História Crazy (Interativa - Creepypasta) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Visualizações 29
Palavras 902
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Crossover, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Luta, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Slash, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


capítulo saindo do forno ~


Boa leitura.


Música usada no capítulo: Pity Party por Melanie Martinez.

Capítulo 17 - Chapter VIII


Fanfic / Fanfiction Crazy (Interativa - Creepypasta) - Capítulo 17 - Chapter VIII

“ Não adianta querer, querer não é poder. ”

 

[Meus convites desapareceram?
Por que eu coloquei meu coração em cada letra cursiva?
Me diga por que diabos ninguém está aqui
Me diga o que fazer para tudo ficar melhor.]

 

Kemylly andava sob as ruas, seus pensamentos estavam focados em apenas uma palavra: Encontro, nunca pensara na possibilidade do maior assassino (só que não, eu acho) ter a chamado para um encontro, havia uma enorme admiração, olhou para os lados, até dar-se de cara com uma cena maravilhosa, Layla e Jack abraçados. Parou por alguns segundos e apenas observou os dois. Um sorriso de canto formou-se em seus lábios. Mal podia esperar para chegar na Mansão e contar a novidade à Sak, Milla...

 

________________________

 

Sak não havia falado uma palavra sequer desde que Milla havia a tirado do teto de seu quarto, algo de errado não está certo. Pensou Milla encarando a expressão neutra da amiga, a porta foi bruscamente aberta, fazendo com que Milla e Sak se assustassem, era Kemylly. A mesma sentou ao lado das duas, com uma expressão divertida estampada em seu rosto, confusas, Milla perguntou:

— O que aconteceu dessa vez? — Perguntou Milla, seu tom de voz era nada agradável de se ouvir, as duas começaram a ouvir agudas risadas de Kemylly, que parou automaticamente respondendo:

— Vi hoje Layla e Jack sentados em cima de um galho de uma árvore alta, abraçadinhos. — Respondeu a mesma, Sak demorou para processar a informação dita pela outra, Milla ria acompanhada de Kemylly. O grito foi tão alto que assustaram completamente todos da Mansão que já nessa hora provavelmente já estariam todos dormindo.

— EYELESS JACK E LAYLA ABRAÇADOS!!! SABIA QUE UM ALGUM DIA ESTE MOMENTO CHEGARIA!! EU SABIA!!!! — Gritava com todas as suas forças possíveis, sua garganta já estava seca de tanto ter que gritar. Os ouvidos das outras quase ficaram surdos, Milla foi rápida e tampou a boca da amiga estérica.

— Meu Deus Sak...pare de gritar! — Disse Milla, seus ouvidos ficaram vermelhos de tanto Sak gritar. Kemylly se despediu das duas e foi imediatamente para seu quarto, olharam-se uma para a outra e também se despediram-se voltando aos seus quartos.

 

[Talvez estejam fazendo uma piada cruel de mim
Que seja, que seja
Pelo menos significa que vai sobrar mais bolo para mim
Para sempre, sempre.]

 

Luna dormia em tranquilamente em sua adorada cama. Até ouvir batidas em sua porta, levantou-se irritada, sabiam o quanto a irritava ser acordada no meio da noite!

Abriu a porta feito um zumbi e deu-se de cara com Masky, mesmo atordoada sem entender nada o mesmo pegou pela mão da garota. Foram em direção ao escritório de Slenderman. 

 

[A festa é minha e eu choro se eu quiser
Choro se eu quiser, choro, choro, choro
Eu vou chorar até as velas queimarem este lugar
Eu vou chorar até que minha festa de dar pena esteja em chamas.]

 

Layla e Eyeless Jack voltavam pela mansão. Abriram a porta e subiram imediatamente as escadas, indo em seus quartos, Layla depositou um selinho rápido em Jack, despedindo-se e entrando em seu quarto, deixando-o um verdadeiro pimentão. As bochechas de Layla queimavam como fogo, nunca imaginou-se fazendo isso nele.

 

[A festa é minha e eu choro se eu quiser


Choro se eu quiser, choro, choro, choro
Eu vou chorar até as velas queimarem este lugar
Eu vou chorar até que minha festa de dar pena esteja em chamas

Talvez se eu conhecesse todos eles bem
Não estaria presa nesse inferno que me agarra
Talvez se eu lançar outro feitiço
Ou contasse a eles que os enfeites seriam em tons pastéis

Talvez estejam fazendo uma piada cruel de mim
Que seja, que seja
Pelo menos significa que vai sobrar mais bolo para mim
Para sempre, sempre

A festa é minha e eu choro se eu quiser
Choro se eu quiser, choro, choro, choro
Eu vou chorar até as velas queimarem este lugar
Eu vou chorar até que minha festa de dar pena esteja em chamas

A festa é minha e eu choro se eu quiser
Choro se eu quiser, choro, choro, choro
Eu vou chorar até as velas queimarem este lugar
Eu vou chorar até que minha festa de dar pena esteja em chamas

Eu estou rindo, estou chorando
Parece que eu estou morrendo
Eu estou rindo, estou chorando
Parece que eu estou morrendo
Eu estou rindo, estou chorando
Parece que eu estou morrendo
Eu estou morrendo, eu estou morrendo

A festa é minha e eu choro se eu quiser
(Se eu quiser, se eu quiser)
A festa é minha e eu choro se eu quiser
(Aaah)

A festa é minha e eu choro se eu quiser
Choro se eu quiser, choro, choro, choro
Eu vou chorar até as velas queimarem este lugar
Eu vou chorar até que minha festa de dar pena esteja em chamas

A festa é minha e eu choro se eu quiser
Choro se eu quiser, choro, choro, choro
Eu vou chorar até as velas queimarem este lugar
Eu vou chorar até que minha festa de dar pena esteja em chamas

A festa é minha, é, a festa é minha
A festa é minha, é, a festa é minha
A festa é minha e eu choro se eu quiser
Choro se eu quiser, choro, choro, choro, choro, choro.]

 

❛❛  — O maior problema em acreditar nas pessoas erradas, é que um dia você acaba não acreditando em mais ninguém. ❜❜


Notas Finais


obrigadx por lerem até aqui sz ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...