1. Spirit Fanfics >
  2. Coração de sangue - Sycaro - REESCRITA! >
  3. Two - make up sex -

História Coração de sangue - Sycaro - REESCRITA! - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Bem, eu vou mudar bastante coisa, incluindo as partes que nao fazem sentido e fogem mais da realidade do que deveriam.

Fanfic de vampiros entao ja foge bastante da realidade né- vou tentar fazer com que isso seja a unica coisa que saia da realidade, ok?

E continuem comentando, vocês me deixam boiolinha 😔👉👈💕

Boa leitura <3

Capítulo 2 - Two - make up sex -



— pft, ele deve ser bom mesmo, mas então, oque pretende fazer? Sabe que nao pode alterar a memoria dele mais de duas vezes em um mês, e do jeito que ta falando, duvido que consiga se controlar — questionou Tawan sem tirar os olhos do celular — eu não sei exatamente... mas eu vou dar um jeito, aquele loiro tem que ser meu pra ontem.

— pftkkk, falando assim não sei se quer beber o sangue dele ou transar com ele — Disse Tawan com uma risada sarcastica — um pouco dos dois — disse Saiko, logo se levantando da mesa e saindo andando, deixando Tawan confuso e meio surpreso.

Enquanto Saiko andava pelo refeitorio, viu Ycaro sentado em uma das mesas do fundo, escrevendo algo em um caderno enquanto estava com fones de ouvido, passo ao lado dele e só vejo ele corar de leve, sem nem contato visual, nao consegui ver oque estava escrevendo, mas conseguiu sentir o cheiro forte do sangue dele, só com isso, ja estava enlouquecendo, sem contar que parece algum tipo de afrodisiaco, ficou excitado só com o cheiro, enquanto andava, balançou a cabeça de leve pra ver se a colocava no lugar, antes que de meia volta e grude no pescoço de Ycaro.



Ponto de vista Ycaro



Estava só escrevendo o rascunho de uma possivel carta de declaração pra Saiko, mesmo que seja bem provavel que eu não tenha a menor coragem de envia-la, afinal, nao posso imaginar o tanto de cartas que ele deve receber por semana, é, seria apenas mais uma na pilha de cartas que ele joga no lixo sem ler, sabemos que o Saiko é o tipo de pessoa que faria isso.

Mas se chegasse a ter coragem de mandar a carta, seria anonimamente, e sem esperar qualquer resposta, obviamente, sem contar que se certificaria que não tivesse nenhuma chance de que Saiko descobrisse que foi si que mandou a carta, definitivamente nao ta pronto pra ser rejeitado, a carta é apenas uma forma de colocar tudo pra fora, iria provavelmente se sentir aliviado se fizesse, então ta valendo, depois disso é só parar de pensar nele e superar, ou pelo menos tentar fazer isso.

Enquanto escrevia, ouviu alguem passando na sua frente, quando olhou pra cima, viu que era Saiko, por sorte em deu tempo de fazer contato visual, tentou agir naturalmente mas sentiu seu rosto esquentar, estava quase entrando em panico, e se ele tivesse lido a carta? No meio segundo que ele olhou pra mim? Ta, certo, é impossivel, e mesmo se tivesse lido, nao saberia pra quem é, certo? É, certo... droga, agora vou ficar paranoico!

Termino o rascunho mesmo meio paranoico, entao enfio a carta dentro do bolso da minha blusa de qualquer jeito, vendo no celular que faltavam apenas 10 minutos pra acabar o intervalo, pego meu celular e vou andando enquanto digitava, assim indo pro corredor, sem prestar muita atenção acabo esbarrando em alguem e quase caindo, mas esse alguem segura meu braço e eu nao caio.

Quando olho pra cima vejo que é Saiko, meu rosto fica completamente vermelho e eu estava ja entrando em panico, quando sinto algo em meus pés, vejo que a carta mal dobrada que estava no meu bolso havia caido, Saiko então solta meu braço me deixando em pé, e se abaixa pra pegar o papel, acho que nunca estive tão dessesperado em minha querida vida, a não ser quando a Lexie morreu em Grey's Anatomy, nunca vou superar a morte dela, Shonda eu ainda nao te perdoei por isso.

Ele então apenas pega o papel e me entrega, por um segundo meus espirito saiu do corpo — Olha pra onde anda loirinho — disse ele depois de me entregar o papel e sair andando, eu fiquei completamente imovel, loirinho, loirinho, agora eu sou o loirinho, ele me deu um apelido Deus me ajuda se nao vou desmaiar no meio do corredor.

Estava na minha sala tranquilo, fazendo meus deveres e pa, quando um dos membros do conselho estudantil entra na sala e diz que eu deveria ir a sala do conselho, pois alguns membros tinham assuntos a tratar comigo, meu cu trancou na hora, passava nem ar, acho que dessa vez vao realmente me comer vivo pelas faltas e vezes que cheguei atrasado, esse djabo de conselho vai me fuder.

