História Corpos em Chamas (NaruHina) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Colégio, Naruhina, Naruto, Revoluçãonaruhina, Romance, Saiino, Sasusaku, Sedução
Visualizações 499
Palavras 3.178
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiiiieeee! Olha quem voltou!! Eu to muito orgulhosa do meu compromisso com vocês galera mas também muito grata porque devo isso à vocês!
GENTEEE! NÓS SOMOS 106! EU TO DE CARA QUE 106 PESSOAS FAVORITARAM MINHA FIC!
Serioo, muito obrigada! Eu to muito feliz!! E pra agradecer eu resolvi fazer esse capitulo e o próximo muito especiais e bem grandinhos pra vocês se divertirem! Há, eu fiz uma capa pro cap, quero ouvir o que vocês acharam em?! u.u
Gente, também quero agradecer aos comentários, eu amo responder vocês! Vocês são lindos!
Enfim, vou parar de enrolar. Aqui vai o cap. Divirtam-se e aproveitem o baile ;)
OBS: As imagens não são minhas, achei no google, e os personagens tbm não são meus, mas a história é 100% minha.

Capítulo 8 - 08- O Baile Parte 1


Fanfic / Fanfiction Corpos em Chamas (NaruHina) - Capítulo 8 - 08- O Baile Parte 1

Naquele sábado Hinata acordou confusa, seu celular vibrava loucamente em sua mesa interrompendo um sonho nada ingênuo que a morena estava tendo. Ainda grogue de sono andou até sua mesa coçando os olhos perolados e sonolentos para atender a ligação, que logo viu ser de sua amiga loira e louca, Ino.

- Hum?

- Peitudaaaaa! Você ainda ta dormindo?! – Falou a loira do outro lado da linha. Eu disse falou? Desculpe, gritou! Ino estava animada para aquele dia como nunca esteve antes pra qualquer outro.

- O que você acha porca, são... – forçou um tanto a vista e consultou o horário no celular – dez horas da manhã de um sábado.

- Ora, hoje é o nosso dia querida, então levanta essa bunda da cama e comece o dia bem, porque se tudo der certo, ele vai terminar ainda melhor!

Hinata sentiu a animação crescer em si com as palavras da amiga, mas na mesma proporção sentiu a ansiedade tentar abalar toda sua segurança. Coisa que ela não permitiria acontecer, diga-se de passagem. Obviamente que ela não tinha esquecido do grande dia, o dia do baile, mas estava realmente tendo um sonho muito bom em que ela e um certo loiro estavam na praia se divertindo como um casal de apaixonados. De certa forma era estranho pra ela sonhar algo assim, o único homem que havia passeado por seus sonhos tinha sido Kiba mas hoje ele não povoava nem o consciente da garota, muito menos o seu inconsciente. Era novo para si sonhar com outro homem mas isso tinha a agradado demais e por isso uma parte dela gostaria de anda estar dormindo. É hora de fazer o sonho virar realidade!

- Mas te liguei pra avisar que eu e a testuda vamos nos arrumar ai ok? Três horas da tarde! Manda preparar aqueles lanchinhos leves pra gente comer enquanto se arruma e não sair parecendo uma bola! – A loira completou

- Ta bom, madame. Vai querer mais alguma coisa? – A morena falou ironicamente, rindo da amiga que já se sentia em casa.

- Não, não. Acho que só isso, obrigadinha! Vou fazer uma esfoliação agora, até depois mamor! Bjbj! – E mal esperou Hinata se despedir e já havia desligado.

Era sempre assim quando iam sair, a casa de Hinata, por ser a mais espaçosa, era o point das três amigas.

Ao desligar o telefone sua mente viajou em direção a um certo professor.

Só de lembrar-se dos olhos azuis do homem que habitava sua mente podia sentir seu estomago gelar, uma reação completamente involuntária e contraditória, visto que o resto do seu corpo esquentava só de pensar em Naruto. Sua mente vagava entre planos e ideias nada puras. Ela o queria tanto! Pensava em como faria para atrai-lo para onde ela desejava e em como ele deveria estar sentado no sofá de casa, inocente, pensando em qualquer coisa, sem nem imaginar o que lhe aguardava.

