História Cretino irresistível - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug)
Tags Adrinette
Visualizações 329
Palavras 433
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


♡\( ̄▽ ̄)/♡

Capítulo 6 - Cap 6


Eu podia sentir a maneira como ele esticou a mão, tocando com a ponta dos dedos toda a extensão das minhas costas até pressionar seu polegar contra a pele macia dos meus quadris. Abaixei a cabeça para encontrar seus olhos, que e observavam de volta atentamente. Podia ver seu peito subindo e descendo, cada respiração mais profunda do que a última. Um musculo tremeu em seu queixo quadrado quando seu polegar começou a se mover, acariciando lentamente de um lado para outro, os olhos ainda grudados nos meus. Ele estava esperando que eu o interrompesse. Tive muito tempo para afastá-lo ou simplesmente para me virar e ir embora. Mas havia muitas sensações dentro de mim que eu precisava dirigir antes de poder reagir. Nunca tinha me sentido assim, e nunca imaginaria que um dia me sentiria dessa maneira em relação é ele. Eu queria dar um tapa no rosto dele, e depois puxá-lo pela gola da camisa e lamber seu pescoço.

-No que está pensando? –Ele sussurrou, com os olhos ao mesmo tempo zombando e mostrando ansiedade.

-Ainda estou tentando descobrir.

Com aqueles olhos ainda presos aos meus, ele começou a deslizar a mão mais para baixo. Seus dedos percorreram minha coxa até a barra da saia. Então começou a subir a ponta do dedo, tracejando a alça da minha cinta-liga, esbarrando na renda que sustentava a meia. Um longo dedo deslizou por baixo do tecido fino e puxou levemente para baixo. Eu soltei um suspiro entrecortado, de repente me sentindo com se estivesse derretendo por dentro.

Como eu poderia deixar meu corpo reagir daquela maneira? Ainda queria lhe dar um tapa, mas agora, mais do que isso, eu queria que ele continuasse. Um desejo angustiado estava se concentrando entre as minhas pernas. Ele alcançou o topo da minha calcinha e deslizou os dedos debaixo do tecido. Senti sua carícia contra minha pele e o resvalar em meus clitóris antes de ele enfiar o dedo lá dentro, e então mordi os lábios, tentando, sem sucesso, abafar meus gemidos. Quando olhei para baixo, gotas de suor estavam se formando em suas sobrancelhas.

-Merda -Ele grunhiu silenciosamente. -Você está molhada -Seus olhos se fecharam e ele parecia lutar a mesma batalha interna que eu enfrentava. Olhei para o seu colo e pude ver o quanto ele pressionava contra o tecido macio da calça. Sem abrir os olhos,ele tirou o dedo e agarrou a renda fina da minha calcinha. Ele estava tremendo quando olhou pra mim com uma expressão furiosa. Com um movimento rápido rasgou a calcinha, e o som do tecido sendo partido ecoou pelo silêncio da sala vazia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...