1. Spirit Fanfics >
  2. Coração Indomável (Uchiha Madara) >
  3. Capítulo 2: Famílias

História Coração Indomável (Uchiha Madara) - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo 2: Famílias


Fanfic / Fanfiction Coração Indomável (Uchiha Madara) - Capítulo 2 - Capítulo 2: Famílias

                  Dia Seguinte

                   S/n POV'S 

O dia já amanheceu, e como de costume, a luz solar bate levemente em meu rosto, me fazendo despertar. Me espreguiço e me alongo para começar o meu dia. Vou em direção ao banheiro para fazer todas as minhas necessidades, e saindo de dentro do quarto vou em direção a cozinha para o café da manhã. Ao chegar no local, não pude deixar de notar todos os cinco sentados próximos a chabudai, já comendo. 

S/n: Nossa! Estão tomando café da manhã e nem me chamaram?? ---falo emburrada. 

Itama: Ohayō S/n-chan! ---seu sorriso era surpreendentemente brilhante. 

Hashirama: S/n-chan, você estava dormindo tão bem, que eu não quis atrapalhar. ---ele parecia um pouco nervoso e eu ri com sua expressão. 

S/n: Nós vamos para o riacho hoje de novo? 

Butsuma: Para o riacho de novo? Pensei que vocês tinham ido cuidar do gato da senhora Aiko ontem. 

Todos nós nos entre olhamos e cada um engoliu seco. 

Itama: Nós... 

Kawarama: Nós cuidamos dele, e depois que todas as tarefas estavam feitas fomos para o riacho jogar pedrinhas. 

S/n: Isso, o que eu quis dizer é que, depois de terminarmos as tarefas, se nós vamos novamente jogar pedrinhas no riacho... ---eu enfio uma melancia em minha boca me impedindo de falar mas alguma coisa. 

Todos terminamos de comer e como de costume saímos correndo em direção ao riacho. O Madara já estava lá com uma expressão de impaciência. 

Madara: Chegaram tarde, de novo! Sabem quanto tempo eu fiquei aqui esperando?? ---ele fala emburrado. 

Tobirama: É culpa da S/n! ---ele cruzou os braços.

S/n: Minha culpa?!? 

Tobirama: Sim, você acordou tarde, e de quebra fez o nosso pai desconfiar de nós. 

Madara: Como assim? Ele suspeita de algo? 

S/n: É bem por ai mesmo... 

Tobirama: É e a culpa é toda da S/n.

S/n: Ei! Não é minha culpa! Saiu sem querer! 

Tobirama: Não deixa de ser sua culpa. 

Itama: Tudo bem, vamos nos acalmar... Não precisamos brigar... ---ele fala com uma cara triste. 

Kawarama: Então, o que faremos hoje? 

Madara: Eu descobri novas táticas de batalha, e também olhem isso... Sharingan! ---nós não esperávamos, mas seus olhos mudaram de cor, ao invés de estarem de cor negra, estavam vermelhos. 

S/n: Madara! Você despertou o Sharingan??? 

Hashirama: Como você conseguiu??? 

Madara: Isso é um longa história. Bom, vamos logo começar a treinar! ---ele sorri.

Ele ensinou a cada um de nós diferentes técnicas de batalha. Ele me ensinou várias técnicas de Taijutsu, além de mostrar ninjutsus que ele aprendeu. 

S/n: Onde aprendeu tudo isso Madara? 

Madara: Longa história, vamos continuar treinando. ---ele abre o sorriso maroto de sempre. 

S/n: Madara e seus segredos... ---olhei na direção dele com uma expressão emburrada. 

Kawarama: Eu vou indo, prometi a Yasu que iria ajudar a cuidar do cachorro dela... ---ele olha em direção ao Itama.--- Você vem também Itama? 

Itama: Vou sim! Vejo vocês em casa! ---eles saem juntos acenando para nós. 

Tobirama: Não quero encrenca com o otōusan. Então eu vou para casa. ---ele começa a andar. 

Hashirama: Tobirama! Me espera! ---ele corre desesperadamente atrás do Tobirama. 

