História Corrupted (ChanBaek) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Personagens Originais
Tags Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Romance
Visualizações 100
Palavras 3.050
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drabs, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pirimrim pirimrim pirimrim alguém ligou pra mim quem é?
Sou eu Sara_Jiminie, que veio com um chanbaekzinho, pode rir pode rir, vergonha alheia até eu senti.
Depois dessa vergonha ninguém mais vai ler, meu Deus!
Eu acho que não tenho nada pra dizer....
Espero que gostem e até as notas finais que não tem nada de tão importante.

Capítulo 1 - Único


BaekHyun batucava seus dedos na mesa da cozinha, era um final de tarde de terça-feira, ou seja, ele não tinha nada pra fazer além de olhar para um relógio e ver as horas passando. BaekHyun muita das vezes se sentia sozinho, quando mais novo jurou de pés juntos que quando fizesse a maior idade moraria sozinho e trabalharia em uma empresa muito famosa ou seria modelo, em um desses sonhos infantis ele conseguiu um, morar sozinho, mas nada que convidar alguns amigos para encher a cara e ficar jogando conversa fora o dia todo, ah é, BaekHyun não tem amigos, que lamentável.

Levantou ajeitando o óculos fundo de garrafa, que não tinha nenhum grau, e que sua mãe dizia ser 'o óculos do John Lennon', caminhou até o sofá e se jogou ali olhando pro teto, quem visse sentiria até pena do Byun, não tem nada para fazer terça-feira? Deplorável.

O pior é que ele odeia sol, o que resulta em nunca sair de casa sem um guarda-chuva e um óculos de sol, todos olhavam pra elem com uma cara estranha,  um moleque andando com óculos de sol em cima de outro óculos redondo, era de se esperar, ele era Byun BaekHyun, o esquisito.

Motor no rabo:

SeHun vem aqui em casa, por favor eu não aguento ficar sem fazer nada.

Não obrigado, prefiro jogar LOL com o Hannie.

Vai me trocar por um jogo nerd e um chinês chamado LuHan?!

Já troquei a muito tempo.

Filho da puta!

Arrombado pelo vento!

 

BaekHyun fez um biquinho enquanto pegava o controle e ligava a televisão que automaticamente foi para uma cena de beijo que fez BaekHyun arregalar os olhos e entortar o nariz, era um dorama de romance e particularmente o loirinho era muito tímido, teve seu primeiro beijo com dezesseis anos com ajuda do seu melhor amigo Oh SeHun que tinha uma pequena grande queda por ele, mas o Byun não sentia o mesmo além da amizade, depois o Oh encontrou LuHan o amor da vida dele, eles formam um casal muito bonito e fofo, mas BaekHyun tem um enorme ciúme do amigo.

- Oh vidaaaaa!

Desligou a televisão se levantando apressado até seu quarto, pegou um casaco quentinho pois fora de casa estava frio mesmo com o solzinho de fim de tarde, e saiu de casa vendo a neve caindo deixando a cidade branquinha, ele adorava neve, sorriu levantando a mão, sentir a neve em contato com sua pele o acalmava. Trancou a porta e definitivamente sai da casa andando sem rumo pelas ruas de Seul, ele precisa tomar um rumo na sua vida, ela estava sem sentido algum. Passou perto de um barzinho e suspirou, um sojuzinho não faria mal não é?

Entrou no bar que estava com o aquecedor ligado e poucas pessoas no local, se sentou em frente ao moço que servia bebidas e pediu uma garrafa de soju. Um homem alto se sentou ao seu lado com uma máscara, ele tinha os cabelos totalmente preto como a noite, sua pele era bronzeadinha, e seus olhos grandes, ele guardou a máscara no bolso do casaco e olhou para BaekHyun com uma expressão fechada , mas não brava.

- Oh!_ se sobressaltou virando para frente das bebidas ouvindo um risinho 

- Não precisa ficar com medo ou envergonhado._ chamou a atenção do Byun que batucava seus dedos na madeira da mesa_ se quiser falar comigo tudo bem, pela hora que estamos aqui é porque não aguentamos mais algo.

