1. Spirit Fanfics >
  2. Controle >
  3. Guerra fria

História Controle - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Bom, muito obg pelo feedback dado no último cap eu tô vendo que vocês gostaram muito, então eu irei continuar não se preocupem, bom dito isso

Boa tarde
Boa leitura
Bom cap
E flwwwww

Capítulo 2 - Guerra fria


Amanhecia em Konoha e aqueles dias fatídicos de guerra haviam passado e todas as confusões entre outras dores de cabeça pareciam ir embora com o raiar das primeiras brisas frias que passavam pela aldeia.

Todos estavam abrindo suas casas e janelas, o sol estava raiando para/com mais uma vez em Konoha e isso era um alívio para toda a vila e seus aldeões, a guerra havia acabado depois de um tempo daquilo e tudo parecia se normalizar entre todas a nações de todos os países e derivados.

Aquela seria a paz verdadeira? Finalmente tudo cessaria e todos nunca mais teriam que mandar suas crianças em guerras pois as baixas de soldados era muito grande? Tudo finalmente iria voltar ao normal e não haveria sofrimento ou dor nunca mais? Ao que aparentava, sim, isso parecia ser verdade e essa notícia estava começando a se tornar cada vez mais verdade dentro da vila de Konoha e entre todos que moravam lá dentro.

Nesse meio tempo que se passou, coisas boas começaram a ocorrer que mais pareciam ser milagres do que acontecimentos, vilas começaram a assinar seus tratados de paz pois não estavam mais aguentando o estrago da guerra, Hiruzen passa o cargo para Minato Namikaze assim o tornando o grandioso "Yondaime Hokage", além disso até houve algumas desavenças como o líder da vila da pedra não se dar por vencido e mandar uma patrulha inteira de mais ou menos 1.000 shinobis acabar com Konoha, mas todos sendo impedidos e mortos pelo "relâmpago amarelo de Konoha" e forçando Onoki simplesmente se render e assinar o tratado de paz e o melhor de tudo, agora com Rin e Kushina sendo Jinchuurikis isso acabaria por fazer Konoha ganhar um poder bélico incrível contra qualquer outra nação ou aldeia que tivesse a audácia de tentar os atacar, isso sem falar na força política que Minato representava, já que o mesmo fez com que a ANBU não deixasse que a informação sobre Konoha possuir mais se uma Jinchuuriki em sua pose já que isso poderia fazer com que as alianças que todos tiveram tanto trabalho pra fazer, irem simplesmente pro ralo por uma simples informção.

Minato não gostava nada de tomar essa decisão mas ele tinha de continuar deixando Rin com o Sanbi, ele se sentia encurralado já que qualquer mera tentativa de remoção do selo da kunoiche, poderia acarretar numa destruição em massa dentro da vila e infelizmente Hiruzen já havia percebido isso quando Obito chegou até o mesmo naquele dia o avisando sobre tudo o que estava ocorrendo com Rin e sua situação, a conversa em si passava pela cabeça do loiro de olhos azuis que estava sentado na cadeira de sei escrito do hokage com o lado das Palmas juntos, cruzando os dedos das duas mãos os passando pelas brechas dos dedos de suas mãos formando quase como um apoio e o encostando perto de sua boca e nariz olhando fixamente para a porta perdido em seus pensamentos, lembrando daquela conversa que teve com Hiruzen nessa mesma sala a algum tempo dês do ocorrido:

Hiruzen:-Minato... Eu sei que aquela é sua aluna mas você sabe que não deve fazer o que pensa em fazer

Minato:-Não posso deixar com que aquela criança fique com um demônio dentro de si senhor grande 3° hokage!

Hiruzen:-Logo, Logo, você terá de me chamar apenas de Sarutobi-Sensei ou algo mais informal para esse velho bobo aqui kkk

Minato:-...

Hiruzen:-E também... Quando começar a ver com os meus olhos a situação, você verá o que infelizmente estou tentando te dizer.