Eu ia começar a dar passos na direção deles, até sentir alguém segurando meu pulso. 

Madara: S/n-chan, até você vai embora? Vai me deixar sozinho? ---ele faz uma cara triste forçada. 

S/n: Você não tem uma casa não? E sua família? ---falo cruzando os braços. 

Madara: Meu pai raramente está em casa, enquanto minha mãe dá mais atenção aos meus outros irmãos. Para mim é o mesmo que estar sozinho. ---ele se senta sob a grama. 

S/n: Não sabia, você nunca fala sobre si mesmo... ---me sentei ao lado dele sob a grama. 

Madara: Não é algo interessante para falar. ---ele coloca a cabeça apoiada em seus joelhos. 

S/n: Entendi... ---esfrego a mão gentilmente em suas costas para deixá-lo confortável. 

Madara: Então a pimentinha é sensível! Que fofinha! ---antes que eu pudesse fazer qualquer coisa ele me puxa para abraçá-lo fortemente. 

S/n: Me solte seu bakayaro!! Konoyaro!! ---depois de me soltar ele começa a correr e eu vou atrás dele furiosa. 

            Madara P.OV'S

Depois do meu momento "agradável" com a S/n, eu fui para casa. Chegando lá, fui até o genkan (local para tirar os sapatos) e tiro meus sapatos, sou recebido pelo meu irmão mais novo Izuna.

Izuna: Okaeri nii-chan! ---ele corre em minha direção e me abraça. (Okaeri nii-chan= Bem vindo de volta irmão) 

Tajima: Você já voltou? 

Madara: Sim, só fui dar uma volta. 

Uchiha Akemi: Madara-chan! O que aconteceu com seu rosto meu querido? ---ela toca levemente em meu olho esquerdo. 

Madara: Não foi nada não okasan... ---virei o rosto nervoso. (Okasan= mãe) 

Akemi: Como não foi nada? Porque seu olho tá roxo? Alguém te bateu? ---ela me olhou preocupada. 

Madara: Não Okasan, eu estava treinando... E bati o olho no ferro. 

Akemi: Você é tão descuidado Madara-chan... ---ela acariciou meu rosto com uma expressão tristonha. 

Tajima: Pelo menos ele não deixou que ninguém batesse nele, seria uma desonra para o clã se ele deixasse. 

Madara: Eu vou para meu quarto, sumimasen. (Sumimasen= com licença). 

Tajima: Só não se esqueça, irei avaliar suas novas habilidades. 

               Mais Tarde 

                 S/n P.O.V'S 

Depois de correr atrás do Madara, e bater nele, eu cheguei exausta em casa. O que eu não imaginava era ver os quatro irmãos em casa, Tobirama estava tranquilo lendo um livro, Kawarama e Itama jogando um jogo de pedrinhas, e o Hashirama estava jogado no chão, provavelmente dormindo. 

S/n: Vocês me deixaram sozinha com aquele porco espinho?! 

Itama: S/n-chan... Sinto muito por isso... ---ele sorri fraco. 

Kawarama: Hashirama fez uma aposta com o Madara.

S/n: Que aposta?! 

Itama: Madara apostou que conseguiria fazer você ficar sensível... 

S/n: Bakayaro!! ---vou para meu quarto em passos pesados. 

            Tempo Depois 

Eu tomei banho, troquei de roupa, sai do meu quarto e fui até a cozinha. Para a minha surpresa, aparentemente, todos já haviam jantado. Eu jantei qualquer coisa e estava indo para meu quarto, até que eu me deparei com os irmãos Senju e até o meu irmãozinho, Ryota, estavam deitados, e dormindo todos juntos na sala principal. Confesso que foi uma das cenas mais fofas que eu já vi. Como não queria acordar eles, fui andando de mansinho, mas ouvi a voz do Ryota. 

Ryota: Nee-chan... Durma aqui ---seus olhos estavam apertados por conta do sono. (Nee-chan= irmã mais velha)

S/n: Está bem, só dessa vez. ---sorri e me deitei o abraçando. 

