História Creek- Please Love Me - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias South Park
Personagens Bebe Stevens, Butters Stotch, Clyde Donovan, Craig Tucker, Damien Thorn, Dougie, Eric Cartman, Firkle, Gerald Broflovski, Henrietta Biggle, Ike Broflovski, Jimmy Valmer, Karen McCormick, Kenny McCormick, Kevin McCormick, Kyle Broflovski, Liane Cartman, Linda Stotch, Michael (Gótico), PC Principal, Personagens Originais, Pete (Gótico), Phillip "Pip" Pirrup, Randy Marsh, Sharon Marsh, Sheila Broflovski, Shelly Marsh, Sr. Garrison, Sr. Mackey, Sra. McCormick, Stan Marsh, Stephen Willis Stotch, Stuart McCormick, Thomas, Timmy Burch, Token Black, Trent Boyett, Tweek Tweak, Vice Principal Strong Woman, Wendy Testaburger
Tags Bunny, Butters, Clyde, Craig, Creek, Damien, Dip, Kenny, Kyle, Pip, Stan, Style, Token, Tweek, Tyde
Visualizações 18
Palavras 1.648
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Fantasmas no banheiro


On Pov Damien


Depois de um longo tempo, Pip conseguio dormir.

Ele parece um anjinho dormindo, acho que tudo nele faz ele parecer um anjinho.

Ainda estava sedo pra dormir, então resolvi jogar no celular um pouco.

Meu pai nem terminou o jantar ainda, quando ele terminar, irei acordar Pip para comer.

Acho melhor Pip morar comigo e meu pai por enquanto, acho que ele ficará bem no quarto de hóspedes.

Paro de jogar e dou uma olhada em Pip, seu corpo tinha marcas de murro que estavam roxos,me aproximo do seu corpo e dou um leve chupão no seu pescoço, e escuto ele gemer baixo ainda dormindo, Souto uma risada nasal.

— Damien! Filho! O jantar está pronto!- meu pai fala batendo na porta de meu quarto.

— Ja vou descer pai!- aviso e vejo Pip se remexer — Phillip acorda,vamos comer -falei para o britânico que abre os olhos lentamente.

— D-Dami que horas são?-ele pergunta infregando os olhos.

— Hora do jantar, vamos - me levantei da cama e joguei um moletom meu para ele já que sua blusa estava rasgada.

Ele veste rapidamente, então descemos até a cozinha, e meu pai estranha o fato do britânico está ali, mas ignora.

— Olá, garotinho, Seu nome é Phillip né? É um grande prazer conhecê-lo- meu pai fala tentando ser gentil, algo que ele sabe fazer muito bem — eu sou o pai de Damien- ele completou.

— Oh.. é-é um prazer conhecê-lo S-Sr.Satã- o britânico falou se escondendo atrás de mim por timidez.

Nós sentamos na mesa, e o meu pai serviu o jantar.

— Então.. o que você é do meu filho?- meu pai pergunta.

— B-Bem... S-Somos amigos.. ?- ele fala mas fazendo parecer ser uma pergunta.

— Na verdade somos namorados- falo, e vejo Saddan cospir o suco que bebia, eu nem tinha o notado quando cheguei, vejo também o loiro ao meu lado corando bastante, ele está fofo assim. 

— Oh que bom! Quando vão casar? E filhos quantos pretendem ter?- meu pai pergunta animado, e essas perguntas fazem o loiro britânico corar mais ainda. 

Que adorável♡ ~

— Pai! Pare de ficar enchendo Phillip com essas perguntas, está deixando ele desconfortável- falei irritado.

— T-Tudo bem Damien- falou o do meu lado — E-Eu não sei quando vamos nos casar, e a resposta da segunda depende do Damien- ele respondeu corado olhando para o seu prato de comida.

— Oh então vocês pretendem mesmo casar?!- meu pai pergunta animado até de mais.

— Oh.. b-bem d-depende do que o D-damien quiser- respondeu Pip.

— Oh entendo! Mais tarde farei bolo!-

— Caso o senhor precise de ajuda, eu sei cozinhar algumas coisas- Pip falou sorridente.

