História Covinhas ilegais - Namjin - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Rap Monster
Tags Namjin
Visualizações 203
Palavras 1.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obg pelos 57 fav!

Desculpem os erros, não reviso.

Gente, eu decidi mudar um pouco, tipo, qnd eles falam, pq eu achei q era mto complicado pra vcs antes, então eu achei q assim ficaria melhor, se vcs qrem q eu continue ou volte (pra escrita antiga) comentem pfr.

Pov de hj é o Jin.

Capítulo 17 - Isso não pode ser real.


29 de Janeiro, Segunda-feira

03:28 PM


???: Eu também . . . 

Nem acredito no que estou vendo! Eu me levanto e a abraço, faz tanto tempo que sinto falta desses abraços quentinhos que só ela sabe dar! Ah.

Jin: Hani! Que saudades! - eu a abraço forte e a mesma retribui.

Hani: Ah Jin! Que falta que eu senti de você também! Me conta as novidades!

Jin: Ah bem. . . - vou contar tudo a ela, obvio! - Vamos lá em casa! Que eu te conto!

Hani: Pode ser. 

Jin: Você vai dormir lá né? - aponto pras suas malas e sua bolsa e já deduzo a isso.

Hani: Sim! Como adivinhou? - ela ri e eu a acompanho na risada, é, somos dois retardados, mas pelo menos somos felizes.

Hani e eu fomos a caminho de minha casa, bem, nós pedimos um uber, obvio, e então prosseguimos até lá. Conversamos sobre vários assuntos aleatórios, e rimos bastante também.

Hani é minha melhor amiga desde que eu me conheço por gente. Eu confio a minha vida a ela, e ela confia a vida dela em mim. Ela esteve comigo em um dos momentos mais difíceis da minha vida, e eu também estive nos dela. Somos como irmãos! E a gente se ama pra caralho.


Cheguei em casa, colocamos nossos sapatos na porta, Hani abraçou Sasa e beijou ela na bochecha, a chamou de fofa (ela sempre faz isso) e se despediu dela. Fomos ao meu quarto, Hani colocou as coisas dela no canto e logo se deitou na minha cama, eu sentei ao lado dela.

Hani: Começa.

Jin: Com o que?

Hani: Ah Seok! Com tudo! Desde que eu estive por fora.

Jin: Bom, não aconteceu muita coisa. Papai esteve ocupado, eu mal o vejo. - disse meio triste e ela colocou a mão em minha coxa, me insentivando a continuar. - Uh, fora isso, só me apaixonei por um garoto nerd fofo e ele foi um cuzão comigo, e ele transou comigo, e foi uma merda, que dizer, mais ou menos, sei lá, foda-se.

Hani: Quem é esse?? Ah Jin! Mal começou o ano e você já 'tá sofrendo e sendo piranha! Se controla! - ela riu e bateu no meu ombro, fraco.

Jin: Ah, vai se foder!

Eu e ela rimos e conversamos sobre os seios exageradamente grandes da Jihyo e outras alunas da minha escola que a Hani conhecia.


Hani: Jin? - ela havia me chamado, e eu disse um "Que foi caralho?" em resposta. Ela saiu do banheiro com meus remédios de emagrecimento na mão. - Que porra é essa mano? Porquê não me disse sobre isso?

Jin: H-Hani . . . - eu não queria que ela soubesse disso. - Não nada de mais, é sério.

Hani: Claro que é! Jin! Puta mersa cara, não vou brigar com você, mas poxa, você poderia ter me contado! Promete para mim que não vai mais tomar isso! 

Jin: Olha, eu não posso prometer! - falei a verdade. - Meu corpo ficou mais bonito depois disso! Esse remédio faz milagres!

Hani: Ah. - ela suspirou. - Jin, eu vou jogar isso fora. - antes que eu me protestar, ela jogou o remédio pela janela, eu fiquei com raiva! Eu corri até a janela, mais eu não vi nenhum sinal dele, eu voltei eme deitei na cama.

Jin: Você não tinha esse direito! - comecei a chorar.

Hani: Jin. . . Eu só fiz o melhor para você! E 'cê sabe disso!

Eu a ignorei. Pela primeira vez na vida, eu estava realmente puto com ela, mas no fundo eu sabia que ela realmente só estava cuidando de mim, e a escolha dela era a certa, eu só era orgulhoso demais para admitir.

