História Coração Explosivo - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Visualizações 30
Palavras 2.718
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi genteeee!!!
Desculpa pela demora pra postar, mil perdões, como eu disse no cap anterior, eu tinha uns negócios da escola pra fazer e acabei não tendo tempo, mas enfim, me perdoem qualquer erro ortográfico, é que eu não revisei o cap.
Espero q gostem!😘

"Lembrando..."

{} Pensamentos da personagem.

Capítulo 32 - Casais Bakugou Squad's


Fanfic / Fanfiction Coração Explosivo - Capítulo 32 - Casais Bakugou Squad's


Abri os olhos com um pouco de dificuldade por conta da luz do sol que saía pela janela, tentei me levantar, mas não consegui, porque tinha algum peso em cima de mim, olhei p'ra atrás e vi o TPM dormindo abraçado comigo, seus braços estavam em volta de mim, me impedindo de levantar, eu poderia usar a minha força p'ra tirar ele, mas não queria acorda-lo, porque ELE TAVA PARECENDO UM ANJO DORMINDO DAQUELE JEITINHO, AAAAAA!!!!!

Eu: Kacchan, acorda mo...- Cutuquei delicadamente seu rosto.- Vai Kacchan, acorda, já tá de manhã.- Cutuquei novamente.- ACORDA DESGRAÇAAA!!!!!!- Dei um empurrão nele.

Katsuk: NÃO GRITA NO MEU OUVIDO CRIATURA INFAME!!!!- Gritou tampando os ouvidos {Eu tentei acorda com jeitinho, mas o ogro não acordava}.

Eu: Levanta, você tá em cima de mim.- Disse sem paciência.

Katsuk: Não sabe o significado de educação?

Eu: Sei, agora vaza!

Katsuk: Se você sabe é melhor usar.- Fechou a cara.

Eu: Levanta agora, por favor.- Fiz uma carinha fofa com as últimas palavras.

Katsuk: Usa a educação direito.- {Toma no cú com essa palhaçada}.

Eu: Ah foda-se!- Ativei a minha super força e "joguei" ele pro lado.

Katsuk: EI!!- {Pronto, acabou essa palhaçada}.

Eu: Tô com pressa.- Me levantei e olhei o relógio, e estávamos adiantados.

Katsuk: Eu vou me arrumar p'ra aula.- Se levantou a caminho da porta.- Puta que pariu, a fila pro banheiro masculino vai tá longa p'ra caralho!- Bufou irritado.

Eu: Usa o meu banheiro.

Katsuk: Beleza, só vou pegar as minhas coisas.- Abriu a porta e foi pegar suas coisas.

Aproveitei que ele tinha ido no seu quarto e usei o banheiro primeiro, o meu banho foi até que rápido, me vestir no banheiro mesmo e quando saí o Katsuk tava sentado na cama esperando sua vez.

Eu: Pode entrar bela adormecida.- Fiz uma reverência.

Katsuk: Vai toma no cú!- Entrou no banheiro e bateu a porta {Gente, a bicha tá atacada hoje}.

Eu fiquei sentada na cama esperando o TPM sair do banho, e como esperado, ele não demorou muito. Ele saiu do banheiro, pegamos nossas mochilas e fomos p'ra sala de mãos dadas {Como eu AMO esse loiro puto}, chegamos na sala e o Cimentuss ainda não tinha chegado, na verdade, não tinha ninguém na sala, então aproveitamos, ficamos sentados e tivemos o nosso momento love {<3}.

Juntamos duas cadeiras e cada um ficou com uma, o Katsuk se sentou do meu lado e como eu sou folgada, eu coloquei as minhas pernas sobre as dele e abracei seu pescoço dando uns beijos pelo rosto do TPM.

Eu: Obrigada.- Coloquei a cabeça sobre a clavícula direita dele.

Katsuk: Pelo quê?- Perguntou acariciando a minha bochecha.

Eu: Por você ter ficado comigo quando tava mal, ontem de tardezinha.- Dei um sorriso com a lembrança.- Você não imagina o quão bom foi ter você comigo num momento difícil como aquele.- Me aconcheguei nos seus braços.