Naruto estava de fato sentado no sofá, mas sua mente igualmente divagava: alternava entre pernas bem feitas e uma boca rosada, entre seios fartos e olhos perolados. Sua mente parecia ter gravado cada detalhe da Hyuga.

Apesar das últimas duas semanas terem sido bastante calmas, ele não conseguia esquecer Hinata, isso porque, vez ou outra, seus olhares se esbarravam e ela sempre estava tão sexy e tão linda encarando ele que era impossível deixar essa história de lado. Além disso, o dia em que a admirou tomando sol havia impregnado outro tipo de lembrança em sua mente, uma lembrança de pura beleza que mexia com seu interior de uma forma que não sabia explicar. Contudo, ainda se sentia intrigado com a mudança de postura da sua aluna e a curiosidade crescia tornando-o ainda mais ansioso e imperativo que o normal.

O rapaz afastou os pensamentos quando lembrou que tinha que alugar uma roupa para o baile.

O dia correu rápido para as três amigas que se arrumaram juntas, alternando uma camada de rímel com uma fofoca ou uma fofoca com uma pesquisa de opinião sobre a roupa ou sapato. Elas se divertiam e planejavam como seria a noite, mas em seus íntimos escondiam seus pequenos segredos, uma certa ansiedade que não deveria existir, um nervosismo que era incomum, sentimentos que não seriam admitidos.

As nove horas Naruto se encontrava devidamente trajado no pátio principal da escola observando os enfeites que deixavam a escola ainda mais linda. Encontrou um grupo de amigos professores com quem conversou e riu por um bom tempo, tempo suficiente para sentir cede e ir se servir de um ponche vermelho sangue que, teoricamente –apenas teoricamente mesmo-, só era liberado para quem mostrasse a identidade, depois retornou para o grupo de professores.

Voltou a tempo de ver a entrada de três panteras, três garotas esplendidas dos pês a cabeça que começavam a mostrar suas garras como nunca antes. Uma estranha inquietação se fez quando elas apontaram entre os portões, os rapazes não conseguiam disfarçar o espanto e até mesmo o desejo, enquanto as meninas da escola exibiam caras que variava entre inveja e admiração.

Mas uma das garotas chamou especialmente a atenção de Naruto.

Hinata entrava magnifica pela portaria da escola, parecia desfilar em sua direção o deixando em transe. A morena estava com um vestido alaranjado que marcava suas curvas perfeitamente, uma fenda elegante exibia parte de sua perna esquerda enquanto andava graciosamente. Em seu busto um magnifico decote expunha algo que o loiro desejava muito tocar e em seu pescoço um autêntico colar de opalas (pedras da lua) banhado a ouro branco enfeitava o seu busto chamando ainda mais a atenção do loiro. Os cabelos pretos exibiam grossos cachos nas pontas e em seu rosto uma maquiagem natural que marcava os olhos perolados finalizava a beldade que a Hyuga era. Uma produção impossível de se colocar defeito, ela estava incrível.

Hinata o examinou dos pés à cabeça com desejo nos olhos e lançou um olhar sedutor em sua direção. Quando passou por ele balançou a cabeça para cumprimenta-lo e depois ergueu-a demonstrando toda sua confiança, sabia que estava perfeita, sabia que ele a olhava e sabia que conseguiria o que queria. Começava a botar seu plano em prática.

Ao chegarem na quadra da escola, onde de fato a festa aconteceria, geraram as mesmas caras de espanto, desejo e inveja, mas elas pareciam imunes a tudo isso. Apesar de não serem de maiores conseguiram pegar um ponche para cada e o desfrutavam enquanto conversavam trivialidades. Sakura passeava os olhos pela quadra procurando o seu alvo, o moreno que teria a sorte de toca-la esta noite. Sasuke a viu entrar e não disfarçou a cara de desejo e agora estava tendo que aturar uma Karim emburrada e ainda mais chata o puxando para o outro lado da quadra. A rosada estava incrivelmente bela com um vestido preto de renda que causava exatamente o que ela queria, desejo. O vestido era de alça e tinha um longo decote até a cintura que expunha a pele entre os médios seios da rosada, além disso ainda tinha duas fendas, uma em cada perna, que eram sutilmente cobertas pelo tecido fino rendado. Seu pescoço era enfeitado por uma gargantilha de prata e pequenos diamantes e os cabelos rosados estavam com cachos que davam movimento e um ar bastante selvagem que muito combinava com a garota. Os olhos verdes estavam marcados e os lábios pintados de um vermelho sangue que deixava claro as suas intenções pra aquela noite.

