História Crazy in Love - Emison - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Emily Fields, Hanna Marin, Spencer Hastings
Tags Alison, Dilaurentis, Emily, Emison, Fields, Pll
Visualizações 168
Palavras 2.473
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boom dia Pessoal!!! Hoje resolvi postar o capitulo mais cedo para vocês...

Capítulo 10 - Capitulo 10


Fanfic / Fanfiction Crazy in Love - Emison - Capítulo 10 - Capitulo 10

POV ALISON:

A morena entrou em um beco e eu com receio acabei entrando também, era um local bem escuro e assustador, com certeza tinha vários ratos andando por aqui; meu Deus eu disse RATOS? Uma vontade enorme de desistir me consumiu, mas a curiosidade de saber o que a Emily estava fazendo aqui foi maior, me fazendo continuar a segui-lá.

Depois de andar por mais ou menos uns cinco minutos sinto alguém me puxar pelo braço e merda! Estava tão distraída seguindo os passos da Fields que nem notei que estava sendo seguida. Com certeza era algum marginal que vivia ali, fechei os olhos com força esperando o pior, mas somente ouvi um riso abafado que me fez abrir os olhos imediatamente.

Han – Espero que não tenha feito xixi nas calças Ali! – Colocou a mão na boca para abafar o riso

Ali – Droga Han! – Lhe dei um tapa – Da próxima vez me avisa antes que eu tenha um ataque cardíaco... Tem idéia das milhares de coisas que imaginei que aconteceria comigo agora? – Bufei

Han – Desculpa loirinha... Eu posso ser doida, mas nunca deixaria minha irmãzinha sozinha em um lugar desses, o que ta dando na cabeça da Fields para vim aqui? Será que ela vende drogas? Vende órgãos?Ou pior talvez ela se prostitua! – Arregalou os olhos e colocou a mão na boca assustada

Ali – Claro que não Han... – Bati na testa – Vem vamos continuar seguindo ela!

Continuamos caminhando e as palavras que Hanna havia acabado de falar não saiam da minha mente, o que será que a Emily estava aprontando? Só espero que não seja algo tão ruim assim.

A morena parou em frente á uma caixa grande de papelão e olhou para trás eu e Hanna rapidamente nos escondemos atrás de uma lata de lixo que tinha ali e ficamos observando o que viria a seguir. Uma garota de aproximadamente quatro anos saiu da caixa e abraçou a Emily com força, pareciam se conhecer bastante e com certeza nutriam um amor muito grande uma pela outra.

Emily entregou uma sacola na mão da menina que sorriu e em seguida abriu a mesma, pelo que eu conseguia ver era comida e pela felicidade da garota era algo bem gostoso. Eu estava distraída observando aquela cena, quando fui interrompida por gritos desenfreados da minha irmã que imediatamente chamaram a atenção da  Emily e da menina á nossa frente. Droga e agora o que eu faria?

Han- AI MEU DEUS! – Saiu dando pulos – É UM RATO ALISON! UM RATO! – Começou a gritar

Ali – Hanna CALA A BOCA! – A fuzilei com o olhar

Han – UM RATOOOOOOO MEU DEUS! ELE RELOU EM MIM... – Começou a se debater

Em – O que é isso? – Se aproximou de nós e cruzou os braços com uma cara não muito agradável

Merda... Eu estava ferrada

Ali – Oi Emily! – Falei calmamente – Não sabia que estava aqui... – Sorri fraco

Em – Então Alison... – Se aproximou mais – Que conhecidência nos encontrarmos aqui nesse beco escuro onde ninguém vem e muito menos riquinhas como você! – Deu um sorriso irônico

Ali – Ér... – Coloquei a mão na nuca

Em – Você estava me seguindo Dilaurentis? – Arqueou a sobrancelha

Han – GENTE! – Gritou – NINGUÉM ESTA ME OUVINDO? EU DISSE QUE TEM UM RATO AQUI!

Revirei os olhos enquanto Emily riu

Em – Hanna tem vários ratos aqui... Mas você ainda não me respondeu Dilaurentis. – Me encarou – O que está fazendo aqui?

