História Crazy In Love - Imagine Suga (YoonJiKook) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Hentai, Jikook, Jimin, Jungkook, Ménage, Namjin, Romance, Surubangtan, Vhope, Yoongi, Yoonjikook, Yoonkook, Yoonmin
Visualizações 411
Palavras 3.437
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa meus lindos amados Fofitus

Olha só quem voltou
Quem é vivo, sempre aparece, né

Pozzer
Aqui estou eu!

Boa leitura 😘

Capítulo 4 - Net


FLASHBACK BACK

_ Mas o Jin e o Namjoon estão juntos. - Jimin fala com um tom persuasivo enquanto estreitava os olhos analisando as reações que suas palavras faziam. Queria saber se estava realmente convencendo Hoseok.

_ Eles são irmãos. - Hoseok exclama um pouco pasmo. Não esperava que Jin e Namjoon estivessem tendo algum relacionamento.

_ Adotivos. - Jimin fala calmamente. - Então, hyung… Não há razões pra você esperar mais... Aproveita enquanto você tem a chance.

Hoseok pára pra pensar. Jimin estava certo; não há porquê esperar mais. Taehyung estava bem ali, lindo e gentil como sempre, adorável para ser mais específico. Tê-lo ao lado não só como amigo, mas como namorado, seria perfeito pra Hoseok. Não iria perder essa oportunidade por conta de um medo bobo.

_ É… você tem razão… Eu vou falar com o Taehyung.

Jimin se alegra e mostra seu eyesmile. Ele e Hoseok estavam entretidos alegres com a decisão de Hoseok que nem notaram as presenças de Taehyung e Jungkook.

_ Falar o que? - Taehyung fala embora tivesse quase certeza do que Hoseok iria falar. Estava esperançoso, carente por uma pergunta. Um pedido de namoro. Uma declaração de seus sentimentos. Ou algo do tipo. Qualquer coisa que indique que Hoseok ficaria com Taehyung.

_ Falar… falar que... Ah… depois eu falo… O que você foram comprar? - Hoseok precisava falar, mas não falaria algo assim na frente de Jimin e Jungkook senão perderia a coragem. Ele iria falar sim, quando estiver a sós com Taehyung.

_ Mais batatas fritas. - Jungkook responde com seu sorriso de coelho. - Você quer, amor?

_ Quero. - Jungkook pega duas batatas fritas, coloca ketchup e as poem na boca de Jimin que sorri com a fofura do namorado.

O lanche dos quatro terminou meia hora depois. Depois de Hoseok fracassar várias vezes em suas tentativas de tentar dizer o que sente para Taehyung, todos foram embora. Taehyung e Hoseok foram em um carro enquanto Jimin e Jungkook foram em outro.

O mais velho dirigia enquanto o mais novo dormia com a cabeça tombada no vidro embaçado pelo ar condicionado do carro. O interior do carro estava tão frio que parecia uma noite de inverno daquelas que não se pode sem colocar o pé no chão de tão gelado. Ao chegar na casa de Jimin, ambos se jogaram no sofá cansados. Estavam com os estômagos completamente cheios. Ambos sentiram-se como se comessem mais um grão de arroz, fossem explodir na mesma hora.

Estavam os dois no sofá, vendo programas, séries e filmes aleatórios. Estavam mais dormindo que assistindo. Dormiram no sofá mesmo. Não iriam acordar tão cedo mas um barulho alto os acordou bruscamente, chamando sua atenção. Era a porta sendo arrombada por várias pessoas fardadas. O símbolo nos ombros indicavam que eram policiais.

_ Hey. Levantem! - um deles gritou praticamente no ouvido de Jungkook que se assustou na mesma hora.

_ Hã? O que tá acontecendo? - Jimin pergunta após também ter se assutado.

_ Senhor... - uma voz de outro policial chamou um homem que parecia ser alguém superior a sua patente. - Olha aqui... As armas do crime.

Nesse momento, Jungkook e Jimin arregalaram os olhos e ficaram boquiabertos. O que há de se pensar ou falar após tal frase? Arma do crime? Do que eles estariam falando?

