História Crazy in love - (Vkook-Taekook) - Capítulo 13


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7, Lu Han, TWICE
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Taehyung (V)
Tags Crazy Love, Daddy, Vkook
Visualizações 467
Palavras 1.323
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - - Trece -


Fanfic / Fanfiction Crazy in love - (Vkook-Taekook) - Capítulo 13 - - Trece -

Continuação》  

"Papai"

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


- Do que você me chamou baby? - Pergunto rouco em seu ouvido, vendo o mesmo se remexer um pouco em meu membro, então o estoco.

- Ohw...papai...

- O que foi baby? - O estoco mais forte indo fundo.

- Owh fuck! - O mesmo tenta agarrar algo falhando miseravelmente.

- O quer você quer baby? Diga a seu papai - O estoco mais uma vez dando uma leve rebolada.

- Oh! Fuck! Fuck my daddy! - O mesmo leva suas mãos até sua própria bunda apertando forte.

- Ow baby....o papai quer brincar um pouco, que tal pique esconde? Eu vou procurar até achar o seu ponto doce, uhw? 

Começo a rebolar lentamente em seu interior, vendo o mesmo deitar sua cabeça, e entrelaçar seus dedos nos próprios cabelos, os puxando de leve, agarro sua cintura, deixando os movimentos mais intensos, largo uma de minhas mãos do mesmo, e aperto o botãozinho na parede ao lado, e começa a tocar Earned It The Weeknd, boto minha mão de volta, e mexo o quadril do menor no ritmo da música, me debruso em suas costas, chegando perto de seu ouvido, cantando;

- Garoto, você é perfeito, você sempre vale a pena, você merece, a maneira como você lida com isso, garoto você mereceu - Envesti em cada duas reboladas, fazendo o menor revirar os olhos ( finge que ele tava cantando em inglês )

Pus seus braços em suas costas, peguei uma fita que estava perto da banheira, e o amarrei, voltando a rebolar, entrando e saindo lentamente, o menor que resmungava já não faz mais pois seus gemidos o atrapalham, deixo chupões em suas costas, em seguida selando os lugares marcados, passei a o masturbar no ritmo das reboladas;

- ashiaw...papai...

Sorri ladino com que o mesmo disse;

- Daddy...- Me chama manhoso.

- O que foi baby?

- Vai mais rápido? Por favorzinho...- Diz com um bico nós lábios fechando os olhos.

- Só no segundo round baby - Digo e o mesmo resmunga/geme em concordância.

Em poucos minutos sinto a entradinha do menor se contrair, apertando mais membro dentro de si, gemo com o ato, e logo o formigamento no ventre veio, eu gozo dentro do menor, que goza em seguida;

O desamarro, o pego no colo, e o mesmo entrelaça suas pernas em minha cintura, saio com ele da banheira, e adentro o quarto, tranco a porta que estava aberta, e o desço de meu colo, o prenssando na parede, o mesmo me olha por alguns segundos, e eu faço o mesmo, mas logo passo meu braços por sua fina cintura, o trazendo pra mais perto, e começo um beijo, o mesmo pede passagem com a língua e eu cedo, exploro cada canto de sua boca, sentindo sua língua quentinha fazendo o mesmo que eu, o puxo para cima, entrelaçando suas pernas em minha cintura novamente, o penetro lentamente, e o mesmo geme entre o beijo, causando uma vibração excitante, sinto seu membro ereto em meu abdômen, o fazendo gemer mais uma vez, começo a o estocar, e o mesmo separa do beijo, abrindo a boca em um gemido mudo, fala coisas desconexas de vez em quando, mas também se engasgava com as mesmas - arranhando meus ombros, o estoco fundo, e o menor joga a cabeça para trás, dando livre acesso a seu pescoço, me aproveito, deixando grandes chupões, e o lambendo;

O levo para a cama, o botando de costas para mim, fazendo o mesmo se apoiar em seus joelhos, e seus cotovelos, o penetro novamente, já estava ficando louco, querendo o foder mais forte e mais rápido;

- Papai...fode o Taetae, fode seu bebê papai - O mesmo diz com uma falsa inocência.

