História Coração de fogo (Ignitus x Red Yaoi) - Capítulo 38


Escrita por:

Postado
Categorias Spyro the Dragon
Tags 7w7, Cyril, Ignitus, Luta, Magia, Red, Spyro, Terrador, Treta, Voolter, Yaoi
Visualizações 39
Palavras 2.041
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


:Autor: FALA AE SEUS FUMADORES DE LEITE COM PERA!

:Narrador: UE

:Autor: Desculpinha na demorinha, mas tuuuudo vai volta ao normal agora, menos Pongo x Thunderbolt, eu num to conseguindo escrever os capitulos ;-;

:Narrado: Preguiçoooooso

:Autor: Falou o Narrador que não Narra

:Narrador: A-.... huu

:Autor: otimo, FIQUEM COM O CAP!!

Capítulo 38 - ( Saturando o ferimento )


 Narra Ignitus

 Eu não acredito que fiz aquilo com o terrador, morde-lo daquela forma tão selvagem e descontrolada, e o pior, eu não me lembro de ter feito isso, apenas me lembro daquele pesadelo passando de novo e de novo, mas eu sei que fui eu que fiz aquilo, e pra confirma, eu ainda tenho o seu sangue em minha boca. O que esta acontecendo? Terrador brilhando uma forte luz verde e ficando mais forte, o Voolter brilhando amarelo e voando numa velocidade inacreditável, esses pesadelos e eu ficando descontrolado dessa forma, eu não quero que isso aconteça de novo, nunca mais, não quero feri-lo, não quero ferir minguem

:Ignitus:-(Olho pro terrador e vejo seu olhar de quem ta sentindo dor)-....

Eu tenho que da um jeito de resolver isso... mas como?... Melhor pensar nesse problema depois, agora tenho que cuidar do Terrador

 Depois de sairmos do quarto nós fomos caminhando com cuidado ate a enfermaria. Nós caminhamos com cuidado para não batermos de cara com minguem, principalmente o papai, ele seria mais difícil de desviar, e eu duvido muito que consiga inventar uma mentira convenceste pra ele, a presença dele me da... desconforto... acho que... já devem saber bem o por que..

 Eu e o Terrador continuamos andando com cuidado enquanto o sangue continuava saindo do seu braço. Tenho que lembra de limpar esse sangue urgentemente, a gente ta literalmente deitando um rastro. nós seguimos nosso caminho ate que finalmente havíamos chegado na enfermaria, e entrando, eu o ajudei a ir ate uma bancada

:Ignitus: Espera aqui

:Terrador: Ok-(Tira sua mão do meu ombro)

:Ignitus:-(Vou ate o maca e então pego o travesseiro e o coloco em cima da bancada)-Coloca o braço ai em cima

:Terrador:-(Coloca o braço a cima do travesseiro)

:Ignitus: Espera um momento

:Terrador: Vai onde?

:Ignitus: Pega algumas coisas pra resolver seu probleminha

 Eu fui ate o armário no canto da sala e então o abri e comecei a olhar os medicamentos, e a julgar pelo ferimento do Terrador, vou precisar fazer muito mais do que coloca um pano ao redor do machucado. Ao abri o armário eu olhei bem todos as minhas opções, e infelizmente, só tinha uma a qual iria resolver o problema, só não sei se o Terrador vai gostar, mas em fim, não tenho outras opções

 Depois de olhar tudo que eu tinha a minha disposição eu peguei tudo que iria precisar, um pouco de gaze, linha, agulha, atadura, um pano branco, e uma mordaça, caso ele precise. Depois de ter pego tudo que precisava eu me levantei, ficando em duas patas e levei tudo entre os meus braços ate a bancada, quase caindo no caminho pela falta de equilíbrio. Depois de quase cair, duas vezes, eu cheguei ao balcão, onde eu coloquie tudo que tinha pego ao lado do terrador

:Terrador: Pra que tudo isso?

:Ignitus: Sua ferida não vai se cura só com um curativo simples, mesmo com nossa regeneração, então, vou ter que satura

:Terrador: O que é isso?

:Ignitus: Resumindo, eu vou ter que fechar seu ferimento

 :Terrador: Ata ^-^

:Ignitus:-(Começo a separa as coisas)

:Terrador:... Eh... I-ignitus

:Ignitus: Sim?

:Terrador: V-vai usar essa agulha pra que?

:Ignitus: Ah.. eu vou ter que usa-la, se não não vou conseguir fechar o ferimento

:Terrador: T-tem que usar uma agulha?

:Ignitus: Não tem outra forma, é isso ou você sangra ate a morte

:Terrador:... Acho que morrer não é tão ruim se pararmos pra pensar-(Tira sua pata de cima da bancada e vai mandando ate a porta)-Ate mais Tarde ^-^

:Ignitus:-(Corro e fico frente da porta)-Terrador...

:Terrador: E-eu não quero, a-agulha não ;-;

:Ignitus: Eu sei que você tem medo, mas é só uma agulha

:Terrador: E-esse é o problema-(Olha pro lado)

:Ignitus:.. Olha, eu nunca entendi seu medo por agulhas, e eu não posso prometer que vai ser indolor, mas eu prometo que terei todo o cuidado que eu puder

:Terrador:...

