História Coração de pedra - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Demorei né? Mas antes tarde do que nunca

Capítulo 17 - Capítulo dezessete


Elizabeth abriu os olhos lentamente enquanto tentava se lembrar do que havia acontecido. Ela se sentou na cama e esfregou os olhos, sua cabeça estava dolorida e seu corpo parecia que havia sido atropelado por um caminhão. A platinada olhou para a janela e viu que o sol já estava se pondo. Quanto tempo ela havia dormido? Era o que ela se perguntava. 

— Finalmente acordou... – a voz grave ao seu lado fez a platinada dar um pulo. 

Elizabeth olhou para o lado e viu Ban sentado ao seu lado. Ele estava com olheiras profundas e com uma aparência, que se fosse ser comparada ao estado normal dele, horrível. Mas do mesmo jeito ainda continuava bonito como sempre.

— O que está fazendo aqui? – foi a primeira coisa que Elizabeth perguntou. Ela estranhou Ban estar sentado ao seu lado em sua cama. – O que aconteceu comigo? – ela perguntou em seguida.

— Sua amiga me chamou 'pra cuidar de você pensando que eu fosse algum tipo de médico, e você teve uma febre forte e estava desacordada. – ele falou olhando para um ponto qualquer do quarto.

Elizabeth aos poucos foi se lembrando. 

Depois de mais um dia cheio na loja ela voltou para casa e foi direto para o banheiro. Precisava urgentemente de um banho para tirar todo aquele estresse. Ela passou algumas horas vendo a água cair depois de ter terminado o banho, mesmo tentando evitar, os pensamentos dela iam automaticamente até um certo platinado. Ban era o único que ocupava a mente de Elizabeth o dia todo. Depois de mais alguns minutos vendo a água cair ela se secou e foi até o closet, pegou a primeira roupa que viu e vestiu, não estava se importando muito com a maneira que estava vestida, tudo que precisava era de sua cama. Ela se deitou e ficou algum tempo olhando para o teto até que escutou o som de uma notificação recém chegada em seu celular. Ela pegou o aparelho e viu que havia recebido uma mensagem. Era uma foto. Ela estranhou. Por que alguém desconhecido lhe mandaria uma foto? Ela abriu a mensagem e viu que era uma foto da Elaine entrando no apartamento de Ban. Ela sentiu seu olhos arderem e logo começou chorar, ela bloqueou o celular e ficou um tempo chorando em silêncio. Um calor estranho dominou seu corpo e ela acabou pegando no sono.

Ela decidiu ficar em silêncio. O que havia entre os dois acabou e ele não devia mais nenhum tipo de explicação para ela. Se ele estava se envolvendo com Elaine a platinada não poderia fazer nada.

Ban continuava encarando um canto qualquer do quarto. Estava mais do que claro que ele evitava olhar para Elizabeth, e ela achava melhor daquela maneira.

Os dois permaneciam em silêncio. Ambos sabiam que precisavam conversar, mas nem Elizabeth nem Ban tomava a iniciativa. 

Elizabeth estava com aquilo grudado em sua garganta como se fosse um nó, ela sabia que precisava esclarecer as coisas para Ban. Não para reatarem o relacionamento, mas para ele ao menos ter ciência de que ela não havia o traído, e que aquilo tinha sido um grande mal entendido.

Ban sabia melhor do que qualquer um que aquilo havia sido um erro dele. Deveria ter escutado o que Elizabeth tinha para dizer antes de tirar conclusões precipitadas. Mas sabia que Elizabeth não iria simplesmente esquecer o que ele fez. 

— Sabe que precisamos conversar, não é? – Ban perguntou sem olhar para Elizabeth.

A platinada suspirou. – Sim, eu sei, e acho que não tem hora melhor que essa.

Ban, lentamente, se virou para Elizabeth e a encarou nos olhos. – Eu sei que eu deveria ter te escutado antes... – Elizabeth o interrompeu antes que ele terminasse.

— Eu deveria ter te contado que eu fui na casa do Hawser. Nada disso teria acontecido se eu não tivesse ficado quieta. – ela falou de cabeça baixa.

— Eu deveria ter te escutado, Elizabeth. Eu fui precipitado em achar que você estava me traindo só por ter saído da casa desse tal de Hawser. – Ban falou baixando a cabeça também.

— Acho que nós dois somos culpados... – Elizabeth falou e sorriu sem graça.

— Sim. – Ban concordou.

O silêncio voltou a se instalar. Elizabeth não sabia como aquilo ia acabar, estava ansiosa para contar a verdade para Ban, mas não sabia o que faria depois. Ban não estava muito diferente, precisava se desculpar com Elizabeth por não ter deixado ela se explicar, mas acabou não pensando no que faria depois.

Ban ainda estava insatisfeito, estava na dúvida do porquê Elizabeth estava na casa do Hawser. Ele tentava não pensar no pior, mas era difícil. Elizabeth apresentou ele a todos os amigos dela, menos aquele. O que ela estaria fazendo lá? 

— Quer saber o que eu estava fazendo na casa dele, não é? – ela perguntou com um sorriso fraco.

— Sim. – ele falou aguardando ela jogar na cara dele que os dois não tinham mais nada haver um com o outro e que ela não devia nenhuma explicação para ele, mas o que veio foi totalmente diferente.

— Tinha alguém me seguindo, eu não sabia quem era. Até que eu tive uma conversa com Diane sobre isso e ela me disse que o Hawser chegou a seguí-la uma vez, então eu deduzi que era ele. Foi por isso que eu fui até a casa dele. Eu não queria que você se preocupasse ou algo do tipo, por isso que não te falei nada sobre isso. – ela falou tudo que estava guardado dentro de si. 

— Então era por isso que você estava tão esquisita aquele dia no shopping? – ele perguntou. Elizabeth apenas concordou com a cabeça. – Eu até te entendendo, se você tivesse me falado eu provavelmente ia querer ir atrás dessa pessoa.

— Foi exatamente o que eu pensei. – ela falou dando uma leve risada. – Mas isso é passado. Já aconteceu e não precisamos ficar falando sobre isso.

— Você está certa. – ele falou tentando esconder a tristeza em sua voz.

No fundo Ban ainda tinha esperanças de que Elizabeth quisesse reatar o relacionamento, mas depois da fala dela estava mais do que claro que aquilo não seria mais possível. 

Ao menos ele haviam resolvido o que precisavam. Deixar tudo esclarecido era uma parte importante.


Notas Finais


Não estão juntos mas pelo menos não estão brigados, né?
Me desculpem algum erro.
Até mais💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...