Katsuk: Eu só fiz o que tinha que ser feito.

Eu: Mesmo assim, obrigada.- Dei um selinho em seus lábios.

O Katsuk segurou o meu queixo e me deu um beijo lento, MAS tudo que é bom dura pouco! Quando estávamos nos beijando Kirishima e Mina entraram na sala, e adivinha... SE BEIJANDO!!!!! {Tô béji (/◎o◎\)}.

Eu/Katsuk: Que porra é essa!?- Perguntamos em uníssono.

Mina/Kirishima: A gente pode explicar!- Disseram nervosos em uníssono.

Katsuk: Não precisa explicar nada.

Eu: Vocês tão namorando!- Abracei o pescoço do TPM com força de tanta animação.

Katsuk: Meu... Pescoço...- Disse sem ar.

Eu: Desculpa!- Soltei ele sem jeito.- Mas hora expliquem, como, quando onde e por que não contaram p'ra gente!?- Cruzei os braços.

Mina: Fala aí p'ra eles Kiri.- Jogou nas costas do Kirishima.

Kirishima: Bom, tudo começou depois da viagem escolar...

Eu: E TODO ESSE TEMPO VOCÊS NÃO CONTARAM P'RA GENTE!!??- {Me sinto traída u-u}.

Katsuk: Deixa ele terminar imundícia!- Deu um peteleco na minha orelha.

Eu: AI CAPETA!!- Também dei um peteleco na orelha dele.

Katsuk: DESGRAÇA!!!

Mina: DEIXEM O KIRI TERMINAR, PORRA!!!- Socou a mesa e nós dois ficamos quietinhos {Mina... O que aconteceu com você?}.

Kirishima: Veleu Mina, como eu estava dizendo antes de ser interrompido...- Lançou um olhar acusador p'ra mim e pro TPM.


                    Flashback On

                  Eijiro Kirishima

Já tinha se passado alguns dias depois do acampamento e eu ainda não tinha esquecido do beijo da Mina no "verdade ou desafio", não sabia o que tava acontecendo comigo, só pensava na Mina e cada vez que ela fazia alguma coisa eu olhava p'ra ela com cara de bocó.

Tava tendo aula com o All Might, e eu ainda olhava a Mina sentada na sua mesa enquanto o All Might explicava a matéria, até que o sinal tocou sinalizando que já tava na hora de ir embora. 

A Mina se levantou e já ia embora, então me levantei e fui até ela p'ra acompanhá-la em casa e fazer um pedido.

Eu: Mina!

Mina: Que foi Kiri?- Perguntou preocupada {Ela se preocupa tanto comigo}.

Eu: Antes de você ir embora, será que a gente pode conversar?- Perguntei sem jeito.

Mina: Claro, o que quer falar?

Eu: É que eu queria falar em particular com você.- Disse olhando p'ra todo mundo que passava pela gente.

Mina: Okay, pode ser na lanchonete que a gente foi com o resto do Bakugou Squad's.

Como dito, fomos até a lanchonete, quando chegamos lá pedimos, apenas, dois refrigerantes e nos sentamos em uma mesa grudada com a parede.

Mina: Então Kiri, o que queria falar comigo tão sério que não podia ser na escola?- Perguntou integrada.

 Eu: Queria falar sobre o acampamento, o que aconteceu lá...- Senti o meu rosto queimar como nunca.

Mina: Ah, aquilo...- Disse corada.

{E agora, o que eu faço!? Já sei! Vou fazer o que o Bakugou faria, moleza.}

Eu: Bom, eu vou ser rápido.- Disse sério.- Eu gosto de você Mina e quero te pedir em namoro!- Fechei os olhos esperando sua resposta.

Não ouvi nada, então abri os olhos e vi o rosto sem expressão da Mina, ela olhava fixamente em mim.

Mina: Kirishima...- Disse ainda sem expressão.

Eu: Sabia, você não sente o mesmo que eu sinto.- Disse cabisbaixo.- Bom, eu vou te deixar em paz e não vou mais te perturbar com essa idéia idiota de você namorar comigo.- {Como eu sou um imbecil}.

