História Crazy Daddy... - Imagine Suga - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga)
Visualizações 34
Palavras 1.399
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Daddy


Fanfic / Fanfiction Crazy Daddy... - Imagine Suga - Capítulo 1 - Daddy

Point Of View:Your Utt(Me Utt:Yoongi Oppa)

?- Do you think I'll believe you again?(Você acha que eu irei acreditar mais uma vez em você?)

Sg- And I know not ... but please ... do not leave me.(E sei que não...mas por favor... não me deixe)

?- Annyeong... Bye Yoongi...

'E assim se iniciou a minha vida...lutando contra o meu medo de perdê-la novamente,eu a amava muito mas não queria ficar longe dela,mas fui abalado...iludido por esse sentimento horrível...o amor.E o EUA era o melhor lugar,onde eu poderia pensar,e ficar longe dela por muito mais tempo...tentar esquecê-la'. 

Sg-Ela me deixou...e-ela me deixou...pra sempre...eu fui estúpido...de novo... - Dizia enquanto caminhava nas ruas de Las Vegas,chutando a garrafa de vidro a minha frente e chorava de raiva.Me sentei na calçada em frente a um bar, já estava muito alterado e não queria piorar mais a minha situação...mas parece que foi em vão.

V- Agiu como um panaca de novo?

Sg- Eu?... - Dei uma risada meio sarcástica - Sempre fui Sr V,e vou continuar sendo até alguém me aceitar...

V- Pretende fazer isso por quanto tempo mais? Nós não aguentamos te vigiar e pagar as despesas pra você. 

Sg- Eu sei eu...vou melhorar... só preciso de tempo,pra pensar e...mudar.

V- Igual as últimas vezes?Quando disse que ia pensar e nunca mudou?

Sg- Hoje eu só to meio bêbado...

V- Vamos ir embora amanhã de manhã,e não queremos problemas até lá...

Sg- Que peninha... são 02:15 da madrugada!Acha que eu vou ser idiota e acordar cedo? - Disse soltando uma risada um pouco mais que sarcástica.

V- Mas vai embora...e agora,levanta. - Levantei e comecei a andar cambaleando,mas caí no chão e Tae nem pra me ajudar...

Sg- Viado,nem pra me ajudar.

V- Cala sua boca...parece que nem pra falar um obrigado você consegue...porque eu não falei nada pro Jin.Anda levanta...

Sg- Você é mau Taehyung... - Tentei dar um soco nele mas o mesmo se desvia e quando vejo ele só riu de mim,quando ele me viu no chão.

V- Não duvide de mim,agora vamos seu idiota...

Sg- Beleza. - Disse rindo até ele e vi os Hyungs passando.

J- Que merda é essa?

Sg- Jin eu possa explicar...eu tava ali bebendo com a minha namorada e ela me deu um pé na bunda...

J- Mereceu... pelo menos ela viu que você é um cafajeste...

Sg- Aish...

J- Coreano namorando gente de Las Vegas?Haha muito chique hein? - Jungkook se segurou para não rir.


°•°•°•°•°•°•

>No quarto/sonho on<


Estava tudo escuro, não conseguia enxergar nada. Andei um pouco mais para frente encontrando minha mãe, ajoelhada, ela parecia estar chorando. Ela me olhou com seus olhos marejados erguendo a mão em sinal para que eu parasse. Tolo, eu parei.

 

- Não querido, não venha! Você pode se machucar.- Sorriu fraco e depois abaixou a mão.- Eu te amo meu filho.

- Mamãe...- Sussurrei.- E-eu... também t-te...

Idiota você não conseguiu de novo.

- Eu sei meu filho. Cuide-se.

- Mamãe!- Um homem estava atrás dela e enfiou uma faca em seu coração.- Mamãe!- Corri loucamente até ela, mas parecia que ela se afastava cada vez mais. Parei no caminho, me ajoelhando no chão.

- Garoto!- Rapidamente olhei pra trás.- Venha cá.- Fiz o que ele mandou.

- Papai.- Sua barriga estava cheia de sangue, o líquido vermelho escorria pelas suas mãos que levantaram para tocar meu rosto.

- Sei que sempre fui frio com você, mas só queria que crescesse um garoto forte, como está sendo agora. Cuide bem dos outros, sei que é capaz disso.

 

Mesmo no fim o desgraçado não disse aquela maldita frase. Olhei para trás e depois voltei meu olhar pra frente, não encontrando nada. Me levantei indo para frente, encontrando minhas irmãs já mortas. Droga! Não consegui nem dizer adeus. Andei mais um pouco encontrando uma porta, mas antes de abri-la uma voz grave e rouca me chamou. Olhei para o rosto coberto por uma máscara asquerosa de palhaço e o encarei irritado.

 

- Se um dia você quiser se vingar, estarei esperando, eu meus comparsas.

- Desgraçado!- Corri para tentar acertá-lo com um canivete, mas não fiz nada mais do que tirar a máscara dele e vê-lo sair correndo.