Aquela conversa, mesmo que tenha sido a muito tempo atrás ainda pesava na cabeça do loiro e por seus motivos claros e até que bem frios onde se ele tentasse transferir o Sanbi para alguém mais preparado ou qualquer outro ninja, isso poderia ferrar com a vila no processo e seria muito muito difícil de parar aquela besta já que ninguém estaria preparado pra qualquer outro tipo de ataque e as forças de Konoha mesmo naquele tempo de paz não estava nem se quer no seu total de força ainda, sem falar que mesmo que ele deixasse Rin perambulando por aí seria muito ruim se o poder da besta  se soltasse em uma missão qualquer e a notícia começasse a circular para todo o mundo e assim seria apenas uma questão de tempo para todos os tratados serem rompidos e outra guerra estourar, só que dessa vez todos iriam contra Konoha de uma só vez como fizeram com o clã Uzumaki e caso chegasse nesse ponto será que ele seria capaz de usar todo o poder das bestas na pose de Konoha? Ele teria coragem de tratar sua mulher e aluna como armas durante essa guerra? E se não? Ele teria de dar Kushina ou Rin para algum dos países como escrava e arma? Ele não podia entregar sua amada mas também não iria entregar sua aluna ou qualquer outra criança de Konoha! Mas e se ele não tivesse escolha? E mesmo se ele tivesse de fazer isso, seria culpa dele da mesma forma já que mesmo se ele desse qualquer uma das Jinchuurikis para outra vila isso não iria parar a ambição de outros líderes ou vilas como Kirigakuri ou até mesmo o país da pedra que querendo ou não só se rendeu por que foi forçado, eles ainda deviam guardar muita mágoa do atual 4° Hokage, de todas as formas Rin tinha de ficar na vila já que se ela saísse não importando a forma, caso a notícia que Konoha tivesse um poder bélico de dois jinchuuriki em sua posse se espalhasse isso poderia causar uma guerra não importando a solução que ele tentasse achar.

Minato pensava e pensava, estava cada vez mais perdido em seus pensamentos e acabou não notando que alguém adentrava em sua sala e só foi perceber por que foi supreendido por duas mãos segurando em seus ombros  por trás quase os massageando e ao olhar rapidamente para ver quem estava  atrás do mesmo, logo sua posição de supresa se desfez ao ver aqueles lindos cabelos vermelhos, era uma mulher adulta de longos cabelos vermelhos, roupas até que simples sendo um mando com as colorações verde e branco, quase como uma roupa caseira, olhos negros, pele branca e um sorriso despreocupado e chamativo, aquela era Kushina Uzumaki que ao ver seu marido preocupado logo muda de um sorriso brincalhão e bobo pra uma cara mais preocupada mas tendo tons de curiosidade em suas palavras:

Kushina:-Minato? O que foi? Eu nunca te vi assim tão distante, aconteceu alguma coisa?

Minato:-K-Kushina!? Primeiro de tudo, o que você tá fazendo aqui meu amor!? Você sabe que não pode ficar assim Zanzando

Kushina:-Qualé! (Da um saquinho) você tava demorando pra chegar então eu resolvi trazer seu almoço para você não passar fome no trabalho (mostra a pequena marmita em uma sacola)

Minato:-(deixa um sorriso escapar) obrigado meu amor... Mas você sabe que não deve está tão próxima de mim, ninguém pode saber que estamos juntos e você sabe o motivo

Kushina:-(deixa a marmita na mesa) Eu sei... Mas você sabe que eu não viria aqui só pra te deixar uma simples marmita

Minato:-Uhum... É sei

Kushina:-(fica rindo sem graça) tá! Talvez eu venha sim só pra te dar almoço, mas dessa vez é meio diferente! 

Minato:-Huh?

Kushina:-Eu sei o que aconteceu com a sua aluna, Rin Nohara... Ela é uma Jinchuuriki não é?

Minato:-(suspira) Sim... Alguns ninjas de Kirigakuri a sequestram e selaram o Sanbi dentro dela... Estavam querendo usar ela de cavalo de Tróia quando chegasse a vila

Kushina:(aperta o tecido de sua barriga onde mais ou menos estaria o seu selo)

Minato:-Eu sei o quão dolorido isso é pra você, então não vamos entrar nesse assunto tá bom?