Xx-  Em eu to com medo... – Uma voz fina falou baixo e se aproximou ficando ao lado da Em

Em – Ei pequena não precisa ter medo! – Se abaixou ficando na altura da menina – Essas duas são minhas amigas e podem ser suas amiguinhas também – Falou calmamente – Não é Alison? – Arqueou a sobrancelha

Ali – Claro que sim... – Sorri e me aproximei – Me chamo Alison e você? – Me abaixei

Gra – Eu me chamo Grace! – Estendeu a mão para me cumprimentar

Ali – Muito Prazer Grace! Você é linda... – Sorri

A menina era morena com os cabelos pretos e lisos, mas descuidados devido a ausência de banho, era muito magra e mesmo assim mantinha um sorriso no rosto e era bem amigável. Agora eu estava entendendo a situação, pelo que vi Emily cuidava dela e trazia comida para a mesma e eu pensando que ela estava com outra, sorri e neguei com a cabeça.

Han – Bom como ninguém me apresentou eu me apresento! Eu sou a Hanna e com certeza a mais legal de todas aqui! – Sorriu convencida e pegou na mão da pequena

Grace – Vocês querem ver minha casinha? –Falou animada

Han – Claro! – Sorriu

Gra – Vem comigo tia Han! – Pegou nas mãos da Hanna e a puxou

Encarei Emily que estava com um sorriso enorme no rosto e pelo visto parece ter esquecido o fato de eu estar a seguindo. Sorri aliviada, mas logo o mesmo sumiu quando ela me olhou com uma expressão de quem estava esperando explicações.

Ali – A Grace é amável... – Sorri fraco – Onde a conheceu?

Em – Ela é sim... Foi em um dia que eu estava no Shopping e vi ela com os olhos perdidos querendo ajuda, ai desde esse dia não nos separamos mais. Dilaurentis por que me seguiu? – Falou calmamente

Ali – Sinceramente? – Ela assentiu com a cabeça – Eu meio que não sei Fields. – Suspirei fundo – Eu ouvi você falando com alguém no telefone hoje mais cedo e fiquei curiosa em saber de quem se tratava. Sei que foi errado e peço desculpas pelo meu ato. – Encarei seus olhos

Grace – EM, ALI... VENHAM AQUI! – Gritou

Em – Vamos? – Sorriu e estendeu a mão para mim

Ali – Sim... – Sorri devolta e segurei em sua mão

POV EMILY:

Ver a Alison ali ao meu lado e descobrindo algo meu que ninguém sabia no começo até me incomodou,mas depois de ver o quanto ela e Grace estavam se dando bem fez com que qualquer raiva que eu sentisse fosse embora, até a insuportável da Hanna parecia ter coração e as duas se encontravam brincando com a pequena, enquanto eu as observava.

Como eu havia dito a Alison encontrei Grace em um Shopping e nossa conexão foi imediata, eu sentia a necessidade de protegê-la e cheguei até a pedir a ajuda de meus pais para isso, mas como eles são os Fields rapidamente negaram e me impediram de continuar a vendo, o que foi em vão... Eu sempre dava um jeito de vir aqui e trazer comida e brinquedos para que ela não se sentisse sozinha e eu só estava esperando a mesada do meu próximo mês cair, pois ai eu teria dinheiro suficiente para alugar um local para ela ficar.

Ali – Fields... – Se aproximou tirando-me dos meus pensamentos

Em – Oi Alison? – A encarei

Ali – Grace é realmente incrível! – Sorriu largo – Por que você ainda não a levou para sua casa? –Me olhou confusa

Em – É complicado... – Suspirei – Até tentei, mas meus pais não deixaram. – Revirei os olhos

Ali – Eu quero te ajudar... – Colocou a mão em meu ombro e me olhou com sinceridade – Vamos levá-la para uma casa abandonada que meus pais tem na cidade, tem móveis e eles nunca vão La. – Sorriu

Em – Isso não vai te causar problemas Ali...Alison?  -

Ali – Claro que não Em... Não podemos deixar ela aqui, sei que até agora não aconteceu nada com ela, mas esse mundo é perigoso e não se pode abusar da sorte.