 

***

 Acordei em um pulo, mas logo percebi que foi só um sonho. Estava suado e ofegante. 'esse sonho', pensei. Esse sonho, essa droga de sonho me assombra desde aquele dia. Não consigo mais dormir em paz por causa desse maldito pesadelo!

Olhei para a janela e o sol já estava forte. Tentei me levantar, mas com essas mulheres em cima de mim vai ser difícil. Havia três mulheres na cama junto comigo. Duas estavam deitadas no meu peitoral e a outra um pouco acima da cintura. As tirei cuidadosamente de cima de mim, para não acordá-las e depois saí indo para o banheiro. Me olhei no espelho tirando os fios de cabelo que estavam grudados na minha testa por causa do suor. Me despi e fui para o box ligando o chuveiro e tomando um banho frio e relaxante. Ouvi batidas na porta do quarto, me recusando a ignorar desliguei o chuveiro e enrolei uma toalha em minha cintura, com outra toalha na mão secando os meus cabelos fui até a porta a abrindo.

 

J- Você tá horrível!

Sg- Fala logo o que você quer hyung!

J- A polícia quer falar com você.

Sg- Você não pode falar com eles? Você é o mais velho Jin!

J- Mas eu não sou o dono da casa,e vamos ir embora depois que você resolver isso.

Sg- Okay, daqui uns cinco minutos eu desço.

J- Tá bom.

 

Ele saiu e eu fechei a porta indo até o guarda-roupas, pegando uma calça preta e uma camisa regata, me vestindo. Após estar vestido saí do quarto indo para a sala, onde os policiais estariam. Olhei para Jin que aguardava nervoso.

 

Sg- Hyung, vá no meu quarto e expulse aquelas garotas.- Assentiu e saiu.- Então, qual é a reclamação da vez?- Perguntei aos policiais à minha frente.

P1- Já está tão acostumado assim com a gente?- O policial mais novo perguntou.

Sg- Claro, acho que essa é a quinta vez que vocês vem aqui por causa de reclamações. Tá mas do que foram as reclamações?

P2- As mesmas, música alta e mulheres gritando.- Sorri. Ouvi barulhos das escadas e as garotas estavam descendo sorridentes, acenaram e saíram.- Se divertiu ontem não é mesmo?- O mais velho falou anotando alguma coisa em um papel.- Aqui está o valor da multa.- Me entregou o papel, vi a quantia então peguei minha carteira entregando o dinheiro.

Sg- Acho que não sou obrigado à falar o que faço em minha casa.

P2- Sim, tem razão. Bem já estamos indo, temos outras reclamações para atender.

 

Os levei até a porta me despedindo, logo fechando a porta. 'Idiotas'. Olhei para o Jin que me encarava meio irritado, apenas revirei os olhos indo para a cozinha pegando uma caneca e a jarra do café. Já tinha que me preparar, porque eu sabia que ouviria reclamações do mais velho que se apoiou na pia me observando. Adocei o meu café então olhei pra ele.

 

Sg- Que foi?- Perguntei e tomei um gole do café.- Hum cafezinho gostoso.

J- Nada.

Sg- Que bom, não tô afim de me estressar hoje.

J- O que está havendo com você Yoongi?

Sg- E lá vamos nós de novo.- Falei me sentando em uma das cadeiras do balcão estilo bar que tem na cozinha.

J- Você está diferente.

Sg- Estou? Não acho.

Nj- Nem eu acho isso.-  Namjoon chegou pegando minha caneca de café.

Sg- Ei! meu café.

Nj- Hum cafezinho gostoso.

Sg- Aff. Vou para o meu quarto e não quero que ninguém me atrapalhe.

 

Falei me levantando, coloquei minhas mãos nos bolsos e suspirei indo para o meu escritório. Fiquei arrumando as malas e resolvi falar com a minha ex. Idiotas, nem imaginam que o causador de seus problemas está bem na fuça deles...os Htunsga não pensam.

Me levantei e fui até uma mesinha onde estavam as bebidas. Peguei um copo e me servi com uma pequena quantidade de uísque, quando me sentei novamente, a porta abriu revelando um Hoseok cansado.

 

Sg- Subiu correndo é?

Jh- Não lembrava que a escadaria era tão grande assim.- Falou ofegante.

Sg- Okay, desembucha. O que você quer?

Jh- Tem uma mulher, muito importante, querendo falar com você.

Sg- Aff, mais essa. Quem é?

Jh- Ela não falou, e ela quer conversar.

Sg- Hum. Já estou indo.

 

Me levantei indo até a mesa novamente e colocando mais um pouco de uísque, logo saindo do meu escritório. Descendo as escadas vi que era ela. Sorri ao ver aquela cena.

 

Ex- Suga.- Sorriu vitoriosa ao me ver.









Epilogue ruim?


[✓] Sim


[   ] Não


Bjsss



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...