História Contrastes - Capítulo 4


Escrita por:

Visualizações 94
Palavras 1.108
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


┍ Reservado, fechado, tímido e envergonhado. Chen, um jovem de 24 anos, programador de Games muito bem empregado na Coreia do Sul. Porém, não era realizado. Seu maior sonho também era seu maior desafio: sempre quis ser cantor lírico, mas sua personalidade reservada lhe impedia correr atrás de sua ambição. Tyullib, uma publicitária de 24 anos que não era nada comum. Originalmente da Nova Zelândia, vivia na nação sul-coreana desde os três anos. Extravagante, alegre, feliz, criativa, ousada, desavergonhada, incomum, colorida, comunicativa, espirituosa. Se vestia de maneira estranha e tudo em si era diferente. Ambos eram o contraste um do outro. Contudo, o mundo de Chen ficará de cabeça para baixo quando se vê dependente da ajuda da pessoa mais estranha que já conheceu para seguir seu sonho um tanto improvável. ┒

Chen teria de enfrentar seu maior desafio para não desistir do que ele achava mais belo em si.
Mas este seria apenas o principio do seu desafio diante a sua timidez.
Tyu ainda irá lhe fazer enfrenta-lo muito mais.

Músicas para este capítulo:
✧ EXO – Overdose
✧ BTS – Boy In Luv
✧ Girls Generation – Lion Heart
✧ VIXX – Love Letter
✧ BTS – Butterfly
✧ Big Bang – Let’s Not Fall In Love

Capítulo 4 - Capítulo 04 JUNTOS NO DILÚVIO


Fanfic / Fanfiction Contrastes - Capítulo 4 - Capítulo 04 JUNTOS NO DILÚVIO

Apesar do dia ter começado tão ensolarado, assim que chegou o início da noite, uma forte chuva começou a cair. Era uma chuvarada muito forte. Lembrava uma chuva de verão, daquelas que começam do nada e se vão também do nada.

O cheirinho do solo logo se transformou em "terra molhada" e Tyu percebeu que teria de esperar essa tempestade parar para voltar para casa. Não poderia andar de patins, embora amasse se molhar na chuva. Era perigoso pois estava escorregadio. Por mais que ela houvesse levado seu guarda chuva amarelo e seu All Star azul deveria permanecer lá até chuvarada parar.

⋮ Tyu On ⋮

⎯⎯ Aishhhh ⎯⎯ resmungou ela ao ver a tempestade que caia. Ela havia acabado de chegar ao andar térreo e estava pronta para voltar para casa. Mas teria de esperar um pouco mais.

Sem nada para fazer, começou então admirar a chuva. Viu algumas pessoas correndo para não se molharem. Achou a cena meio engraçada. "Coitadinhos. Ao menos estou seca", pensou. Estava entretida se divertido com o cenário, quando ouviu uma respiração acelerada. Olhou para o lado. Chen estava “encolhido” no outro canto. Parecia querer se encolher à ponto de atravessar a parede. Ela sabia que era vergonha de falar com ela. Embora um pouco excêntrico, o achou fofo.

A grande verdade era que ela o achava por inteiro fofo e gracioso. Por mais que ele convivesse com sua dificuldade de se comunicar e fosse terrivelmente introvertido, ela amava cada jeitinho estranho dele. Queria poder ajudá-lo de alguma forma a superar esse medo de conversar com os outros, dessa timidez que quase o controlava.

Ainda filosofando nisso, se lembrou que tinha o guarda chuva “sobrando”. Pensou então em oferecer a ele, já que ela não iria usá-lo. "Talvez ele não tenha como voltar devido à isso… "

Foi até onde ele estava. O menino não conseguia disfarçar a sua cor avermelhada. Era puro rubor. Constrangimento porque teria de falar com ela. Foi rindo que Tyu falou para si mesma: "Mas céus Chen, por que tava timidez?"

⎯⎯ Oi Chen.

⎯⎯ O-oi Tyu.

⎯⎯ Que chuvarada essa hem? ⎯⎯ disse ela se divertindo.

⎯⎯ Pois é…

⎯⎯ Deixe-me te dizer, você está sem um guarda chuva? ⎯⎯ perguntou sem mais delongas. A essa altura Chen já não estava mais se encolhendo e querendo se enfiar em algum buraco aparente, mas ainda falava olhando para baixo, evitando contato visual.

⎯⎯ Na realidade não tenho. Por que?

⎯⎯ Por que de nada adianta eu tê-lo e iria te oferecer. Eu vim de patins hoje e terei de esperar a chuva parar para de ato voltar para casa. Eu estava pensando em te emprestar.

