História Creek- Please Love Me - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias South Park
Personagens Bebe Stevens, Butters Stotch, Clyde Donovan, Craig Tucker, Damien Thorn, Dougie, Eric Cartman, Firkle, Gerald Broflovski, Henrietta Biggle, Ike Broflovski, Jimmy Valmer, Karen McCormick, Kenny McCormick, Kevin McCormick, Kyle Broflovski, Liane Cartman, Linda Stotch, Michael (Gótico), PC Principal, Personagens Originais, Pete (Gótico), Phillip "Pip" Pirrup, Randy Marsh, Sharon Marsh, Sheila Broflovski, Shelly Marsh, Sr. Garrison, Sr. Mackey, Sra. McCormick, Stan Marsh, Stephen Willis Stotch, Stuart McCormick, Thomas, Timmy Burch, Token Black, Trent Boyett, Tweek Tweak, Vice Principal Strong Woman, Wendy Testaburger
Tags Bunny, Butters, Clyde, Craig, Creek, Damien, Dip, Kenny, Kyle, Pip, Stan, Style, Token, Tweek, Tyde
Visualizações 13
Palavras 2.334
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mudei algumas coisinhas nesse capítulo
Boa leitura :3

Capítulo 10 - Estella


On Pov Pip

Se passou uma semana, eu já não preciso mas ficar escondido, porém Damien ainda tem receios de me deixar sair.

No momento estou do lado de Damien na cama ele está me abraçando enquanto minha cabeça está encostada em seu peitoral. Eu me sinto tão seguro desse jeito. Me sinto tão seguro nos braços de Damien.

Estávamos conversando sobre coisas aleatórias.

— Angel- Me chamou e eu o olhei    — Você sente falta da Inglaterra?- perguntou.

— Sim! Sinto saudades de meus amigos de lá, tipo minha irmã, o Pop, a Estella. E também lá é onde está o túmulo dos meus pais. Eu costumava visitar eles sempre no final de semana.- respondi.

— Você... Preferia ter ficado lá, ou ter vindo para aqui?- ele perguntou.

— Ter me mudado, foi umas das piores e melhores coisas a acontecer, ninguém gosta de mim aqui, mas se eu não tivesse vindo eu nunca teria te conhecido e viveria muito triste sem o amor da minha vida- falei, senti ele beijar minha testa.

— Eu iria atrás de você até no céu, nunca vou te deixar- ele disse — Aliás quem é Estella? Você nunca me falou dela- 

— Ah... A mãe dela morreu, e gostava de ver garotos sofrendo por amor, então ela fazia a filha namorar e quebrar o coração dos meninos, eu não estava por fora nisso- falei.

— Ela foi sua primeira namorada?- 

— não, eu tinha uma quedinha nela, cheguei até a dá um beijo na bochecha dela, mas ela fugiu com um cara de carro quando eu vim pra cá.. a.. e ela também matou vários coelhos-

— Phillip... Você gosta de quem mata coelhos?- ele perguntou se levantando e fazendo aparecer vários coelhos no quarto.

— N-Nao! E-eu queria que ela tivesse piedade mas ela não tem isso, por favor não mate os coelhos, eu j-ja tenho traumas- falei segurando seus braços. Ele solta uma risada e faz os coelhos. Sinto meu celular tocar, era um número desconhecido. Eu só tenho 3 números, o do Damien, o do Tweek e o do Butters.

Solto Damien e ele me olha bravo, ele odeia quando interrompem nossos momentos juntos, ele é muito ocupados por ser príncipe do inferno, e temos bem pouco momentos juntos.

— D-Dami, eu p-posso atender?- perguntei ele fez um sinal para eu atender.

— Alô?- Fala uma voz feminina.

— .. Alô- falei.

— Esse é o número de Pip?- a voz perguntou.

— Sim.- respondi.

— Moça, você poderia chamar ele por favor- Falou. Pera moça?!

— É ele que está falando agora- disse. 

 Oh.. Pip, sou eu Estella! - 

— A. Olá lady Estella.- falei. — O que deseja comigo?- perguntei.

