1. Spirit Fanfics >
  2. Coração Gordinho (Lee Taeyong - NCT) >
  3. Capítulo 3

História Coração Gordinho (Lee Taeyong - NCT) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Hello pandas 🐼

Voltei com outro capítulo maior que o esperado rsrs


Espero que gostem ❤️

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Coração Gordinho (Lee Taeyong - NCT) - Capítulo 3 - Capítulo 3


— Olha só quem voltou... Como foi o primeiro dia de aula? — Perguntou a governanta. 


— Foi bem legal até. Eu conheci um garoto super legal, se chama Mark Lee.  E também um outro... Bem, eu não o conheço tanto. — Respondeu se sentando em uma cadeira para observar a governanta cozinhando. — Soojung. — Chamou.  


— Diga, meu amor. 


— Se um garoto te dá algo de presente... Quer dizer que ele gosta de você? — A governanta a encara com as sombrancelhas arqueadas. — Digo... Não que eu esteja gostando de alguém, eu só queria saber. 


— Alguém andou te dando presentes, Soyeon? — Perguntou sorrindo de lado. 


— Sim... Mas eu só quero saber disso porque se for assim, eu não quero que ele entenda errado. 


— Soyeon, você dá presentes só para garotos que você gosta? 


— Eu não dou presentes para ninguém além de você e o papai. — A governanta sorri. 


— Eu quero dizer que... Dar um presente Não significa que ele está apaixonado. 


— Oh... Se é assim, menos mau. — Disse observando sua governanta. — Já pensou em namorar com o papai? — A mais velha deixa uma colher cair. 


— Soyeon! Ficou maluca? Por que isso do nada? — Disse tentando se recompor. 


— Mas não é do nada, eu sempre achei que vocês combinam. Você não acha que dariam um belo casal?


— Pois devia falar isso para o seu pai então. — Soyeon sorri. 


— Você gosta mesmo dele? — Soojung concorda com a cabeça. — Não acredito! Meus sonhos se tornaram realidade. 


— Boba, não se tornaram não. E é bom você manter isso em segredo. — Disse pegando uma faca. — Olha que eu sei usar isso aqui muito bem. — Soyeon sorri.  


— Ai... Você as vezes até consegue me dar medo. — Riram. 


— Vai tomar um banho, o almoço está quase pronto. 


Alguns dias depois


O sinal havia tocado e Soyeon teria mais uma aula de educação física. Então ela novamente foi para o seu refúgio, o terraço. Quando a garota chegou ela apenas olhou para os lados tentando encontrar Taeyong. Mas parecia que dessa vez ele não estava la. Parecia...


— Procurando alguém? — Soyeon olhou para trás encontrando o loiro, como sempre fumando. 


— Por que eu procuraria alguém aqui? O único doido que vem nesse lugar é você. — Respondeu voltando a olhar a vista. 


— Você também está aqui. Sabe disso, né? 


— Sim, eu também sou doida. Devia fazer aula de educação física, mas não, estou aqui. Com um fumante ainda por cima. — Taeyong a encara com as sombrancelhas arqueadas. 


— O que você tem contra meu cigarro? 


— Tudo.


— Taeyong? — Os dois olham para trás encontrando nada mais nada menos que Joohyun. — O que faz aqui... Acompanhado?


— Conversando com a minha namorada, por que? — Ele abraça Soyeon e ela apenas balança as mãos e a cabeça em sinal de "Não". 


Taeyong sabia que Joohyun gostava dele, mas ele não sentia o mesmo. Sempre que podia ele dava um jeito de se livrar dela. 


— Namorada... — Ela sorri. — Seus gostos mudaram um pouco, não é? — Disse olhando Soyeon de cima a baixo e a garota apenas abaixou a cabeça. — Eu vim te convidar para a minha festa... Leve sua namorada também. — Saiu. 


— Yah! Você ficou maluco, seu idiota? O cigarro fez você perder os poucos neurônios que te restavam? — Soyeon disse se soltando dos braços de Taeyong. 


— Você não ouviu? Foi convidada para uma festa. Devia me agradecer. 


— Agradecer? Eu vou é te estrangular! — Começou a bater em Taeyong. 


— Yah! Para! Isso devia ser considerado violência doméstica. Eu vou te denunciar, sua maluca! — Disse correndo de Soyeon. 


~~~~


— Soojung... Isso é horrivel. Eu nem tenho roupa para festa. — Disse após ter jogado praticamente todas as roupas do armário na cama. — Maldita hora para estar com Taeyong. Eu vou me vingar. 


— Por que você apenas não fica em casa? — Perguntou a governanta. 


— Eu não posso! É a primeira festa que me convidam. Eu não posso simplesmente ficar em casa. 


— Aigoo, adolescentes... Você tem tantas roupas. São lindas, vai com elas. 


— Ah... Nenhuma parece boa. 


— Meu bem, são todas lindas. Se decide, senão você vai se atrasar. 


~~~~


Soyeon havia chegado na casa de Joohyun. Ela nunca havia ido em nenhuma festa como aquela  antes, então era tudo novo. Muita gente, bebidas e pessoas dançando.  


— Soyeon? — Mark a chamou fazendo-a olhar para trás. 


— Mark? O que faz aqui? Pensei que não gostasse de festas. — Ele sorriu. 


— Pensei o mesmo sobre você. Eu conheço Joohyun a um tempo, então pensei que deveria vir. E você? Como foi convidada? 


— Bem... É uma longa história. 


— Soyeon! — Ela olhou para o lado vendo Taeyong que já estava com uma bebida na mão. Mas ela notou que ele pareceu estranho ao ver Mark. — Pensei que não viria. 