Minha sanidade some completamente - aumento a velocidade das estocada loucamente, seguro sua cintura apertando levemente, e o forçando mais contra meu membro, o mesmo tenta abafar seus gemidos com o travesseiro, mas eu o impesso - suas bochechas totalmente coradas - O mesmo separa sua bunda com as mãos, deixando marcas vermelhas, olho para sua entradinha engolindo meu pau, me deixando com mais vontade de me desfazer agora mesmo, mas não posso gozar agora, tenho que achar sua próstata - Dou mais algumas estocadas;

- Aah! Fuck my daddy! Fuck! Fuck! Ow yeah....sim Daddy ah...me fode papai!

- Ow baby...

Acho sua próstata, e passo a estocar só ali, o fazendo revirar os olhos, e agarrar as cobertas, deixando as postas de seus dedos brancas - ele fecha os olhos, abrindo a boca, eu poderia gozar só com essa visão;

- Ow baby, ow baby - Mantenho meus olhos no menor que abre mais a boca a cada estocada, e fica com cara de choro, morde os lábios, morde a língua, passa a língua nos lábios, trinca os dentes - Ow....

- Ow...daddy....ow....my Good....

Paro de o estocar, sentindo meu líquido quentinho invadir sua entradinha - O mesmo passa a rebolar forte e rápido em meu membro, prolongando o orgasmo, suas pernas ficam bambas, e eu as acaricio, e seguro mais forte sua cintura, o segurando - O menor vai parando lentamente de rebolar, fazendo mais cara de prazer a cada momento - saio de dentro do mesmo;

- Daddy...eu quero te chupar - O mesmo diz travesso, e se levanta.

Me ajoelho na cama, e passo a me masturbar rapidamente, o menor então tira minha mão, e bota a sua, passando seu polegar na cabecinha, e rodeando minha glande com os dedos em círculo, e descendo os mesmos, ele dá uma lambida, e assopra me fazendo gemer alto - passa a circular a palma da mão na cabecinha, enquanto chupa minha bolas - ele cospe, e põe a boca, descendo lentamente, até que toca sua garganta, o fazendo engasgar, e eu gemo alto;

- Vai baby, quero foder essa sua boquinha quente até você ficar sem voz.

Pego em seus cabelos, fodendo sua boca, e o mesmo passa a chupar forte enquanto rodeia sua língua na cabecinha, ele é tão bom - largo seus cabelos, e ele volta a chupar lento, e eu passo a acariciar sua nuca, e o mesmo me olha, com um olhar inocente, não aguento o olhar por muito tempo - não demora muito e eu gozo jatos fortes em sua boca, o mesmo engole tudo, e solta limpando os cantos de sua boca.

- Seu gosto é bom daddy, me fode só mais um pouquinho? - O menor passa sua mão por meu abdômen, e o arranha com sua pequenas unhas.

- Você não cansa baby? - Agarro o mesmo pela cintura encostando nossos membros.

- Naun daddy..- O mesmo põe o dedo na boca fingindo um boquete.

- Você me provoca demais - Deito com o mesmo na cama.

Fico por cima, o mesmo fecha os olhos, e eu me apoio em meu cotovelos, ao lado da cabeça do menor, ficando bem perto de seu rosto, dou um selar em sua bochecha e o mesmo me olha, e sorri, dando um selar em minha bochecha, e volta a fechar os olhos - O penetro, novamente, e começo logo a o estocar forte, o mesmo agarra minhas costas, e entrelaça suas pernas em minha cintura, tornando mais gostoso e excitante - Aproveito sua boca aberta, e lambo seus lábios, e em seguida os chupo com força, e ele geme falho - ele passa a gemer baixinho em meu ouvido, parecendo miados;

- Unhw.unhw.unhw.unhw......vai, vai daddy, mais fundo, vai....purfavor daddy....eu vou goza no seu pau daddy, ah....papai, vai fundo papai...fode o seu bebê, arromba o cu da sua putinha daddy, ela quer muito seu leitinho aqui dentro, ow....shit! Fuck.fuck.fuck my...

Gozo dentro do mesmo - continuo o estocando devagar, mas forte, prolongando mais ainda o orgasmo, sentindo o menor tremer em baixo de mim a cada estocada;

- Tá bom baby? - Pergunto para o mesmo, que assenti de olho fechando e boca entre aberta.

Do uma última estocada bem forte no mesmo, e saio de dentro, me jogando ao seu lado;

- Ow daddy...estou fodida - O mesmo diz em um tom engraçado e eu rio.

- Ninguém mandou ser tão gostoso.


Tô be continued.....


Notas Finais


Depois dessa eu sumo por um tempo😂


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...