E assim foi o resto do jantar, Pip conversando com meu pai, e eu e Saddan calados durante todo esse período, pelo visto meu pai gostou de Phillip.

Após o jantar acabar, dou uma roupa minha para pip ir tomar banho.

— Pai, Pip pode morar conosco até acharmos uma casa pra ele?- perguntei.

— Porque? O que houve com a casa dele?- meu pai perguntou lavando alguns pratos enquanto eu o observo.

— A casa dele tá tendo uns problemas, eu vou resolver isso depois, mas preciso que ele fique aqui por um tempo- falei, meu pai se vira para me encarar limpando as mão molhadas no avental.

— Ah claro, amanhã você pode ir com ele para comprar coisas pra decorar o quarto de hóspedes do jeito que ele quiser- meu pai fala se virando novamente e terminado de lavar os pratos.

Escuto um grito vindo de cima, e vou correndo para o banheiro onde estava Pip, vejo Pip tentando segurar a toalha. 

A toalha estava somente cobrindo a parte da frente do britânico, e uma outra toalha estava em seus cabelos.

— D-Damien! t-tinha algo na n-na banheira! -ele fala correndo e me abraçando, segurando a toalha — A-Algo t-tinha tocado m-minhas pernas q-quando eu estava ali! E-entao eu saí rápido!- ele disse apavorado.

Esqueci de o avisar que aqui é cheio de assombrações.

— Calma! Eu estou aqui Phillip, não vou deixar nada acontecer com você, angel!- falei retribuindo o abraço.

Geralmente eu costumo ter raiva desses espíritos da minha casa, mas agora eles finalmente fizeram algo bom, me deram a chance de ver a linda cena do Pip só de toalha. 

Pego Pip no colo e levo-o até o quarto de hóspedes, ele apenas corou e segurou a toalha para não cair.

Off Pov Damien

∞Quatro dias depois∞

On Pov Tweek

Hoje é quinta, e nesse sábado vou para o park com meus amigos comemorar meu aniversário.

Eu estou muito ansiosos pelo dia, até porquê eu finalmente vou encontrar o daddy! 

M-mas e se ele for um velho? E-e se ele for um assasino maluco? 

Jesus! 

Calma tweek! Ele disse que tinha 14 anos! 

No momento estou voltando pra casa, não teve aula hoje e eu fui idiota o suficiente para ir 

Cheguei na cafeteria e passei a tarde trabalhando lá.

Depois do trabalho fui para casa, ao chegar lá vejo meu pai e minha mãe conversando, somente eu tenho trabalhado na cafeteria, eles estão ocupados com não sei o que, apenas digo que cheguei e subo para meu quarto, deixei minhas orelhas de neko amostra.

Chegando no quarto, me jogo na cama e pego meu celular.

— Daddy, você esta ocupado?-

Mandei uma mensagem para o daddy, e ele depois de alguns minutos responde.


Daddy: Oi, baby, não estou ocupado. Estava com saudades ,baby?-



— Sim ༼ つ ◕‿◕ ༽つ-



Daddy: Também estava com saudades baby

Baby

Você quer conversar por ligação?-


Me surpreendi um pouco com essa pergunta mas tratei de responder rápido.

— Por que?? Não que eu não queira, é que eu fiquei surpreso com essa pergunta- 



Daddy: Tudo bem se não quiser

Podemos somente conversar sobre seu dia- 



— Não, eu quero a ligação-



Daddy: Okay Honey, espere vou ligar pra você-



— Por favor, não ache minha voz estranha- 



Daddy: Impossivel! Sua voz é a mais doce que eu já ouvi baby!

Espere, vou ligar para você-



Vejo meu celular tocando, e logo atendo.

— Oi baby- ele disse com uma voz rouca, e sexy.

— Gah!... O-Olá -falei. — sua voz me parece famíliar - completei. 

— Impressão sua baby... Quer fazer algo divertido? - perguntou.

— Gah! A-Acho que sim -falei.

— Okay, oque está vestindo?- perguntou e eu me ajeitei na cama.