Em – Em? – Sorri

Ali – Sério que de tudo que falei você só prestou atenção nisso? – Bateu em meu ombro – Sua boba! – Gargalhou

Alison Dilaurentis sem dúvidas era um poço de bipolaridade, ela podia ir da frieza ao carinho extremo em questão de segundos e confesso que isso era algo que me atraia de uma forma inexplicável.

Em – Grace vem aqui por favor! – A pequena correu em minha direção com um sorriso enorme no rosto

Grace – Sim Em? – Me olhou animada

Em – Você gostou das suas novas amiguinhas? – Apontei para Alison e Hanna

Grace – Muitão! Por que?

Em – O que você acha de eu levar você para uma casa muito bonita La na cidade? Para que você fique mais confortável e segura... A casa é da Ali e ela quer muito que você fique La.

Grace – SÉRIO? – Arregalou os olhos

Eu e Alison assentimos com a cabeça

Grace – Sei não Em... – Colocou o dedinho no queixo – Se eu for você vai continuar me trazendo bolo de chocolate?

Em – Claro que sim! – Soltei uma gargalhada

Han – E eu prometo que levarei muito sorvete e lanche para você também! – Sorriu

Grace – Então eu aceito! – Abriu os braços e me apertou, em seguida fez isso com a Alison e com a Hanna

Han – Gente o momento ta comovente, tudo ta muito lindo... Mas ta ficando tarde e é melhor a gente ir, antes que mais ratos apareceram ou estupradores, ou pior ladrões de órgãos. – Arregalou os olhos e eu a olhei confusa

Em – Hanna... A gente não ta em um filme de terror não querida relaxa! – Revirei os olhos e Alison riu

Han – Fields! Não é porque você salvou minha irmã e parece ter coração por cuidar de uma coisinha linda dessas que eu te odeio menos e permito piadinha para meu lado, ta bom? – Fingiu de brava – Ah mentira! Eu não te odeio mais não... Tu é incrível mulher! – Sorriu e pulou nos meus braços

Ali – HANNA! – A repreendeu – Você me mata de vergonha...  Bufou

Han – Maninha... Para de fingir que eu sei que você também não tem mais raiva da Fields! – Sorriu

Em – Não tem Dilaurentis? – A encarei sorrindo

Ali – Nem pense nisso Fields... Talvez só tenha diminuído um pouco, mas eu ainda te odeio! – Tentou ser séria.

Em – Sei... – Sorri

Hanna pegou Grace no colo e foi na frente, eu e Alison fomos logo atrás, pouco tempo depois já estávamos em frente aos carros.

Han – Vocês vão com a Grace mais atrás e eu vou na frente verificar se a barra esta limpa okay?

Em – Tudo bem... Vamos no meu carro Dilaurentis? – A encarei

Ali – Pode ser! – Sorriu fraco

Grace e Alison se despediram e entraram carro, colocamos o cinto e dei partida no mesmo, enquanto observava Alison olhar por todo o carro.

Em – O que olha tanto Alison?- A olhei confusa

Ali – Estou imaginando o tanto de pessoas que você já pegou nesse carro Fields... – Me encarou

Em – Eu não sou assim tão... Pegadora Alison – Revirei os olhos – E além do mais esse  carro nem é meu e sim dos meus pais! - Completei

Ali – Tá. Vou fingir que acredito que não é pegadora! – Deu de ombros

Notei uma expressão mais séria no olhar da Alison, mas decidi deixar para lá naquele momento, algum tempo depois chegamos na tal casa da Alison e Hanna já nos esperava, assentindo que estava tudo bem e que poderíamos entrar.

Grace saiu na frente correndo ao encontro dela que a abraçou com força, enquanto eu e Alison fomos caminhando devagar e aproveitei para conversar com ela melhor a respeito dessa situação.

Em – Ali... Eu nem sei como te agradecer por estar me ajudando! – Sorri fraco

Ali – Não precisa agradecer Em! – Parou e me encarou – Eu confesso que achei sua atitude incrível e para mim será uma honra ajudar nisso... Não imaginava que você tinha tanto coração assim Fields. – Bateu em meu ombro de leve

Em – E nem eu que você tinha coração Dilaurentis – Ambas rimos – Achei que tinha somente uma pedra ai! – Apontei para seu peito.

