1. Spirit Fanfics >
  2. Control >
  3. Somos nós de novo?

História Control - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Somos nós de novo?


Fanfic / Fanfiction Control - Capítulo 5 - Somos nós de novo?


(Dez meses depois)

A ansiedade era o principal sentimento que ocupava o corpo de Minho, este que estava agora em um voo para seu país natal. Com o coração a mil e um sentimento de saudade e nervosismo por saber que veria Jisung logo, mas com um toque de confiança, já que todo este tempo longe havia realmente sido útil, já que sentia que finalmente seu lobo estava mais controlado. Só em pensar nos olhinhos grandes brilhando e o pequeno corpo correndo em sua direção um sorriso bobo surgia em seu rosto.

O avião já estava pousando no aeroporto de Seul, e depois de um tempo as portas abrirem e então o lúpus saiu de lá carregando sua grande mala olhando para os lados a procura de um ômegazinho em específico. Enquanto andava em direção ao terminal seus olhos focaram na figura a sua frente, os cabelos loirinhos e olhos grandes estavam presos em si e não demorou nada para Han correr e pular em seu corpo, passando os braços finos por seu pescoço e as pernas pela sua cintura.

- MINHO!

- Oi, bebê.

- Eu senti tanto a sua falta, hyung.

- Eu também, Hannie. - O ômega ainda estava agarrado ao corpo grande, estava podendo sentir a respiração alheia, as bocas extremamente perto. Quando o lúpus pensou em se deixar levar pela vontade de atacar os lábios bonitos, o ômega se afastou e desceu do seu colo.

- Então... Como foi por lá?

- Foi proveitoso, eu finalmente me sinto melhor e até fiz dois amigos.

- Isso é muito bom. Eles moram por aqui?

- Moram sim... - Os dois andavam até o carro do alfa que foi deixado ali por um empregado da família, entrando e dando a partida. Aquilo era uma delícia para o alfa, dirigir o seu bebê depois de muito tempo pelas ruas era terapêutico. Mas sentia algo estranho, algum cheiro ali estava diferente e não sabia se era o seu carro ou de outra coisa mas era estranhamente familiar. - Então, o que você fez durante esses meses?

- Ah hyung, eu comecei a faculdade e fiz amizade com um garoto incrível, o ômega mais popular do pedaço. - O garoto contava com animação e o alfa ouvia com um sorriso no rosto. - Nem sei porque ele quis ser meu amigo haha.

- Por que você é um ômega interessante, claro que faria amigos rápido. - O alfa engoliu em seco com a pergunta que estava para fazer. - E você está namorando alguém?

- E-Eu... estou sim. - Um silêncio desconfortável pairou pelo carro, nenhum dos dois falou nada por um tempo até que o alfa se viu obrigado a responder de alguma forma.

- Eu conheço? - Qualquer um seria capaz de perceber a tensão na voz do lúpus, este que apertava levemente o volante do carro esportivo.

- Eu não sei bem como explicar, mas é aquele mesmo alfa que você discutiu na confeitaria naquela vez.

Agora as coisas faziam sentido, Minho se lembrava daquele cheiro irritante do alfa, e saber que ele havia ganhado Han era realmente odioso para o seu lúpus, que rosnava internamente em pura raiva. Mas não deixou transparecer, afinal era um novo homem e esta nova versão sua não deixaria mais as coisas saírem do controle. Quando percebeu ele já estava em frente a sua mansão, estacionou e saiu do carro com a mala em mãos vendo o ômega sair também, mau deu tempo de abrir a porta e colocar o corpo para dentro que o alfa sentiu novamente um peso em cima de si. Jeongin havia pulado no irmão do mesmo jeito que Han tinha feito e agora distribuía beijinhos por todo o rosto do lúpus, que segurava o corpinho pequeno nos braços enquanto sorria. Han achou a cena fofa, mesmo que tenha ficado um pouco desconfortável por ver as mãos grandes apertarem o corpo de outro ômega.


- Eu nem acredito que você chegou. Eu senti sua falta, maninho.

- Eu também senti a sua, pirralho. - O ômega fez um bico e voltou ao chão.


- Onde estão os adultos da casa?

- Bom, papai e mamãe estão comprando um presente de boas vindas pra você, e pelo jeito se atrasaram...

- Típico deles, mas então como foram as coisas sem mim?

E então os três presentes engataram em uma conversa animada, cada um contando as novidades que tinham. Isto até a porta ser aberta e os mais velhos chegarem, estes que abraçaram o filho e o deram um presente de boas vindas, era uma chave de um apartamento de luxo na parte mais movimentada de Seul. Claro que o alfa havia amado mas teve que aguentar um Jeongin mimado reclamando que não havia ganhado um também. Os pais de Minho disseram que naquela noite haveria um jantar especial pela chegada do alfa e convidaram Han e Hyunjin para participar, mesmo que o lúpus tenha fechado a cara no mesmo instante resolveu não atrapalhar, já que também era algo que teria que se acostumar. O ômega então resolveu ir para casa se arrumar e a família Lee conversava um pouco mais, ouvindo as histórias do acampamento.
Depois de um banho relaxante o alfa estava finalmente pronto para se estressar novamente, já que teria que aguentar um alfa marcando território em cima de Jisung e isto era o cúmulo.
Já muito bem arrumado o lúpus desceu para a sala de estar se sentando no sofá e mandando uma mensagem para Han, perguntando se ele já estava a caminho recebendo uma resposta positiva. Jeongin desceu as escadas de dois em dois degraus, e depois pulou em cima de Minho, que reclamou por seu celular ter caído no chão.

- Você está com dor de cabeça?

- O que? Não, por que? - O alfa perguntou confuso.

- Achei que estivesse, com o par de chifres que você recebeu e tal...

O olhar indignado que o ômega recebeu o fez cair na gargalhada que parou quando levou um tapa extremamente forte na coxa a fazendo avermelhar na hora.

- Não acredito que me bateu, vou contar pro papai. - O ômega disse com um sorriso grande, fazendo referência a sua antiga tática de fazer o lúpus da casa lhe mimar. As risadinhas da sala cessaram assim que a campainha tocou, deixando Minho tenso. Mesmo incomodado com o que veria abriu a porta da casa e deu espaço para os dois corpos passarem, seus olhos foram direto para Han, este que vestia um shortinho de tecido leve e uma blusinha extremamente colada ao corpo deixando os mamilos clarinhos quase a mostra. E Jisung não estava com o olhar longe, mirava o corpo maravilhoso do alfa que se vestia em preto e azul escuro, constatando com os cabelos negros reluzentes. A tensão era tanta que mau perceberam o que acontecia com os outros dois presentes ali, Jeongin e Hyunjin se olhavam de modo assustado e ao mesmo tempo confusos, os olhos de ambos em uma cor que se assemelhava a outro derretido enquanto a gengiva de Hyunjin doia louco para liberar suas presas, algo estava errado. Na cabecinha e no coração de Jeongin apenas uma coisa se passava.
" É ele, este é o nosso alfa" O lobo interior do ômega saltitava feliz enquanto o ômega em si, só queria sair correndo o mais rápido possível.


Notas Finais


Por favor, se estiverem confusos com algo podem me perguntar. Eu realmente fico muito insegura com long fic então comentem o que estão achando para eu saber onde posso melhorar. 🎀


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...