1. Spirit Fanfics >
  2. "Corre!" >
  3. Capítulo 94

História "Corre!" - Capítulo 94


Escrita por:


Capítulo 94 - Capítulo 94


-Voces vão recebe-las, depois do treinamento. - Braga abriu um sorriso que estremeceu Lukas.

-Alguem sabe do que ele está falando? - Lucas sussurrou.

-Ninguem vai fazer nada. - Lukas rugiu batendo no vidro. -, Cadê o Chefe?

-Foi viajar. - Alberto o olhou friamente. -, Vocês estão sob meus comandos.

-Não vamos obedecer você! Pirou é? - Giulianna gritou.

-Nao vão? - Ele se deslocou até sua cela. -, Então tá.

Kathy que estava na sela em frente da de Giulianna viu a amiga sucumbir a um gás tóxico que foi ativado por um botão.

Katharine gritava e batia inutilmente no vidro pedindo para ela não morrer. Todos gritavam. Gritavam demais!

-Quem é o líder dessa turma? Hein? - Braga desativou o gás e o ar condicionado da sela foi ligado, Giulianna voltou a respirar bem. Tossindo e furiosa, ela berrou de lá de dentro.

-Odeio você! - Ela disse.

-Eu também. - Braga respondeu. -, Então o líder da turma. Você, Carrasco?

Lukas balançou a cabeça negativamente ainda prestando atenção na respiração de Giulianna. Braga sente medo do Daniel, então...

-O líder da turma é o Daniel. - Carrasco soltou a respiração.

Todos ficaram quietos, Daniel pigarreou ao ver Braga estremecer olhando para ele.

-Não! - Ele negou. -, O Daniel não.

-Por que? - Daniel se aproximou mais do vidro, de braços cruzados. -, Tem medo de mim?

-Medo de você? - Braga riu. -, Eu nunca tive medo de você. - Ele se encostou no vidro da sela dele. -, Como Katharine é bonita não é?

Daniel teve um surto de raiva e socou o vidro, o que assustou Braga profunda e vergonhosamente.

-Todos vocês estarão sob treinamento a partir de agora.

-Por favor, não... - Lukas sussurrou, olhou para cima e viu Angélica lá, ele continuava seduzindo ela e estava quase dando certo. Ela chorou por ele. Faltava dizer que o amava.

-Treinamento de quê? - Júlio suspirou.

-Para ficarem iguais a mim... - Lukas respondeu. -, É isso que você quer?! - Disse entre dentes. -, Quer que meus amigos sejam iguais a mim!?

-É! - Braga sorriu, e levantou as mãos. -, Quero que seus amigos passem o que você passou, sofram o que você sofreu. E que morram, do mesmo jeito que você!

-Eu estou vivo, e vou continuar vivo! - Lukas bateu no vidro.

-O que o matador de aluguel não sabe é que toda vez que ele mata, ele morre um pouquinho por dentro. - Braga sorri imensamente. -, Primeiro treinamento, fome por onze dias.

Os corredores começaram a se desesperar, nada nunca os tinha deixado com medo como aquele velho sádico e cruel.

-Podem conversar entre si, eu não me importo. - Alberto foi embora, deixando-os no escuro pelos próximos onze dias. Vale lembrar que na sela, tinha privadas, daquelas de prisão. E somente Pedro sabe quantas vezes ele deu com o joelho nelas sem as enxergar.

No terceiro dia sem comida e sobrevivendo com a água da torneira que ficava quase no chão, Luanna e Nathalie já estavam ficando loucas, Giulianna e Nathan tinham contantes desmaios e Linda estava pálida como um papel.

Felipe estava quase perdendo a consciência quando escutou Pedro pedir algo a ele.

-Felipe? - Pedro sussurrou, e viu Felipe olhar para ele pelo televisor.

-Fala irmão.

-Como foi seu casamento? - Pedro sorriu. -, Eu vi a foto revelada na sua carteira.

-Foi lindo. - Felipe sentiu os olhos arderem. -, Minha mulher estava com um vestido cor de creme lindo e grávida. Nossa. Ela tava fantástica. Seu pai estava lá Giulianna. - Ele escuta ela grunhir fraca em resposta e isso cortou seu coração. -, Era meu padrinho. Nossa lua de mel foi em Paris. Antes de eu visitar Braga pela primeira vez.

-Conte só as partes boas por favor. - Linda pediu.

-Ela me disse nos votos, que eu era a pessoa mais gentil e honesta que ela já conheceu. Mal sabia ela o que eu iria me tornar. - Ele disse sarcástico. -, Ela teve a nossa filha e bom... O fim vocês já sabem.

-Ela deve ser sido muito especial. - Giulianna murmurou enquanto entre olhares e desmaios repentinos cuidava Katharine e Lukas pela TV.

-Ela foi.

-Eu... - Gustavo respirou fundo para dizer "Eu amo você!" Mas suas forças se esvairam e ele caiu na cama.

-Gustavo? - Pedro gritou. -, Gustavo!?

-Deixa. Ele vai acordar. Vamos ficar bem.

Gustavo despertou alguns minutos depois, os dias se passaram cada vez mais devagar. Até que no décimo dia, Lukas teve que intervir quando Luanna surtou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...