Ali – Assim eu fico triste Fields! – Fez uma cara engraçada e em seguida um bico

Nos encaramos por um momento e eu só conseguia reparar na sua boca que estava especialmente rosada nessa tarde, como eu queria beijá-la denovo, só de lembrar do nosso beijo senti um arrepio percorrer todo meu corpo e sem dúvidas eu podia me perder naquela boca novamente sem nenhum pingo de esforço. Alison sorriu parecendo ler meus pensamentos e em seguida negou com a cabeça, mas ainda mantendo seu sorriso no rosto.

Ali – O que tanto olha Fields?- Mordeu os lábios

Merda... Aquilo era incrivelmente sexy.

Em – Ér...

Han – VEM LOGO MENINAS! – Gritou

Agradeci a Deus por Hanna me tirar daquela situação e em seguida voltamos a caminhar em direção á casa.

Alison tinha razão, a casa era enorme e estava toda mobiliada, com certeza Grace ficaria muito bem instalada aqui, mas sem dúvidas precisaria de alguém para cuidar dela e amanha eu já iria providenciar isso.

POV ALISON:

Depois do momento que eu e Emily tivemos senti uma raiva enorme da Hanna por ter nos interrompido, eu só queria sentir o gosto daquela boca novamente, espera eu queria? Não adianta negar Alison... Não para você mesma! Eu estava doida pela Fields e disso eu não tinha mais dúvidas.

Emily sabia ser carinhosa, mandona, mesquinha, chata, mas principalmente tinha um coração de ouro e a bondade no mesmo era eminente, ela dava tudo para as pessoas e não esperava nada em troca e isso sem dúvidas era algo raro de se ver hoje em dia.

Em – Bom já temos que ir pequena... –puxou Grace para um abraço – Prometo que amanhã voltamos para te ver okay?

Grace – Tudo bem Em! – Sorriu – Eu adorei a casa Ali... –Me encarou

Ali – Que bom que gostou Grace! Eu e a Han vamos vir amanhã também ta?

Grace – Ta! – Beijou minha bochecha e em seguida fez o mesmo gesto com a Han

Nos despedimos e saímos, Hanna foi para o carro já ligar o mesmo e eu fiquei um ultimo momento com a Emily para poder me despedir.

Em – Amanha vamos fazer o nosso trabalho? – Me encarou

Ali – Sim... Podemos fazer La em casa e depois vimos um pouco para Ca, tudo bem para você? – A encarei

Em – Claro! – Sorriu

Me aproximei e nos abraçamos de uma forma calorosa e carinhosa, Emily depositou um beijo em minha bochecha e sorriu e eu rapidamente tratei de retribuir. Eu não queria falar da minha reação depois que nos beijamos, afinal eu ainda estava muito confusa e parece que ela percebeu isso, pois também não tocou mais no assunto.

Em – Fica bem Alison!

Ali – Você também Emily! – Sorri fraco

Em – Ei Alison? – Segurou em meu braço

Ali – Sim Em? – A encarei

Em – Me passa seu telefone para caso eu precise falar com você... A respeito do trabalho é claro! – Corou

Ali – Ah...É claro eu já tinha me esquecido! – Sorri fraco e peguei seu celular anotando meu número

Logo depois fui em direção ao carro e entrei imediatamente.

Han – Que sorriso bobo é esse no rosto Ali? – Sorriu maliciosamente

Ali – Sorriso nenhum Hanna! – Tentei falar seriamente

Han – Pelo visto papai quer te casar com o membro da família Fields errado! – Gargalhou e ligou o carro

Ali – O QUE? – Arregalei os olhos

Han – Nada... Mas acho que tem alguém se apaixonando – Acelerou e saiu

Era o que me faltava agüentar as piadinhas sem graça da Hanna... Eu não estava apaixonada pela Emily, ou estava? Meu Deus se fosse verdade eu estava muito ferrada!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...