_ Crime? Que crime? - Jimin pergunta desesperado ao ver as algemas já as pousando nos pulsos de Jungkook que estava paralisado; tamanha era a sua surpresa.

_ O seu crime. - um homem fala olhando sério. Tão sério que Jimin sentou medo de estar perto dele. Ele o olhava com raiva, Jimin nunca havia visto um olhar tão carregado de coisas ruins voltados para si. Era assustador.

_ Vocês são os principais suspeitos pelo assassinato de Cho Soo. - o homem prossegue com sua voz rouca e grossa, visivelmente forçada para transmitir medo nos dois rapazes; e estava funcionando.

_ Quem? - Jungkook pergunta aflito. Não fazia a menor ideia de quem eles estariam falando.

_ Policial, por favor, não fazemos ideia do que o senhor está falando! Nem conhecemos esse tal de Cho Soo! - Jimin implora, fracassadamente.

_ Lamento. - um outro policial fala ao lado de Jimin, a voz deste não era rouca e nem muito grossa, era normal. - Vocês estão presos em flagrante. Me acompanhem. - ele puxa Jimin para cima levemente, já que o mesmo mantinha uma expressão apavorada e continuava paralisado.

_ Mas… - Jimin tentou mas foi log interrompido pelo policial da voz grossa forçada.

_ Rapaz, se não se levantar agora, você será indiciado também por resistir à prisão.

_ E isso pode piorar sua situação. - o policial da voz normal complementou calmamente.

_ Senhor policial, eu juro que a gente não faz ideia do que tá acontecendo! - Jimin fala com lágrimas nos olhos. Estava desesperado.

_ Olha, se vocês não fizeram nada, não se preocupem porque não irão ficar detidos por muito tempo. Mas se vocês resistirem à prisão, as coisas podem piorar, e querendo ou não, isso é uma infração que pode levar à prisão. - ele explica com uma voz calma para sentar acalmar Jimin, o que dá certo. - Vamos.

Eles saíram da casa algemados. Todos os vizinhos estavam em volta da casa que estava escoltada por viaturas e policiais fardados e muito bem armados. Jungkook pôde ver as caras incrédulas de todos em sua volta. A surpresa era inevitável. Ninguém iria sequer imaginar uma situação assim com Jimin e Jungkook, logo eles que sempre foram tão gentis com todo mundo. Logo eles que pareciam ser pessoas tão boas. A maioria dos vizinhos juravam de pé junto que Jimin e Jungkook eram inocentes e que nada daquilo era verídico, já que todos os vizinhos, seja quem for, sempre teve boas experiências relacionadas aos meninos presos. A minoria se negavam à acreditar que aquela cena estava realmente acontecendo. Não houve uma ocasião que seja que ambos os rapazes presos tivessem sido grosseiros e mal educados com os vizinhos, e eles acabaram que conquistando a afeição de todos alí.


FLASHBACK BREAK

_ Algum dos policiais que prenderam vocês, disseram o que aconteceu? - Yoongi perguntou com uma expressão séria, típica de quando ele estava sendo, de fato, o advogado.

_ Só quando a gente já tava aqui. - Jungkook fala um pouco cabisbaixo.

۰•●◈Yoongi◈●•۰ Como é que é?

_ Isso é errado! - Yoongi se revolta, levantando o tom da voz e assustando os dois rapazes a frente. - Vocês tinham o direito de mostrar algum argumento de defesa antes de serem transferidos pra cá! Isso é um absurdo!

۰•●◈Yoongi◈●•۰ Ah, agora eu tô puto!

Jungkook teve um pouco de receio em falar já que Yoongi estava visivelmente chateado com suas palavras, embora não fosse sua culpa.

_ Eu posso continuar? - pergunta receioso.

_ Pode. - Yoongi fala calmamente, percebendo que sua exaltação assustou um pouco os meninos.


