História Contrato de amor (Min Yoongi) - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Amor, Bts, Fluffly, Romance, Suga
Visualizações 87
Palavras 1.163
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capitulo novo, qual será o tal presente heim?

Capítulo 17 - O presente de aniversário


Quando chegamos na casa dele, ele ja foi me enchendo de água, eu tentava negar fazendo birra, mas ele insistia.

—Anna, você tá parecendo uma criança malcriada, toma logo essa água —ele tentava agir sério, mas eu provavelmente estava agindo de forma estranha demais, o que o fazia gargalhar

—Não quero água. Quero beijo —dizia enquanto fazia um bico de olhos fechados, esticando os braços em sua direção.

—Te beijo se você beber água, sua beijoqueira. —ele levou o copo até minha boca me forçando a beber. Bebi daquela água, mas o gosto parecia horrível, só bebi porque queria meu beijo mesmo

—Agora beijo, beijo—Ele veio até mim e segurou meu rosto delicadamente e selou nossos lábios, mas foi rápido demais, logo nos afastou novamente —Isso não é beijo, MinMin

—Que que te deu pra me chamar assim agora, heim? —ele ria

—Eu acho fofo —abaixei a cabeça —você não me quer, Yoongi?

—Claro que eu quero, se você não tivesse feito o favor de beber tanto, eu não estaria fazendo tanto esforço para me segurar agora, mas você ta ai, caindo de bêbada.

—Que bobagem, isso não é desculpa—cruzei os braços—Achei que esse era meu presente misterioso.

Ele suspirou e me deu um longo abraço

—Não seja boba, eu estou louco por você e a cada dia fica pior. Você não faz ideia do que faz com meu psicológico e com meu corpo. —ele separou nossos corpos —agora toma essa água, por favor— eu cedi e bebi mais água do que eu poderia aguentar, só por ele.

(...)

Yoongi estava preparado— rapidamente— uma sopa pra mim, enquanto o mesmo estava no fogão, eu o observava com admiração para sua bunda, falava umas gracinhas obscenas também, estava aproveitando o efeito do álcool para dizer o quanto eu o achava gostoso, já que eu não tinha coragem quando estava sóbria. Tomamos aquela deliciosa sopa bem rápido, Yoongi tinha esperança que isso me deixaria mais lúcida, mas o efeito do álcool ainda estava forte em mim.

—Vem, vamos tomar um banho, essa é minha última tentativa de te deixar sóbria— disse sério—depois vou te colocar pra dormir.

Eu pulei em seu colo, prendendo minhas pernas em seu quadril e meus braços em seu pescoço, afundei meu rosto em seu pescoço e fiquei paradinha ali. Ele segurou bem firme, uma mão na minha cintura e a outra abaixo do meu bumbum, eu arfei baixinho, mas continuei parada, então ele começou a andar em direção ao banheiro, chegando neste, ele me sentou no vaso. Ele me olhava nos olhos com a expressão séria, enquanto se agachava na minha frente, eu olhava pra ele sorrindo, então levantei meus braços

—Que foi?—ele perguntou arregalando os olhos.

—Vai me dar banho com roupa? —inclinei minha cabeça um pouco, com cara de dúvida. Ele apenas suspirou e começou a levantar lentamente meu vestido, o retirando por cima, mas deixou ele preso na minha cabeça de propósito e começamos a rir. Quando enjoou de rir de mim e tirar fotos da minha cara, tirou o resto do vestido, me deixando apenas de calcinha e sutiã. Eu percebia que ele estava nervoso e seu autocontrole era impressionante.  

Ele me levou pro chuveiro com minhas roupas intimas mesmo, ele permaneceu em suas roupas, afinal ele só queria me dar um banho gelado para cortar o efeito da vodka, mas eu não desgrudava dele, então ele acabou se molhando também. Eu resmungava bastante por conta da água gelada, mas estava feliz por ele estar ao meu lado. Depois do banho, ele me secou e me trocou tentando não olhar, eu ria e tentava me oferecer pra ele, mas logo eu estava vestida com seus moletons, ele se trocou rapidamente no banheiro enquanto eu tentava espiar. Nos sentamos em sua cama, eu estava de costas pra ele enquanto ele secava meus cabelos —cuidadosamente— com a toalha, quando de repente envolve meu pescoço em seus braços.

—Você nem me deixou te dar seu presente hoje—ele dizia com vozinha de triste, enquanto fazia um biquinho.

—Desculpa, eu nem bebi tanto, mas fiquei bêbada que nem um guaxinim manco—nós dois rimos

—Espera aqui—ele disse enquanto se levantava da cama e ia até seu armário. Ele se virou para mim novamente bem rápido, mas agora tinha uma caixinha vermelha, nas mãos.

—Que isso?—disse olhando curiosa

—Abre, é seu presente—falou me entregando a caixa e se sentando ao meu lado na cama

Dentro da caixa, haviam algumas fotos nossas, tiradas por paparazzis eu ri e olhei pra ele com cara de boba

—Sério isso?

—Continua, não acabou, isso era pra ser só uma piadinha sem graça—ele dizia me incentivando a olhar o restante da caixa

Lá dentro, encontrei um colar, com um pingente de um coração, uma das joias mais lindas que já vi, o pingente se abria, revelando duas pequenas mensagens, uma de cada lado. “Seja minha” de um lado e “Meu anjo” do outro. Meu rosto estava quente, eu virei para Yoongi e o abracei apertado, minhas mãos envolviam seu pescoço, as dele apertavam minha cintura, eu beijei seu pescoço suavemente e ele aproximou nossos rostos e selou um beijo, cheio de carinho. Ele pediu que eu me virasse para que pudesse colocar o colar em meu pescoço, após colocá-lo, apoiou seu queixo em meu ombro e disse

—Te amo—meu corpo estremeceu de felicidade. Nessa hora, eu sentia um sono quase incontrolável, provável efeito do álcool, mas eu tentava disfarçar.

—Olha, não sei se ainda tô bêbada, mas acho que ouvi o Min Yoongi dizer que me ama—dizia enquanto fingia falar com um amigo imaginário

—Sua boba—falou enquanto me virava pra ele novamente, ele passava a mão pelo meu cabelo úmido —Te amo—selou seus lábios em minha testa —Te amo

Eu olhei séria para o mesmo, meu coração batia mais forte do que o de costume, minhas mãos estavam molhadas de suor, minhas pernas tremiam

—Te amo—disse finalmente. Dei um beijo nele, um beijo intenso e apaixonado, ele me agarrou pela nuca e aprofundou nosso beijo, eu passava minha língua em seus lábios e ele mordia os meus

—Você tá bêbada, vamos deixar pra outra outra—falou separando nossos lábios, mais ainda me segurava com força

—Eu to bem—menti —Não acho que consigo esperar mais—disse o olhando para seus lábios. Eu só queria sentir seu toque em meu corpo. Sentei em seu colo de frente, deixando uma perna de cada lado de seu corpo, ele me segurava mas ainda estava relutante, eu  beijava seu pescoço com luxúria, fomos deitando lentamente. Suas mãos agora estavam entrelaçadas em minha cintura, quando nos deitamos, parei de agarrá-lo e ele começou a depositar beijos em meu pescoço muito suavemente, era obvio que ele não iria fazer nada comigo naquele estado. Finalmente fui vencida pelo álcool e acabei dormindo, ali mesmo, em cima dele.

 

“Seus braços apertaram ainda mais a cintura de Anna, então adormeceu também”

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...