Kushina:-Ela pode ficar sobe minha tutela?

Minato:-Que? Como assim?

Kushina:-Ela é só uma garota, uma criança praticamente e eu consigo imaginar o terror que ela deve sentir de está com um monstro dentro de si... ser considerada uma arma... Mesmo sendo tão nova (a face a kunoiche se fecha)

Minato:-(se levanta e dar um abraço em Kushina) você sabe que nem ela e nem você são armas né? Ambas são kunoiches de Konoha, ninjas exemplares, sendo ela uma futura grande médica ninja e você a mulher do meus sonhos

Kushina:-(cora um pouco)H-Hey! O que rolou com o papo de não podermos ficarmos tão próximos!? Kkkk

Minato:-(aperta ainda mais o abraço) posso ficar aqui só mais um pouco com você? Me faz tão bem te ter do meu lado, você me faz o homem mais forte do mundo

Kushina:-(retribuí o abraço forte) e você me faz a mulher mais feliz e forte desse mundo, seu loiro bobão

Minato:-Pimenta vermelha do meu amor... (Separa um pouco o abraço mas ainda mantendo proximidade do rosto se Kushina) Kushina Uzumaki

Kushina:-Sim?

Minato:-Eu te amo

Kushina:Eu também te amo meu Raiozinho

Minato vai se aproximando de Kushina e acaba por a tomar com um beijo, mas não era um beijo romântico e forte, era algo triste, um beijo de consolo em sua amada pois Minato sabia mesmo sem ver que toda aquela situação, acabava por aflingir muito o coração de Kushina que entendia a situação de Rin e o que ela garota poderia/vai passar e mesmo não mostrando Kushina estava triste por ver uma simples criança ter que suportar todo aquele peso, igual ela já suportou uma vez.

O beijo durou alguns segundos, mas dava-se pra entender o que Minato queria dizer com aquele beijo e Kushina após raciocinar rapidamente separa rapidamente o beijo e olha meio confusa pro marido e diz:

Kushina:-Espera Minato... Você não tá pensando em-

Minato:-Olha eu não sei... Quando você chegou eu tava pensando justamente nisso

Kushina:-Você não pode prender ela dentro da vila Minato, ela não tem culpa disso

Minato:-Eu sei, mas eu não posso deixar ela sair assim, diferente do seu selo o dela está desestabilizado por conta do "selo amaldiçoado individual" que estava no coração dela quando a encontramos

Kushina:-Você não sabe se ele pode sair ou não!

Minato:-Mas e se numa missão ela perder o controle e a besta se soltar? Se um ninja sair vivo e passar essa informção uma nova guerra estoura e milhares de inocentes morrem por minha culpa... E eu não quero te perder e nem quero ter que ser forçado a decidir entre você ou ela! Por que eu jamais vou te entregar pra ninguém, ninguém mesmo! Mas eu também não vou arriscar a vida das crianças dessa aldeia... Nenhum sangue mais será derramado

Kushina:-Mas todo esse sangue que você quer evitar vai ter um preço, o preço da liberdade de uma criança! E é justamente o que você tá dizendo que quer proteger!

Minato:-Por isso mesmo, eu esterei protegendo ela a deixando dentro da vila e não deixando ela sair para que outros não a vejam e possam fazer outra guerra estourar

Kushina:-Minato, ela não é um animal! Ela não pode viver cativeiro sempre

Minato: Kushina! Eu não quero falar nada mas é isso ou deixar outra guerra estourar, só que ao invés de todo mundo contra todo mundo, agora será todo mundo contra a gente! E eu realmente quero evitar qualquer tipo de guerra... Se você tiver ideia melhor por favor fala por que eu sinceramente não tenho (se afasta ficando de costas)

Kushina:-Eu... não sei dizer ao certo, mas tem que ter uma solução! Sempre tem! Mas esse que você tá sugerindo não é a correta

Minato:-Mas é a melhor que temos até um momento...

Kushina:-(pega no ombro de Minato e vai olhar diretamente em seu rosto) suspeitei... Ei não chora tá?