Me levantei meio receoso, olhando pra André que tava com um sorriso filho da puta no rosto, dizendo "se fudeu" só com a expressão que ele estava fazendo, fui acompanhando a garota do conselho, meio atras dela, só queria que Saiko nao estivesse la, ser humilhado com um membro tapado do conselho na frente da paixonite não vai dar bom.

Paramos na frente da porta de uma sala, ela disse "pode entrar" eu então abri a porta e entrei, logo sentindo minha pressão cair, era uma sala de aula e estava vazia, só vi Skii ali, sentada em uma cadeira, estava muito confuso, mas morria de medo dela então se mantia imovel — Então... p-por que me chamou? — perguntou bem receoso com a resposta.

— Ycaro não é? — ela pergunta se levantando e se aproximando de mim, é ridiculo como temos a mesma altura, por que ela é baixa pra uma mulher, e eu tambem sou baixo, droga eu sou muito baixo — É — respondeu sem exboçar qualquer reação ou expressão — então, Ycaro, apaixonado pelo Saiko né? Meio ousado não acha? — disse ela parando na minha frente.

Senti meu corpo gelar, como essa vibora sabe disso? André nao falaria, ela deve ter descobrido de alguma maneira medonha, tenho medo dela com razão, mas vou só me fazer de desentendido — oque? Do que você ta falando? — sua expressão se manteve neutra — não precisa desse teatro, eu ja sei da carta, e que pretende se declarar — meu pau que ela sabe da carta, essa mina é o matrix agora? — afinal, oque você quer — nao dava pra estar mais neutro do que isso, nao gosta dela pelo fato dela ser manipuladora e tambem por ter roubado a presidencia do clube de musica do MeiaUm.

— Só vim dizer pra desistir, você não é o tipo do Saiko, ele nunca gostaria de alguem como você. — ela disse com toda frieza possivel, mas isso não me afetou de maneira alguma, só revirei os olhos e sorri sarcastico — A serio? E deixa eu adivinhar, o tipo dele é loiras baixas, esnobes e metidas a besta? — disse com um tom ironico, iria devolver tudo na mesma intensidade, ela pareceu se irritar.

— olha aqui seu pedaço de merda, eu posso fazer sua vida nessa escola um inferno, então é melhor você ouvir quando eu digo que é melhor se afastar do Saiko — ela disse perdendo sua postura de inatingivel, oque mais o irritava, é ela agindo como se ela e o Saiko tivessem algo, que provavelmente não é verdade, do contrario ela não estaria tanto na defensiva, Ycaro deu um passo pra frente, ficando mais perto dela — Olha aqui, garota, eu não tenho medo de você, faz oque quiser, mas tenho certeza que ta fazendo isso por que o Saiko ta caidinho por você, boa sorte, vadia — disse se virando e saindo da sala, Ycaro pode ser bem corajoso quando quer, e uma coisa que ele não faz é aceitar as pessoas dizendo oque ele deve fazer, ainda mais em relação a sua vida amorosa.

É super feminista, mas vadias opressoras não passaram, saiu da sala e quase caiu quando viu que Saiko estava bem ao lado da porta, Deus, e se ele tiver escutado!? Saiu andando rapido praticamente correndo devolta pra sua sala, oque raios ele estava fazendo ali? Deus, tomara que ele não tenha ouvido, como disse, definitivamente nao to pronto pra ser rejeitado.

Ponto de vista Saiko


Viu Ycaro saindo quase correndo praticamente vermelho, seria de raiva ou vergonha? Só conseguiu ver a parte do "eu nao tenho medo de você" e tudo mais, que estranho, sera que Skii esta ameaçando Ycaro ou algo do tipo? Des de pequena ela sempre foi bem manipuladora e até da medo, mas por que ele disse "tenho certeza que ta fazendo isso por que o Saiko ta caidinho por você" em um tom sarcastico? Oque ela ta aprontando dessa vez...?

Abriu a porta da sala então entrou, dando de cara com Skii que provavelmente estava saindo, a garota pareceu corar um pouco e se surpreender com a minha presença.

— S-saiko? A quanto tempo ta ai? — ela pergunta meio tremula dando um passo pra tras, parecia com medo de alguma coisa — o suficiente, oque você tava falando com o Ycaro Skii, e por que ele disse nao ter medo de você? — perguntou Saiko cruzando os braços com uma voz seria e um olhar neutro — a-ah — Skii agradeceu mentalmente por ele nao ter ouvido tudo — E-eu só avisei pra ele parar de ficar se atrasando nos trabalhos, pois a pontuação dele esta caindo, mas espera ai, como o conheçe? — começou a falar convicta mais ai se deu conta de que Saiko parecia o conheçer.

