpo e atingia suas narinas.

A Kim suspirou. Ver Lisa naquela situação já era costumeiro, mas nunca havia visto ela tão mal quanto naquele momento.

— Lisa você…

— Entra logo Kim.

Mesmo bêbada, continuava arrogante.

A Kim entrou, observando o belo apartamento de Lisa, não muito grande, mas bem organizado. Tirou os tênis, e seu avental, deixando-o por cima de um sofá.

Caminhou sobre o tapete felpudo até a mesa de centro, deixando a caixa com alguns donuts dentro, e colocando a destra na cintura, para encarar Lalisa que observava Jennie.

— Lalisa o que está acontecendo com você? — Disse séria e pegando a garrafa de Vodka. — Isso é Vodka?!

Suspirou pesadamente, enquanto Lisa coçava a nuca, envergonhada de si mesma.

— Kim, eu não sei… Jennie, desde que saí de casa, tudo piorou disse, começando a andar até Jennie. — Mas aí eu vi você. Alegre e harmoniosa com todos, esbanjando alegria…eu te admiro Kim Jennie. E, o que eu quero dizer é… ah, esquece, quanto ficou os donuts?

— Você 'tá apaixonada por mim, é isso?

Lalisa assentiu, de cabeça baixa.

Não quero ser precipitado

      Muito menos te assustar

      Mas é nesse teu sorriso
   Que o meu beijo quer morar.

Jennie suspirou, e sentou-se no sofá, cruzando os braços.

— Por que não me falou? — disse, encarando a loura que a olhava. — Sabe Lisa… é péssimo ver você assim, bêbada. Nem sabe o que eu ‘tô falando direito.

— Eu ‘tô tonta, mas não tenho amnésia Kim.

— O que eu quero dizer, é que é ruim ver você bebendo e sofrendo. Poxa Lisa, eu te amo tanto…

Lisa sorriu fracamente, puxou Jennie pelas mãos, e abraçou seu pescoço. Com os rostos próximos, quase colando seus narizes, disse baixinho. — Eu conheci o amor, só de te olhar. — Disse, e Jennie sorriu minimamente, antes de puxar a cintura de Lalisa e selar seus lábios calmamente.

             Conheci o amor

               Só de te olhar

       Tava quase congelando
       Você veio pra esquentar.

O beijo era calmo, ninguém estava com pressa alí.

Jennie botou todo ser amor por Lalisa naquele beijo. Podia sentir os lábios doces da Lisa. A mulher durona, arrogante, mas que era tão frágil como uma porcelana.

E Lisa, sentia toda a paixão arder, enquanto o calor do corpo de Jennie a invadia por completo.

Lisa sentiu seu coração se aquecer, ele estava quase congelando, mas Kim estava ali, para esquentá-lo, para lhe proteger dos males do mundo, e para lhe amar. Era tão gostoso saber que aquilo era recíproco.

Com as mãos no rosto de Kim, Lisa encerrou o beijo, e a abraçou chorando, enquanto ouvia a risada gostosa de Jennie, queria xingá-la, mas estava muito acolhida e aconchegada nos braços da mesma.

Deixou as lágrimas molharem a blusa rosa de Jennie, enquanto sentia ser guiada para o sofá, e ser ainda mais acolhida nos braços da maior.

— Jennie, eu te amo…

— Eu também te amo Lalisa.

Lalisa adormeceu nos braços de Jennie. E nem a bebida faria ela esquecer, o melhor momento da sua vida.

   Conheci o amor

       E ele me fez ver
  Que eu voei tempo demais
   Deixa eu pousar em você.



Notas Finais


música » https://youtu.be/5iUoik-9hVI
perfil da Madu » @hiscarletti
capa por » @mooneys

até mais( ˘ ³˘)♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...