História "Corner and home"- imagine Oh Sehun - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Oh Se-hun (Sehun)
Visualizações 20
Palavras 1.063
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - "15hrs"


Fanfic / Fanfiction "Corner and home"- imagine Oh Sehun - Capítulo 3 - "15hrs"


   
                         >|●>|●|>

  
S/n Life

- Senhor Jongdae,olhe por este lado.Ele é apenas um garoto,sei que ele errou.
Mas peço que o senhor me ajude,porque ele não pode ter nenhuma queixa na polícia.

- Que tal se nòs nos propusessemos a paga oque ele roubou,em prestações.
Você não pode tentar um empréstimo?

- Não sei.

- Ele pelo menos disse porque quis assaltar,a filial?- Jongdae perguntou.
Eu realmente não sabia o porque.

- Não tive tempo,pra perguntar.

- Pergunte a ele.

- Vou sim.Até mais,senhor Jongdae– me levantei,estendendo minha mão,para que ele pudesse me cumprimentar.

- Que isso.Me chame de Jongdae- me cumprimento- apenas.

- Tudo bem.Jongdae.

  Jongdae é um bom amigo.
Espero que um dia,ele encontre alguém.
Éramos muito amigos,até ele se declarar e eu começar a namorar Baekhyun.Me sinto mal por tê-lo magoado.Apenas não poderia corresponder a esse sentimento.

Agora preciso conversar com Jisung.

     Sehun Life

Ouvi alguns burburinhos estranhos.Estavam comemorando algo?
Além de problemas,tenho que aguentar comemorações idiotas.
Me levantei,saí de minha sala e segui o barulho.Parecia vir da sala de Seyu.
Droga,esqueci que ela trabalhava aqui.

- Sehun!!- dei de cara com Chanyeol.

- Não ia embora?- perguntei.

-Daqui a pouco.Oque está fazendo aqui? Você nunca sai da sala.- Me perguntou,um pouco receoso.

-Ouvi barulhos,oque está acontecendo?

-Nada!!!- disse rapidamente.

-Nada?Sou corno não idiota!- A borta abriu,revelando Kai e Seyu.Seguido de outros casais.

-Oi Sehun.Como vai?- Seyu perguntou.

-Oque está acontecendo?- perguntei.

-É que estamos comemorando um mês.E estamos planejando uma viagem de casais,porque também está chegando as férias.Apenas isso- Porque eu ainda continuava gostando dela.O seu jeito fofo de falar rápido,quando está nervosa.

-E eu não fui convidado,aposto.- disse de forma irônica.

-É pra casais,Sehun- disse,com um tom que remetia a pena.
Não quero a pena de ninguém!!!

-Eu tenho com quem ir!!!- respondi.

-Tem??- Chanyeol perguntou.

-Sim.Eu tenho,ela é uma modelo- Porque eu estava mentindo.

-Legal.-Kai disse.

-Converse com Chanyeol,ele te ajuda a fazer a reserva do resort,tudo bem?-Seyu falou  de forma simplista.

-Tanto faz-falei e me virei.
Queria ir pra casa.Chorar e chorar,tanto de dor quantode raiva.Daqueles dois,que me enganaram.

-Nayeon.-chamei a secretária.

-Sim,senhor oh?-levantou os olhos do computador.

-Consiga o contato do Delegado Lee.E mande pro meu celular,por favor.- fui pra minha sala.

-Claro.

Aquela garota da delegacia,parece perfeita.Ela faria qualquer coisa pelo irmão.
E eu faria de tudo,pra fugir daqui.

Se o Chanyeol não fosse embora,eu ia pra casa mais cedo.Pra não ter que passa por mais constrangimento.

   99455-664- Nayeon Sec.


Pelo menos alguém faz oque eu mando.Vou ligar logo pro delegado.

-Bom dia,senhor Lee.-cumprimentei o delegado cordialmente.

-Bom dia senhor Sehun.Ligou pra saber do boletim de ocorrência?-

-Não.Eu vim perguntar sobre aquela garota,a...como É mesmo? A modelo....

-S/n.

-É essa mesma.

-Você poderia me dar o número do telefone dela?

-Porque? Decidiu aceita o acordo,que ela propôs?

-É.Isso mesmo.Poderia me dar?

- Tá.Ok,peraí.-Senho Lee começou a digitar no computador.

-Tudo bem,tenho o dia todo-disse irônico.

