1. Spirit Fanfics >
  2. Criando Harry Potter >
  3. Capitulo 3

História Criando Harry Potter - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Capitulo 3


"Severus, por que você está de pé no corredor?" Minerva olhou em volta procurando por Harry.

"Harry apenas me trancou fora de nossos aposentos". Severus encostou-se na parede fria da masmorra.

"Você precisa que eu pegue Albus?"

"Sim, se você puder. Eu sei que ele estava em uma reunião."

"Ele deveria ter terminado. Continue tentando entrar."

"Eu irei, mas duvido que funcione."

"Por quê?"

"Ele está bravo comigo por lavar o Sr. Bear." Severus ergueu o urso de Harry, de aparência esfarrapada.

"Oh céus."

_________________________

"Pai, você pode me ajudar com esta tarefa." Harry estava na mesa da cozinha.

"Sim."

"Eu estava prestes a lhe contar a sorte que tenho de ter um pai como você, mas você colocou alface no meu sanduíche." Ele começou a puxar a alface.

"Você não precisa de ajuda na sua tarefa?"

"Pai, oh, meu pai maravilhoso. Tenho muita sorte de ter você como meu pai."

"Você fez drama demais."

"Você ainda vai ajudar?"

"Sim."

______________________________________________________________________

"Pai, eu não vou sair. Quero um hambúrguer para o jantar com um pouco de limonada e batata frita." Silêncio, como grilos, podia ser ouvido. "Olá, pai?"

"Eu ouvi você. Estou tentando decidir quais poções adicionar ao seu pedido. De ação lenta ou rápida?"

"Você será quem terá que limpar tudo e cuidar de mim, você realmente quer isso?"

"Você quer limonada congelada ou em pó?"

__________________________________________________________

"Pai? O que há para o jantar?" Nada. Severus nem olhou para cima. "NAOOOOOO, de novo não." Harry fez beicinho.

"Veneno de penas de pavão."

"De novo, não podemos fazer isso quando temos que acabar com os Weasley. Ron não notará a diferença."

Draco olhou para eles. "Vocês dois são tão estranhos."

_________________________________________________________

"Pai, por favor."

"Te amo! Vejo você em breve."

"Você vai tirar uma soneca em vez de me fazer algo para comer. Você me proibiu de cozinhar, lembre-se."

"Estou compensando todos esses anos sem dormir."

"Vou contar para tia Minnie."

"Consiga um elfo doméstico para fazer algo para você."

"Tudo bem, eu sei quando sou amado."

"Sim, você é totalmente não amado, indesejado, seu pirralho ingrato."

"Também te amo, pai!"

__________________________________________________

"Papai?"

"Papai?"

"Papai?"

"O que?"

"Draco, Neville e eu queremos ir ao cinema. A avó de Neville vai nos levar."

"Bem."

"Nós queremos ir jantar também."

"Bem."

"Pai, os pássaros estão voando para o quarto."

"Bem."

"Te vejo amanhã."

"Tudo bem ...... Espere que pássaros?"

_____________________________________________________

"Quando sua aula terminou esta noite?"

"7, tio Lucius quer ter certeza de que Draco, Neville e eu podemos passar pelo baile de verão sem o envergonhar."

Severus não comentou, pois não era seu filho que envergonhou Lucius no ano passado. "Jantar fora?"

"Se você pode vir mais cedo e me afastar da tia Cissy e Draco, me arrastando para usar alguns vestidos. Ela mencionou uma cor estranha".

Severus sabia que seu filho só usaria preto. "O que eu ganho com isso?"

"Eu vou deixar você dormir até tarde no sábado."

"Combinado."

____________________________________________________________

"Você o quê? Um hobby?" Severus olhou para Albus e Minerva como se tivessem crescido uma segunda cabeça.

"Sim, acho que vai fazer bem a você." Minerva cutucou Albus, que concordou.

"Eu tinha um hobby, costumava ler minha revista mensal de poções".

"Por que você não faz isso agora?" Alvo deu um sorriso, seus olhos brilhando.