Sakura via o moreno ser arrastado pela ruiva, mas não faria nada, não ainda. Esperaria Karim se afastar.

E foi questão de tempo, Karim pediu para Sasuke a esperar exatamente onde estava porque ela iria ao banheiro mas não demoraria. Sakura a viu saindo, pegou dois ponches e caminhou em direção ao seu alvo sem ao menos se despedir das amigas. O moreno nem ao menos a viu chegar.

Sasuke estava distraído olhando para um bando de garotas histéricas empolgadas com a música quando teve sua visão bloqueada por um decote, um lindo decote diria ele. Ele levantou o rosto e viu a rosada, esplendida, com um tentador sorriso sedutor o encarando.

- Aceita um drink? – Falou Sakura olhando fundo nos olhos dele ainda com um sorriso sapeca.

- Você pretende me embebedar? – Falou com certa malicia e ironia. A garota soltou uma risada, ela sabia que nunca precisaria recorrer ao álcool para conseguir o que queria.

- Não, claro que não, perderia toda a graça. – Falou ainda mais maliciosa. O garotou riu de canto gostando da brincadeira, e pegou o copo de ponche. Sasuke gostava de garotas com atitude, com porte de mulher feita e com cabeça de quem quer curtir a vida mas nunca pensou que acharia isso tudo em uma única mulher. – Então, onde está sua namorada? – falou ironicamente se encostando na parede ao lado dele como quem não queria nada.

- Minha amiga foi ao banheiro, não deve demorar – Deu ênfase ao amiga, por algum motivo nunca quis deixar isso tão claro. Olhou para os lados um tanto preocupado, Karim não ia com a cara da Sakura e a espantaria em dois minutos como fazia com todas as meninas que tentavam se aproximar dele desde a sétima série. Pra sua surpresa Sakura riu descontraída chamando sua atenção de volta para a conversa.

- Não gatinho, ela não vai voltar tão cedo. O banheiro feminino nessa escola em dia de festa é um mix de salão de beleza e clínica de psicólogo, uma fila enorme de meninas chorando e se arrumando. Então, eu posso te sugerir algumas coisas para passar o tempo enquanto ela não chega... – Falou se colocando na frente dele e o empurrando contra a parede, a mão da rosada tocou o peito de Sasuke de uma forma segura e desceu um pouco enquanto ela precisava os músculos por baixo da camisa preta. Os olhos estavam fixos um no outro e quanto mais ela o pressionava contra a parede mais perto os rostos ficavam. O moreno estava gostando, já estava ansioso para provar daqueles lábios vermelhos sangue, mas ela não foi a diante fazendo o que ele esperava e já desejava intensamente. Ela desceu a mão pelos braços fortes do moreno e o puxou para o meio das pessoas e começou a dançar para ele de forma sensual. Sasuke se surpreendeu, ele já estava pronto para tomar aqueles lábios e agora estava no meio da pista de dança vendo a garota mais sexy que já havia visto dançar inteiramente pra ele. O desejo crescia ao assistir aqueles quadris balançando de forma sincronizada e os braços livres bagunçarem ainda mais os cabelos rosados dando a ela um ar mais selvagem que o normal, não tinha como não ficar excitado e desejoso por aquela mulher, então mesmo não sabendo muito dançar se juntou a ela unicamente para aproveitar aquela visão.

Eles esqueceram rapidamente das pessoas que estavam ao redor, Sakura estava se divertindo dançando e soltava gargalhadas com as respirações pesadas que vez ou outra Sasuke deixava escapar, ela estava curtindo o momento enquanto passeava as mãos pelo corpo dele e movia seu corpo junto ao dele. Ela o puxava pela blusa o trazendo pra perto e depois virava dançando e se esfregando sutilmente nele, de forma que depois de um tempo Sasuke já estava extremamente e visivelmente excitado. Quando já não conseguia disfarçar ele a puxou pelo braço com força virando-a para ele e com a outra a mão a puxou pela cintura contra o corpo dele fazendo com que ela sentisse a ereção que ela tinha causado, ele se sentia louco por aquela mulher.

