História Crazy In Love ( Imagine Jungkook - BTS) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Aluna, Bts, Faculdade, Imagine, Jeon, Jungkook, Professor, Snniick, Sonhos
Visualizações 228
Palavras 933
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura.
Eu aconselho que vocês coloquem o cover do Jungkook, Nothing Like Us.

Capítulo 12 - Nothing Like Us


Fanfic / Fanfiction Crazy In Love ( Imagine Jungkook - BTS) - Capítulo 12 - Nothing Like Us

(...)

5 minutos. 5 minutos é o que falta para eu embarcar, começar uma nova vida e seguir meus sonhos. 5 minutos para deixar tudo pra trás, até o homem que eu... Eu amo.

Saio dos meus pensamentos com a voz da moça, avisando a saída do meu vôo.

Abraço Manu uma última vez, deixando as lágrimas grossas escorregarem dos meus e passarem pelas minhas bochechas.

- Quero que me faça um favor. – digo a Madu.

- Qual?

- Quero que entregue isto a Jeon. – lhe entreguei uma pequena carta que eu tinha escrito pra ele. – Quero que me prometa que você entregará a ele.

- Eu prometo. – disse e sorriu pegando-a da minha mãe.

- Obrigada. – sorri em meio às lágrimas.

Abraço Nam e por fim, Jin. Olho pra trás em uma pequena esperança de vê-lo e vejo que é tarde demais pra isso.

Sigo meu caminho até o portão de embarque, as lágrimas caíam sem parar e sem controle algum. Eu confesso que esperava que ele aparecesse e me pedisse pra ficar ou algo assim, mas não foi o que aconteceu e eu o entendo.

Entro no avião e coloco os meus fones, abro minha playlist e seleciono Nothing Like Us. Como ele disse uma vez, essa era a nossa música tema, e talvez sempre será.

Encosto minha cabeça na janela e fecho os olhos, aproveito a música em volume médio e relembro sobre todos os nossos momentos juntos. As lembranças da nossa noite vem como uma intensidade incomum, os beijos, os toques, sua calma e confiança que passava, teus carinhos, as palavras sussurradas, como nossos corpos se encaixavam tão bem um ao outro. Com essas lembranças e a música calma, eu me permito dormir.

••

Acordo com a moça me chamando.

- Sim? – digo sonolenta.

- A senhorita gostaria de comer algo? – perguntou gentil.

- Não. Obrigada! – sorri.

- Tem certeza? Coma ao menos uma barra de cereal. Tome! – disse e me deu.

- Tudo bem. Obrigada de novo. – rimos e ela saiu.

Arrumo os fones em meu ouvido – novamente – e presto atenção na letra da música. Ela parece me descrever naquele momento. Suspiro e abro a embalagem em minhas mãos e começo a comer.

Meus pensamentos voltam a Jeon, novamente. Essa semana que passou foi a pior, tentei me comunicar com ele de todas as maneiras e foi falho. Ele não respondia minhas mensagens ou atendia minhas ligações, fui até a universidade saber sobre ele e soube que ele pediu licença por alguns dias. Pensei em ir até a sua casa, mas não fui, sabia que não me receberia. E eu, eu o entendo perfeitamente.

Olho para a janela e fico observando toda a paisagem dali, é bonito daqui de cima. Sorrio ainda olhando e, de repente, me veio em mente escrever um livro, um romance. O meu pequeno romance. Peguei o celular e entrei no bloco de notas e ali começaria o meu primeiro livro.

Jungkook P.V.O

Eu juro que eu iria ter ido atrás dela no aeroporto e a pedir pra ficar e dizer que a amo, mas... Eu não consegui, eu não tive coragem. Fui fraco pra correr e ir atrás da minha pequena, a mulher que eu amo e queria construir uma família. Eu fui fraco.

Ela passou a semana toda me ligando e mandando mensagens, eu não respondi ou atendi nenhumas de suas chamadas. Pedi licença na universidade por alguns dias, eu realmente precisava disso. É, confesso que fui orgulho e até egoísta em pensar somente em mim.

Eu taria mentindo se dissesse que não estava feliz por ela está seguindo algo que ela quer, seguindo os seus sonhos. Mas eu a queria aqui comigo, sabe? Mas, tudo bem. Eu só a quero feliz agora, e que tudo dê certo pra ela. Estarei aqui. Torcendo de longe.

Suspiro frustrado com toda a situação. Sigo até a sala que tinha um piano, me sento no banquinho em frente a ele e começo a tocar e cantar Nothing Like Us.

Lately I’ve been thinkin’, thinkin’ ’bout what we had

I know it was hard, it was all that we knew, yeah

Have you been drinkin’, to take all the pain away?

I wish that I could give you what you deserve

‘Cause nothing could ever, ever replace you

Nothing can make me feel like you do

You know there’s no one, I can relate to

And know we won’t find a love that’s so true

There’s nothing like us, there’s nothing like you and me

Together through the storm

There’s nothing like us, there’s nothing like you and me

Together

I gave you everything, baby, everything I had to give

Girl, why would you push me away?

Lost in confusion, like an illusion

You know i’m used to making your day

But that is the past now, we didn’t last now

Guess that this is meant to be

Tell me was it worth it? we were so perfect

But baby i just want you to see

There’s nothing like us, there’s nothing like you and me

Together through the storm

There’s nothing like us, there’s nothing like you and me

Together

There’s nothing like us, there’s nothing like you and me

Together through the storm

There’s nothing like us, there’s nothing like you and me

Together

Termino a música entre lágrimas grossas, soluços altos, meu peito dói com um coração dilacerado. Olho para todos os cantos da sala e só me vem ela em mente, me fazendo chorar ainda mais e me odiar por não ter sido forte o suficiente pra ir atrás dela.

- Eu te amo, Minha Pequena.


Notas Finais


OMG, tem um olho na minha lágrima.
Espero que vocês gostem, foi realmente difícil escrever ele, mexeu comigo de certa forma.
Desculpa a minha demora pra postar capítulo novo.

Espero que gostem. Deixem suas opiniões, eu responderei todos.

Perfil: @Snniick


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...