Minato:-(Minato estaria de cabeça baixa segurando o choro) eu só não quero botar nenhuma de vocês duas, nem a vila, ninguém, numa guerra...

Kushina:(abraça Minato) shhh, tá tudo bem seu loiro bobão... Desculpa, eu sei que é muita pressão, mas é que você é tão forte que eu as vezes esqueço que você no fundo, no fundo, tem um grande coração

Minato:-(Lágrimas escapam no ombro de Kushina) kkk como é que você consegue manter esse bom humor numa situação dessa?...

Kushina:-Alguém tem que ser o comediante no nosso relacionamento meu bem... E você é um ótimo hokage, mas imagina se tivesse ido pra carreira de comediante? Kkkk teria nos falido

Minato:-kkkk verdade (enxuga as lágrimas mas se mantém no abraço)

Kushina:-Eu sei... Olha não vou te apressar nessa confusão tá? Mas se quer minha opinião, eu acho que sim, Rin Nohara deveria ficar sobe mina tutela e se quiser eu mesma acompanho ela nas missões, qualquer coisa caso algo saia do controle poderíamos conter o poder do Sanbi dentro dela com alguns papéis com selamento

Minato:-Essa até que não é uma má ideia... (Se recompõe) mas ainda sim eu acho que não seria tão bom assim deixar vocês duas irem para fora da vila sem no mínimo uma escolta de alguns ANBU só por garantia

Kushina:-Aqueles ANBU? Nah nem em sonhos eles dariam conta de mim kkk

Minato:-(se afasta do abraço com um sorriso) Claro... Nada conta de você kkk você mesma pode se cuidar sozinha e por si só já é muito forte

Kushina:-(sorri ao reconhecer o que Minato estariam falando) mas?

Minato:-Mas essa é uma luta entre aldeias e isso vai muito além de você ou de mim... Mas mesmo assim você é uma aliada de Konoha por tanto também é uma companheira muito valisosa para nós e mim, por isso eu nunca vou te deixar sozinha

Kushina:-(se afasta de Minato e da as costas para o mesmo) BEMMMM depois dessa eu vou embora, você já tá me deixando sem chão

Minato:-Desculpa querida kkk muito obrigado pela visita e pelo almoço

Kushina:(vai indo até a porta) a seu dispor vossa Hokageza! Kkkk eu Kushina mestre cuca Uzumaki estarei sempre ao seu dispor quando vois esquecer que deves voltar pra casa para comer (fala em um tom exagerado)

Minato:-(deixa um sorriso sair)

Kushina:-(abre a porta e vai saindo) Ah, antes de mais nada Minato você sabe como está a Rin Nohara por agora? Os boatos dela ser a jinchuuriki do Sanbi estão se espalhando muito rápido, não é tão longo onde eles estão chegando... Mas mesmo assim ainda há pessoas que estão aceitando isso e podem fazer algo contra ela por conta do medo

Minato:-Bom após tirarmos o selo amaldiçoado do coração dela, tivemos de fazer o possivelmente pra ela não morrer... Isso quase ia dando errado e quase que perdemos ela, mas por agora ela está no hospital de Konoha

Kushina:-(com o corpo para fora da sala) sabe se ela tá tendo alta hoje?

Minato:-(senta em sua cadeira) provavelmente... Você vai visitar ela?

Kushina:-(Sai andando para fora) Sim!

Minato:-(fala baixo pra si) só toma cuidado...

-------no Hospital de Konoha-----

    (Na recepção do hospital)

Kushina:-QUEEEEEE!?

Atendente:-Sr.a Kushina por favor, fale mais baixo aqui é um hospital

Kushina:-(se cala rapidamente) ah desculpa, desculpa mesmo, é que eu fiquei meio supresa de você falar que a paciente Rin Nohara já saiu, Tebane kkk

Atendente:-Como?

Kushina:-(se cala de novo) nada não kkk, mas então, quem veio pegar a paciente Rin Nohara? Foi aquele garoto de cabelo branco? O Kakashi? Ou foi um mais tagarela que fala a todo momento que vai ser hokage?