:Ignitus: Lembra quando eramos crianças? sempre que você tinha que tomar alguma vacina pedia pra eu fica la com você, e eu ficava-(Vou ate ele ficando bem a sua frente)-Confia em min, por favor, deixe eu concerta o que eu fiz

:Terrador:....-(Ola pra min)

 O terrador me olhou diretamente nos meus olhos, e assim eu pude ver seus olhos jade demonstrando leve medo. Eu nunca entendi o motivo do Terrador odiar tanto agulhas, quer dizer, a gente quando era criança tínhamos medos mais infantis, já ele, o mais forte e corajoso, tinha medo de algo tão simples e praticamente inofensivo

 Ele continuou la, me olhando nos olhos, e tudo que eu pude fazer pra confortá-lo foi da um sorrisinho e olha-lo diretamente

:Terrador:...-(Suspira e olha pra baixo)-... Ok-(Olha pra min)-V-vamos logo

:Ignitus:-(Cresço mais meu sorriso)-Vem

 Eu o ajudei a voltar novamente ate a bancada, e la coloquei sua pata novamente sobre o travesseiro meio vermelho por causa do sangue. Dava pra ver que ele estava nervoso, e eu também estou, eu nunca fiz isso antes, apenas li como se faz, e já que não tenho mãos vou ter que usar meus dentes, o que pode dificultar e muito, mas não tenho muitas opções

:Ignitus:-(Termino de prepara tudo)-Pronto?

:Terrador:-(Respira fundo) V-vai

 Narra Cyril

 Eu estava na cozinha, em frente a uma panela no forno, esperando a água chegar no ponto certo enquanto o Voolter esperava do outro lado, sentado numa mesa esperando e cantarolando uma musiquinha baixa, mas eu sabia qual era, uma que ele cantava bastante quando eramos crianças. Achei que ele tivesse esquecido dessa musica

  Enquanto eu esperava e escutava o Voolter cantarolando eu fechei meus olhos por um breve momento e voltei a pensar no que estava acontecendo enquanto eu tinha aquele pesadelo, e comecei a assemelhar com a marte da mamãe, por que, quando soube, eu quase congelei meu quarto por inteiro, e o gelo ia se espalhando da mesma forma, e os sentimentos, eram os mesmo, medo, o medo estava presente naquele dia, e estava em meu sonho, então.. pode ser loucura da minha cabeça, mas acho que talvez o medo seja a "chave" pro meu... "descontrole climático"

 Enquanto eu pensava mais sobre a minha teoria eu senti uma gota de água quente cair sobre minha pata, me tirando dos meus pensamentos e provocando uma dor considerável, e apenas não ficou uma queimadura por causa da minha temperatura corporal baixa, e também por que foi apenas uma simples gota

:Cyril:-(Uso meu sopro de gelo na lenha a baixo do forno, pagando o fogo(Autor: Rimo ^-^))

 Depois de apagar o fogo eu peguei a panela com muito cuidado para não me queimar e então sai da cozinha e fui ate a sala de jantar, que fica no mesmo comodo, mas ok

:Cyril:-(Coloco a panela em frente ao Voolter)

:Voolter:-(Com os olhos fechados cantarolando)

:Cyril: Voolter

:Voolter:-(Abre um dos olhos e olha pra min)-Sim?

:Cyril: Coloca a mão dentro da panela

:Voolter: Ah-(Olha a fumaça saindo da água quente)-Eh... não vai doer?

:Cyril: Esta quente o suficiente pra descongelar sua mão, deve demora uns 15, 20 minutos, só vai se queimar se não ter cuidado com o tempo

:Voolter: Ok, se você diz-(Mergulha a mão congelada na água)

:Cyril: Sente algo?

:Voolter: Apenas um calorzinho de leve

:Cyril: Bem, ta funcionando-(Me sento)

:Voolter: Então, o que fazemos agora sobre os nossos probleminhas?

:Cyril: Primeiramente, vamos falar com o Ignitus e o Terrador, e depois decidimos o que fazer

:Voolter: Acha que ta acontecendo com eles também? que dizer, eu duvido que isso esteja acontecendo apenas com a gente

:Cyril: Só vamos descobri falando com eles

:Voolter: E o papai?

:Ragnir:-(Entra na sala)-Eu o que?

:Cyril e Voolter: AHA!!-(Olhamos pra ele)-T-ta ai desde quando?

:Ragnir: Acabei de chegar-(Olha o Voolter)-... Por que ta com a pata ai?

:Cyril: E-eh.. que.. é..