- Ta vendo o que você me fez? – Ele falou no ouvido dela. Ela riu maliciosa e com um olhar sexy e sapeca o olhou. Foi o estopim pra ele, ele a beijou com calor e desejo, sempre a puxando cada vez para mais perto de si. “1x0 pra mim” pensou a rosada. O beijo ficava cada vez mais intenso e a respiração de ambos descompassada, eles se desejavam e se queriam demais naquele momento. O beijo só foi interrompido por falta de ar e as esmeraldas de Sakura conseguiram capitar uma ruiva voltando do banheiro do outro lado do salão, não queria acabar com a brincadeira ainda e queria ir muito mais a diante com o moreno mas odiaria um barraco no meio da festa envolvendo seu nome.

Sakura aproximou a boca da orelha de Sasuke e falou com uma voz sensual e cheia de desejo. Desejo que borbulhava em seu sangue naquele momento.

- As vezes eu vou para o vestiário das meninas só para passar o tempo. – Em seguida piscou pra ele e deu um selinho rápido. – Você sabe onde me encontrar. – E logo virou e saiu. O moreno estava atônito no meio da pista de dança vendo a rosada se misturar no meio da multidão, não havia entendido nada e estava com uma puta ereção que estava deixando-o louco.

Como assim eu sei onde encontrá-la? Isso é alguma brincadeira estupida?

Mal terminou de se questionar e sentiu uma mão em seu ombro e virou, achando que seria a rosada, mas se deparou com uma Karin confusa e um tanto estressada e entendeu a atitude da rosada rindo logo em seguida. Garota esperta!

No outro lado da quadra Ino havia encontrado seu alvo enquanto conversava com Hinata. O misterioso e sedutor Sai estava encostado em uma parte afastada da quadra olhando o movimento. Sai pensava o quanto era estranho estar ali, não tinha muitos amigos e não sabia muito bem como se enturmar, mas a vontade de ir para a festa era grande demais para ignorar, e ele sabia bem o motivo. Ino o olhava maliciosa pensando em como conseguir sua atenção quando seus olhares, quase que por acaso, se encontraram. Ela sorriu satisfeita enquanto ele parecia um pouco espantado por ela ter o percebido novamente, afinal, em todos os anos que ele estudava ali, ela nunca havia reparado nele até o dia do intervalo.

A loira, diferente das amigas decidiu ser menos incisiva, iria de um jeito mais sutil para conseguir o que queria pois percebia que o rapaz era demasiado tímido para se sentir à vontade com uma garota lhe dando mole abertamente, mas também não tinha tempo a perder, se seus instintos estivessem certos, o ponto fraco dele seria a curiosidade. Confiando nos seus instintos ela partiu pro ataque. Pediu licença para a amiga, que já havia entendido tudo e só concordou com satisfação.

Ino andou em direção ao rapaz. Ela desfilava com uma sensualidade sutil e com a cabeça erguida, olhando apenas pra frente. Ele a viu andar em sua direção e se ajeitou na parede, tossiu, parecia nervoso e até meio bobo. Via aquela loira estonteante que sempre admirava andar em sua direção trajando um vestido pra lá de sexy. O vestido de cetim azul combinava com os olhos da loira, e o decote e a fenda eram impactantes tal qual a personalidade dela. Ela estava linda e sensual demais tornando muito difícil para o pobre garoto se manter controlado.

Ino se aproximou e o olhou nos olhos admirando a surpresa e o nervosismo dele. Ela nada disse, inclinou a cabeça de forma meiga e soltou um sorriso gentil, com sua unha afiada pintada de vermelho tocou a ponta do nariz dele e depois o chamou com o dedo para logo em seguida sair. Sai não entendia nada, não sabia o que estava acontecendo, mas quando a viu saindo quis muito entender, sabia que era uma emboscada e que podia se arrepender, mas apesar do nervosismo estremo suas pernas inconscientemente a seguiram.