— Gah! E-Estou usando roupas normais, minha camisa de botões m-mal abotoada, e minha calça- 

— Sabe, eu adoro sua roupa mal abotoada, e quando chove ela fica coladinha no seu corpo, fica uma delícia, sabe, eu adoraria te morder todo- falou, só de imaginar ele me mordendo me deixa excitando — estou imaginando você gemendo pra mim enquanto eu fodo sua bundinha gostosa- completou, coro completamente.

Já estou me sentindo duro.

— Você consegue me imaginar te fodendo com força?- 

— C-consigo... Seria d-delicioso - respondi.

— Sim, com certeza seria delicioso. Eu estou muito duro, e você?- 

—T-Tambem estou d-duro Daddy- 

— Você me chamando de Daddy me deixa louco- ele disse, eu comecei a massageiar meu membro por cima da calça — Eu me imagino tirando sua calça e mordendo e chupando suas coxas, até chegar perto do seu pau, Baby ,eu iria te chupar até você gozar e eu sentir seu gostinho- 

Tirei minha calça e minha cueca.

e-eu quero D-Daddy- gemi.

— Também quero muito te foder Baby-

— D-Daddy, m-meu pau t-ta doendo- falo já me masturbando- i-isso é tortura Daddy!!- gemi manhoso.

— Calma Baby, fique de quatro na cama, e chupe bem seus dedos- 

Estranhei o pedido mas o fiz,  fiquei de quatro na cama e levo dois dedos meus até a boca os deixando lambuzados de saliva.

— Fez?-

— Sim- repondi 

 Pegue um fone e fique com as mãos livres- Fiz o que o Daddy falou. 

— Agora massageie sua entradinha divagar, me imagine fazendo isso- Massaguei minha estrada, era uma sensação estranha, mas muito boa, meu dedo entrou sem nenhum esforço, eu já estou bastante molhado, por ser um híbrido eu tenho lubrificação, assim como as mulheres. Gemi alto ao sentir meu dedo — Tweek? Esta bem?

— M-Meu d-dedo entrou- falei, meu dedo entrando não doeu só gemi por surpresa.

— Oh que cena deliciosa é te imaginar gemendo e se tocando pra mim - falou — Tente por um segundo dedo - 

Assim fiz, não doeu mas incomodou um pouco, me masturbei para fazer o incomodo passar, logo passou para prazer, aumentei os movimentos de meus dedos enquanto gemia.

— Enfie mais forte baby! Quero ouvir os barulhos de seus dedos dentro de você!- ele gemeu ordenando e o obdeço-  — Sou eu que estou te fodendo agora entendeu?! - Ele falou e eu concordei com o que ele disse, mesmo sabendo que ele não pode me ver agora.

— D-Daddy me fode! - Gemi — E-Eu quero gozar! - gemi alto sentindo que estava próximo.

—  Goza pro seu daddy, baby- falou, e assim eu gozei, soltei um gemido alto enquanto gozava, mordi o travesseiro, e ouvi o Daddy gemendo também.

Fiquei algum minutos em silêncio e ofegante.

— Ainda aí baby?-

— S-Sim daddy.. i-isso foi incrível- falei involuntáriamente.

— E quando eu te fuder será mais incrível ainda, eu prometo baby-

—  Mal posso esperar D-Daddy- 

— Aliás, seu aniversário é sábado né baby?-

— Sim daddy, queria muito que você fosse- 

— Eu vou, mas você não irá saber quem sou- 

Solto um suspiro triste.

— Baby... Pensando melhor... O que acha de me encontrar na roda gigante no sábado? - perguntou.

— SERIA INCRÍVEL! - Falei o escutando dar uma risada em seguida — Q-Quer dizer s-seria ótimo GAh! -

— Então encontro você sábado, atras da roda gigante, quando a Jimmy, Token  Clyde, Craig saírem de perto- falou.

— O-Okay d-daddy, e-eu estou tão ansioso!- 

 Eu também estou ansioso Baby- 


Continua?



Notas Finais


Perdão pelos erros de ortografia
não corrigi :'^
Até o próximo capítulo.
B-Y-E.. bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...