História Corruptores VkookTaekook - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hoseok, Jhope, Jimin, Jungkook, Namjoon, Seokjin, Taehyung, Taekook, Vkook, Yoongi
Visualizações 15
Palavras 2.411
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fantasia, Fluffy, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olhem as notas finais para terem uma noção melhor da aparecia dos personagens ;)


CP: Corruptores

BJin :*

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Corruptores VkookTaekook - Capítulo 3 - Capítulo 3


JK: Bela bunda - parei no lugar imediatamente, vou admitir, corei fortemente, primeira vez que alguém falava isso comigo, na verdade primeira vez que alguém me tratava assim.


Tae: Pervertido - falei por cima do ombro e voltei a caminhar ao lado de Jimin e então ele seguiu o seu caminho com as mãos acima da cabeça e assobiando - Vamos finalmente atrás dos corruptores - saímos de Hiujis.


JM: Vamos para a cidade vozinha, ouvi que alguns corruptores passaram por lá.

━━━━━━━⊱✗⊰━━━━━━━━

JM: Não passo nessa ponte nem com todos os poderes dos Deuses - nunca vi tão cagão. Seguimos um caminho até que tranquilo, porém para chegarmos a Varcelus, a cidade onde com certeza iriamos conseguir informações, temos que passar por uma ponte. Ela costumava ser bem bonita, pelas imagens que via nos livros ela era toda feita das raízes e dos cipos das varias arvores que tem aqui, os druidas que cuidam dessa parte da terra media que fizeram, mas os corruptores a destruíram... bem, quase. Ela está meio instável, mas da para passarmos, Jimin não é pesado, e a sua armadura não vai ser o suficiente para derruba-la. Mas ele não me da ouvidos - Taehyung - me olhou com medo nos olhos - Não quero passar por aqui, por favor vamos dar a volta.


Tae: Mas eu não sei dar a volta - ouvimos passos e alguns galhos sendo quebrados. Uma criatura saia das arvores - Ele está armado - peguei meu arco e Jimin sua espada, ficamos em posição de luta. Até que a criatura se revelou, assim que nos viu deu um grito alto e consideravelmente agudo.


HS: Não me matem - colocou as mãos na frente do rosto. Ele tinha cabelos vermelhos, um rosto pelo que vi comprido, nariz fino e um pouco menor que eu, ele carregava um alaúde e uma mochila nas costas, usava botas surradas, calça com alguns detalhes de couro, blusa verde com um coletinho também de couro marrom, uma capa roxa e um chapéu com fivela.


JM: Não vamos lhe matar - guardou a espada e se aproximou do homem.


Tae: Como pode confiar tão rápido em uma pessoa que acabou de conhecer? - perguntei descrente, Jimin era o senhor segurança, agora estava abrindo os dentes para uma pessoa que acabou de sair da floresta.


JM: Ele é um bardo.


Tae: E dai? - falei abaixando o arco.


JM: São criaturas doceis, não fazem mal - olhou para Hoseok de cima a baixo - Na verdade só quando querem - levantou uma das sobrancelhas para o homem - E quando não estão com seu instrumento em mãos.


HS: N-Não se preocupem, eu não vou fazer mal a ninguém.


Tae: Qual seu nome?


HS: Jung Hoseok - retirou o chapéu e o levou até seu peito se inclinando - E o de vocês viajantes?


JM: Sou Park Jimin, paladino - bateu em seu peito coberto pela armadura.


Tae: Taehyung, elfo druida - só levantei uma das mãos enquanto falava simples.


HS: É um prazer conhece-los - colocou o chapéu - Bem, preciso ir. Passar bem - assentiu e seguiu para a direita, indo ao oposto da ponte.


JM: Não ia atravessar? - Hoseok parou e se virou de lado.


HS: Atravesso nunca essa ponte - cagão igual ao Jimin.


JM: Uma pessoa que me entende - serrou os olhos para mim - Por onde vai passar?


HS: Conheço uma passagem - se virou totalmente para nós - Querem ir comigo? - Jimin olhou para mim e eu neguei com a cabeça imediatamente.


JM: Obrigado, vai ser de grande ajuda se poder nos guiar até o outro lado - sorriu. Filhote de um verme do deserto asqueroso.

━━━━━━━⊱✗⊰━━━━━━━━

HS: E então, o que vocês estão fazendo? Você parece ser um dos elfos do norte, o que faz aqui na parte central? - perguntou escalando uma rocha e me dando a mão para ajudar a subir.


Tae: Sempre tive curiosidade de conhecer a terra média - falei simples.


HS: Entendo - falou ajudando Jimin.


Tae: E você?


HS: Eu só viajo por aí - sorriu - Gosto de experimentar coisas novas, e é ótimo para compor - falou piscando um dos olhos.


Seguimos pela margem do abismo, andamos um pouco até acharmos uma escada feita de pedras, subimos por ela e demos em um rio que caia no abismo, o mesmo que estamos tentando atravessar. A passagem foi bem calma, pisamos em algumas pedras e enfim atravessamos.


JM: Obrigado Jung Hoseok o bardo - quanta formalidade, típico de um paladino.