Me levantei da mesa com a intenção de ir embora, mas antes de me levantar completamente sou, bruscamente, puxado. Arregalei os olhos surpreso no que tinha acabado de acontecer... A MINA TAVA ME BEIJANDO!!!!! {Isso é um sonho!? Se for, não me acordem NUNCA MAIS!!}.

Mina: Eu quero ser sua namorada Eijiro Kirishima!- Sorriu docemente.

Eu: Mina...- Sussurrei sem reação.

Ela segurou meu rosto com as duas mãos e puxou para mais um beijo lento, segurei sua cintura e retribuí o beijo com intensidade.


                   Flashback Off

                Yoko Yamamoto

Kirishima: Depois daquele dia, nós dois decidimos contar p'ra todo mundo sobre o nosso namoro, mas aí aconteceu o sequestro do Bakubrou e não tinha clima p'ra isso então...- Colocou a mão na nuca.

Eu: Nossa, QUE HISTÓRIA FOFA!!!- {Meu casalsinho do meu core <3}.- Mas explica uma coisa, por que vocês não contaram depois do resgate do Katsuk?

Mina: P'ra dizer a verdade, nem a gente sabe, só não contamos.- Deu de ombros.

Katsuk: Foda a consideração que vocês têm com a gente.- Cruzou os braços.

Eu: Poisé.- Cruzei os braços.

Mina: Desculpa gente.- Disse arrependida.

Kirishima: Foi mal aí brous.- Colocou a mão na nuca envergonhado.

Então foi ali que eu tive uma brilhante idéia {Quem é Einstein perto de mim!? u.u}.

Eu: Galera, eu tive uma idéia maravilhosa!- Exclamei animada.

Katsuk: E o que é?- Perguntou impaciente.

Eu: Um encontro de casais!- Pulei animada.

Mina: AAAMEEEIIII!!!!!- Pulou mais animada do que eu.

Kirishima: Pode ser uma boa.

Katsuk: Não, não, não e não!

Eu: Por que não?- Perguntei cabisbaixa.

Katsuk: Porque isso é totalmente ridículo.

Eu: Se você não ir, pode ter certeza que eu vou ficar muito brava com você monamour.- Fiz bico e cruzei os braços.

Katsuk: Ai nossa, que meda!

Eu: Tá bem, depois não reclame das consequências.- Virei a cara.

{1, 2, e... 3!}

Katsuk: Tá bom!- Levantou as mãos se rendendo.

Eu: Vai ser muito legal você vai vê.- Dei um beijo na bochecha no estalinho

Mina: Vamos chamar o Kaminare e a Jirou p'ra ir com a gente hoje?- Me abraçou de lado.

Katsuk: QUÊ!!??

Eu: Claro, faz tempo que não falamos com a Jirou.- Também a abracei de lado.

Katsuk: Aaaaaa...- Resmungou como uma criança.

Eu: Cala a boca TPM!- Dei um tapa na nuca do loiro puto.

Katsuk: AI!!! DOEU IMUNDÍCIA!!!!- Passou a mão no local atingido.

Eu: EU JÁ FALEI P'RA CALA A BOCA!!!

Kirishima: Pessoal...- Disse entediado.- Será que só por enquanto podemos conversar civilozamente?

Katsuk: Tsc.- Virou a cara {Como sempre}.

O sinal bateu e me deu um leve susto.

Katsuk: Cagona.

Eu: Cagona é teu cú!- Mostrei o dedo do meio p'ra ele.

Mina: Chega, pela amor de Deus...!- Revirou os olhos.

Quando menos percebemos todo mundo já estava na sala sentados cada um no seu lugar. Kirishima, Mina, Katsuk e eu sentamos nos nossos respectivos lugares.

Em poucos minutos All Might chegou e começou suas explicações BEEMM animadas, e foi assim por um tempo.