— Queria saber se a gente pode se encontrar, estou na cidade de South Park, soube que você mora aqui.-

— Claro, aonde você quer me encontrar?-

— Me diga um lugar legal para nós encontrarmos- 

— Tem o Tweek Bros Coffee- 

— Okey, Pode ser hoje de 15:00?-

— Claro- Falo e em seguida solto um gemido alto, Olho pra Damien corado e ele sorria malicioso, enquanto chupava meu pescoço e passava a mão em cima do meu membro — D-Dami, p-para- pedi.

— Pip? Você está bem?- ela perguntou.

— Responda ela, angel.- Ele disse sem parar. É a primeira vez que temos um contato assim. Ele me fez sentar em seu colo, virado de frente pra ele, e me fez rebolar em seu colo, o contato de minha bunda contra seu pênis era muito excitante. 

— E-Estella e-eu estou bem- Falei tentando gemer baixo, ele deu um tapa na minha bunda me fazendo dar um pequeno grito.

— É pra gemer meu nome, não o dela- ele falou e mordeu o lóbulo do meu ouvido.

— D-Dami- gemi baixinho.

— Pip? Você está acompanhado? De boa, eu ligo depois- falou.

— Até depois.- Falei e desliguei rápido, e comecei a rebolar mas rápido.- D-Ami- nem conseguia o chamar direito. Ele me jogou no lado da cama e ficou por cima de mim, eu estou com o rosto queimando.

— Opa.. Meu pequeno anjo é muito desobediente. Merece um castigo.- ele me beija com agressivamente. Estava tão gostoso, mas então ele saiu de cima de mim - Vou tomar banho- falou.

E-Ele estava só me provocando?!!

— D-Dami, n-não me deixa assim!- Pedi quase implorando.

— Se vire Pip, esse é seu castigo.- Ele disse.

— C-Como eu resolvo isso?- perguntei.

— Quantas vezes você já se masturbou Pip?- perguntou parando de andar

— N-Nenhuma- respondi corado, eu nunca tive coragem pra fazer isso, me sinto estranho. 

— Oh Angel- ele se aproxima e me beija — Eu gostaria de te ajudar com seu probleminha mas se eu ajudar não vou me controlar- ele falou e foi pro banheiros. Tentei botar a mão em cima do meu membro mas acabo soltando um gemido alto e tiro rápido minha mão, me senti estranho de novo. Levantei e bati na porta do banheiro.

— A-Amor, m-me d-desculpa por ser um anjinho desobediente- falei — M-Me ajuda com isso da-Dami p-por favor- pedi manhoso, tentando fazer ele senti pena de mim.

— Angel, se eu te ajudar, eu não vou me controlar, e você vai acabar todo doido- Falou.

— M-Mas eu não pedi pra se segurar.- falei.

— Você já olhou a hora, lover?- ele perguntou e eu olhei as horas, era quase hora de me encontrar com Estella. Pego roupas rápido, e vou no banheiro do corredor, tomo um banho gelado e minha sensação estranha tinha passado. Sai do banheiro com uma toalha enrolada em volta do meu tronco, mesmo eu não sendo garota, não gosto de deixar minha parte superior exposta, mesmo eu não tendo nada a esconder me sinto extremamente envergonhado por mostrar meus mamilos. E pelo fato de esconder meu corpo desse jeito como se fosse uma garota fez durante dois anos meu tio pensar que eu era uma menina.

Por falar em tio.. Como será que minha tia está? Damien não me deixa ver ela. Espero que ela esteja bem.

Entro no quarto e vejo Damien se vestindo pra sair.

— A onde vai?- perguntei ajudando-o a botar a gravata.

— Vou sair com você angel, você disse que ia sair, então vamos logo. Nem louco vou deixar você sozinho por ai- falou me deu um beijo e saio do quarto. 

Vou no guarda roupa e pego um moletom do Damien, que fica muito grande em mim, batendo nas minhas coxas, e vesti meu short, quase não dava pra vez o short. Botei minhas meias 5/8 lilás, e meus sapatos, logo saindo do quarto.

Damien me olhou de cima a baixo.

