História Contrato de amor (Min Yoongi) - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Amor, Bts, Fluffly, Romance, Suga
Visualizações 26
Palavras 1.140
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Penultimo capitulo com gostinho de final
O proximo é apenas o epilogo
Não revisei, apesar de ter escrito há um tempo, não quis reler antes de postar, porque se não, ia acabar desistindo de publicar.
Obrigada a quem teve paciência de chegar até aqui.

Capítulo 26 - Um final clichê (penultimo capitulo)


—QUE?—dei um grito de susto—mas como?

—Você quer mesmo que eu explique de onde vem os bebês?—falou debochado

—Idiota—dei um tapinha em seu ombro—Quero dizer, a gente só fez aquilo duas vezes e você usou camisinha, faz maior tempão que a gente não faz nada.—falei com a voz fraca

—A gente não usou camisinha no dia em que assumi a presidência e, sinceramente, esqueci de te falar pra tomar remédio.

—hm—eu estava em choque, tentava me expressar, mas ao menos sabia o que estava sentindo—Que que a gente vai fazer?

—Ter um bebê, ué—disse aproximando seus lábios dos meus e selando-os.— Vou chamar Jin pra te explicar tudo isso melhor, tudo bem?

Ele saiu da sala e logo os três voltaram, cada um tinha um sorriso largo nos lábios, Ellen me abraçou, percebi que ela tinha lágrimas nos olhos

—Então Anna, como eu ia dizer, quando a senhorita me interrompeu, achando que precisaria tomar remédios, você teve uma crise de ansiedade, mas o desmaio foi provocado por fraqueza devido a gravidez, você está com falta de ferro e algumas vitaminas.

—Achei que os enjoos que estava sentindo eram por causa da ansiedade—falei incrédula

—Provavelmente por isso não notou as outras alterações, os sintomas da gravidez variam e os seus meio que foram abafados pela ansiedade. De agora em diante você deve se cuidar para que não tenha outras crises dessas, tudo bem?

—Fala isso pro seu amigo, ele me deixou estressada nessas últimas semanas

—Então, papai—disse Jin se virando para Yoongi—trate de fazer um esforço para que a mamãe e seu bebê fiquem saudáveis, entendeu?

—Tá todo mundo contra mim nessa bosta, é isso mesmo?—coçou a cabeça—tudo bem. Por falar nisso Anna, o que eu queria te dizer antes de você passar mal, é que, normalizei as coisas na empresa e tenho férias para tirar, já que trabalhei esses anos sem descanso. Namjoon concordou em ficar no comando de tudo durante algumas semanas, o que quer dizer que finalmente podemos passar mais tempo juntos e até mesmo fazer uma viagem, se você quiser.

—Viagem? Então você não ta me traindo com aquela água de salsicha?

—Maluca. Ela ta com Nam, te falei que ele gostava dela, inclusive ela estava me ajudando a achar um lugar legal pra gente ir—revirei os olhos, mas a verdade é que eu estava feliz por tudo isso ter acabado de uma forma boa. Estava mais feliz ainda de saber que tinha uma sementinha crescendo na minha barriga e que, era um mini Yoongi

—Nada de viagens até Anna se recuperar dessa anemia e também temos que ter certeza que o bebê está fora de perigo—disse Jin interrompendo nosso momento

—A gente ainda pode ver filmezinho e dormir de conchinha—disse sorrindo e beijando o dorso da mão de Yoongi, ainda achava inacreditável que eu fosse mesmo ser mãe—Quando eu vou poder ir pra casa, Jin?

—Bom, como já ta tarde, você vai passar a noite aqui. Amanhã cedo te dou alta, mas ainda vou ficar no seu pé

—É, quero meu sobrinho saudavel—disse Ellen finalmente—Vem Jin, deixa eles conversarem. Precisam de um tempo sozinhos, a cama é bem grande dá pros dois —disse piscando pra mim, Yoongi nem esperou que os dois saíssem e se deitou ao meu lado, nos olhamos por incontáveis segundos, o mundo havia parado ali, fui despertada dos meus devaneios quando ele levou suas mãos até minha barriga e começou a acariciá-la gentilmente

—Oi bebezinho, aqui é seu pai—disse olhando pra minha barriga—Eu prometo cuidar de você e da sua mãe. Fala pra ela que eu a amo muito, acho que ela ta meio chateada comigo

Juntei minha mão as dele e comecei a falar

—Nenem, diz pro seu pai que eu também o amo muito, não estou chateada, só tive medo de perdê-lo

—Anna, não tive a intenção de te deixar louca, achei que uma surpresa te deixaria feliz, se soubesse não tinha..

—Não se preocupe, a gente tá bem agora. Nós três—falei rindo, não acho que minha ficha caiu definitivamente, mas eu estava feliz.

 

Yoongi queria casar o quanto antes, mas eu não aceitei. Queria ter o bebê primeiro, não queria me casar as pressas por causa da gravidez. Ainda mais com uma gestação de risco, meu coração não aguentaria toda felicidade de me casar com o homem que amo, fora que Jin me proibiu de ficar muito tempo em pé, tive até que trancar o período na faculdade, pelo menos até o bebê ficar em segurança e eu também.

Nós teríamos todo o tempo do mundo para dizer o sim, pra mim, isso era mera formalidade, pois eu já sabia que queria estar todos os dias da minha vida com ele e com nosso bebê. Mas alguma coisa sobre a empresa e mídia, fazia com que Yoongi insistisse em que casássemos no mais tardar no primeiro mês do nosso filho, ou filha.

Apenas concordei com tudo aquilo, apesar de achar que seria gastação de dinheiro atoa.

[...]

Eu ficava o dia todo em casa entediada, vendo séries e conversando com yoongi, que durante a gravidez passou a trabalhar a maior parte do tempo em casa. Uma coisa muito fofa de sua parte

Jin e Ellen passaram a morar juntos, ele não queria que ela ficasse sozinha em casa, já que o chato do meu noivo insistiu que eu fosse morar em sua casa

 

— Eu acho que é menina — Yoongi disse enquanto estavamos deitados na cama, ele acariciava minha mão e a segurava

— Hm? Sempre quis ter uma menina, mas acho que vai ser um mini Yoongi — sorri olhando para ele — mas não me importo com isso

— Imagina só, uma menininha de vestido rosa e lacinho na cabeça engatinhando pela casa — suspirou —ou um molecão levado dando uma gargalhada gostosa

— As fraldas sujas, as noites sem dormir — falei de deboche

— Isso não é nada, mães são pra isso — ele ria

— Aé? — dei um tapa em sua mão — não vou nem dizer o que Jin me disse hoje então

— O que ele disse? — sua voz carregava um preocupação — nosso bebê tá bem?

— Está ótimo, na verdade. Eu não estou mais com anemia — revirei os olhos — só não liberou fazer certas coisas. Que injusto, só fiz essas coisas duas vezes e já engravidei, nem sei se gosto realmente disso

— Quando o bebê nascer a gente faz isso até cansar, não se preocupa

— Acho que você não sabe como os bebês funcionam, Yoon.

— Acho que você não sabe como os padrinhos podem ser úteis

Não via a hora de poder colocar as mãos no meu noivo, não podia esperar a hora de ter meu bebe em meus braços, mal podia conter minha ansiedade em nos tornamos uma familia de verdade.

 


Notas Finais


Clichêêê


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...