Tae: Deixe de formalidades Jiminie - olhei para o bardo - Obrigado Hoseok - lhe estendi a mão que logo foi apertada - Espero nos vermos novamente.


HS: Foi um prazer - sorriu e se virou para seguir seu caminho, porém barulhos de inúmeros cascos se fez fortemente presente - Uma cavalaria - nos puxou para a floresta, esperamos ouvindo atentamente o barulho se aproximar - Eles estão próximos - colocou o dedo indicador na boca em sinal de silêncio. E finalmente a cavalaria passou, pararam para os cavalos tomarem água, e nos ainda estávamos escondidos - Vamos sair daqui com cuidado - nos viramos para seguir por dentro da densa floresta de galhos tortos.


Elfo1: A joia élfica foi roubada, só isso que nós faltava - um dos guardas comentou com o outro.


Tae: O que? - virei rápido a cabeça por cima do ombro e voltei para onde estávamos.


JM: Temos que sair daqui Tae - me chamou baixo. Eu fiz sinal de silêncio e voltei minha atenção a conversa dos guardas.


Elfo2: Pois é, não basta temos um bando de corruptores na nossa cola tentando destruir tudo, agora eles pegaram a joia - tomou um gole da água - Vamos, não temos tempo, precisamos chegar em Vila Shin antes de anoitecer - e assim seguiram com o resto dos homens.


Tae: Eu vou pegar essa jóia - falei né virando para Jimin.


HS: Que jóia é essa?


Tae: Ela da uma certa força a mais para os druidas, e é o tesouro mais valioso para os elfos.


JM: Vai ser complicado. Ela está com os corruptores.


Tae: Estávamos procurando eles de qualquer forma, vai ser uma jogada ótima, matamos alguns corruptores e ainda pegamos a pedra élfica.


HS: "Curiosidade de conhecer a terra média" - falou fazendo aspas com os dedos.


Tae: Príncipe Kim Taehyung, das terras dos elfos da floresta do norte. Prazer - sorri.


HS: Alteza - se curvou.


Tae: Não faça isso - o levantei - Me chame de Taehyung ou Tae - peguei minhas coisas e arrumei minha capa - Vamos Jimin, vamos para Vila Shin - comecei a andar passando no meio dos dois.


JM: Quer vim com a gente? Seria de grande ajuda e creio que será recompensado - me virei e fiquei encarando o bardo. Não vejo o por que de não ir, ele parece confiável, mas ficarei de olho nele, e ele pode ser útil.


HS: Se estiver tudo bem para você - falou direcionado a mim. Só dei de ombros - Então ótimo, vamos - sorriu e ajeitou o alaúde. Não foi difícil achar a Vila Shin, afinal Hoseok também é um ótimo caçador, conseguimos seguir o rastro dos cavalos, mas diferente dos druidas, nos chegamos um pouco depois do anoitecer - Sabe onde eles podem estar?


Tae: Corruptores são iguais a um elfo normal, só se diferencia pelas íris, elas ficam totalmente brancas - conversamos enquanto entravamos na cidade, sim é uma cidade que se chama Vila, afinal ela já foi uma pequena vila, mas atualmente o mercado aumentou e algumas coisas não saíram como planejado pelo antigo duque que comandava a vila. Agora ela virou um centro de mercado negro para uma parte da terra média.


JM: Vamos comer alguma coisa - ajeitou a minha capa por cima do arco - Tente esconder ou pelo menos disfarçar esse arco - e seguimos para dentro de uma taverna, Cabeça de Javali. Pedimos o prato da casa, javali, e umas canecas grandes de cerveja artesanal - Infelizmente não poderemos descansar agora - falou limpando a boca.


HS: Porque? Estou cansado, meus pés doem - falou retirando as botas e pondo os pés em cima da mesa redonda de madeira desgastada.


JM: Nessa cidade as coisas acontecem a noite, nas sombras dos becos e ruelas.


Tae: Então vamos nos instalar em algum lugar, guardamos nossas coisas lá, para não atrapalhar na procura - terminamos de comer e beber, descobri que Hoseok é um cara muito engraçado e agitado. Ele até tocou um pouco para todos na taverna, foi bastante animado. Ao sair de lá a lua estava grande no céu, as ruas possuíam um movimento grande, ela realmente funcionava a noite. Nós instalamos em uma pequena pousada um pouco afastados do centro.


HS: Fico com a de casal - pulou na cama. Eram três, uma de casal e as outras duas de solteiro.


JM: Nem se deite - cerrou os olhos - Só deixe suas coisas aqui e vamos - saímos e começamos a procurar, fazíamos perguntas indiretas para não deixar muito na cara o que estávamos procurando.


HS: Um híbrido disse que viu elfos de olhos brancos nas ruas de baixo.


JM: Então vai ser para lá que vamos.


As ruas de baixo era onde acontecia as coisas mais sujas da cidade. Prostituição de menores, sexo nas ruas, roubos, assassinatos e onde as piores criaturas ficavam. Hoseok passou em um brechó no caminho, estamos esperando ele em um muro baixo, aproveitando e tentando ver se achávamos alguns corruptores.