— Então foi por causa dele que Joohyun te convidou? — Perguntou Mark. 


— Mais ou menos... — Respondeu tímida. 


Logo as pessoas começaram a prestar atenção em Joohyun que estava realmente esplêndida no vestido que usava. Taeyong apenas continuou bebendo soju enquanto Mark e Soyeon  olhavam para a aniversariante. 


— Ela está muito bonita. — Disse Soyeon. 


— É, faço das suas palavras, minhas. — Concordou Mark. 


— Que exagero. — Disse Taeyong atrás de Mark e Soyeon os assustando. 


— Aish! Se me assustar de novo eu te mato. — Disse se referindo a Taeyong e Mark apenas os encarou confuso. — Vou ao banheiro. Já volto. 


Ela chegou ao banheiro e foi retocar a maquiagem. Mas para a sua surpresa, Joohyun entrou logo depois. 


— Olá! Eu sou Soyeon. — Disse estendendo a mão para Joohyun. 


— Sim, eu me lembro de você. — Ignorou. 


— É... Feliz aniversário. Você está linda. 


— Obrigada. — Elas continuaram em silêncio por um tempo. — Você e Taeyong são namorados mesmo?


— O que? É...


— É claro que não, certo?


— Bem... Nós não somos namorados. 


— Eu devo te avisar algo para o seu próprio bem. Não se apaixone pelo Taeyong. 


— Por que? 


— Por 2 motivos. Porque ele  meu e... Ele nunca ia gostar de alguém como você.  — Soyeon apenas continuou imóvel ouvindo todas aquelas palavras. — Eu espero que não tenhamos problemas, Soyeon. — Disse e apenas saiu como se nada tivesse acontecido. 


Soyeon saiu do banheiro logo depois mas quando estava já perto de Mark e Taeyong alguém derramou uma bebida em seu vestido branco. Mas não só uma pessoa, de repente todos começaram a esbarrar nela "Sem querer". 


— Soyeon. — Chamou Mark. Mas antes que ele pudesse fazer algo Taeyong foi mais rápido e apenas entrou na frente da garota 


— Vocês por acaso não tem olhos ou tem problemas nas pernas mesmo? — Disse para as pessoas em sua volta e puxou Soyeon para fora daquela festa. — Você... Está bem? — Falou enquanto caminhavam pela rua e só então ele percebeu que ainda estavam de mãos dadas, mas apenas continuou como estava. 


— Sim. É apenas soju. — Sorriu sem graça. — Você pode voltar para a festa se quiser.  Eu posso apenas chamar um táxi. 


— Táxi? Onde você acha que vai encontrar um táxi a essa hora? — Taeyong tinha razão. Já era tarde e não haviam táxis nas ruas. 


— Mas ainda tem ônibus. 


— E vai desperdiçar sua noite assim? — Ela o encarou confusa. — Tem um lugar que eu costumo ir. Quer conhecer? 


— Bem...


~~~~


Eles haviam chegado em um prédio meio que abandonado. Então Taeyong a levou direto para o último andar. 


— Você deve amar terraços. 


— Sério? Como você adivinhou? — Riram. Em seguida Taeyong tirou um maço de cigarro do bolso. 


— Você poderia não fumar apenas hoje? — Ela encarou Taeyong com um olhar tão irresistível que nem mesmo ele conseguiu dizer não. 


— Certo.  Não vou morrer se não fizer isso por um dia. — Ela sorriu. 


— Obrigada  por me ajudar mais cedo na festa. 


— Isso é o mínimo que uma pessoa de bom senso faria.


— De qualquer forma, obrigada. 


— Me desculpe. 


— Pelo que? 


— Tenho certeza que aquilo foi obra de Joohyun. Eu não devia ter falado que você era minha namorada. 


— Tudo bem. Eu não ligo para esse tipo de brincadeira infantil. 


Taeyong tirou seu casaco e o colocou em Soyeon deixando a garota confusa com sua atitude. 


— Tem uma surpresa para você no bolso direito. 


— Surpresa? Mas que — parou de falar ao achar um Snickers no bolso que Taeyong havia falado. — Isso... É para mim? 


— Inicialmente não. Mas agora é seu.


— É... Obrigada. 


A garota abriu o chocolate e começou a comer sorridente enquanto Taeyong apenas observava e inconscientemente sorria ao vê-la feliz...



Continua...


Notas Finais


Será a felicidade genuína tão falada pelo Victor do canal Metaforando? Kskskskskkk

Fica aí a dúvida, será que teve aposta?

Espero que tenham gostado, bjão 😘

Para quem quiser ler meus outros xodós ➡️

The Northern Boy (Jin e Jisoo): https://www.spiritfanfiction.com/historia/the-northern-boy-jin-and-jisoo--bts-e-blackpink-12063172

Grenade (Jungkook e Lisa):
https://www.spiritfanfiction.com/historia/grenade--lisa-blackpink-e-jungkook-bts-13778539

From Now On (Jungkook e Nayeon):
https://www.spiritfanfiction.com/historia/from-now-on-jeon-jungkook--bts-e-im-nayeon--twice-16857283

Minha Linda Admiradora (Namjoon e Wheein):
https://www.spiritfanfiction.com/historia/minha-linda-admiradora-kim-namjoon--bts-and-wheein-18762272

Awake (Kim Taehyung):
https://www.spiritfanfiction.com/historia/awake-kim-taehyung--bts-18744456

My Lovely Killer (Namjoon e Joy):
https://www.spiritfanfiction.com/historia/my-lovely-killer-kim-namjoon-and-joy-bts-and-red-velvet-18907661


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...