- Como sabe? _ disparou olhando direto nos olhos pretos do outro

- Não é óbvio?!_ se virou colocando as costas na mesa_ aqueles homens devem ter perdido o emprego ou algo assim, aquela mulher traída, aquele senhor de meia idade deve ter perdido a mulher e você...._ voltou a se sentar direito_ deve estar frustado com o rumo que sua vida está seguindo, estou do mesmo jeito.

- Como.. como sabe disso? _ voltou a perguntar com a boca aberta pelas palavras do homem

- Sou uma pessoa bem observadora.

- Isso eu percebi bem_ deu um meio sorriso

- Qual é seu nome?

- Diga o seu primeiro! _ falou desconfiado

- Eu não vou abusar de você ou te matar_ zombou_ meu nome é Park ChanYeol, mas sem essa de respeito e blá blá blá, me chame apenas de ChanYeol, só.

- Tudo bem, ChanYeol. Me chamo Byun BaekHyun, mas pode me chamar de...

- Baekkie! Posso?

- Ahn....p-pode.

- Para ficarmos quites deixo você me chamar do que quiser.

- Hmm,ChanYeol_ fez uma expressão de pensativo enquanto apoiava os braços na mesa_ Yeol.

- Gostei. _sorriu simpático

- Senhores, suas bebidas_ entregou o copo com soju e deixou a garrafa entre eles, vendo que estaria atrapalhando.

- Por que veio aqui?

- Bem, eu....

- Família, trabalho, escola...a propósito, tem quantos anos? Tem um jeito e um rostinho tão lindo._ deixou o menor corado, sem se envergonhar da própria fala

- Tenho vinte e três, meu problema é emprego, não consigo  nenhum.

-  Sou quatro anos mais velho que você, eu sabia que era algo que traria finança.

- Como sabe?

- O disco está travado?

- O que?.._ o moreno arqueou uma sobrancelha e BaekHyun percebeu, era a terceira vez que perguntava a mesma coisa_ Yah! _ exclamou com um biquinho fofo

- Parece um colegial fazendo essas coisas_ deu um sorriso que fez o coração do Byun parar e seus olhos só focarem naquela boca vermelha que estava rasgadinha num sorrisinho de canto

ChanYeol firmou os olhares fazendo BaekHyun corar, mas não desviar. Os dois estavam passando por coisas difíceis e pelos mesmos motivos, tudo começou quando saíram de casa para conseguir privacidade e independência. ChanYeol tem um emprego de atendente em um cafeteria além de estar abrindo seu próprio negócio no ramo da música, mas ele precisa de bastante dinheiro para isso, é fato, os dois  não estavam no fundo do poço porque tinha seus pais e seus esforços.

Os olhos do mais novo brilharam, se sentia atraído por ChanYeol, de alguma forma ele se sentia confortável com ele, mesmo conhecendo-o a poucos minutos. Uma música começou a tocar num volume mais ou menos alto que despertou a atenção do Byun que sorriu para o moreno que o olhava profundamente com um sorriso de canto.

- Eu amo essa música._ suspirava escutando a música  da sua banda  preferida

- É fã de The Neighbourhood?! É o primeiro que encontro em toda minha vida.

- Você também é meu primeiro_ falou num duplo sentido, BaekHyun estava se apaixonando só de olhar para o Park, a primeira vez que estava se apaixonando_ I'm sick and I'm tired too. I can admit, I am not fireproof.

- I feel it burning me.I feel it burning you_ continuou a cantarola enquanto levantava e estendia a mão para Byun que lhe olhou curioso_ vamos dançar, talvez seja essa nossa música_ brincou sentindo a mão pequena e suave do mais novo amigo

ChanYeol colocou uma mão na cintura do menor e outra segurando o pequeno que encostava a cabeça em seu ombro colocando a mão desocupada em seu ombro, sentiam seus corações acelerados, seus movimentos era suaves e calmos assim como a música, se sentiam em um filme de romance clichê, mas eles queriam ser os protagonistas desse filme. No meio da música seus olhos se cruzaram, suas mãos soavam, isso eles percebiam, BaekHyun agarrava a mão do outro não querendo que os corpos se separassem. ChanYeol tomou a atitude de encostar as testas, o menor nada reclamou, ele queria aquela proximidade tanto quanto o outro, fecharam seus olhos para escutar a música, sentir seus próprios movimentos, sentir um ao outro.