⎯⎯ Ah. Bem, eu estou de bicicleta ⎯⎯ falou dando uma pequena abertura para que ela pudesse ver o veículo que estava escondido ao seu lado. Abaixando a cabeça e voltando para Tyu, disse: ⎯⎯ também terei de esperar… mas o-obrigado.

⋮ Chen On ⋮

"Caramba menina. Você se veste tão…  diferente" , pensou Chen enquanto estavam em silêncio. Ela o havia oferecido seu guarda chuva, mas de nada adiantaria, pois estava de bicicleta e não poderia pedalar o segurando. Estavam então os dois "atolados" ali, até a chuva passar.

Pela primeira vez ele pode ficar assim tão perto dela ao ponto de olhar cada detalhe aquele seu estilo que lhe chamava tanto atenção. Apesar dela ser colorida e vibrante como glitter, notou que era bondosa. Bom, ao menos parecia. Ela havia oferecido seu guarda chuva. A achou estranha, porém gentil. era excêntrica, isso não tinha dúvida. Mas de certa forma, gostou dela.

"Opa, mas peraí, como ela disse que chegou até aqui?!" lembrou ele pasmado o que havia falado. Chen só tentava imaginar aquele menina que deveria ter a mesma idade que a dele andando em algo que a última vez que usou foi na primeira infância. A curiosidade o fez perguntar (como muito esforço):

⎯⎯ Você veio até o trabalho de patins?

Com a maior tranquilidade e maturidade que Chen não contava, ela disse num sorriso:

⎯⎯ Sim!

⎯⎯ Ok… ⎯⎯ “estranha”.

Silêncio novamente. Mas desta vez foi devido ao barulho que a chuva fazia. Sua intensidade só aumentou, para o azar de ambos. E não parava. Deu meia hora, uma hora, uma hora e meia, quase duas e nada. Já estava ficando tarde e ambos começaram a ficar preocupados.

Chen cogitando em pagar um táxi (que iria sair caro, por sinal) ouviu Tyu dizer:

⎯⎯ Chen, já são quase dez e meia da noite. Se não formos embora vamos ficar presos aqui na empresa ou dormir com o segurança.

Apesar de parecer exagerado, ela tinha razão. Em breve a empresa fecharia e eles ainda estavam lá. Chen desistiu de esperar a chuva passar, portanto pensou em ir a pé, pois não estava querendo gastar com transporte. Mas teria de deixar suas coisas lá no trabalho, pois o que carregava na mochila era praticamente tudo tecnológico. Ou seja, não poderia molhar. Como não tinha guarda chuva, disse para ela:

⎯⎯ Tyu melhor você ir. Eu vou deixar minhas coisas no nono andar para não molhá-las e seguir a pé mesmo.

⎯⎯ Nessa chuva violenta?!

⎯⎯ É né…

⎯⎯ Não Chen.

⎯⎯ C-como? “Mas o que ela está pensando?!”

⎯⎯ Eu vou deixar meu patins também no nono andar e vamos juntos nesse guarda chuva. Não vou tranquila sabendo que você foi sozinho se molhando nesse temporal. Não mesmo. Vai pegar uma pneumonia que vai te matar.

⎯⎯ N-não seja exagerada Tyu ⎯⎯ “eu não vou no mesmo guarda chuva que ela, não vou”, pensou Chen preocupado, quase que desesperado.

⎯⎯ Aish, pare de frescura. Não vou deixar você dormir aqui hoje, muito menos ficar doente desta maneira. Eu moro à 15 minutos daqui. chegando em casa te dou o guarda chuva e voc…

A cortando tentando ao máximo não mostrar que iria explodir, Chen disse:

⎯⎯ N-não precisa tyu! De verdade! E-eu não, quero dizer, não tem problema ir e me molhar.

⎯⎯ Chen, está caindo um dilúvio. É até perigoso eu e você irmos sozinhos. Sabia que uma pneumonia forte pode acometer as cordas vocais? Pumões? Você iria perder sua bonita voz Chen!

"O QUE?" Ela não precisou dizer mais nada. Ficar sem sua voz era um pesadelo que Chen Tinha desde que sonhava em ser cantor. E ainda tinha. Não queria perdê-la por nada. Era seu orgulho, o orgulho de seu avô. Sua voz. Quando recitava ou cantava para ele, se sentia pleno. Perder sua voz era como perder seu avô pela segunda vez. Teve de aceitar este absurdo então. Teria de ir com ela no guarda chuva.


Notas Finais


Não percam os próximos!
▹ Shelse Alves


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...