História Cor de Marte - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Philippe Coutinho, Thiago Silva
Visualizações 306
Palavras 1.281
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi capitulo novo e as coisas vão começar a esquentar

Capítulo 16 - Uma ajudinha


Capitulo 16 Pv da Tati

Acordei com o frio que Rússia fazia, olhei no relógio era 6:30 da manhã lá, me levante e tive que ir tomar uma banho quente.

Quando eu sair do banho,olhei e vi que tinha dormido com a blusa do Philippe, sorrir com aquilo, mesmo me amaldiçoando o máximo. Vestir uma calça moletom, um moletom médio, calcei meus tênis e fiz um coque no meu cabelo.

Toc.Toc. Bateram na porta, quando eu abrir, eu apenas sentir um selinho nos meus lábios e a pessoa se jogando na cama. Era Philippe.

_Posso saber o que o moço ta fazendo essa hora acordado- perguntei

_Vim te chamar pra correr, mas ta tão frio, então eu vi te chamar pra tomar café- falou ele e eu rir.

_Cade os outros- perguntei

_Ainda estão acordando- falou ele

_Certo, vamos sim eu só preciso terminar de me arrumar e pegar as minhas coisas- falei

_O que são todos esses papeis- perguntou ele vendo a minha mesa improvisada com vários papeis de estudos.

_Tava estudando alguns jogadores da Suíça pro jogo de abertura, não conseguir nada de novo, parece que sei lá eles são meio duro de informação- falei

_Entendo, espera voce compõe música- falou ele vendo o meu caderninho com a música que eu tava desenvolvendo.

_É mais não olha- falei e ele já tava lendo

_É uma musica da copa- falou ele confuso

_É Coutinho, me dar isso aqui, vamos descer pra tomar café- falei e ele riu.

_Vamos ficar mais um pouquinho, eu queria curtir com voce antes da correria começar- falou ele me dando um selinho demorado

_Couti...nho- falei entre os beijos, mas bateram na porta e eu arregalei os olhos.

_Vai pro banheiro agora- falei e ele riu baixo e correu.

_Já vai- falei escondendo qualquer vestígio dele e fui abrir a porta era meu irmão.

_Bom dia- falou ele

_Bom dia Thi- falei

_Vamos tomar café, descobrir que a cozinheira daqui faz as melhores panquecas detox que voce gosta- falou ele e eu sorrir, ele tava tentando me agradar.

_Vamos sim, vai na frente que eu preciso ajeitar uns papeis- falei e ele assentiu

_Vou segurar o elevador pra voce então- disse ele e eu assentir sorrindo de lado

Quando ele saiu do meu campo de vista, Philippe saiu do banheiro com uma cara de menino que tinha feito algo errado.

_Vai pro seu quarto agora, depois a gente se ver- falei ele assentiu

_Meu beijo- falou ele então dei um beijo rápido nele e ele correu pro seu quarto fazendo eu rir baixo.

Peguei todos os papeis na mesa, ajeitei, peguei meu celular e sair do quarto. E Thiago segurava o elevador pra mim.

_O que são todos esses papeis- perguntou ele

_Estou estudando alguns jogadores da Suíça a pedido do Tite e transformar isso a favor de voces- falei e ele assentiu

Descemos para tomar café e depois eu percebi que quase todos jogadores estavam lá, quando eu me sentei.

_Tatiana, voce conseguiu alguma informação daqueles jogadores- ele perguntou se referindo ao jogadores da Suíça

_São poucas, mas depois do café irei mostrar pro senhor- falei e ele assentiu

Tomei café calmamente, aos olhares de Philippe é claro e as risadas estrondosas de Firmino com Marcelo.

Quando eu terminei, os meninos iriam pro treino e eu iria pra uma reunião com os outros dirigentes o que era muito chato mais eu tinha que agüentar.

(...)

Já era quase 7 da noite e eu ainda estava resolvendo algumas papeladas para o afastamento de Danilo para eu poder tratar dele de forma correta, ele já sabia do pronunciamento e eu prometi a ele que eu iria fazer ele pelo menos jogador nem que seja a semi finais. Botei a bateria de exercícios com as máquinas para o estagiário que acompanhava a gente.