— Você vai sair assim?- perguntou e eu balancei a cabeça fazendo um sim     — se alguém ficar babando por você eu arranco a língua de seja lá quem for, somente eu posso babar por você!- ele falou.

Quebra do tempo

Já estamos no Tweek Bros Coffee, e Estella acabou de chegar.

— Oi Phillip- Ela falou animada me abraçando. Ela está diferente. — Eu estava com saudades.- ela disse, quando eu ia retribuir o abraço, Damien me puxou.

— Poderia tirar as suas patinhas de cima dele?!- perguntou irritado.

— Quem é esse?!- ela perguntou.

— Esse é Damien. Damien essa é Estella- apresentei eles.

— Olá sou Estella Havisham. Seu cabeça de caca, sinta-se honrado de me conhecer- ela disse arrogante. 

— Sou Damien Thorn. E olhe o jeito que fala comigo sua puta mal comida- Damien disse irritado logo indo fazer o pedido. Ela se agarrou no meu braço.

— Lady Estella, poderia me soltar?- pesso tentando ser gentil.

— Oh Pip, você não sente nada por mim?- ela perguntou fazendo carinha triste.

— Oque eu sinto por você é só amizade. - falei. — Eu amo outra pessoa- olhei para Damien.

— Espera... Você gosta dele?! -

— Eu amo ele- 

— O SHIPP É CANON PORRA!- gritou me assustando, e rasgou o vestido. E por de baixo dele ela usava um short e uma blusa com um desenho meu e do Damien, lá tinha escrito: "DIP IS MY OTP".

— Heh?- Confuso.

— Eu tenho contatos com umas asiáticas, e elas me disseram que você estava em um shipp. Então eu comecei a shippar.- falou sorrindo.

Damien chegou e me abraçou, sentamos em uma mesa e ficamos conversando. Estella está namorando uma garota.

Até que escutamos flash de câmera e vimos o pai do Tweek tirando fotos nossas.

— Tão gay's, eu bem que já suspeitava Pip- o pai de Tweek disse, eu corei — Toma aqui 100 reais, não precisam pagar pela comida, somente continuem sendo gays- ele disse botando 100 reais na minha mão.

Quebra do tempo

Estella já tinha ido. E estávamos saindo da cafeteria.

— Preciso ir trabalhar Pip. Vou te levar pra casa- ele disse.

— E-eu posso ir com você para o trabalho?- perguntei envergonhado — Eu só pensei que seria um pouco e-educativo j-ja que quando nos casarmos eu precisarei saber de algo- comentei vendo ele de repente parecer mais sério  — E-eu só não quero s-ser inútil q-quamdo nos casarmos.. m-mas não precisa me levar se não quiser!!!- 

— Vamos logo, Angel- ele disse rindo um pouco da minha cara de pânico e nos teletrasportando em seguida.

Quebra do tempo

Aprendi muitas coisas aqui. Damien me apresentou a seu aliados, e quando um de seus "amigos" me chamaram de idiota, Damien quase o matou. Mas no momento está tudo bem. 

Estou incomodando Damien falando enquanto ele estuda sobre algo de seu trabalho.

Fiquei um bom tempo falando com ele que somente dizia para eu falar a boca e ria discretamente.

Então depois de um tempo adormeci.

Off Pov Pip

On Pov Damien

Estava lendo alguns documentos enquanto Pip falava algo, eu mandava ele calar a boca mas ele não calava. Eu até achava engraçado, era muito melhor resolver as coisas com ele ali perto, me deixava mais relaxado.

De repente paro de ouvir a voz de Pip e vejo ele deitado no chão encolhido, suspiro, levanto e pego no colo levando até meu antigo quarto deixei ele deitado na cama. Fiz um leve carinho em seus cabelos.

Esse britânico parece um anjo. E dormindo desse jeito nem parece que já sofreu muito nessa vida.

Dou um beijo na sua testa.

— Durma bem Angel. Eu te amo.- falei. Vi ele sorrindo durante o sono.

Eu realmente o amo muito.