:Voolter: A gente tava treinando meus reflexos, então eu me distrair e ele acertou seu raio de gelo na minha mão

:Cyril: E-eh, por sorte foi de raspão

:Ragnir: Huu-(Olha pros nosso olhos como se tivesse buscando nossas almas)

:Cyril e Voolter:-(Nervosos)

:Ragnir: Ok, mas tomem mais cuidado na próxima, se tivesse acertado o coração você poderia estar morto agora Voolter

:Voolter: Sim pai, terei mais cuidado

:Ragnir: É o que espero-(Sai andando)

:Cyril: Ufa, essa foi perto

:Voolter: Raspando

:Cyril:-(Me levanto)-Vou procura o Ignitus e o Terrador

:Voolter: Vou com você ^-^

:Cyril: Não, você vai fica aqui, quando eu achar eles eu os trago aqui, caos recupere sua pata antes me ajuda a procura, ok?

:Voolter: AAh, ok ;-;

:Cyril: Beleza, eu volto logo-(Saio correndo)

 Agora apenas preciso achar o Ignitus e o Terrador e volta para termos uma conversa, só espero acha-los logo, e que possam nos ajudar

 Narra Ignitus

:Terrador: AAg

:Ignitus:-(Com uma agulha na boca)-Calma, tu quasu cabando

:Terrador: T-termina logo com esse tormento-(Escondendo seu rosto com sua outra pata)

Eu e o Terrador já estávamos la a alguns minutinhos desde que comecei a satura seu ferimento, e eu já teria acabado, mas tem duas coisas que estão atrapalhando e tardando o processo, primeiro, to tendo que usar meus dentes pra segura a agulha, segundo, o Terrador tremendo um pouco, mas fora isso, to quase terminando

Eu já estava quase acabando de satura o ferimento, e devo dizer que o Terrador ta sendo bem corajoso e forte, claro, tremendo um pouco, mas ta sendo forte o suficiente pra não sair correndo, e nem ta gritando pedindo socorro como fazia quando era criança

:Terrador: Aan

:Ignitus:-(Puxo a agulha uma ultima vez e então corto a linha)

:Terrador:-(Olha pra min)-T-terminou?

:Ignitus: Quase pronto, mas não precisa se preocupar, não vou mais usar a agulha

:Terrador: Graças a Osiris

:Ignitus: Só preciso limpa a ferida e enfaixar seu braço, não vai demora muito

Depois de ter terminado com a agulha eu a coloquie o mais longe possível do Terrador e então peguei o pano branco e abri o frasco com gaze, derramando um pouco sobre o tecido e depois o colocando a cima do ferimento agora saturado e passando de leve pra limpar o sangue

:Terrador: Aa-(Sentindo leve dor)

:Iginuts: Desculpa

:Terrador: O-ok

:Ignitus: Já ta terminando

:Terrrador: Onde aprendeu a fazer isso?

:Iginitus: O papai me ensinou, e também me obrigou a ler muitos livros sobre primeiros socorros pra caso de emergencistas-(Olho pra ele)-Mas essa é a primeira vez que coloquei em pratica

:Terrador: Bem, me parece que fez um bom trabalho-(Sorri)

:Ignitus:-(Sorrio de volta)

Depois de ter limpado a ferida eu fechei a garrafa de gaze e também coloquei o pano sujo perto da agulha e logo depois peguei as ataduras e comecei a enfeixar o braço do Terrador com cuidado pra não machuca-lo e pra não abri sua ferida novamente, o que felizmente, não aconteceu

:Ignitus:-(Termino de enfaixar)-Pronto

:Terrador:-(Olha seu braço)-Huu, valeu ^-^

:Ignitus: Era minha obrigação de qualquer forma-(Começo a juntar todos os itens)

:Terrador:-(Se levanta)-Quer ajuda?

:Ignitus: Não, e por favor, não tente usar muito sua pata, ela vai demora umas 6 ou 7 horas pra regenera

:Terrador: Tudo bem, mas o que fazemos com aquilo?

:Ignitus:-(Olho o caminho de sangue que vai da gente ate a porta)-Tinha esquecido disso, preciso limpar rápido-(Pego tudo que havia em cima da mesa)

:Terrador: Melhor você ir limpar, deixa que eu guardo tudo

:Ignitus:-(Olho pra ele)-Tem certeza?

:Terrador: Não tem nada pesado ai, deixa comigo

:Ignitus: Ok ok-(Coloca a cima da mesa novamente)-Mas não força muito

:Terrador: Tranquilo

Eu fui ate uma porta que ficava ao lado do armário quase correndo e chegando la eu entrei em uma área com alguns produtos de limpeza. Eu peguei algumas coisas e coloquie um balde pra encher de água, e aproveitando eu limpei minha boca, tirando todo o sangue do Terrador que estava presente la

Enquanto o balde enchia eu peguei mais algumas coisas, como um pano e um rodo pra facilitar minha vida, e assim que o balde encheu eu o peguei entre os destes e usei a cauda pra segura o resto, então logo sai da sala

:Terrador:-(Terminando de guarda as coisa)-Huu-(Olha pra min)-Quer ajuda?

:Ignitus: Nhaum, apenas esperi aki

:Terrador: Ok, mas deixe que eu limpo o sangue aqui de dentro, alias, menos chances de alguem ver

:Ignitus:-(Falo um sim com a cabeça e então vou em direção a saída)


Notas Finais


:Autor: Quando sai o proximo cap? eu não sei, É NOOOOOOOOOOOOOOOIX


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...