Quando eu cheguei no Hotel, era quase 8 da noite e o frio era intenso, quando eu passei pela portaria no Hall os meninos jantavam animadamente.

_Olha ela. Oi sumida- gritou Marcelo e eu rir

_Oi meninos boa noite- falei e eu passei direto pra cozinha para falar pra cozinheira se ela podia levar o meu jantar no quarto e aceitou de bom agrado.

_Ei não vai jantar não -perguntou Firmino

_Na real, to sem fome Firmino mas obrigado- falei ajeitando os papeis no braço

_Conseguiu resolver os problemas- perguntou Tite

_Sim senhor, a papelada de aceitação vai sair amanhã- falei

_Tudo bem obrigado pela ajuda, na verdade eu não saberia como me atar sem o Russo- falou Tite e eu assentir

_Espera voce fala Russo- perguntou Marcelo espantado e eu rir

_Ingles, Alemão, Frances e Espanhol também- falei e todos ficaram espantados

_E voce não confundi as palavras não- perguntou Neymar

_As vezes quando eu fico nervosa eu chamo algum palavrão em Alemão, mas não eu me viro bem- falei e todos riram

_Bom eu vou subir preciso de um remédio pra cabeça, mas amanhã eu quero todos de pé para gente fazer alguns exercícios de campo, quero repassar algumas coisas dos jogadores da Suíça- falei e eles assentiram

_Com o meu total apoio viu meninos- disse Tite e eu sorri sem jeito

Na real eu estava fazendo o meu trabalho de forma certa, espero que a Copa seja nossa desta vez.

Subir no elevador, e quando eu cheguei no meu quarto e espalhei meus papeis na mesa e tirei meu tenis e me deitei na cama e me estiquei, eu precisava de uma coluna nova, a minha doia.

Olhei no visor do meu celular tinha uma ligação perdida de um número desconhecido, mas era Brasileiro, adicionei e quando eu olhei na foto do WhatsApp, eu não sabia o que eu ia fazer era nada mais nada menos que

Aine Coutinho. Será que tinha acontecido alguma coisa com Maria ou não sei, me peguei no impulso e quando vi já estava com o telefone no pé do ouvido.

_Alo- falei

_Oi, eu tentei te ligar mas dava na caixa postal, decidir que não iria te incomodar- falou Aine

_Como voce conseguiu meu número- perguntei

_Peguei no celular da esposa do Firmino- falou ela

_Aconteceu alguma coisa com a Maria, eu posso passar pro Coutinho se quiser- falei

_Não, e não aconteceu nada com a Maria, obrigado pela preocupação. Amanhã é o aniversário do Philippe, e eu queria fazer uma surpresa e voce é a única pessoa que pode me ajudar a entrar ai- falou ela

_Eu não sei se eu posso te ajudar Aine- disse

_Por favor, Maria ia ficar muito contente de dar um abraço e um beijo ao pai antes da estréia- falou ela piedosa

Ela estava apelando para Maria, e o meu ponto fraco era crianças e logo a Maria. MERDA O QUE EU IRIA FAZER.

_Amanhã pela manhã até o almoço vamos ter um treino no campo a 20 minutos daqui, assim que chegarmos eu mando mensagem pra voce e voce vai entrar pela portas dos fundos junto com a Maria e eu te escondo no meu quarto, eu te mando as informações- falei

_Sério que voce vai fazer isso. Ai Tati muito obrigado mesmo, Meu marido vai ficar muito feliz com isso- falou ela e eu sorrir amargurada.

_Sim tudo pela felicidade do menino Coutinho- falei

_Bom eu vou indo, muito obrigado mais uma vez Tati, vejo o quanto voce se importa com os sentimentos dos outros- falou ela

É eu me importava demais e os meus eu só me fodia mais e mais.

_Tenha uma boa noite e um beijo na Maria- falei desligando o telefone já com lágrimas nos olhos, eu tinha que dar um jeito nisso, ou eu ia acabar com o meu coração só vidro.


Notas Finais


Comentem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...