História Convivendo com lobos: nova geração part. 2 - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Alfa, Convivendo Com Lobos, Humana, Lobos, Ômega, Romance, Vampiros
Visualizações 71
Palavras 1.001
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Hentai, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - Pain


Fanfic / Fanfiction Convivendo com lobos: nova geração part. 2 - Capítulo 6 - Pain

-... Não sou mais uma criança pra você ficar fazer porra de cu doce pro meu lado, então decida de uma vez, você quer ficar comigo ou não.

- eu-eu...

- foda-se - Sai do quarto indo em direção à varanda na esperança da luz me clarear as ideias, mas o sol ainda não tinha nascido, porém me parecia que eu não iria demorar muito. Me sentei na escada com as mãos na cabeça tentando acalmar um pouco quando aquela sensação estranha apareceu, não era a mesma que eu tinha sentido antes, mas ainda sim, era perigosa. Procurei pela faca que eu costumava levar na bota, mas graças a minha pressa nem sapato eu calcei.

- você deve ser a Liliana, estou certa? me levantei vendo uma garota fechando a porta atrás de mim e me surpreendi ao vê-la tão perto sendo que eu não captava nada dela

- quem é você?

- meu nome é Wellsie, sirvo a casa Viper. Você esta sendo convidada a fazer uma visita ao meu rei

- eu recuso o convite

- não foi um pedido, filha das sombras. Nesse momento sete vampiros estão cercando a casa, acha que pode combater a todos nós.

- se fui convidada significa que não podem me matar, vocês por outro lado, não tem muito tempo pra brincar disse apontando o sol despontando no céu

- o lobisomem em sua cama também não. Nos encontre na ponte North West ao noitecer, ou teremos lobo assado pro jantar - disse ela se afastando não conte a ninguém, ou ele morre. Caso não tenha ficado claro.

A vampira correu pra longe e um segundo depois eu ouvi o som de vidro quebrando. Forcei a porta tentando entrar e acabei por jogar uma pedra no vidro pra passar, subi as escadas correndo ignorando a dor dos cortes nos meus pés pela corrida sobre o vidro indo direto pro segundo andar. A janela estava em frangalhos assim como a porta do banheiro, havia sangue na parede e no chão junto com dois corpos. Voltei pro quarto olhando pela janela vendo outro corpo no jardim, estava a um passo de saiu do quarto quando vi um desenho na parede, um pentagrama circunscrito com varias inscrições em latim ao redor.

- malditos feiticeiros fui até o guarda-roupa pra pegar minhas armas, mas uma tontura me pegou e acabei de cara no chão. Havia pegadas minhas por todo o quarto e somando a perda de sangue com as boas horas que eu fiquei sem comer, seria um bom caminho até a inconsciência.

Meu pesava mil toneladas e a vontade de abrir os olhos era nula, mas a lembrança de Joshua me fez soltar fora da cama, indo direto ao chão no segundo seguinte.

- filha, por favor, Lili volta pra cama vi vagamente minha mãe com a minha visão turva enquanto ela me levava pra cama. Tempo, quanto tempo eu ainda tinha.

- quanto tempo eu fiquei apagada?

- umas duas horas ou três. O que houve na sua casa, quando eu cheguei tinha sangue, vidro pra todo lado e um vampiro desmembrado no banheiro e um morto

Não conte a ninguém, ou ele morre.

As palavras da vampira ecoaram na minha mente me fazendo trincar os dentes antes que algo me escapasse. Talvez ela não descobrisse se eu falasse, talvez pudéssemos embosca-los e talvez o Joshua saísse ileso.

Era só o talvez na frase que me dava medo, eu nunca seria capaz de arriscar a vida dele, nem que eu tivesse que sacrificar a minha pra manter o meu ômega a salvo.

- Lili

-hum...

-você não me respondeu

- desculpe minha mente ainda esta variando um pouco

- e então, o que aconteceu?

- eu não me lembro direito, uma pedra atingiu a janela eu me levantei pra ver o que era e pisei no vidro, depois ouvi a porta de baixo estourar. De resto não me lembro de nada

- sabe onde o Joshua foi? Tinha sangue dele no banheiro

- fui eu, nós brigamos e eu o acertei, estava limpando minha faca e quando dei conta já tinha golpeado ele com o cabo. Eu o mandei embora antes de dormir.

- por que eu acho que não esta me contando a verdade? talvez seja por que eu não estou, mas pela minha cara você deve perceber que eu não vou responder a quaisquer perguntas de forma verdadeira.

- te disse o que eu me lembro. Vou tomar um banho, pode trazer algo pra eu comer?

- esta bem. Eu volto em alguns minutos esperei um pouco depois dela ter saído e me levantei. O bom de ser uma criança travessa é que você sabe mil formas de sair de casa sem que te vejam.

Dei a volta na casa e peguei a bicicleta do Ravi. Se eu tivesse sorte iria conseguir pegar tudo que eu ia precisar antes que alguém pudesse me encontrar. Passei em casa correndo e peguei minha mochila de emergência e as chaves do meu carro, sai em disparada na estrada e peguei a autoestrada. Parei quando já tinha coberto uma boa distancia e comecei a desmontar o sistema de rastreamento que com toda a certeza tinham posto na maldita coisa. Dirigi até a um parque e chequei o relógio, faltavam umas boas horas pro anoitecer, isso me daria tempo de pensar em um plano. Troquei de roupa dentro do carro me aproveitando do vidro escuro e arrumei minhas armas nos devidos lugares, escondi minha faca e coloquei as luvas que Kali tinha me dado. Desliguei o celular pra que ninguém rastreasse e peguei mais um na bolsa, assim que tirasse o Josh de lá era só ligar o rastreador e poderiam me achar pra onde quer que me levassem.

- que fome meu estomago se contorceu ameaçando devorar o meu fígado e eu voltei a dirigir, por sorte eu poderia comprar alguma besteira no drive thru numa Mcdonalds em alguma esquina. Acionei o alarme do meu celular pra me avisar quando estivesse na hora de sair e comecei minha jornada em busca de comida. Só espero que aqueles imbecis não deixem o meu menino com fome. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...