"Quebra de tempo..."                                                (Depois das aulas)



Eu estava no meu quarto com a Mina e a Jirou, estávamos escolhendo as roupas que usaríamos no encontro de casais. Para ser sincera, eu só estava fazendo isso porque eu precisava de algo p'ra distrair o Makoto, na verdade eu iria me encontrar com um detetive particular para ele encontrar o meu pai.

Eu: Tô pronta!- Dei uma voltinha.

Jirou: Uau...- Exclamou me analisando.

Mina: Fiu fiu!- Assobiou.

Eu: Vocês também não estão nada mal...- Olhei cada detalhe das roupas das duas.

Jirou: Valeu.- Acenou com a cabeça.

Mina: Vamos logo, se demorarmos mais os meninos vão começar a reclamarem.- Revirou os olhos só de lembrar.

Saímos do quarto e os meninos estavam encostados na parede esperando que todas nós saíssemos, quando nos viram erguerem as mãos pro ar e agradeceram {Nossa, nem demoramos tanto assim}.

Kirishima: Finalmente hein...- Cruzou os braços.

Denki: Já tava criando rugas na minha cara!- Apontou pro próprio rosto.

Katsuk: Demoraram p'ra caralho, vocês foram p'ra Nárnia enquanto a gente espera igual três bocós aqui fora!?

Eu: Quanto drama, parecem meninas reclamando.- Revirei os olhos.

Jirou: Será que podemos ir logo?

Kirishima: Vou chamar um Uber.- Disse com o celular em mãos.

O Kiri chamou um Uber e fomos p'ra uma lanchonete diferente da qual estávamos acostumados a ir. Chagamos lá, pagamos o Uber, entramos e pegamos uma mesa. 

Pegamos uma mesa grudada com a parede, o mapa dos lugares ficou; Denki e Jirou do lado do Kirishima e da Mina que ficaram de frente p'ra mim e do Katsuk. 

Alguns minutos se passaram e fizemos nossos pedidos.

Mina: Então, já que é um encontro de casais vamos fazer uma pergunta p'ra cada casal, mas nada constrangedor.- Disse com o cenho franzido.- Eu começo!- Levantou a mão pro ar.

A rosada olhou p'ra cada casal pensando p'ra qual perguntar primeiro.

Mina: Pro casal Jirenk!- Apontou p'ra Jirou e Denki.- Quando se beijaram pela primeira vez?

A Jirou deu uma leve corada com essa pergunta.

Denki: Acho que foi alguns meses antes da viagem escolar.

Jirou: Exatamente...- Disse ainda corada.

Denki: Agora é minha vez.- Deu uma leve batucada na mesa.- Pro casal Katsoko!- Apontou p'ra mim e pro Katsuk.

Katsuk: Esse nome ficou uma merda.- Disse emburrado.

Eu: Eu gostei.- Disse com um sorriso de canto.

O Pikachu disse em voz baixa um "obrigado" e eu respondi "de nada".

Denki: Bakubrou e Yoko parça, eu vi vocês dois na rede abraçadinhos, foi no último dia da viagem escolar, vocês se pegavam naquela época?

Eu/Katsuk: Não!- Dissemos corados.

Eu: Minha vez então.- Dei um tapinha na mesa.- Pro casal Minishima.- Olhei para os dois.- Vocês se gostavam antes de começarem a namorar escondido?

Kirishima: Essa é fácil!- Deu uma risada baixa.- Eu só tinha uma quedinha por ela, mas só depois que brincamos de verdade ou consequência que descobri que não era só uma quedinha.

Mina: Que fofo more!- Deu um beijo leve nos lábios do Kirishima {AI QUE FOFURA!!!<3}.

Eu: Ai que lindo, não é mesmo Katsuk Bakugou?- {Vamo vê se ele entende a indireta direta}.

Katsuk: É.- Disse desinteressado {Ele é uma causa perdida –_–'}.

Jirou: Bem que você poderia ser assim.- Deu um cutucão no Denki.

Denki: E eu não sou romântico!?- Cruzou os braços.

Jirou: Dá uma caixa de bombom comida pela metade não é romântico.

Denki: É o máximo que eu consigo.- Deu de ombros.