— Tawan não te contou? — perguntou Saiko, e a garota tombou a cabeça pro lado em sinal de confusão — bem, não pode beber o sangue dele, pertence apenas a mim agora. — disse sem nenhuma cerimonia, a garota se surpreendeu a pareceu nao gostar da noticia — oque? Como assim "seu"? Vai namorar com ele ou algo do tipo, oque ele tem de especial?? — ela se exaltou rapido, Saiko não esperava por isso, suas suspeitas foram confirmadas — é, meu, talvez eu namore ele, especial? Bem, o sangue dele é o melhor que ja bebi, quase me descontrolo, algum problema com isso, Skii? — perguntou com um tom rispido no final, a garota pareceu perder o chão, não poderia deixar Ycaro roubar Saiko de si — m-mas ele é um humano! Não pode namorar um humano! — disse ela, a primeira coisa que lhe veio a cabeça — e por que não? — questionou ele, ainda bem rispido e dessa vez um pouco assustador, a garota recuou um pouco.

— Acha que ele vai te aceitar? Que nao vai te chamar de aberração ou querer colocar policiais atras de você? Que ingenuidade... — Disse Skii desviado o olhar, e falando com um tom mais serio do que antes — bem, quem vai descobrir isso sou eu, faça um favor pra mim, e não fique no meu caminho, muito menos no dele. — disse Saiko, logo se virando e saindo daquela sala, deixando Skii ali, sem palavras.

Estava no intervalo da quarta aula, e Saiko estava com fome, e o cheiro do sangue Ycaro estava na sua mente, sua boca enchia de agua só de pensar em cravar os dentes naquele pescoço macio, queria marca-lo todo, sua pele ficaria cheia de chupoes e marcas de mordida, deixaria o loiro ainda mais bonito, queria muito o sangue dele, mas se tomasse agora seria a ultima vez que poderia fazer isso no mês, e só de pensar em ficar mais 30 dias sem sentir o gosto delicioso do sangue de Ycaro, Saiko ja fica mau humorado, teria que dar um jeito nisso pra ontem, então, teve uma ideia brilhante mas bem audaciosa, uma forma de sentir o gostinho do sangue de Ycaro e não ficar na vontade.



Ponto de vista MeiaUm





— Oque? Votos!? Ta me zoando né? Eu toco mil vezes melhor que ela, aposto que foram todos comprados por aquela vadia! — Dizia André, na frente de Tawan, os dois nem são amigos, no maximo conhecidos, mas parece que MeiaUm age assim com todo mundo — sinto muito mas ela ganhou, comprando os outros ou não. — disse Tawan desviando o olhar, acha André fofo, e irritado pareçe um mupet bravo — então fodase justiça né? Eu vou tirar aquela puta da presidencia nem que seja na base do tapa — disse cruzando os braços irritado, nem ligando pro vice presidente do conselho estudantil bem na sua frente — Você é bem boca suja não é? — Não que Tawan tambem não seja, mas não geralmente na frente das pessoas.

— Que? Ta incomodado? — perguntou em seu classico tom de deboche, Tawan achava atraente ele ser tão audacioso — na verdade estou sim, deveria lavar essa boca — disse formandoum sorriso de canto bem discreto, enquanto olhava MeiaUm nos olhos, que fazia o mesmo — ta incomodado vem lavar pra mim — disse ele corando um pouco, com um sorriso sorrateiro e um olhar sexy mas sutil — eu poderia fazer isso sabia? — disse ele com uma voz um pouco mais baixa, dando um passo pra frente e ficando na frente de André, que é nitidamente mais baixo — então por que não tenta? — disse André, colocando uma das mãos na cintura e apoiando o peso só na perna esquerda, as coisas esquentaram em uma velocidade absurda.

Quando se deram por ver, ja estavam se agarrando contra a porta da sala fechada, Tawan colocou as mãos em volta da cintura de André e apertou um pouco ali, nunca soube como o corpo de um cara pode ser tao gostoso e atraente, André estava com os braços ao Redor do pescoço de Tawan, separavam por causa da falta de ar, mas logo voltaram a se beijar, as linguas lutavam por espaço na boca um do outro, enquanto as salivas se misturavam e Tawan parecia chupar a lingua de André de uma forma muito excitante, Tawan então ergueu a perna, colocando o joelho entre as pernas de MeiaUm, que gemeu um pouco dentre o beijo, mais logo se separou dele.

— heh... não vamos passar dos limites hoje... se quiser mais disso — disse ele gesticulando com as mãos, pro seu corpo — você vai me procurar... — disse ele fazendo um biquinho com a boca e mandando um beijo pro Tawan, em seguida abrindo a porta atras de si, e saindo — heh... que garoto interresante... — disse Tawan mordendo o labio inferior ainda corado, André é a definição de "o deixe com gostinho de quero mais" por que acredite, ele quer mais.













Continua...



Notas Finais


Foi isso, nao sei da onde ta surgindo criatividade mas ta, entao vou aproveitar 👺

Até o proximo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...