As respirações se mesclavam naquela pequena brecha que os separavam, BaekHyun sem ação sentia a boca entreabrindo, mas nada saia. O moreno a cada segundo queria sentir BaekHyun, mordeu os lábios se sentindo o nervosismo do outro e o seu próprio, a cada segundo inclinava a cabeça para baixo, seus lábios estavam tão perto, o mais novo não conseguia controlar a respiração, seu peito subia e descia rapidamente, largou a mão quente que a segundos segurava, direcionou sua pequena mão até os fios de Park, a mão que estava no pescoço do maior se encontrou com a outra.

ChanYeol apertou com ambas as mãos a cintura fina do Byun, seus corpos se encaixavam tão bem, eles esqueceram-se completamente dos outros que estavam no bar, por mais que estivesse poucas pessoas e algumas já tenham saído. Seus lábios se tocaram sutilmente, os dois não aguentavam mais aquele espaço tão pequeno que os separavam, juntaram os lábios num selar demorado, ChanYeol começou a mover sua boca que entrou em sincronia com a do Byun, seus lábios eram tão macios e saborosos juntos. A língua do Park pedia passagem na boca fina que cedeu prontamente, além dos corpos se encaixarem tão bem seus lábios também se encaixavam, as línguas se roçavam, brincavam uma com a outra, o gosto do soju deixava o beijo um pouco mais suave, o adocicado da bebida misturada com o gosto natural de BaekHyun fazia o mais velho querer mais daquele beijo.

Separaram os lábios quando o ar fez falta, mas os corpos continuarem grudados um no outro, BaekHyun olhava para ChanYeol tímido, mas feliz e ChanYeol encarva BaekHyun com ternura, compaixão. Sorriram um para o outro antes de trocaram mais um beijo, dessa vez um pouco mais quente, pagaram a conta e saíram do barzinho. A noite estava fria fazendo BaekHyun tremer os dentinhos um no outro causando risos ao Park que lhe esquentou com seu corpo quente.

- Onde você mora?

- Está longe para te dizer onde é, mas é em um apartamento um pouco grande, meus pais que me deram.

- Meus pais também me deram. Quer ficar na minha casa essa noite?

- Não ficaria com medo de um estranho dormir na sua casa, Byun?

-Não_ disse simples

- Então você convida muita gente para ir na sua casa?_ perguntou como que não quer nada, mas sentia uma pontada de ciúme

- Você é o primeiro tirando meu melhor amigo.

- Ah,bem.

- Está com ciúme, Yeol?!_ sorriu mostrando seus dentinhos 

- Não, por que estaria?

- Porque você está começando a gostar de mim.

- Oh tão seguro de si, Baekkie._ riram 

- Estou brincando_ suas bochechas coraram_ eu só...

- Sei que gostou de mim e do beijo Baekkie, pode falar.

- Ahn...

- Eu também gostei._ se olharam na mesma hora, os dois pareciam imãs

- V-vamos logo pra casa.

 

 

 

- Yeollie, vai mais rápido....

As estocadas que ChanYeol dava eram ritmadas, BaekHyun sentia seu corpo cada vez mais perto do ápice, seus gemidos nunca se findavam, ChanYeol era insano, sentia que uma hora estava no céu e noutra no inferno, era tão gostoso sentir os corpos quentes se roçando , as estocadas cada vez eram mais rápidas e intensas, os dois não poderiam ter tido a melhor noite que tiveram se não fosse com o outro, BaekHyun por mais louco que achava essa ideia se sentia amado, a mesma coisa era para ChanYeol. Se ajeitaram na cama exaustos regulando a respiração enquanto sorriam, o menor deitou a cabeça no peitoral do mais velho e deixou um selar ali.