FLASHBACK BACK

Jungkook e Jimin foram para a delegacia mais próxima. Chegando na fria e úmida, ambos sentiram logo um arrepio. Sentiram que a partir dali, suas vidas mudariam para pior. Iriam ter uma experiência nada agradável e não sabiam nem como ou quando aquilo iria terminar. Um medo tomou conta dos dois.

Os policiais os levaram para uma sala, na qual estava um homem sentado em uma cadeira olhando algumas fichas criminais.

_ Senhor, os suspeitos. - um dos policiais chamou a atenção do delegado.

Ele os olhou de cima a baixo, sentiu-se decepcionado por ver dois rapazes tão jovens sendo acusados de um crime tão bárbaro. Ele suspirou pesado após olhar as feições tristonhas de ambos.

_ Prendam-nos em uma cela. - falou baixo.

_ Sim, senhor. - um policial fala e aproxima sua mão da algema de Jungkook para puxá-lo.

_ Senhor, não fizemos nada! - Jimin fala deixando uma lágrima cair.

_ Mandamos as armas do crime para análise. - um policial fala chamando a atenção do delegado.

_ Quando o resultado sai? - ele pergunta e olha para a lágrima que molhava o rosto de Jimin.

_ Amanhã.

_ Tudo isso? - Jungkook exclama triste e apavorado.

O delegado suspira pesado outra vez. Desvia seu olhar dos olhares tristes dos dois rapazes e abre a boca para falar.

_ Vocês foram presos em flagrante… É um procedimento padrão que estamos fazendo… Vocês devem ficar detidos até segunda ordem. Lamento.

Por mais que Jimin e Jungkook argumentassem, naquele momento, não havia nada que mudasse o que os policiais estavam fazendo. Não havia nada que comprovassem a sua inocência.

Os dois foram levados para um corredor frio e fedorento. Eles olhavam para os lados e viam outros detentos com feições tristes e sérias.

As algemas foram tiradas de seus pulsos quando já estavam na entrada de sua cela. O policial os trancou e saiu dali os deixando sozinhos.

Jimin olhou em volta. Jamais se imaginou naquelas condições. Jungkook também olhou em volta; o lugar tinha um ambiente estranho e sombrio. Jungkook se sentou em uma das camas, encostou suas costas na parede, abraços suas pernas e começou a chorar.

_ Hyung, por que isso tá acontecendo? - disse em meio ao pranto.

_ Eu não sei, Kookie. - Jimin, imediatamente foi sentar-se ao lado do mais novo e Jungkook, como resposta, pulou nos braços de Jimin, o abraçando fortemente.

_ E se a gente ficar aqui pra sempre? - ele soluça.

_ Não seja bobo, Kookie. Não vamos ficar aqui pra sempre. - Jimin acaricia os cabelos de Jungkook que estava com a cabeça no ombro do mais velho.

_ Mas podemos pegar anos de prisão por um crime que nem cometemos!

_ Não... A gente vai sair daqui. A gente não pode ficar aqui, não fizemos nada!


FLASHBACK OFF

Yoongi ouvia tudo atentamente, não só por ser o advogado da dupla e precisava saber de todo o ocorrido, mas também por querer saber mais sobre eles dois.

_ Depois de uma noite, nos disseram que nossas digitais estavam nas armas do crime e que seríamos transferidos pra cá. - Jimin fala. - E tem uma semana que a gente tá aqui.

_ UMA SEMANA!? - Yoongi fica pasmo.

_ É… o Tae nos disse que o advogado que ele iria falar tava viajando. - Jungkook explica e nesse momento, Yoongi se sente culpado.

_ Eu tava em Busan resolvendo uns assuntos da empresa da minha Omma. Eu não tive tempo pra nada. Desculpem a minha demora. - Yoongi estava preocupado, e tanto Jimin quanto Jungkook estavam sentindo isso e gostando dessa preocupação.

_ Não tem problema, hyung. O que importa é que você tá aqui agora. - Jimin fala fazendo Yoongi sorrir lindamente.

