História Coroa de Flores - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Lyanna Stark, Rhaegar Targaryen, Robert Baratheon
Visualizações 44
Palavras 551
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Famí­lia, Poesias, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Mutilação, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, pessoal! Tudo bem? Enfim, eu estou postando o último capítulo dessa fic! Pois é, acabou por aqui...
Mas pretendo postar outras de GOT, se tudo der certo. Gostaria de agradecer a: DannyMcLean e Nandacollinsmar que comentaram capítulo passado! Beijos! Espero que gostem!

Capítulo 8 - Daenerys.


Talvez tudo estivesse destinado a terminar assim muito antes deles dois se encontrarem. Muito antes do gelo e do fogo se unirem de forma bela e que deixou Daenerys louca.

Olhando para trás, onde foi que errou? A última coisa que viu foi o par de olhos de Jon chorando. Morreu pelas mãos dele, mas ainda assim queria enxugar aquelas lágrimas dele.

Danny não poderia colocar em palavras como amou Jon, mesmo depois de descobrir que ele era seu sobrinho, que ele era o verdadeiro herdeiro. Nada disso importava. Queria pegar a mão dele, sempre fria e áspera, e puxá-lo para voar com ela em Drogon. Voar pelas terras nevadas do Norte, nas partes mais inóspitas e que eram mais impressionantes.

Danny queria ficar com Jon. O amou quase tanto quanto amou Drogo.

Como seu irmão Rhaegar, Danny estava morrendo por conta do amor. A vida deixando seu corpo... não mais um dragão, mas a casca que já abrigou uma das pessoas mais fortes e uma das mulheres mais decididas que Os Sete Reinos já viram.

Ela ficaria lembrada como Daenerys, a Louca. Ou coisa do gênero. Sabia disso. Assim como seu irmão ficaria lembrado para sempre como estuprador, quando, na verdade, ele queria amar.

Era engraçado o que Lobos podiam fazer com Dragões, mesmo com seu tamanho diminuto diante de feras tão terríveis e poderosas. Parte do sangue de Jon era Targaryen, mas ela sabia que ele por inteiro era feito de aço do inverno, de um tipo resistente e forte forjado na neve de Winterfell.

Pouco importava, no fim, de quem ele realmente era filho, Eddard Stark era o pai de Jon porque fez dele uma versão sua. Sempre moldado para o trabalho e a honra. Sempre feito para resistir e proteger a matilha.

Para Jon, as palavras sempre foram “O Inverno está chegando”, e por isso ele se preparava e lutava contra o inverno, a seu modo. Como um soldado. Para Danny, as palavras “Fogo e Sangue” ganhavam novos significados a cada vez que eliminava de seu caminho um inimigo e ficava cada vez mais perto de seu destino: o Trono de Ferro.

Jon era do Norte. Muito mais do que Danny poderia prever. Muito mais inclinado a ficar ao lado da matilha do que voar ao lado do Dragão. Lobos foram feitos para ficar em terra firme, afinal.

Nunca foram feitos para estarem juntos, por mais que quisessem e por mais que fossem lindos juntos, essa era a verdade dolorosa que Danny engolia agora, junto com seu sangue.

Jon não sobreviveria no Sul, Danny não resistiria ao Norte.

Essa era a última traição, aquela que acenderia a última fogueira, talvez. Ou talvez ela tenha queimado a última fogueira quando pôs abaixo toda Porto Real.

A não queimada, a quebradora de correntes, acabou morta por amor como tantas outras. Um destino mundano. Uma traição que ela deveria ter esperado. No fim, foi rainha das cinzas, ditadora cruel e um pouco obstinada por poder e sangue. Terminou de forma semelhante a Rhaegar. Morrendo por um nortenho. Morrendo porque cedeu a seus impulsos. Morrendo porque foi um dragão, e todos esperavam dela um cordeiro.  

Inspirou-se em seu irmão, e por isso, morreu como ele: sem trono, sem amor. Sem nada. Mesmo quando batalhou por tudo. Exatamente porque batalhou por tudo. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...