Jirou: Idiota...-Deu um tapa na própria testa.

Mina: Te amo meu tubarão ruivo.- Deu mais um beijo no Kirishima.

Kirishima: Também te amo minha princesa do ácido.- Retribuiu o beijo da rosada.

Os dois ficavam no momento love deles, enquanto Jirou, Denki, Katsuk e eu ficávamos olhando e segurávamos vela {Como dois casais conseguem ficar de vila?}.

Katsuk: Eu não sei se os pombinhos perceberam, mas a gente ainda tá aqui.- Disse sem paciência.

Kirishima/Mina: Foi mal.- Disseram sem jeito.

Algum tempo se passou e os nossos pedidos chegaram, comemos até falar chega! Depois de terminarmos de comer ficamos um pouco mais, conversamos bastante, até que vi o detetive particular que eu tinha ligado. Ele foi até os banheiros.

Eu: Pessoal, eu vou no banheiro rapidinho.- Disse me colocando de pé.

Jirou: Quer que a gente vá com você?

Eu: Não, não precisa, eu sei que vocês querem curtir com os seus namorados e eu não quero atrapalhar isso.- {Não insistam, não insistam, não insistam!}.

Jirou: Okay então.- Deu de ombros.

Fui até a entrada dos banheiros, o detetive estava me esperando lá.

Eu: Você é o Suzuki?

Detetive Suzuki: Sim, e você deve ser Yoko Yamamoto, acertei?

Eu: Sim.- Ativei o meu super olfato {Ele está do outro lado da rua, é melhor eu não falar}.

Detetive Suzuki: O que queria falar comigo?

Eu: Antes você pode me passar o número do seu celular?- Perguntei ranceosa.

Detetive Suzuki: Okay...- Estranhou.

Passei meu celular para ele e o mesmo colocou seu número nos meus contatos.

Detetive Suzuki: E então, o que queria falar comigo?- Colocou as mãos nos bolsos.

Peguei o meu celular e mandei uma mensagem. 


                     Mensagem On

                   Detetive Suzuki

Eu; Não posso usar a minha voz, podem estar nos ouvindo, mas por mensagem já é outra coisa.

Detetive Suzuki; Me conte tudo então.

                   

                    Mensagem Off

Expliquei tudo sobre o meu pai e que já pesquisei sobre ele na internet, mas todas suas contas nas redes desapareceram, era como se ele nunca tivesse existido. 

Detetive Suzuki: Fique tranquila, eu irei encontrá-lo.- Disse terminando de anotaar o que eu dizia.

Eu: Obrigada, bom, acho que já tenho que ir.- Olhei para a minha mesa. Meus amigos estão me esperando.

Detetive Suzuki: Tudo bem, nos vemos quando eu tiver alguma pista.- Guardou seu caderninho de anotações e estava prestes a ir embora.

Eu: Espere!- Ele me olhou.- Gostaria que não falasse com ninguém sobre mim e o meu caso.

Detetive Suzuki: Compreendo.- Acentiu com a cabeça e foi embora.

Quando ele não estava mais na minha vista voltei para minha mesa.

Katsuk: Que demora desgraçada foi essa!?- Perguntou irritado.

Eu: Tinha uma fila enorme no banheiro feminino.- Dei um sorriso amarelo.- Vamos embora?

Kirishima: Já pagamos a conta.

Eu: Então vamos.

Saímos da lanchonete e ficamos um pouco na praça ao lado, tiramos várias fotos e nos divertimos bastante. Todo o tempo fingi que estava ocorrendo tudo bem, mas o Katsuk me olhava desconfiado o tempo todo.

O tempo passou e fomos para cada um na sua casa, os meninos nos acompanharam até nossas casas. Cheguei em casa e fui dormir. 

{Eu ainda vou descobrir onde você está pai. Me espere, já estou chegando p'ra ficarmos juntos!}















Notas Finais


Esse foi o cap pessoal, espero q vcs realmente tenham gostado! E mais uma vez, me perdoem qualquer erro ortográfico.
Bom, era só isso mesmo, então...




Tchauzinho pessoal!!!👋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...