1. Spirit Fanfics >
  2. COPYCAT - Fanfic Billie Eilish >
  3. Lovely

História COPYCAT - Fanfic Billie Eilish - Capítulo 32


Escrita por:


Notas do Autor


Gente, quem não gosta de assuntos sobre estupro, eu já vim avisar que esse capítulo aborda esse assunto, não quero causar mal a vocês, então vim avisar antes também, porque dependendo do que fala eu também não me sinto bem em ler.

Capítulo 32 - Lovely


Fanfic / Fanfiction COPYCAT - Fanfic Billie Eilish - Capítulo 32 - Lovely

LEIAM AS NOTAS GENTE☝🏽

Hello, welcome home


Lovely- Billie Eilish


POV Billie


- A Laura foi estuprada Billie!- o garoto  responde e eu fico sem reação.

- Oque? Isso é sério?- pergunto e o garoto me olha.

- Sim, só que foi muito traumático, e ela não acredita, ou não leva como um estupro.

- Ela diz que consentiu?- pergunto sentando do seu lado.

- Não, ela não diz que consentiu, mas ela só não quer ver, que foi isso, porque ela tem medo.- Ele diz.

- Medo? Medo do que?

- Medo do que pode sentir Billie, se sem aceitar ela não deixa eu tocar nela, imagina como ela vai ficar se a ficha dela cair? Eu não sei, acho que, tocar ela, faz ela ter a mesma sensação ruim que sentiu quando aconteceu, mas se você perguntar pra ela, ela não vai assumir.- Ele responde bufando.

- Então como sabem que ela foi mesmo estuprada?- pergunto.

- Porque ela diz que algo aconteceu, mas ela não chama de estupro entende? Como se tivesse medo da palavra, ou sei lá, e a Yara diz que ela foi mesmo, mas que não aceita.- Ele responde levantando.-  Cadê a Bianca? Eu vou vazar tá bem, sei que a Laura não vai querer olhar na minha cara agora.

- Antes de ir, você ta bem? Bianca foi mais cedo, disse que ia encontrar com um amigo.- respondo.

- Eu não ligo se eu tô bem, eu quero que ela fique bem, eu juro, se eu pudesse eu matava quem fez aquilo com ela, é horrível, você sente a tensão dela, cada toque que eu do, eu sinto que ela não me vê ali, ela vê alguém que ela tem um medo enorme.- Ele diz com os olhos marejados e vai até a porta, acena pra mim e sai logo em seguida.


POV Yara

Assim que eu vi a Laura descer daquele jeito, já sabia oque tinha acontecido, e fui correndo ver como ela estava.

A Billie subiu, provavelmente foi ver como o Bruno estava.

- Ei, você tá bem?- digo encostando em seu braço.

- Não, não toca, por favor.- ela responde chorando e com a respiração pesada.

- Desculpa, senta aqui.- Sento a mesma em uma cadeira da cozinha e te dou um copo de água.- Não deu né?

- Não, eu sinto nojo, e tudo que eu quero é, parar e ficar ali, quieta, sem ninguém, eu tentei, e eu não consigo.- ela diz bebendo a água.

- Faz oque eu disse pra você fazer, por favor.- falo e ela revira os olhos.

- Eu não preciso de ajuda, eu não preciso ir na delegacia, não tem nada de errado comigo.- ela diz aumentando o tom de voz.

- Não tem nada de errado com você, mas tem algo de errado que fizeram com você Laura, e você sabe quem é. - digo sentindo lágrimas se formarem em meus olhos.

- Se alguém fez algo comigo, foi porque eu deixei... Deixe por você, Não queria que machucasse você. - ela diz se abaixando e soluçando, e sinto lágrimas escorrerem pelo meu rosto.

- Não foi porque fez por mim, que foi com o seu consentimento, você foi estuprada.- digo ouvindo o choro da mesma aumentar, e a abraço.

Levei ela até o sofá da sala e ficamos abraçadas, e ouço alguém descendo a escada, era Bruno, ele apenas olhou pra gente e disse que voltava depois.

Ela deitou no meu colo e eu fiquei fazendo carinho em seu cabelo até ela pegar no sono.

Deitei ela no sofá e fui atrás de Billie, entro no meu quarto e vejo ela sentada em minha cama, assim que ela percebe minha presença se levanta.

- Por que não me contou? Isso é muito sério pra você não contar pras pessoas, eu sou a melhor amiga dela também, por que ela não me contou?- ela diz aumentando o tom de voz.

- Não é algo que depende só de mim, acha que eu não queria te contar? Não depende só de mim, ela não aceita oque aconteceu, ela iria negar até você acreditar que não aconteceu, esse assunto vai além do que eu poderia contar, aquilo faz mal pra mim, faz mal pra ela.- falo, e oque era uma pequena troca de palavras, virou uma discussão.

- YARA, TEM IDEIA DA GRAVIDADE DISSO? Eu não entendo porque nunca contou... E como você soube? Como tem certeza que isso aconteceu?- ela diz gritando.

- Eu sei... Porque eu tava lá, eu tava com ela, e eu não fiz nada.- digo chorando sentando no chão, vendo Billie ficar parada com os olhos marejados.

- Meu Deus, me explica isso direito, por favor.- ela diz respirando fundo.

- Eu não sei como começou, mas não era pra ela ser estuprada, eu ia ser, mas, pelo oque ela me contou ela chegou antes, e mandou a pessoa fazer nela, e eu acordei no meio daquilo, e foi horrível, eu tava amarrada na cama, seminua, eu acordei, e fiquei assustada, eu vi ela no chão, e ele tava em cima dela, e ela chorava muito, e ele mandava ela calar a boca. Ela viu que eu tinha acordado e eu queria gritar, mas ela fez um sinal com o dedo, pra eu ficar quieta, e eu fiquei por mais um 30 minutos ouvindo aquilo, quando acabou ele veio gozar em mim, foi horrível fingir que eu estava dormindo, ele disse que se ela contasse ele iria fazer comigo. Isso faz uns três anos.- digo encostando minha cabeça no meu joelho.

- Caralho, quem fez isso Yara?- Billie me pergunta.

- Foi o primo mais velho dela, aquele que tem 20 anos agora.- digo sem olhar pra garota.

- Oque? É por isso que ela não suporta respirar o mesmo ar que ele?- ela pergunta e eu apenas afirmo.- Como sabe que ele não fez algo em você?

- Porque eu fiz questão de contar pra minha mãe, e ela levou eu e a Laura no hospital, já que os pais dela são uns merdas, a gente fez exames, e não tinha sêmen encontrado em mim, só no canto da minha calcinha, perto da bunda, ela tinha um pouco, ela tomou uma pílula do dia seguinte, e implorou pra minha mãe não falar nada.- digo.

- Por isso sua mãe não surtou com a bagunça daquela festa?- ela pergunta sorrindo e eu apenas confirmo.

- Ela precisa de ajuda, mas ela não me escuta, eu não sei mais oque eu faço.- digo e ouvimos o barulho da campainha.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...