História Corrupted - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens D.O, Kai, Lay, Sehun, Suho
Tags Kaisoo, Sekai, Sekaisoo, Sesoo
Visualizações 435
Palavras 854
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - Dez


Fanfic / Fanfiction Corrupted - Capítulo 10 - Dez

Depois daquela conversa, Jongin precisou ir para casa, Lay passou a noite com o garoto e tudo voltou ao normal, as mesmas perguntas  eram feitas e junto com elas viam as mesmas respostas.


Lay havia percebido que algo acontecia com o garoto, ele estava pensando, o mais velho não sabia se isso era algo bom ou ruim. Como esperado, o mais novo dormiu a noite toda, a graças a algum Deus, dormiu muito bem.


Suho chegou de manhã para ficar com o garoto, Lay iria para casa descansar e voltaria a tarde.


Mais alguns exames foram feitos e por incrível  que pareça Kyungsoo tentou conversar , o garoto era curioso e aqueles dois homens não sabiam de sua cabeça.


- Su! - Chamou . - Como você conheceu aqueles dois? - Perguntou curioso.


- É uma história bem sem graça... Eu e o Lay apenas ajudamos eles dois a se organizar na casa nova e na vizinhança, e depois passamos a sair e frequentar a casa um do outro. - Disse enquanto arrumava as coisas do café da manhã do garoto. - Coma tudo! - Pediu ao entregar a bandeja.


- Bom diiia! - Um ser animado passou pela porta gritando. - Oi neném, como você está? Está melhor? - Dizia enquanto deixava suas coisa em um dos cantos no quarto e se aproximava da cama. - Como está  o outro neném ? Está bem? 


-Acho que sim... - O garoto sussurrou.


- Suho!n Lay quer falar com você lá fora! - Avisou.


- Qual o seu nome ? - O adolescente perguntou.


- Sehun, Oh Sehun. O seu é  Kyungsoo né?


-Uhum... - Respondeu encarando a comida. - Me ajuda ? - Pediu olhando para o homem.


-Eu não vou comer ou deixar você jogar fora! Você nem abriu os potinhos da comida Soo. - Brigou.


- Eu não consigo mexer a minha mão... - Disse triste.


- Oh , me desculpe! Eu não sabia... - Respondeu envergonhado.


Sehun afastou a suporte que servia como mesa e se sentou ao lado da cama, abriu o potinho com uma salada de fruta um pouco estranha e encheu a colher, o garoto automaticamente abriu sua boquinha. Com a maior paciência do mundo, o homem lhe deu todo o café da manhã para o garoto, esse que rapidamente comeu, comeu mais que o normal, estava morrendo de fome, nem a gelatina verde e o suco aguado ele deixou passar.


- Sehun?! - Soo o chamou timidamente. - Será que eu devo perguntar sobre ele? - Apontou para sua barriga.


- Depende, você quer realmente saber ? 


- Não sei...


-Quer desabafar?


- Não quero que pense que sou uma pessoa ruim...


-Não irei sequer pensar nisso, eu prometo , de dedinho. - Disse direcionando seu dedo para perto do do garoto. - Eu prometo ouvir e tentar te ajudar!


- Ok! - Juntou seu dedinho com o do outro. - Eu não sei o que sentir ,eu quero gostar dele mas me parece tão errado. Pode não parecer mas a única coisa que me mantém aqui é  o carinho que Lay e  o Suho me dão, eu me sinto só, eu não consigo me esforçar ou me importar comigo. Desde que eu vi o Ravi, eu fico me imaginando,com um serzinho também,eu olho para o espelho e a única coisa que eu consigo lembrar é  daquela monstro, eu não lembro o que aconteceu mas todas as vezes que eu durmo ,eu sonho com aquilo, eu não durmo direito a dias, eu não consigo dormir a noite ,porque foi quando aconteceu, eu não consigo dormir de dia por medo de sonhar com aquilo. Eu vejo o esforço de todos  mas eu não consigo me esforçar, parece que tudo é em vão... eu só queria que as coisas melhorasse, eu não quer odiá lo, ele não tem cuidar de nada, mas tenho medo de olhar  para ele e  ver aquele monstro.


- Eu imagino o quanto isso deve ser horrível,mas como você mesmo disse "ele não tem culpa", merece carinho, amor, atenção, da mesma forma que você merece. Não seja ruim com ele,como foram com você. Seja diferente,de a ele tudo que você não pode ter, seja melhor que seus pais, mostre para todos que se você superou ,todos também conseguiram superar. Deixe que ele seja sua salvação, deixe que ele te faça viver novamente.


- Não sei se consigo...


- Apenas tente! Se não conseguir,não iremos te amar menos por isso.


O garoto apenas olhava para suas mão e chorava ,não tinha coragem de olhar para o homem à sua frente. Lay, Suho  e Jongin haviam  entrado na sala no meio da conversa,mas ouviram o suficiente para entender como o garoto se sentia, os dois responsáveis choravam, Jongin tentava os aparar enquanto  Sehun fazia carinho nas mãos do garoto.


Aquele clima foi brutalmente cortado com a entrada de algumas enfermeiras, as três ficaram sem graça ao interromper o momento, mas mesmo assim fizeram seu trabalho.


Talvez depois daquela conversa as coisas se aceitassem um pouco.


Talvez Kyungsoo se esforçasse ,pois agora sabia que não precisava ter medo das reações dos outros.


Talvez ele entendesse que seu medo era maior que seu amor por aquele serzinho,mas que no fundo no fundo ele já o amava .





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...