HS: Toma - entregou uma bolsa. Ele estava vestindo uma roupa diferente, era uma calça folgada preta e uma regata colada no corpo branca e usava um chapéu tipo cafetão.


Tae: Parece um verdadeiro homem da noite - sorri.


HS: É o que temos de passar, vão estranhar se andarmos por aqui vestidos assim. Se troquem logo - eu e Jimin nós trocamos.


Tae: Nossa Jiminie, não lhe reconheceria - o olhei de cima a baixo. Terno branco, camisa preta com o paletó do terno jogado no ombro e cabelo para trás.


JM: Já se olhou? - estava de calça colada preta, uma camisa estilo de cigano branca semi transparente - Deixa eu só - falou levando a mão aos meus cabelos e bagunçando - Pronto - sorriu.


Seguimos para uma ruela cheia de bares e cabarés, o cheiro de álcool, drogas e sexo era predominante. Muitas híbridas e humanas se vendendo para ganhar um pouco de dinheiro, outras estão só interessadas em roubar. Algumas brigas isoladas e bares cheios.
Já fazia mais de uma hora que estávamos procurando e tentávamos descobrir alguma coisa, mas não tivemos nenhum avanço.


Tae: Cansei - falei me apoiando ao lado de Hoseok no balcão do bar.


HS: Vamos achar alguma coisa - suspirou - Odeio lugares assim - falou olhando para o bar que estávamos, a pista de dança cheia de criaturas de todas as classes se esfregando, bebendo e usando drogas das mais variadas.


Tae: Também não gosto. Mas devo admitir que gostei das roupas - sorrimos. Senti mãos apertarem na minha cintura e uma fungada na nuca, que me gerou arrepios pelo corpo todo - Quem você pensa que é? - me virei rápido retirando as mãos do sujeito - Eu não acredito, está me seguindo?


JK: Não sabia que era você elfozinho - me comeu com os olhos de cima a baixo.


Tae: Não me olhe assim - falei sério com a expressão fechada.


JK: Não dá, você tá uma delícia nessas calças - ouvi Hoseok soltar um leve riso, ele estava segurando a risada - E você quem é? - perguntou sério para o bardo.


HS: Amigo dele.


JK: Não sabia que tinha outro amiguinho.


Tae: Você não precisa saber e nem sabe meu nome ladinozinho, quanto mais quem são meus amigos - peguei no braço de Hoseok - Vamos, temos coisas para fazer - sai o empurrando para longe daquele ladino tarado.


JK: Já disse que tem uma bela bunda? - Hoseok soltou uma risada e eu virei minha cabeça para encara-lo.


Tae: Tarado - lhe respondi e me enfiei no meio das outras criaturas - Vamos achar Jimin - procuramos por pouco tempo até que o achamos.


JM: Tem corruptores com a pedra élfica na rua de trás, vamos logo - nos puxou e saímos correndo. Avistamos finalmente os elfos corrompidos, eles estavam com uma pequena caixa estranha cheia de escrituras em cima de uma mesa.


HS: Será que é ela?


Tae: É sim, tenho certeza. Consigo sentir.


JM: São muitos como vamos conseguir pegá-la?


CP: Vamos partir daqui a duas noites, até lá se certifique que o chefe recebeu o recado.


HS: Podemos ver melhor um plano, ainda temos duas noites - ele estava certo. Seria suicídio enfrenta-los agora, precisávamos nos planejar.


JM: Vamos voltar para a estalagem - era o melhor a se fazer mesmo.


Voltamos e caímos na cama de casal um ao lado do outro, não lembro bem em que momento dormimos, acho que no meio da nossa discussão sobre o ladino tarado.

━━━━━━━⊱✗⊰━━━━━━━━

Tae: Não mesmo - bati o pé no chão de madeira da estalagem pela terceira vez, eu estou neste momento em estado de negação total - Não vamos pedir para aquele tarado nos ajudar.


JM: Você sabe que também não gosto de ladinos, mas infelizmente ele é a única opção, precisamos de alguém que seja mestre em pegar coisas de outras pessoas - e o pior é que Jimin está certo, não iremos conseguir sem a ajuda dele.


Tae: Vamos dar um jeito sem ele.


JM: Hoseok - chamou.


HS: Sim? - respondeu da varanda do quarto, estava sentado na mureta com uma das pernas para fora balançando enquanto afinava seu alaúde.


JM: Vamos atrás do ladino só eu e você.


Tae: O que? Por favor Jiminie, vamos achar um jeito sem ele.


JM: Taehyung você quer ser pego por eles? Quer se converter? Pois se eles lhe pegarem vai ser o maior prazer para eles, converter o filho do rei elfo do norte - cruzei os braços e fechei a cara. Ele estava certo.


Tae: AAAASHI - baguncei o cabelo.


HS: Bagunça mesmo, parece que ele gosta de você com o cabelo assim - se referia ao ladino.


Tae: CALA A BOA HOSEOK - ele gargalhou e eu apertei os olhos - Tá tá, vamos logo atrás dessa criatura.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...