"Eu tive um filho. É um hobby envolver estar exausto e jogar coisas para mim. Chama-se paternidade".

__________________________________________________________

"Papai?"

"Hmmm"

"Por que Urano (Uranus em inglês) é engraçado?"

"Onde você ouviu isso?"

"Ron. Ele continuou rindo quando Neville estava nomeando os planetas."

Severus suspirou. Ele se perguntou se Molly Weasley sentiria falta de um de seus filhos.

_________________________________________________________________

"Severus, por que Harry tem uma placa de Não Entre com um x enorme sobre o papai?" Filius olhou para a porta fechada.

"Eu disse a ele para limpar seu quarto. Agora estou proibido de entrar."

_______________________________________________________________

"Papai!"

"Pai! Acorde!"

"O que?"

"A Fada dos Dentes relaxou, novamente."

"O que?"

"A Fada dos Dentes não apareceu." Segura o dente.

"Tenho certeza que a Fada dos Dentes não esqueceu. Ele ou ela podem estar cansados ​​demais e tiveram que terminar algumas outras tarefas. Vá e pegue uma foice do meu roupão. Eu farei seu café da manhã favorito."

"A Fada dos Dentes vai visitar hoje à noite?"

"Sim, sim. Deixe-me dormir por mais trinta minutos. Não tente tomar café da manhã. Melhor ainda, venha aqui." Severus puxou Harry para a cama com ele. "Dorme."

______________________________________________________________________

 

"Ele já terminou?" Minerva perguntou.

"Não, ele está comendo feijão cozido, um de cada vez." Severus olhou ao redor do Salão Principal vazio. Ele teve aula em uma hora e, na velocidade que Harry estava indo, ainda comeria seus feijões no almoço.

"Por que ele está comendo eles um de cada vez?" Filius perguntou

"Ele acha que se ele os comer um de cada vez, eu vou desistir de fazê-lo comê-los."

"Funciona?"

"Infelizmente sim."

_________________________________________________________

"Severus, por que todos os meus grifinórios têm detenções?"

"Culpe Harry."

"Ele nem consegue fazer uma frase completa."

"Sua palavra do dia é detenção. Ele tem dito isso o dia todo."

"Detenção!" Harry gritou, dois estudantes gemeram.

__________________________________________________________

"Não, não, não. Está errado." Harry colocou um grande x no desenho.

"O quê? É amarelo."

"Não, você entendeu errado."

"Harry, o sol está amarelo."

"Você fez o amarelo errado."

"Eu vejo."

_________________________________________________________

"Então você acha que essas coisas vão me poupar tempo?"

"É o que o livro disse." Minerva entregou a ele. "Dicas para os pais"

"Vamos ver, adicionar um rolo de algodão na minha sala de artesanato? Eu não tenho uma sala de artesanato e Albus é quem precisa disso com todo o seu brilho. Em seguida, dê ao seu filho seus próprios copos para impedir que eles usem novos. O que é uma geladeira? Por que um ímã em um copo os impedia de usar um novo? Harry gostaria que todos os copos os tivessem. Em seguida, ok, isso pode funcionar. Eu gosto da ideia de um adesivo no interior dele. Isso me pouparia tempo. Ah, eu preciso desse material para me livrar das marcas de lápis de cera. Preciso fazer uma lista. "

"Veja, eu disse que seria útil." Minerva não pôde resistir.

"Eu preciso ir às compras e você vem comigo. O que é tinta de tecido? Adicione-a à lista."

Minerva deixou Severus com o livro.

________________________________________________________

Severus olhou para o artigo na Revista Parental. Ele olhou em volta, escreveu uma carta para Harry que estava na sua aula de Feitiços. Deu a um elfo doméstico para entregar. "Sim, pai, passamos bastante tempo juntos. Tenho certeza de que um curandeiro pode até dizer muito".

___________________________________________________________

Severus suspirou. "Ele não consegue encontrar os sapatos, mas pode encontrar o menor pedaço de cebola em sua comida".



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...