História Crazy in Love - Emison - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Emily Fields, Hanna Marin, Spencer Hastings
Tags Alison, Dilaurentis, Emily, Emison, Fields, Pll
Visualizações 201
Palavras 1.719
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Capitulo 4


Fanfic / Fanfiction Crazy in Love - Emison - Capítulo 4 - Capitulo 4

POV Emily:

A discussão estava tomando outras proporções e sem que eu esperasse Paige empurrou Alison na piscina e saiu correndo, pensei em deixar para la e fingir que não tinha visto nada, mas percebi que ela se debatia muito na água e não saia, será que ela não sabia nadar? Me aproximei com receio, pois pelo que eu conhecia da Dilaurentis ela iria brigar comigo só de me ver ali, quando tive uma visão mais clara vi que a mesma já estava perdendo os sentidos e sem pensar pulei dentro da água e envolvi sua cintura a puxando para cima, ela acabou desmaiando e a coloquei no chão do ginásio enquanto esperava que acordasse.

A virei de lado para que toda a água que havia ingerido saísse de seus pulmões, por um momento acariciei seu rosto que estava mais pálido do que o normal e percebi o quanto ela era bonita atrás de toda aquela arrogância que a mesma possuía. Tratei de afastar esse meu pensamento assim que ouvi a porta do ginásio se abrindo e várias pessoas entrando. Me levantei rapidamente enquanto a professora Harvey e Aria se aproximaram para verificar o estado da Alison.

Prof – O que aconteceu aqui? – Me encarou

Aria – O QUE VOCÊ FEZ COM MINHA AMIGA SUA IMBECIL? – Se levantou e me encarou com raiva

Em – Ei projeto de gente se controla! – Esbravejei

Aria – SUA... – Veio ao meu encontro com fúria e começou a aferir tapas em mim, eu não revidei apenas segurei suas mãos impedindo que ela me batesse.

Prof – PAREM COM ISSO AS DUAS! – Gritou – Emily me fale o que aconteceu aqui.

Soltei os braços de Aria que ainda me olhava com raiva, revirei os olhos e me acalmei enquanto comecei a contar todo o ocorrido.

Em – Eu estava vindo para cá e eu vi ela discutindo com a Paige, ela foi empurrada ai para dentro – Apontei para a piscina – E sua amiguinha não sabe sequer nadar... – Encarei Aria com um sorriso irônico no rosto – Então acabei salvando ela!

Prof – Vá se trocar Fields, está toda molhada e não quero que fique resfriada! – Ordenou

Olhei uma última vez para a Alison e ela começou a murmurar baixo, rapidamente sai e fui em direção ao vestiário, me sentei no banco e coloquei minhas mãos na cabeça enquanto relembrava de tudo que aconteceu.

POV ALISON:

Senti vários olhares sobre mim e vagarosamente abri meus olhos, ouvi alguns cochichos e senti a mão da professora Harvey acariciando meu rosto. Me sentei e coloquei a mão em meus cabelos, me lembrei de tudo que havia acontecido e uma fúria me consumiu, como a pele de porco foi capaz de fazer isso comigo? Mas ela iria ver com quem ela estava lidando ou eu não seria Alison Dilaurentis.

Prof – Como esta se sentindo? – Me olhou preocupada

Ali – Estou bem... – Sorri fraco – Só encharcada!

Aria – Ali o que houve? – Se aproximou e me abraçou forte – Aquela idiota fez algo com você? – Me encarou

Ali – Que idiota? – A olhei confusa

Prof – Pare com isso Srta. Montgomery! Ou já se esqueceu que foi ela que salvou sua amiga? – Repreendeu Aria

Ali – Como assim? – Encarei Aria confusa

Aria – A Fields disse que a Pele de porco te empurrou e como você não sabia nadar ela te salvou... – Falou com uma cara de desdém

Então era ela que tinha me salvado? Eu não podia acreditar que eu ficaria devendo a minha vida á Emily, droga ela iria jogar isso na minha cara para sempre! – Revirei os olhos

Aria – Foi isso mesmo que aconteceu?

Assenti com a cabeça

Prof – Aria leve sua amiga para a enfermaria e depois Alison me acompanhe até a diretoria para resolvermos esse assunto com a Paige.

Aria me ajudou a levantar e fomos onde a professora tinha ordenado, a enfermeira verificou e constatou que tudo estava bem e logo depois fui liberada comecei a caminhar em direção á diretoria e Aria se despediu de mim com um beijo na testa me deixando de frente com a porta que eu teria que entrar.

Dir – Srta. Dilaurentis sente-se aqui! – Apontou para a cadeira á sua frente – E então me conte tudo que aconteceu...

Comecei a explicar tudo que havia ocorrido minutos atrás, a porta se abriu surgindo logo Emily e Paige que em seguida se sentaram ao meu lado.Notei a expressão de tédio e superioridade da Fields sobre mim, mas tentei ignorar, afinal eu estava com vergonha e não queria dever minha vida para aquela mulher.

Dir – Posso saber o que vocês adolescentes tem na cabeça? Porque cérebro tenho certeza que não é. – Bufou

Ali – Olha eu não tenho culpa dessa revoltada reprimida ser uma louca sem noção! – Cruzei os braços e fiz um bico

Paige – Você sabe muito bem que foi você que me provocou Alison! – Me olhou com raiva – Com esses apelidos que distribui para a escola inteira.