- Você é especial pra mim, Yeollie_ sussurrou com um grande sorriso nos lábios

- Você também é para mim, bebê_ beijou os fios do menor

- Seria estranho se eu disse que estou apa..._foi interrompido por ChanYeol

- Apaixonado....não seria estranho, porque se fosse eu seria o homem mais estranho que conheceu.

- Então v-você também? _ perguntou vendo o outro assentir olhando para seus olhos castanhos, Park era encantador

- Eu te amo Byun_ segredou fazendo uma carinha de criança que fez besteira

- Eu também te amo, Park_selou os lábios cheinhos

Por incrível que pareça eles sabiam exatamente o que estavam sentindo, foi como um redemoinho que girou a vida deles do avesso.

2 ano depois

Depois de dois anos de convivência e namoro, isso mesmo, ChanYeol pediu o Byun em namoro num piquenique romântico em seu apartamento com várias guloseimas que o menor adorava e foi naquela sacada do terraço que ChanYeol pediu BaekHyun em namoro, com um declaração que fez Byun chorar quase que a noite toda de tanta felicidade. BaekHyun como sempre inovador pintou o cabelo  de vermelho e assim ficou, ChanYeol achou fofo e ao mesmo tempo deixava o namorado sexy e quem era BaekHyun para não tentar atiçar o maior?

Mas ChanYeol não perdeu a oportunidade, pintou o cabelo de cinza e fez o namorado deixar a boca aberta sempre que estavam um do lado do outro, BaekHyun tinha amado a cor do cabelo do mais velho, ele tinha fetiche por garotos de cabelo cinza e rosa e seu namorado concretizou seu desejo, ChanYeol estava perfeito e ele era só dele, seu ciúme pelo grandão havia crescido tanto desde que se conheceram.

Ambos arrumaram um bom emprego, ChanYeol trabalhava numa advocacia e BaekHyun trabalhava numa empresa de roupas, o menino tinha tanto estilo conseguiu o que queria, até posou para umas fotos da revista da empresa, chegou a gritar em frente uma banca de jornal que "Esse garoto lindo e gostoso nassa foto sou eu, ouviram? ChanYeol olha como eu to lindo, se eu não namorasse com você namoraria comigo mesmo, moço eu quero dois". Também teve o famoso dia de visitar os sogros, primeiro foi na casa dos Byun's por pura insistência de BaekHyun.

Oi papai, oi mamãe._ BaekHyun falou animado indo abraçar os pais que sorriram ao se separarem do carinho do filho_ como estão sem mim?

- Melhor do que antes Byunnie_ falou risinho a Sra. Byun_ é brincadeira, sentimos sua falta.

- Eu também _sorriu

- Entre Baek_ seu pai falou, mas parou os passos ao ver bem atrás do filho um jovem alto brincando com as pedrinhas do jardim enquanto olhava para baixo_ quem é ele, filho?

-Ele.._olhou para trás revirando os olhos_ ChanYeol! _ puxou o acinzentado para dentro de casa_  mamãe, papai esse é Park ChanYeol_ sorriu com os olhinhos brilhando_ eu encontrei alguém que me ama verdadeiramente mamãe.

- Oh meu filho_ a mais velha estava tão feliz, suas lágrimas surgiam no canto de seus belos olhos, estava emocionada de ouvir da boca do filho que encontrou alguém que o ame_ obrigada por amar meu filho Park, ele é muito importante para nós.

- Eu que tenho que agradecer por ter dado a luz ao amor da minha vida_ abraçou BaekHyun de lado sorrindo gentil para a Sra. Byun e deixando o sorriso morrer ao ver a carranca do pai do BaekHyun

- Quais são suas intenções com meu filho?

- Bem senhor Byun nós....

- Bii resposta errada, quero algo direto.