_ Você vai tirar a gente daqui, né? - Jungkook pergunta como uma criancinha manhosa e ansiosa.

۰•●◈Yoongi◈●•۰ Criança adorável. Aliás, os dois são adoráveis.

_ Eu vou sim.

Yoongi se perde um pouco nos sorrisos dos dois até que lembra que como advogado, teria que ter o depoimento de todos, inclusive os que não estávamos endo acusados.

۰•●◈Yoongi◈●•۰ Tá na hora de parar de babar por eles e começar a trabalhar. Eu tenho que tirar eles daqui.

_ Gente, eu vou na casa do Jin hyung. Eu preciso do depoimento do Taehyung.

_ Você vai voltar? - Jimin e Jungkook perguntam em coro. Estavam esperançosos e apreciavam a presença de Yoongi cada vez mais. O branquinho trazia paz aos dois. O sorriso dele era confortante.

_ Claro que sim. - Yoongi sorriu encantado. Dando aos dois, o seu sorriso. - Tchau. Até amanhã.

_ Tchau, hyung. - Jimin fala.

_ Tchau, hyung. - Jungkook fala.

Os dois continuaram ancorados às grades enquanto viam Yoongi se afastando pelo corredor. Seus corações se encheram de tristeza e solidão ao ver que o advogado bonito havia passado pela porta e os deixado.


══⊹⊱♡⊰⊹══


Yoongi estava inquieto. Revoltado para ser mais preciso. Odiou profundamente cada atitude que era agressiva aos seus clientes. Estava determinado a ganhar essa causa, queria os ver livres, acreditava neles, sabia que os dois não haviam feito absolutamente nada.

۰•●◈Yoongi◈●•۰ Eu tenho que tirar eles de lá... Mas primeiro, eu tenho que começar a agir.

Yoongi diminuiu a velocidade até que o veículo parasse de vez no acostamento da estrada iluminada pelos vários postes de luz. Pegou seu celular e procurou por um número. A casa de Jin. Discou e esperou que chamasse.

_ Alô? - uma voz abafada atendeu. Yoongi reconheceu como a voz de seu melhor amigo.

_ Hyung, o Tae tá em casa?

_ Yoongi? Ele tá sim, por que?

_ Por que eu tô indo pra aí. Eu quero falar com ele sobre o Jungkook e o Jimin.

_ Tá bom.

_ Tô indo, tchau.

_ Tchau.

Yoongi ligou o motor do carro e seguiu rumo à casa do melhor amigo.


══⊹⊱♡⊰⊹══


Como sempre, parou na portaria e esperou que sua entrada fosse liberada. Seguiu pelas ruas enfeitadas por flores e iluminadas por lâmpadas led até que chegou em frente à casa de Jin.

Saiu do carro e começou à caminhar até a porta que estava aberta. Entrou e encontrou Jin, Namjoon e Taehyung sentados no sofá.

_ E aí, melhor advogado de Seul? - Taehyung grita ao ver a cabeleireira negra e brilhante do rapaz bonito que entrava.

_ Boa noite. Como vai você? - Jin sorri para Yoongi que retribui o sorriso.

_ Vou bem. E vou ficar melhor quando eu ganhar esse caso. - sentou-se no sofá, não pediu licença, já era de casa a quase vinte anos, desde que conheceu Jin no jardim de infância. Tais formalidades eram totalmente desnecessárias.

_ Você acha mesmo que podemos ganhar? - Taehyung perguntou animado e esperançoso.

۰•●◈Yoongi◈●•۰ Você é muito fofo, Tae. Eu nunca tinha reparado nisso…

Yoongi sorriu para confortar Taehyung.

_ Tae, você me chamou de melhor advogado de Seul, né. Vou fazer jus às suas palavras. - ele deu uma breve piscadela e Taehyung ficou confuso.

_ Como assim?

_ Tae, eu preciso do seu depoimento. A audiência deles foi marcada pra amanhã.

_ Já!? Que ótimo! Vamos tirar eles de lá, né hyung? - Taehyung ficou eufórico.