Ali – Eu? – Fiz uma cara de sonsa – Que absurdo! – Fingi indignação

Paige – BENDITA HORA QUE ESSA SAPATÃO DE MERDA TE SALVOU DILAURENTIS! – Se levantou e me encarou com fúria

Fiquei em silêncio somente encarando a morena que estava com uma expressão assustada e ao mesmo tempo nervosa com o que tinha acabado de ouvir. A diretora soltou um suspiro baixo, me fazendo voltar a atenção para a mesma que parecia cansada com toda aquela situação.

Dir – Mcculers eu não permito esse tipo de comentário dentro dessa escola e muito menos na minha sala! – Falou autoritária – Você estará de detenção durante todo esse mês e suspensa por uma semana! – Um sorriso disfarçado surgiu em meus lábios

Paige – Mas e ela? – Apontou para mim

Dir – Com a Senhorita Dilaurentis  resolvo depois! Agora saiam todas da minha sala... – Finalizou

Emily rapidamente pegou suas coisas e saiu de cabeça baixa, resolvi segui-la e vi quando entrou no banheiro, assim que entrei notei que a morena se encarava no espelho e algumas lágrimas caiam de seus olhos, confesso que aquilo cortou meu coração, mas eu não ia demonstrar para ela aquilo, afinal nos odiávamos... Certo?

Em – O que está fazendo aqui Dilaurentis? – Secou rapidamente as lágrimas

Ali – Nada... – Falei secamente – Vim usar o banheiro, é publico não é? – Dei de ombros

Em – Vamos lá Alison... – Soltou um sorriso forçado – Você está doida para falar a respeito do que a Paige falou lá dentro, aposto que já está planejando como usar essa informação contra mim! – Se virou e me encarou

O modo como ela soltou as palavras e o que pensava de mim me causou uma fúria enorme, mas tratei de disfarçar, pois não queria que ela visse o poder que ela tinha de me irritar.

Ali – Emily... Emily... Emily... – Neguei com a cabeça enquanto sorria – Eu admito que não esperava isso de você, mas saiba que isso não é relevante para mim nenhum pouco. Afinal estamos em pleno século XXI e hoje em dia isso é normal.

A morena me encarou sem entender enquanto eu abri a torneira e molhei um pouco meu rosto, tentando me acalmar.

Em – Mas... – Ficou sem palavras

Ali – Não pense que eu vou ficar devendo algo para você Fields! Você me salvou eu sei... Mas eu não te pedi nada. – A encarei confiante – Você me salvou porque VOCÊ quis e ponto final.

Em – Eu sabia... – Sorriu forçado e passou a mão nos cabelos – Você é uma arrogante mesmo Dilaurentis! Eu nem sei porque te salvei – Me encarou

Ali- E eu também não sei. – Dei de ombros

Ela me olhou como se não acreditasse que eu havia dito aquilo e se aproximou de mim ficando com a respiração bem próxima a minha boca, encarei seus olhos que me fitavam de uma forma intensa e cheia de... Raiva? Não... Parecia outra coisa que eu não conseguia identificar.

Ali – O que... O que está fazendo? – Gaguejei

Emily soltou um suspiro forte e pude sentir seu hálito quente contra minha pele, em seguida se afastou, mas manteve seu olhar vidrado no meu.

Em - Minha mãe quer te convidar para um jantar hoje a noite... Para você e seu noivo se conhecerem melhor – Revirou os olhos

Ali – Parece que vamos ter que nos agüentar hoje a noite Fields... – Dei um sorriso sem vontade – Diga a sua mãe que aceito o convite!

Em – Ué Alison... – Se aproximou novamente de mim – Não foi você que disse que não iria deixar o casamento de vocês acontecer?

Ali – E ainda estou com essa ideia Fields... Mas não custa nada conhecer o seu irmão, afinal ele é um gato! – Dei uma piscada

Em – Sua... – O olhar de Emily escureceu

Continuei com meu olhar fixo no de Emily e se os nossos olhos matassem estaríamos mortas agora.

Han – Até que enfim te encontrei Alison! – Minha irmã abriu a porta do banheiro com força e fez com que eu e Emily nos afastássemos imediatamente – O que está havendo aqui? – Me olhou confusa.

Ali – Nada Han... – Me recompus – Minha cunhadinha estava me convidando para jantar em sua casa hoje.

Emily bufou e pegou sua bolsa e em seguida saiu sem dizer mais nenhuma palavra.

Han – Você realmente supera quando o assunto é Emily Fields... – Deu uma gargalhada e em seguida me abraçou – Fiquei sabendo o que aquela porca fez com você! Juro que vou matá-la...

Ali – Eu também vou Han, mas fique tranqüila que o que é dela já está guardado!

Han – Você vai mesmo aceitar que nossos pais te casem com aquele homem? – Revirou os olhos –Achei que você fosse mais ativa maninha.

Ali – Você conhece bem nossos pais Hanna! – Bufei – Vou ver no que da e ainda ganho como brinde irritar a Fields e você sabe que isso é a melhor parte da diversão!

Han – Ela te salvou Alison! Merece o mínimo de agradecimento, não odeio mais ela tanto assim... E você devia fazer o mesmo.

Revirei os olhos e sai, tudo bem que Hanna poderia até ter razão, mas não era hora para pensar nisso... Fui para a casa e me joguei em minha cama, o tempo passou voando e quando me dei conta já era hora de me arrumar para o jantar, eu teria que por o meu melhor sorriso no rosto e fingir que aquela situação estava de meu agrado, mas eu faria o Caleb se arrepender de querer se casar comigo e sem dúvidas ele que iria implorar para acabar com essa ideia de casamento.


Notas Finais


E ai gente, acham que agora essa implicância vai diminuir um pouco???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...