1. Spirit Fanfics >
  2. Crazy System. >
  3. Cao Xi-Yue.

História Crazy System. - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Primeira personageeem! Essa aqui é a nossa chinesinha, que vai ser representada pela Cheng Xiao de Cosmic Girls.

Espero que gostem dessa nenê, e que deem muito amor para ela... enfim, fiquem com o capítulo <3

Capítulo 2 - Cao Xi-Yue.


Fanfic / Fanfiction Crazy System. - Capítulo 2 - Cao Xi-Yue.

China, Pequim
October 6th, 05:23 A.M

Xi-Yue andava de um lado para o outro, respirando fundo e pensando se tudo aquilo era realmente uma boa ideia. Largar tudo o que tinha e se mudar para um outro país, sem conhecer nada e nem ninguém, ficando nas mãos de uma empresa.

Seria tarde demais para desistir? 

– Respira, Yue, vai ficar tudo bem! – Sua mãe lhe tranquilizava. – Qualquer coisa que precisar, você pode ligar para nós, certo? E fale conosco todos os dias, mande mensagem e não se importe com o fuso horário. E lembre-se, não é sua primeira vez no país, apenas na cidade. Você vai se sair bem!

– Exatamente, querida! Se eles fizerem alguma coisa, pode me falar que eu saio daqui apenas para te trazer de volta e chutar a bunda daqueles coreanos! – Seu pai chegou abraçando a esposa por trás, tentando tranquilizar a filha. – Esse é o seu sonho, e estamos muito orgulhosos de você por ser corajosa o bastante de sair da sua zona de conforto apenas para segui-lo.

A chinesa sorriu com as palavras dos pais. As lágrimas começaram a brotar de seus olhos, e sem poder se segurar, começou a chorar.

– Eu amo vocês! – Foi ao encontro dos mais velhos, abraçando-os.

– Certo, agora limpe essas lágrimas e pegue suas coisas, ou vai acabar perdendo o voo. – A mãe se separou após um tempo, limpando as lágrimas que ainda insistiam em escorrer pelo rosto da garota.

Xi-Yue sorriu novamente, indo em direção a suas malas, que estavam no canto da sala. Pegou-as e saiu do apartamento com os pais, indo em direção ao carro.

Após colocar as duas bagagens no porta-malas, a família seguiu até o aeroporto que ficava a uma hora e meia de sua casa.

(...)

– Estou com minhas malas, mas e agora? – Xiyue perguntou a si mesma baixo, enquanto olhava ao redor do aeroporto, sem saber para onde ir.

Não havia recebido uma instrução certa sobre o aeroporto, apenas falaram que alguém iria buscá-la.

Frustrada e sem saber o que fazer, Xi-Yue começou a andar pelo saguão, procurando pelo menos algum lugar para sentar.

De longe, viu um café, e como se fosse um aviso de sua barriga, ela começou a roncar, indicando fome. Pegou sua carteira na bolsa e andou apressadamente até o lugar, que em sua opinião era bem aconchegante.

Sua mãe havia lhe dado dinheiro convertido em won para poder comprar algumas coisas por conta própria, e Xi-Yue não podia estar mais agradecida por aquilo.

– Me vê um pedaço de bolo de chocolate e um frappuccino de morango, por favor! – Pediu educadamente para a mulher que atendia no caixa, que logo foi preparar o seu pedido.

Ao pegar o que pediu, com dificuldade, a jovem foi até uma das mesas, sentando ali e comendo, enquanto olhava em volta e pensava no que fazer.

Sentiu seu celular vibrar. Deixou a colher que continha um pedaço do bolo de lado e pegou o aparelho em seu bolso, atendendo sem ao menos ver quem era.

– Alô? – Disse em chinês.

Senhorita Cao? – Era uma voz masculina que a menina nunca tinha ouvido, falando em coreano. Tirou o aparelho do ouvido para ver o número, esse que ela não tinha gravado.

– Eu mesma, quem fala? – Dessa vez, falou em um coreano ainda meio embolado.

Eu sou Seung-Min e fui encarregado de lhe buscar aqui no aeroporto, mas... Não estou te vendo. Aqui está falando que seu voo já posou.

– Omo! Eu já cheguei, mas não havia visto ninguém, então vim comer algo! – XiYue disse, se sentindo mal pelo homem ter esperado tanto tempo. – Me desculpe! Onde você está?

Não se preocupe, eu vou até aí, assim poderá comer com calma. – Ele falou com uma voz serena. – Onde você está?

– Estou em um café, não muito longe da área de desembarque! – Olhou ao redor, procurando um ponto de referência. – Perto de uma loja de ursos de pelúcia.

Oh sim, eu sei onde é. Me espere. – E assim, SeungMin desligou sem ouvir a resposta da garota.

Xi-Yue respirou aliviada, guardando o celular no bolso novamente, e voltou a comer com calma.

Não demorou muito e um homem, que não parecia ter mais que trinta, parou em sua frente, atraindo sua atenção.

– Senhoria Cao? – Perguntou hesitante. O homem estava com uma roupa inteiramente preta, com exceção de sua blusa branca debaixo da jaqueta de couro. Ele segurava duas placas pequenas, uma que estava escrita Cao Xi-Yue, enquanto a outra, não dava para identificar. 

– Sim, sou eu! – A chinesa sorriu, se levantando e fazendo uma reverência. – Pode me chamar de Xi-Yue, por favor. – Indicou para o homem sentar, esse que sorriu e o fez.

– Oh sim! – Observou XiYue sentar e voltar a comer seu bolo. – Bom, senh- XiYue, eu sou SeungMin e vou ser o manager do grupo onde irá debutar.

– Omo! Eu já tenho um projeto? – Perguntou confusa, já que não a avisaram de nada.

– Sim, ao chegar na empresa, vão lhe explicar tudo. – A menina assentiu. – Mas antes de irmos até lá, tem problema esperarmos mais trinta minutos? Outra integrante irá chegar daqui a pouco.

– Não tem problema! – Sorriu. – Ela é de onde?

– Do Japão.


Notas Finais


E então? O que acharam? Por favor me digam, eu aceito criticas construtivas...

XiYue é um nenê, então mimem muito ela ^-^

Capítulo betado pela @Etnom obrigada novamente.

~ kisses.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...