Não demorou até que todos caíssem em sono profundo. 

                  Dia Seguinte  

O dia logo amanheceu, e eu me sentei com uma enorme dor em minhas costas. Aparentemente fui a última a acordar, já que não vi nenhum dos irmãos Senju, nem mesmo o Ryota estava por perto. Me levantei e fui em direção a cozinha, onde todos estavam tomando café da manhã, como sempre. Me sentei ao lado do Tobirama e Hashirama. 

Butsuma: E então? O que farão hoje? 

Kawarama: Nada de mais. Vamos cuidar do gato da senhora Aiko.

Itama: E depois vamos brincar... 

Butsuma: Entendo.

Tobirama: Vamos logo. Não quero voltar tarde hoje de novo. ---cruzou os braços. 

Sem mais delongas, fomos ao encontro do Madara como de costume. Estávamos treinando duro, pois queremos nos tornar grandes shinobis de nosso vilarejo. Caímos no chão de exaustão e ficamos conversando tranquilamente. Estava tudo bem, até sermos surpreendidos por uma voz familiar... 

Butsuma: Então são essas tarefas que vocês andam fazendo? Envolvidos com um Uchiha? ---seu tom de voz era alta e rígida, ele parecia estar verdadeiramente furioso. 

S/n: Senhor Butsuma!! 

Tajima: Madara? Então é aqui que você sempre vem? Sendo amigo de Senju! ---sua voz era ainda mais estridente e rígido que o do senhor Butsuma, era quase como um rugido. 

S/n: Senhor Butsuma, senhor Tajima... Eu sinto muitíssimo! Isso tudo é minha culp ---sou cortada pelo rosnar do Senhor Butsuma. 

Butsuma: Não S/n! Você não tem nada haver com isso! Agora eu quero saber de quem foi essa ideia estúpida?? 

S/n: Eu já disse! É tudo minha culpa, convenci Hashirama e os outros a não contarem nada! ---minha voz soava estridente e firme. 

Butsuma: Você fez o que? ---ele estava prestes a levantar a mão para dar-me um tapa em meu rosto. 

Hashirama: Não! É mentira! S/n-chan... Não precisa mentir para me proteger. Eu que tive a ideia,e convenci a todos, a S/n-chan não tem nada haver com isso! ---ele rapidamente se pós em minha frente para me defender. 

Butsuma o olhou com uma expressão de desdém, e lhe deu um tapa em seu rosto. Todos ficamos chocados com a cena. Ele iria dar outro tapa no Hashirama, porém, Tobirama e eu nos colocamos em frente a ele para defendê-lo. 

Tajima: Já cansei disso, Madara, vá para casa agora! Mais tarde irei conversar com você. ---ele olha para Madara com desdém e frieza, tanto em sua voz, quanto em seu olhar. 

Butsuma: Vocês cinco, vão para casa agora!

Começamos a andar em direção a nossa casa. O que eu não consigo entender, é como ele descobriu. Só quem sabia deste segredo era eu, Tobirama, Hashirama, Kawarama, Itama e... Ryota! Só pode ter sido ele que falou! Aquele moleque me paga! 

Ao chegarmos em casa, todos nós reunimos na sala para conversar, e achar uma maneira de consertar as coisas. 

Tobirama: Então, você acha que o Ryota nos denunciou? 

Kawarama: Mas para mim não faz sentido.

Itama: Eu concordo, até porque, como o pai do Madara saberia disso também? 

S/n: Não sei... Mas estamos todos encrencados. 

Tobirama: Tudo graças aquele pirralho ---ele faz uma expressão de descontentamento. 

Hashirama: Por enquanto vamos descansar, precisamos pensar em alguma coisa, e rápido. 

Todos foram para seus devidos quartos. Para a minha surpresa nem o Ryota, nem o Butsuma estavam em casa. Não os vejo desde hoje a tarde. Me deito em minha cama pensativa, várias coisas passavam pela minha mente, e no fim eu acabei pegando no sono profundo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...