- EU QUERO CASAR COM SEU FILHO, FORMAR UMA FAMÍLIA E TER DOIS FILHOS! _falou alto tentando parecer ocerto

- Transmitir confiança não precisa gritar, apenas... dizer com o coração o que sente jovem. Meu filho encontrou alguém igual a ele.

- Obrigado senhor Byun_ sorriu

Depois da família de ambos juntas, ChanYeol e BaekHyun fizeram uma festa de noivado, eles estavam tão apaixonadas, seus amigos estavam tão felizes por eles, era um amor tão único, tão puro e sereno, eles mereciam essa felicidade toda, como dizia BaekHyun: "ChanYeol corrompeu meu coração, toda a angústia que eu tinha se tornou amor".

SeHun o melhor amigo de BaekHyun também estava noivo, ele conseguiu o amor do crush, LuHan. Por mais engraçado que seja LuHan era amigo de ChanYeol, mas eles não tinham contato, quando se "conheceram" tiveram uma crise de risos e depois se abraçaram. Eles não se viam a anos.

Após o casamento, BaekHyun e ChanYeol visitaram um orfanato local de sua cidade, lá encontraram uma menininha baixinha e de bochechas gordinhas com os cabelos castanhos caindo sobre  os ombros, o Byun ficou encantado com a garotinha, ela era perfeita, era uma mistura de Park ChanYeol e Byun BaekHyun, seria um milagre de Deus?

- ChanYeol olha_ apontou para a menininha sentada olhando os colegas brincarem_ tem os olhinhos e orelhas grandinhas igual a sua.

- E ela tem a boca fina e o tamanho igual ao seu_ zombou de minha altura

- Haha acha que não entendi Park?

- O que? Eu não fiz nada.

- Tá' sei.

- Olá boa tarde senhores_ uma moça de meia idade apareceu sorrindo_ soube ontem que viriam adotar uma criança, não especificaram então pedi para todas as crianças se arrumarem e....

- M-me desculpe interrompe-la, m-mas nós gostamos daquela menina_ sorriu tímido para a pequena garota

- Ah! Ela se chama Kim Amy mi, ela é muito dócil, mas tem vergonha de socializar, ela perdeu os pais quando eles viajaram num avião que supostamente estava com uma bomba, Amy teve sorte de não ter ido, foi Deus, isso sim.

- Ela  deve se sentir sozinha ou talvez tenha medo de conhecer pessoas e as perde-la_ ChanYeol comentou olhando a menina

- Ela disse isso mesmo, podem ir lá conversar com ela.

- Obrigado.

Os dois  andaram até a menina que os olhou atentamente com as bochechas corada, os dois sorriram mostrando segurança para a menina que fez o mesmo um pouco tímida.

- Olá Amy.

- Oi_ falou baixinho 

- Tudo bem com você?_ ela assente

- Vocês... querem me adotar, não é?_ viu os dois homens a sua frente se entreolharem e assentirem_ qual o nome de vocês?

- Meu nome é Park ChanYeol e esse é Byun BaekHyun.

- Vocês namoram? _perguntou animada

- Na verdade somos casados.

- Que legal, igual meus pais_ deixou o rostinho abatido_ eles morreram em um acidente, alguns coleguinhas meus falaram que Deus não queria que eu morresse ai fiquei na casa da minha titia.

- Eles  estão certos. Você ainda tem muito o que viver Amy.

- Vocês são legais_ abraçou os dois_ eu aceito ser adotada por vocês, mas com uma condição.

- E qual é espertinha? 

- Quero que sejamos uma família muito feliz e eu quero um cachorro.

- Tudo bem, teremos um cachorro e seremos muito, muito muito felizes.

- Amo vocês, papais.

- Também te amamos_ BaekHyun falou com os olhinhos marejados.

Bem vinda a família Amy.

 

 


Notas Finais


Caso vocês queiram escutar a música, aqui está o link dela: https://www.youtube.com/watch?v=DujKJ1OaLQE
Me desculpem qualquer erro
Obrigada por lerem.
KiSS KISS
Sara_Jiminie


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...