Ele andava logo atrás dela pelos corredores escuros da escola virando várias esquinas e se embrenhando em meio ao labirinto que era a KS, quando virou mais uma vez em um corredor viu-a encostada na parede o esperando com um ar extremamente misterioso. Ele se aproximou receoso, eles não deveriam estar ali, mas ela estava linda banhada pela luz da lua que entrava por uma das vidraças. A admirou por um instante, tentando gravas os detalhes.

Os corredores eram proibidos em dias de festas mas sempre tinha algum que ficava aberto e agora ele estava lá, infringindo uma regra para se encontrar com uma loira quase desconhecida que, por algum motivo, estava o deixando louco. Ela por outro lado se excitava por estar ali, e quando viu que ele ia falar algo, botou o dedo na boca dele em sinal de silencio. O empurrou contra a parede oposta, ficando escondidos ao lado dos armários. Ele tremia levemente pois na sua cabeça era impossível uma mulher tão linda estar afim dele, sempre acreditou e repetiu isso para si mesmo. Ela beijou o pescoço dele e mordeu o lóbulo da orelha fazendo a respiração dele pesar. Ele se sentia um tolo porque já estava completamente excitado. Ela beijou mais uma vez o pescoço dele e olhou ele nos olhos antes de lhe dar um beijo quente enquanto arranha suas costas por cima da blusa, que em poucos minutos estaria aberta e amassada.

Sai tremia, não sabia se conseguiria ir tão longe quanto a loira gostaria, estava nervoso mas estava adorando os beijos e carinhos, os arranhões e puxões que ela dava levemente em seu cabelo. Ela era demais pra ele e estava um furacão, seu nervosismo tomou conta de si e o fez a afastar de uma vez de forma um tanto bruta fazendo o beijo ser interrompido. Ino o olhou confusa e analisou o rosto vermelho de excitação que ele exibia.

- I-Ino, e-eu, eu não posso fazer isso. – Ele abaixou a cabeça envergonhado. Como diria pra aquela mulher feita, incrível e que o desejava, que era virgem e não saberia e nem gostaria de fazer aquilo ali, no meio dos corredores?

- Que? E-eu...– Ino sentia vontade de chorar, nunca havia sido rejeitada dessa forma, e agora estava sendo rejeitada por ele, pela pessoa que ela desejava mais que qualquer outro. Se sentiu insegura como nunca antes e deu um passo pra trás ainda com uma expressão confusa mas com os olhos cheios de lágrimas que ameaçavam cair – Eu fiz algo errado? – Sai levantou o rosto e viu que ela queria chorar, se odiou naquele momento. Estava fazendo a mulher mais incrível que já viu na vida chorar por ser um garoto fraco e inexperiente, ainda mais, odiava ver mulheres chorando.

- N-NÃO! Você não fez nada errado, é que... – Ino estava impaciente, não conseguia entender porque ele não a queria e toda sua autoconfiança estava indo por agua a baixo, sentia que desabaria a qualquer momento. Mas seu orgulho não a permitiria cair ali, na frente da pessoa que a rejeitou, não, ela era Ino Yamanaka e não seria humilhada assim, então se recompôs e levantou sua cabeça com todo o orgulho.

- Não importa. Perdi meu interesse. – Mentiu e logo depois a loira saiu por onde tinha entrado deixando um Sai arrependido e magoado para trás.

Os olhos pretos de Sai e azuis de Ino, ambos em locais diferentes da escola, deixaram lagrimas de arrependimento escapar.


Notas Finais


E aiiiii?!!! O que vocês acharam!!?? Gostaram? Odiaram? Me digam pelo amor de deusss!! Gente, to amando escrever o baile, ta muito massa, espero que estejam curtindo também! E a capinha que eu fiz? :3 A tia é meio noob com essas coisas mas achei bonitinha, to pensando em fazer uma pra fic, o que vocês acham?
Mais uma vez obrigada por tudooo! Amo vocês! <3 E falem comigoo! Eu sou legal, juro!
OBS: eu disse que ia ter hentai no baile mas não disse de quem né?! Agora ja da pra saber u.u Confiem e aguardem! <3
Há, avisem se tiver algum erro pfv!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...