-Anota aí- peguei uma caneta e arranquei uma folha de papel.

-9995-5822.

-Obrigado.-respondi educadamente.

-Por nada,espero ter ajudado.

-E ajudou.Obrigado.Até mais.-desliguei.

Depois eu ligo pra ela,preciso pensar no que dizer.

  Não posso deixar que aqueles dois acabem com o resto da minha dignidade.Ainda que seja pouca.

Eu vou naquele resort,e vou destrui aquela farsa de casal "perfeito".

Nem que com isso eu tenha que inventar alguém ou contratar.

Espero que Seyu sinta ciúmes.


S/n Life 


-Porque fez isso?
Perguntei a Jisung,por sorte ele não tinha saído pra andar.Como fazia.Diz ele que isso o ajuda,a pensa melhor.


-Por que eu precisei-começou a chorar.


- Como assim??- Me sentei.


-Você sabe que eu sou gay,né?-assenti.Já havíamos superado.


-Então,eu me apaixonei por um garoto;Mark.Então eu o bejei,por impulso.
Mas ele espalhou pra todo mundo,disse que eu o estava assediando.E todos da escola começaram a me zoar.-respirou fundo.


-Porque não me contou nada?-perguntei--sabe que pode contar comigo pra tudo.


-Eu não podia.Você tava cheia de problemas,ouvi você chorando,por causa do Baek.A mamãe tá cheia de dívida pra resolver,desde que o nosso pai morreu,ela não tem paz.-cheguei mais perto dele,e o abracei.


-Entendo como você se sente.Mas saiba que a maior preocupação minha e da nossa mãe é  você.Entenda isso.-o apertei.--Agora continua.


-Então alguns caras vieram me fazer uma proposta.Disseram que se eu os ajudasse,ninguém iria mais me perturbar.
Então eu fiz.-olhou nos meus olhos.


-Você tem que dizer isso pra polícia,vai te ajudar.-depois que o abraço acabou,segurei em suas mãos.

-Eu ainda vou pra faculdade ?-perguntou.

-Se depende de mim,claro que vai-fiz cócegas.

Sai de seu quarto,pra que ele possa descansar,sei que fica  uma noite na cadeia não é fácil.

Agora que eu já sei o porque de Jisung ter feito oque fez,vai ser mais fácil pra mim ter que defender ele.Sei que não foi correto,mas sei que foi por pressão e medo.

TRIM TRIM

-Alô?-perguntei.Estranho número desconhecido.

-S/n?-aquela voz....

- Sou eu.Quem é?-perguntei.Apesar de que aquela voz,não me parecia estranha.

-Sehun.Você sem lembra?-Ata o corno.

-Lembro.O empresário corno-disse com arrogância e deboche.

-É.E você é a modelo,irmã de bandido.-respondeu.

-Sim essa sou eu.Tenho muito orgulho de quem sou.E você tem orgulho do seu chifre?-respondi.
Me desrespeitar tudo bem.Mas cita minha família,aí a coisa fica feia.

-Não muito.Mas das grandes empresas de investimentos e financiamentos e dos grandes bancos,que desde minha presidência eu acrescentei.Sim tenho muito orgulho.

-Só entendi blá blá blá blá-ri.Acho que encontrei alguém pra mim depositar a raiva.

-Ok senhorita engraçada,deixa eu falar porque eu liguei pra você-mudou do tom amistoso,pro mais sério.

-Pode falar,sou toda ouvidos.-disse.

-Queria conversar sobre seu irmão.Tenho uma proposta pra você.-respondeu.
Achei que depois da pequena discussão,não teria acordo.

-Diz então-falei apressada.

-Não posso falar por telefone-bufei-Preciso dizer pessoalmente.

- Tá.Onde?-perguntei.

-Pode ser na delegacia.Na frente.A tarde.Pode ser?

-Está com medo de mim?Se encontra na delegacia?-ri.

- Não.Apenas não conheço muito bem esse bairro.

- Tá bom.Pode ser a tarde.15 horas.

-Perfeito.Até Mais.-desligou.
Espero que seja uma boa proposta.Preciso consertar oque o Jisung estragou.Sei que não foi porque ele quis.

Foi por necessidade. 



Notas Finais


Deixe nos comentários suas dúvidas,sugestões,elogios e também suas críticas.
E escolham qualquer grupo feminino,para eu que possa integra-las à história.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...