_ Vamos, Tae. Agora, começa a falar o que você fez durante aquela noite e depois do incidente.

_ Tá.


FLASHBACK ON

Tae estava no sofá junto à Jin e Namjoon que estavam vendo televisão enquanto Tae dormia a maior parte do filme. Era um filme romântico, Jin escolheu, é claro. Tae ainda tava em êxtase depois do beijo que recebeu de Hoseok em frente a sua casa. O mais velho declarou seus sentimentos por Tae e o mais novo sentiu-se feliz que mal conseguia pensar em algo a mais que não fosse Hoseok.

O telefone toca e Jin vai atender. Namjoon abaixa um pouco o volume da televisão para que Jin pudesse escutar com mais clareza.

_ Alô? - a feição calma e serena de Jin deu lugar a uma expressão séria e chocada como quem acabou de levar um susto muito grande. Namjoon e Taehyung ficaram aterrorizados, só de olhar a cara de Jin, já sabiam que vinha merda por aí. - O que? Taehyung! - Jin praticamente grita e olha pra Taehyung que fica com um pouco de medo por ter seu nome chamado tão subitamente por alguém que mantinha uma feição totalmente fora de seu normal e que com certeza estava assustando todos a sua volta.

_ O que foi, hyung? - Taehyung pergunta aflito.

_ Tae, é a polícia. Jimin e Jungkook estão presos! - Jin eleva a voz para ser o mais claro o possível.

_ O que? Eu vou ligar pro Hoseok. - Tae pegou o celular e discou o número do mais novo namorado. Sabia que Hoseok era amigo de Jimin a muito tempo e tinha todo o direito de saber o que estava acontecendo com o amigo. - Amor, Jimin e Jungkook foram presos!

_ O que? Como assim? - Hoseok cospe imediatamente a água de bebia de tanto forte que o susto foi.

_ Eu não sei, eu só sei que eles estão na delegacia que fica perto da casa deles! Eu tô indo pra lá.

_ Eu tô indo também.


══⊹⊱♡⊰⊹══


Jin, Namjoon e Taehyung foram imediatamente para a delegacia e Hoseok os encontrou lá. Chegaram praticamente no mesmo horário.

Entraram como corredores de uma maratona e foram logo na primeira pessoa que viram.

_ Viemos por causa de Park Jimin e Jeon Jungkook. Somos amigos deles. - Jin fala antes de todos.

O rapaz se assustou com o modo com que os rapazes entraram na delegacia e os levou até a sala do delegado.

_ Senhor delegado, o que aconteceu? - Namjoon falou desta vez.

_ Seus amigos foram presos em flagrante pelo assassinato de Cho Soo. - o delegado fala e todos os quatro arregalaram os olhos e ficaram boquiabertos. Como assim?

_ Quem? - Namjoon pergunta.

_ Um advogado. - o delegado responde.


FLASHBACK ON

_ Cho Soo… - Yoongi fala mais pra si. - Acho que já ouvi esse nome em algum lugar. Só não me lembro de onde. Continue, por favor.


FLASHBACK BACK

_ Não conhecemos esse homem! Garanto que eles também não! - Hoseok fala.

_ Conhecendo ou não. Eles o mataram! - um dos policiais, o da voz grossa forçada falou.

_ Você têm provas disso? - Taehyung fala com uma cara séria.

_ Sim. As armas do crime, duas facas manchadas de sangue. - o delegado o responde calmamente.

_ Não pode ser... Estávamos todos juntos umas horas antes! - Taehyung fala enquanto se encostava levemente em Jin.

_ Podemos ao menos vê-los? - Hoseok pergunta.

_ Não todos. Apenas um.

_ Eu vou. - Tae fala firme. - O Jungkook e o Jimin são meus amigos desde o colégio.

_ Tudo bem. - o delegado fala e manda um dos policiais acompanharem Taehyung até a cela.


══⊹⊱♡⊰⊹══


Taehyung logo sentiu um arrepio imenso ao pôr os pés ali. O policial que o acompanhava parou em frente a uma cela. E Taehyung viu o porquê.