Atendente:-Beemmm sobre isso, antes de eu falar eu quero que a senhora por favor não gritei quando eu der a informção, pode ser?

Kushina:-Hã? Ok? Prometo

Atendente:-Uf.. ok, a paciente Rin Nohara quando recebeu alta acabou indo pra casa sozinha já que a mesma afirmou que ninguém viria a buscar e sim depois de um tempo vieram dois garotos a visitar, mas como ela tinha ido embora e não informou pra onde ia eles acabaram por voltar desesperados

Kushina:-(a mesma ia gritar mas tampa a boca e solta tudo em suas mãos abafando totalmente o grito)

Atendente:-Errrr...

Kushina:-Eu não gritei viu? Mas bem muito obrigado e tenha um bom dia senhor! (Sai correndo dali)

Kushina acaba por entrar em total desespero naquela hora, assim saindo correndo do hospital o mais rápido que podia e vai indo de prédio em prédio, procurando pela garota, demorou algum tempo até que finalmente Kushina acaba por encontrar Rin falando com alguém mais a frente, na verdade parecia ser duas pessoas e ao se aproximar melhor a mesma acaba por encontrar Rin, Obito e Kakashi conversando como entre si e ao verem a kunoiche chegando desesperada ambas as crianças a indagam confusas:

Obito:-Queeeee!? Kushina? O que você tá fazendo por aqui? Tá tudo bem? 

Rin:-senhora Kushina? Aconteceu alguma coisa? A gente parece cansada

Kakashi:Hm

Kushina:-Bem... É que eu... Tava preocupada! Isso! Eu tava preocupada com você, eu te vi aqui na rua e nem me avisaram que você tinha tomado alta!

Rin:-Pois é! Kkkk eu tive alta, daí vim dar um oi pro Kakashi e pro Obito já que eles estavam preocupados comigo por que eu saí do hospital sem acompanhante, mas eu tava falando pra esses dois que eu nem sempre vou prescisar de alguém pra me acompanhar

Kushina:Pois é, independência feminina kkk (rindo de nervosa) falando nisso, meninos, eu posso bater um papinho com vocês em particular?

Obito e Kakashi:-(vão até Kushina)

Kushina:-(pega os dois com seus braços e os trás mais para si meio que numa rodinha que geralmente times se futebol fazem quando vai planejar algo em sua formação antes do jogo começar) então, escutem aqui cabeças de bagre

Obito:-A gente já sabe Kushina

Kakashi:-Sim, já estamos cientes das coisas que ela pode passar senhora Kushina.. 

Obito:-O problema é que dês daquele dia ela não conta nada pra gente, se a gente pergunta como ela tá ela diz que tá bem e quando a gente fala sobre a situação dela ela simplesmente muda de assunto

Kakashi:-Parece que ela está numa profunda negação, isso não é muito bom

Kushina:-(suspira) é, nisso é realmente ruim, mas não fiquem empurrando isso pra ela entenderam? Não a pressionem nem nada, isso não é por conta do Sanbi nem nada do tipo, é por ela, ela mesma não se sente bem com isso eu acho, então não insistam nisso tá? Mas sempre fiquem de olho nela

Kakashi:-Certo

Obito:-Certo

Kushina:-(suspira) ok, podem ir, ah e caso alguém fale sobre o boato do Sanbi

Kakashi e Obito:-"Isso é mentira e não tem como comprovar" já sabemos

Kushina:-Ótimo, agora vão (desfaz o mini círculo)

Rin:-Terminaram?

Obito e Kakashi:-(vão até Rin) Sim! Vamos indo!

Kakashi, Rin e Obito:-(vão embora juntos)

Kushina:-(suspira preocupada) Essa história ainda vai dar no que falar... Só espero que o Minato esteja completamente errado, por que se ele tiver certo e uma guerra ocorrer não vai ser só culpa dele, mas também culpa minha por tentar incentivar ele... (Olha para o céu)





Notas Finais


Boooommm
Esse é mais um cap pra vocês pessoas, espero que tenham gostado e tenham uma boa noite


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...