De repente, meu estômago se revirou, senti uma dor muito forte, e eu fiquei com uma puta vontade de vomitar.

Empurrei Hani da minha frente e entrei no banheiro, fiquei de joelhos, abri a privada, e vomitei tudo que eu comi (o que tinha sido só a metade do café da manhã).

Depois de colocar tudo para fora, eu me limpei e lavei as mãos, sai do quarto e Hani estava sentada na minha cama e olhando sério para o chão, depois ela olhou para mim.

Hani: Você falou que tinha transado com esse garoto né? - eu confirmei. - V-Vocês usaram camisinha né?

Jin: Ai meu deus. . . - eu me lembrei daquele dia, e eu lembrei de que o Namjoon não 'tava de camisinha. - Não usamos.

Eu faço parte dos 24% dos homens que podem engravidar, ou seja, sim, eu tenho um útero.

Fodeu.

Eu não posso estar grávido. Não agora. E não dele.

Hani: Vamo na farmácia! Ou melhor, vamos num médico! Vamos logo.

Eu me deitei na cama e comecei a chorar.

Hani: Ei, eu 'tô aqui certo? - ela me abraçou. - Tudo vai ficar bem, eu prometo. E se tudo isso for somente um alarme falso huh? - ela limpou minhas lágrimas. - Depois vamos rir de tudo isso, e vamos tomar bastante sorvete.

Jin: Eu realmente espero que seja um alarme falso. Mas e se não for?

Hani: Bom, se não for, você vai cuidar desse bebê, com ele ou não.

Jin: Não, não, não, não. - eu estava nervoso só de imaginar. - Esse bebê não pode nascer, não agora.

Hani: Você quer interromper?

Jin: N-Não sei. Esse bebê não vai ser amado, ele vai ser rejeitado pelo pai, eu sou novo, meus pais não vão gostar, ele vai se sentir um inútil, eu vou ser um péssimo pai, e eu sou novo! Eu nem me formei.

Hani: Ah Jin. Você se preocupa tanto. Isso já faz de você um bom pai. Ou mãe. - ela ri, ela estava tentando quebrar o gelo, eu bati nela. - Fala mais sobre esse tal garoto.

Jin: Ah. - por onde começar? - Bom, vou resumir, ele é um novato de cabelo roxo, alto, grande, magro, pelo escura, covinhas, gentil, tímido, inteligente, fofo, mais novo que eu dois anos, gostoso e mais um monte de coisas. Eu me interessei por ele e etc, bla bla bla, fiquei próximo, eu fui mijar e ele me fodeu no banheiro, sem me lubrificar, e sem camisinha! Depois não olhou na minha cara.

Hani: Hm. . . - ela pensou um pouco. - Ele não te lubrificou? E nem usou camisinha? Jin, você já parou para pensar de que ele é inexperiente em sexo? Por isso ele deve ter sido tão irresponsável assim. Você disse que ele era tímido, ele não deve ter falado com você depois disso por vergonha.

Jin: A. - como eu nunca pensei nisso? Eu acho que fiquei com tanto ranço dele, que esqueci de associar esses fatos. - Eu sou muito babaca, e burro.

Hani: Você devia conversar com ele sabe, dizer como se sente, e ver como ele se sente sobre isso também. Depois falar sobre a possibilidade de você estar grávido, e querer abortar.

Jin: Eu já disse que te amo?

Hani: Sim, mais pode falar mais, que eu adoro.

Jin: Eu sou horrível por não querer esse bebê?

Hani: Talvez. Isso é uma decisão sua Jin, se você não quer, quem pode te impedir? Você não deve ser forçado a continuar essa gravides se você está confortável com isso. - eu concordo com ela. Deito minha cabeça em seu peito, sinto a respiração dela, o peito dela sobe e desce calmamente, e seu coração bate forte, mais calmo também.

E não, eu não estou excitado por estar com a cabeça no peito dela, eu não sinto atração sexual por ela, nós somos como irmãos, então isso é comum.

Eu acabo adormecendo, mesmo sentindo uma dor terrível em meu útero.






Continua?¿



COMENTEM!!!


Notas Finais


Postei de madrugada msm kj.

Dsclpem se tiver um cu, mais é que eu pensei nisso agr.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...