Off Pov Damien

No outro dia

On Pov Tweek

Estou a dias nessa casinha da árvore. É como se eu estivesse em um cativeiro, não posso sair nunca e só posso ir na varanda se estiver de noite.

Craig criou algumas regras depois do dia que eu saí para procurá-lo enquanto estava no cio. Meu cio acabou a um dia, aprendi a controlar melhor. 

Agora tenho regras:

• Não sair;

• Não menti;

• Me alimentar bem;

• não conversar com ninguém que não seja amigo do "Daddy";

• Só ir pra varanda de 20:00;

• Não dizer a minha localização a ninguém; 

• Ligar para o "Daddy" se o café acabar;

• Não entrar em pânico; 

• E acima de qualquer coisa se ouvir vozes estranhas se esconder.

No momento eu estou pra quebrar três regras, o café acabou e Craig não está atendendo o celular, eu estou entrando em pânico e vou me desfaçar pra sair. 

Espero que dê tudo certo, ou pelo contrário Craig pode ficar muito bravo.

Butters está aqui comigo e trouxe algumas roupas para nós, ele costuma se vestir como Marjorine, e bem essa é a primeira vez que vou me vestir de garota. Vou sair pra comprar café e ir pra escola.

— Okay, reformulando, Como é seu nome?- Butters perguntou.

— Keewt Eawt- Falei, esse é literalmente meu nome ao contrário, ninguém nunca vai suspeitar!

— Quando veio para South Park?- perguntou novamente.

— A d-dois dias! GAH!- Respondi.

— E se perguntarem sobre seus tic nervosos o que você vai dizer?- perguntou. 

— E-Eu tenho DDA! GAAH!- falei me vestindo com um vestido azul com tomara que caia. que chegava até minhas coxas. Butters botou uma peruca loira em mim, e ficou a arrumando.

— Ótimo está pronto, Vamos. As aulas começam daqui a pouco- falou e saimos. 

Fomos até a escola, Butters já tinha feito nossa matrícula, já que agora temos que nos disfarça. Antes passamos na cafeteria dos meus pais.

— Seja bem vinda ao café Tweek Bros Coffee, o que deseja?- meu pai perguntou calmo como sempre.

— T-Tres dos seus melhores cafés- falei.

— Certo, já volto com seus pedidos- ele disse saindo. E minutos depois voltando com meu café

 ele nem reparou que era eu.

— Obrigada- falei. Peguei dinheiro e dei para ele. 

 Ao sair eu e Butters fomos para escola.

Chegando na escola eu estava com muito medo, todos me olhavam estranho, e por sorte o sinal tocou anunciando que a aula tinha começado.

Espero não ficar na mesma sala que Craig, isso poderia dar muito problema. Entramos na sala e não vi Craig, será que ele foi mudado de sala? Espero que sim, isso é melhor.

— Bem alunos hoje temos novas duas alunas! Se apresentem- 

— Olá, sou Morjorine Ttohcs, tenho 16 anos.- Butters se apresentou, as meninas pareciam não suspeitar de nada, talvez porque Butters estava convencendo muito com sua fala.

— E-Eu sou Keewt Kaewt, t-tenho 16 a-anos.- falei nervoso, soltando um grito involuntário no final.

— Por que você tem tantos tics?!- Cartman Perguntou.

— Ela tem DDA- falou Butters respondendo por mim. 

A porta é aberta bruscamente.

— ISSO É HORA DE CHEGAR SENHOR TUCKER?! - Sr. Garrison falou.

Pera.. CRAIG?

 Me virei bruscamente e vi Craig ofegante provavelmente por ter vindo correndo, ele olhou diretamente para meus olhos e seus lábios se mexeram como se ele dissesse "Tweek" mas não saia som.

— C-Craig..- Falei porém não saiu som.

Acho que me dei mal. Me dei muito mal..



Continua?






Notas Finais


Link do vestido do Tweek:

https://pin.it/ky7ojsf7cjxkkt

Link do penteado e peruca do Tweek:

https://pin.it/xv4u7pix3zcq4h

Até o próximo cap. Espero que tenham gostado, desculpe-me pelos erros de ortografia não revisei o cap.

Até mais :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...