História Coração não é tão simples quanto pensa - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias The Blacklist
Personagens Aram Mojtabai, Donald Ressler, Elizabeth Keen, Harold Cooper, Mr. Kaplan, Raymond "Red" Reddington
Tags Lizzington, The Blacklist
Visualizações 23
Palavras 613
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente, eu sei que eu demorei e peço desculpa por isso mas estou dando mais prioridade para os meus estudos
Enfim espero que gostem dessa cap
Boa leitura meus unicórnios ❤

Capítulo 12 - A minha filha não


Fanfic / Fanfiction Coração não é tão simples quanto pensa - Capítulo 12 - A minha filha não

ov Elizabeth Keen on 

Eu e Raymond ainda estávamos abraçado, a parte molhada da camisa dele encostava na minha bochecha, de tanto que eu chorei, as coisas que Donald falou para mim foram horríveis,, chamar a minha filha de bastarda? Isso foi horrível 

-Está melhor?-Raymond me perguntou quebrando o silêncio que estava entre nós naquela cozinha

-Sinceramente....Não!-Separei o nosso abraço e olhei no fundo dos seus olhos-As coisas que Donald falou foram horríveis, mas isso não importa, vamos formar uma família, e ele não está incluindo 

Após eu dizer isso ele abriu um largo sorriso e seus olhos brilharam, como eu estava com saudades de ver 

-Isso você tem toda a razão-Ele chegou perto de mim e me deu um beijo calmo, delicado carregado de saudade, 

Mas aos poucos isso foi mudando,para um beijo rápido lacivo exigente, excitante, ele me agarrou no colo e me colocou em cima do balcão agarrando a minha bunda com força, eu gemi, com vontade 

-Lizzy como eu estava com saudades,que você não tem nem noção -Ele sussurrou no meio do beijo e sua voz carregava luxúria e excitação 

Ele passou os beijos para o meu pescoço e eu gemi, baixinho em seu ouvido e ele apertava cada vez mais a minha cintura 

-PAPA

Olhamos para trás completamente assustados e vimos Alice na porta da cozinha engatinhando rapidamente para nós, senti as minha bochechas coroarem no mesmo instante, Raymond me ajudou a descer do balcão, e quando eu olhei para ele estava completamente vermelho, parecia um pimentão, dei uma pequena risada dele e peguei Alice no colo

-Acho que é horas de dormir-Raymond falou apertando levemente o nariz de Alice oque fez a menina se encolher e dar risada se jogando no colo do pai 

Subimos as escadas e vi Raymond ir para o nosso quarto, oque me deixou confusa 

-Ela não tem quarto?-Perguntei curiosa 

-Tem, mas ela adora dormir comigo, sinceramente no início se tornou uma dificuldade não rolar na cama para não matar a coitada esmagada-Ele finalizou fazendo nós dois darem risada 

Ele colocou Alice que ja estava dormindo entre nós dois e assim dormimos, como uma família 

Pov Donald Ressler on

Cheguei em casa totalmente transtornado, Raymond não tinha senso? Tudo que ele falou sobre Audrey sobre o nosso bebé, ele não tinha esse direito 

Soquei a parede de tanto ódio e tanta raiva que eu sentia dele, de tudo que ele falou, aquelas palavras me perfurando como uma faca enferrujada que doía e eu sentia inflamar a devastar o meu corpo, se você me perguntar quantas doses eu tomei eu não sei, a minha mentes dava lupis com lembranças dela, e do dia da sua morte, aquele maldito dia em que ela tomou o tiro 

Deslizei na parede abraçado com o seu retrato e com uma garrafa de whisky, chorei com saudade dela, de tudi, do seu beijo , do seu abraço do seu carinho, da minha mulher, do meu amor, da minha mulher, da minha Audrey 

Pov Raymond Reddington on 

Acordei com os primeiros raios de sol atingindo o meu rosto e abri os olhos com dificuldade, quando olhei para o lado e não vi nem Alice e nem Elizabeth, deviam estar tomando café essa hora da manhã 

Levantei com dificuldade e estiquei todo o meu corpo sentindo os meus ossos estralarem 

Quando sai no corredor ouvi o disparo da arma e senti a bala entrando no  no meu ombro oque me fez urrar de dor e cair no chão, bati a cabeça com força oque me fez ficar desnortead, ouvi uma risada diabólica que me parecia familiar 

-SOLOMON NÃO A MINHA FILHA NÃO!!

Escutei Lizzy gritar e ouvi o disparo da arma, e eu apaguei de vez 


Notas Finais


Foi isso gente espero que tenham gostado
Estou escrevendo uma fic de Clarick para quem quiser conferir
-Masha Boone ❤🌹


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...