_ Kookie! - ele grita e Jungkook se levanta logo e corre até às grades.

_ Hyung! - ele fala feliz ao ver o amigo ali.

_ ChimChim! - Taehyung grita para Jimin que também correu para ficar perto dele.

_ Tae, tira a gente daqui! Não fizemos nada, eu juro! - Jimin implora.

_ Eu sei, hyung! Eu vou dar um jeito! - ele enxuga uma lágrima nos olhos de Jimin. - Eu posso entrar? - ele olha com olhos pidões ao policial.

_ Pode, mas eu sou autorizado à atirar caso haja um contato físico grosseiro.

_ Tá... - Taehyung se alegra.

O policial abre a cela e Taehyung entra de imediato.

_ Hyung! - Tae é abraçado com força pelos dois rapazes ao mesmo tempo

_ Eu vou tirar vocês daqui! Eu prometo! - fala abafado por conta do abraço.

_ Eles estão dizendo que a gente matou aquele homem que a gente nem sabe quem é! - Jungkook fala.

_ Cadê o Hoseokie hyung? - Jimin pergunta vendo que o amigo não estava ali.

_ Tá lá fora. Só um de nós poderia ver vocês.

_ Tae… Eu tô com medo… - Jimin fala abraçando mais o dongsaeng.

_ Não se preocupa, Chim. Eu vou dar um jeito. Vocês vão sair daqui! Eu vou procurar um advogado.

_ Advogados são caros. - Jungkook fala triste.

_ Que se foda! Eu vou tirar vocês daqui! - Taehyung eleva a voz.

_ Obrigado, Tae. - Jimin sorri com o modo com que Taehyung se importa com ele e com Jungkook.

_ Obrigado, hyung. - Jungkook também sorri

_ Rapaz… vamos. - o policial fala deixando os três tristes.

_ Tá... - Taehyung é retirado da cela e olha os dois amigos através das grades. - Eu vou tirar vocês daqui! Eu prometo!


══⊹⊱♡⊰⊹══


_ E então? Como eles estão? - Namjoon pergunta ao ver Taehyung cabisbaixo.

_ Estão tristes. Assustados! Eu nunca tinha visto eles assim, nem quando a gente foi ver aquele filme de terror.

_ Claro. Aquilo era filme. Isso é real. - Jin fala imaginando os rostos assustados de Jimin e Jungkook.

_ Outro de nós pode ir ver eles? - Namjoon pergunta o que Hoseok já havia lhe perguntado baixinho.

_ Lamento, mas não. Subiram que vocês vão para casa e busquem um bom advogado. O caso deles vai ser difícil. - o delegado fala e Jin arregala os olhos.

_ Um bom advogado? - ele repete.

_ Que cara é essa, amor? - Namjoon pergunta ao ver um sorriso anormal para o momento, de Jin.

_ Gente! Um bom advogado! - Jin exclama e todos continuam confusos.

_ Sim… e? - Taehyung o estimula a continuar, já que este, não fazia a menor ideia do que Jin estava falando.

_ Aff, Taehyung! Cadê o seu cérebro? - Jin pergunta revoltado. - A gente não tem só um bom advogado, como o melhor de Seul!

_ Yoongi hyung! - Namjoon finalmente compreende e exclama em voz alta o nome do advogado.

_ Eu vou ligar pra ele. - Jin pega o celular e liga. - Só tá dando caixa postal. - ele fala um pouco decepcionado.

_ Liga pro escritório. - Namjoon fala.

_ Mas já tá tarde. O escritório já fechou a uma hora dessas! - Jin fica decepcionado de novo.

_ Então, amanhã a gente vai lá. - Taehyung fala animado.

_ Eu vou continuar ligando pro Yoongi. - Jin fala pegando o celular de novo.

Jin ligou, mas mais parecia que "o melhor advogado de Seul" estava incomunicável.


Notas Finais


Postarei outro ainda essa semana
Bjinhos Fofitus amados


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...