História Crepúsculo - um amor que ainda não começou - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Tags Crepusculo, Romance
Visualizações 35
Palavras 735
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiii
Tá curto eu sei mas eu não aguento ver um capítulo pronto (ou quase pronto) e não postar
Só que eu tô com um bloqueio.
Eu tenho várias ideias, mas eu não sei como ligar elas com a história sabe? Tipo: vai acontecer isso, mas como desenvolver esse "isso" eu não sei.
Se alguém quiser me ajudar ou dar sugestões aceito.
No mais é apenas Boa leitura e espero que gostem

Capítulo 9 - A conversa


POV Edward

_Bom, parece que teremos uma longa conversa. - disse Carlisle.

Sam a apresentou a todos e eu percebi que Jacob a considerou uma ameaça, mas eu não achava isso.

_Você não me falou de Jacob.- ela comentou com Seth. Jacob tinha ido conosco na viagem, mesmo que eu não gostasse disso. Renesmee já tinha 8 anos de idade e 16 de aparência, eu podia defende-la sozinho.

_Eu esqueci que você não conhecia ele.- Seth estava nervoso. Seus pensamentos eram de medo e posse. Por que ele achava que íamos tomar algo dele?

Já Crhistie estava desconfiada. Achava que ele não tinha esquecido nada, mas não disse nada.
Sam pigarreou, chamando nossa atenção.

_Viemos aqui por que ela foi transformada - apontou para Crhistie - e não sabemos o que fazer com ela. - A recém-criada ficou ofendida, mas não manifestou.

_Mas não podem e não vão matá-la. - não era uma pergunta. Eu sabia bem o por que de não matá-la e pelo desespero nos pensamentos de Seth sabia que não devia perguntar.

_Exatamente. - Sam continuou - Mas vocês perceberam que o cheiro e a aparência dela são diferentes, não é? E ela também come comida humana.

Os vampiros estavam surpresos e ansiosos, esperando a explicação de como isso era possível. Mas Carlisle era quem estava mais impressionado, nunca tinha visto nada parecido. 

_Eles não sabem por que. - respondi a pergunta muda deles. Eles suspiraram decepcionados, enquanto Sam e Seth assentiram. Mas Crhistie estava confusa. "Do que estão falando?" se perguntava.

_Seth não lhe contou sobre meu dom?

O mesmo bateu a não na testa.

_Esqueci isso também.

E Crhistie só ficava mais confusa. Carlisle teve que lhe explicar calmamente sobre o que eram esses dons, quem de nós tinha e qual era o de cada um. Ao saber do meu a primeira coisa que pensou foi: "tomar cuidado com o que eu penso." Não me aguentei e soltei um riso, atraindo olhares.

_ Mas, enfim, por que era importante contar isso para a gente? - Emmett indagou - Era só para ver se sabíamos por ela é diferente?

_ Não. Nós queríamos saber se ela pode morar aqui. 

Foi então que entendi os pensamentos de Seth. Ele achava que não iria vê-la com frequência se ela morasse aqui. Estava com ciúmes dos caras-sanguessugas e com medo de que eles tomassem Crhistie de si.

_ Mas é claro que pode minha querida. - Esme disse, estava feliz por ter mais uma filha. 

_ Mas porque ela não pode ficar na aldeia? - Seth perguntou a Sam. Ele estava sofrendo por dentro, mas por fora só parecia curioso.

_ Bom, imaginei que os lobos se sentiriam desconfortáveis com uma vampira andando pela aldeia. Principalmente Leah. - foi a resposta dele. 

Mas eu sabia que era mentira. Os lobos estavam se acostumando com ela, já que seu cheiro não incomodava. E Leah estava adorando ter uma amiga que não fedesse a vampiro nem fosse Emily para reclamarem dos garotos juntas. Resolvi não interferir, mesmo que Crhistie não gostasse da ideia de sair da aldeia. 

_ Mas eu gosto de Leah - ela diz e Seth levanta uma sobrancelha - e dos lobos também - Ok. Agora ele ficou com ciúmes, mesmo sabendo que seus amigos nunca encostariam nela. - E pelo que Seth me falou vocês estão meio que vivendo escondido aqui. Eu só tenho 17 anos. Tenho que terminar a escola e não posso fazer isso se for uma Cullen.

_ Verdade. - disse Alice. Então ela teve uma visão. Tão rápida que só eu e Jasper percebemos. Deu tempo de ver o que era, mas não entendi até escutar os pensamentos de Seth.

_ E se ela continuar na minha casa, mas como minha prima? - ele começou e eu já sabia onde isso ia dar. - Eu preciso mesmo voltar a estudar, então a gente iria para a escola juntos.

_ Mas ela iria para a escola quileute? - Sam perguntou. Seth fez uma careta sem saber responder, mas Alice fez isso por ele.

_ Melhor ela ir para a escola da aldeia. Assim, se ela se descontrolar um dia, terão vários lobos para segurá-la. - todos concordaram e assim ficou decidido: Crhistie moraria na casa de Seth e iria para a escola com ele. 

Mas somente eu e Alice sabíamos o que estava destinado a eles.


Notas Finais


Eu sei que tá ruim mas fazer o que, né?
Se alguém tiver ideias coloque nos comentários


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...