1. Spirit Fanfics >
  2. Contratada Para Amar >
  3. Capítulo 7

História Contratada Para Amar - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Bom, acho que hoje o capítulo não vai ser muito longo. Tô meia sem tempo por conta das aulas, então se eu demorar pra postar vcs já sabem que eu tô estudando KSKSKSS❤

BOA LEITURA ❤

Capítulo 7 - Capítulo 7



Marinette estava derrotada e sem forças para lutar contra aquele traste, mas mesmo assim foi até a casa do loiro, seguindo o endereço. Vestida com aquela lingerie preta que havia mandado, saiu anoite e não deu satisfações para o Luka. 

Chegando lá, bateu levemente na porta, logo ouviu passos e o mesmo a recebeu. Ele trancou rapidamente e foi até a sua direção, abraçou o seu corpo e beijou sua nuca, sentindo o cheiro doce de seu perfume. 

A mesma virou o seu corpo e estava cabisbaixa, Adrien pegou em seu queixo e ergueu o seu rosto, colou seus lábios a sua boca, iniciando um beijo forçado. Ele se concentrava com uma mão em sua cintura e a outra em seu rosto. 

— Chegou cedo por que? — pergunta ele logo depois de separar os lábios. 

— Como você disse... Estou com a Alya nesse momento.

— Muito bem. — Falou tirando o seu casaco que cobria seu corpo. — Eu disse que preto daria certo pra você! 

— Não tente ser carinhoso comigo, Adrien. Aproveita logo que graças ao Luka estou de bom humor!

— Vou te deixar mais excitada primeiro, que tal? Afinal de contas... hoje vai durar um pouco mais... 

— Vai fazer o que? Enfiar seus dedos em mim e fazer massagem? Nem pensar! 

— Então você prefere o que? Que eu te morda? 

— Não! Isso não é nem um pouco confortável! 

Adrien tomou uma atitude selvagem, a pegando no colo e a levou até a cama, jogou ela sobre o mesmo, ficou diante de seus olhos e começou a tirar suas roupas rapidamente, deixando todas as partes a mostra.

— Vou te mostrar um sexo bem diferente! — Caiu por cima da mesma, a beijando brutalmente e sem piedade, mordeu o seu pescoço inteiro e mordiscava seus seios, rasgou a sua calcinha e tirou o seu sutiã bem devagar, lambeu sua vagina fazendo todos os movimentos possíveis com a língua. 

Marinette gemia e dava gritos ao mesmo tempo, se encheu de vontade, agarrou os lençóis da cama a cada movimento que Adrien depositava. Ela recebeu palmadas por todos os lados de sua bunda, deixando a sua pele branca bem avermelhada. O calor ardente subia pelo organismo, pedindo por mais estocadas. 

Ele segurava seu cabelo azulado e se afundava cada vez mais em seu ventre, o deixando ofegante.  O loiro se desgrudou da mesma tentando respirar e seu corpo descia o suor salgado do calor.

— Isso foi incrível! — Falou ofegante. — adimita que gostou!

— Foi bom só pra você, Agreste. 

— Por que você tá impossível hoje? — Falou ao se deitar por cima de seu corpo, beijando seu ombro. — Preparada? 

— Como assim? 

— Não vá me dizer que não aguenta mais uma! 

***


Algumas noites se passaram e Adrien tornava cada dia ser diferente. Marinette até que se acostumou só que as coisas com o Luka estavam diferentes. Ele passou a reparar as horas que ela chegava em casa, todos os dias uma lingerie nova no closet, mas fazia tempo que eles não se divertiam como antes. 

— Onde você vai? — Questionou cruzando os braços e a vendo colocar uma roupa nova. — A Alya te chamou de novo? 

— Não se preocupe. — Respondeu para quem estava conversando no celular. — Que tal lançarmos o je'te aime hoje

— Marinette! — gritou pelo seu nome que a fez notar rapidamente. 

— Só um minuto, Adrien. — Colocou a chamada em espera. — O que foi? 

— Eu te perguntei uma coisa e você só vive saindo todas as noites, eu nem sei com quem, mas isso tá estranho! — Falou enchendo sua paciência. 

— Luka, não é nada demais... é só 

— Nada demais? Qual foi a última noite que passamos juntos naquela cama? — perguntou apontando o dedo para a cama, depois voltou colocando a mão na cintura. 

— Não me lembro...

— Não acha que eu tenho o direito de saber o que tá acontecendo? 

— Você disse que... queria ter filhos, certo? Eu só precisava de um pouco de tempo pra me decidir... — Falou mudando de assunto e indo em sua direção. — Acho que esse forninho pode abrir uma exceção!

— Eu acho que não é uma boa ideia, aliás, você anda ocupada demais pra ser mãe...

— Não. Claro que não. — Disse ao aproximar seu corpo ao dele, levantou os braços e o abraçou. — Tem razão, estou ocupada demais este mês.

— Onde está aquela mulher que eu conheci, Marinette? — Disse separando o abraço. — Eu acho melhor... dar um tempo.

— O que? Dar um tempo!?  

— Vai ser difícil, mas é o melhor a ser feito. 

— O que!? Não! Não pode acabar!

Luka não pensou em mais nada e apenas pegou o seu violão, pegou as chaves de sua moto e saiu furioso batendo a porta. 

A azulada se sentou ali em sua cama, limpando as lágrimas que caíam do seu rosto, borrando sua maquiagem. De repente alguém bate à sua porta, ela corre em direção e pensando ser alguém que esperava, mas quando abriu não era quem esperava. 

— Adrien? 

— Estava esperando outra pessoa? — agarrou a mesma pela cintura e colou seus lábios iniciando um beijo ardente e calmo. 

— Vai com calma. — Disse separando os lábios e se afastando, logo fechou a porta. 

— Você tá sozinha? — perguntou ao encara-la. — acabei de ver o seu namorado sair daqui.

— Eu acho que ele terminou comigo, pediu um tempo, mas acho que ele volta. 

— Acabou de melhorar o meu dia! Espera, terminaram mesmo? — Disse sorrindo. 

— Eu não sei que desculpa invento dessa vez... já disse várias vezes que estava com a Alya, não sei se dá pra continuar com isso.

— Não pode desfazer o contrato vai perder tudo. — se aproximou da mesma. — Então por que deixou ele ir embora se gosta tanto dele?

— Não sei...

— Você ainda sente algo por ele? — Perguntou ofegante em seu ouvido. — Ou será... por mim? 

Antes de mais nada o loiro a agarrou pelo colo se direcionando ate o sofá, que caíram nele e ele ainda por cima do seu corpo, começou a beija-la intensamente. Falta mais alguma coisa para Marinette sentir algo por Adrien? 

O misterioso ainda escondia um segredo a mais nesse interesse pela mestiça, apesar de ter sido forçado a fazer muitas coisas, ele sempre amava Marinette. Kyoko sempre foi demais para ele e também nunca poderá dar um herdeiro para a família, então ela foi o seu único alvo, e teria que fazer o possível para conquista-la.







Notas Finais


Espero terem gostado, né?
Se quiserem a continuação eu ainda edito esse capítulo com mais um pedacinho, depois vocês dão uma conferida!
Comentários sempre bem vindos!

BEIJOS❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...