1. Spirit Fanfics >
  2. Criminal - ChanBaek >
  3. Capítulo 02

História Criminal - ChanBaek - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo 02


Fanfic / Fanfiction Criminal - ChanBaek - Capítulo 2 - Capítulo 02

   Baekhyun acorda com a claridade do sol em seu rosto, na noite anterior não havia percebido que as cortinas estavam abertas. Seus olhos ardiam um pouco pela forte claridade, mas logo foi se acostumando, olhou para o teto pensando um pouco para recuperar as memórias da noite anterior, balançou a cabeça em negação achando que era só mais um de seus sonhos bugados, como chamava os sonhos onde estava em lugares diferentes. Sua atenção agora estava no teto, que não tinha percebido que era diferente do teto azul com estrelas que tinha pintado a pouco tempo, levantou-se da cama num pulo e olhou ao redor vendo que não era seu quarto. 

Assustado, correu até a porta e saiu do quarto, ao menos sabia por onde corria, só queria sair dali, seu pai iria o matar. Encontrou a escada e desceu correndo sem se importar se poderia cair. 


Sentiu seu corpo se chocar com algo o fazendo parar, olhou um pouco para cima e pôde ver a feição séria do mais alto.


   ── Me solta! - falou quando se afastou e teve seu braço segurado pelo outro.


   ── Não! Sabia que podia se machucar descendo a escada desse jeito? - ainda olhava seriamente para o outro. Baekhyun podia confessar que aquilo o incomodava, mas não iria se mostrar assim para o mais alto.


   ── Nada! E-eu tenho que ir, meu pai deve estar preocupado… - soltou seu braço e caminhou até a porta, antes que pudesse sair seu braço foi puxado novamente. 


   ── Você não pode ir! - ditou o mais alto encarando o outro que o olhava incrédulo.


   ── Olha aqui… - não conseguiu terminar, foi interrompido por um grito.


   ── Baek!!! - Jimin desceu as escadas correndo e foi ao encontro do outro. Apertou o mais velho em um abraço e sorriu. ── Bom dia, bom dia, bom dia!! - exclamou sorridente.


   ── Olá, Jimin! Bom dia… - Falou retribuindo o abraço. ── Qual o motivo de tanta alegria? - Mesmo não tendo tanta intimidade com o outro, já criara um grande carinho pelo pequenino.


   ── Meu pai! Ele virá nos visitar. Eu estou tão feliz, hyung! - Ainda sorrindo, caminhou até a sala e se jogou no sofá. 


Baekhyun apenas deu de ombros e seguiu o menor, mas antes que se sentasse no sofá foi puxado até a parte de cima da casa.


   ── O que… - foi jogado na cama com brutalidade.


   ── Você não pode sair daqui garoto! - ditou o mais alto.


   ── Eu posso e vou! - Levantou-se novamente e foi até a porta, girou a maçaneta e percebeu que estava trancada. Chanyeol apenas deu de ombros olhando o menor. ── ME TIRA DAQUI! AGORA! - gritou vendo o outro apenas balançar a cabeça em negação. ── Quem você acha que é para me manter preso? - falou indo até o outro.


   ── Não fui eu quem criou essa situação. Você não estaria aqui se não estivesse observando a mim e minha casa! - falou dando de ombros.


   ── Meu pai irá me matar! Eu quero ir embora! - aproximou-se mais do outro e deixou socos em seu peitoral. Aquilo não fazia nem cócegas no moreno. ── Mas que coisa! - disse ao cansar e ver que aquilo não adiantaria nada.


   ── Você deveria ter mais cuidado, eu poderia atirar em você a qualquer momento. - retirou uma pistola de trás de si e apontou para o menor que arregalou os olhos encarando o Park. ── Mas, enfim… - guardou a arma no mesmo lugar. ── Eu gosto demais de você para fazer isso…


   ── O que? - perguntou confuso. Nem fazia tanto tempo que o Park o conhecia, ou sim?


   ──É Angel, ou você acha que eu te sequestrei por causa de seu pai? - soltou uma gargalhada baixa e rápida, e então saiu do quarto trancando a porta novamente.


Baekhyun correu até a porta e tentou abrir, mas sem sucesso. ── ME TIRA DAQUI!! - gritou e bateu fortemente na porta, não adiantando nada já que o maior já estava um pouco longe.




                           ⛓⛓⛓



   ── Jimin? - Namjoon chamou assim que entrou no quarto e viu o menor se olhando na penteadeira. Tão fofo. pensou, acabando por se culpar por trair o menor, mas não queria tirar toda essa inocência que cresceu no Park. 


   ── Joonie!! - correu até o mais velho e pulou em seu colo o abraçando e deixando beijos por todo o rosto do maior.


   ── Olá pequeno! - deixou um selar nos lábios do outro. ── Está tudo ok? - perguntou e teve um aceno positivo do menor.


   ── Eu estou tão feliz! Meu pai virá nos visitar, já já ele chega! - saiu do colo do outro.


Namjoon suspirou e sentou-se na cama olhando seriamente para Jimin, este que encarou confuso para o maior por causa de sua expressão. 


   ── O que aconteceu? - perguntou indo sentar no colo do outro, mas seu corpo foi afastado pelas mãos grandes e pesadas de Namjoon. Sentiu seu peito doer por causa de tal ato.


   ── Jimin! Eu sei que nós temos uma história linda, tantos anos juntos. Eu sei que você me ama mais que tudo, eu sei de tudo isso então me perdoa, mas… - Não sabia como continuar aquilo, não queria magoar o menor. ── Não é sua culpa, eu só acho que eu não posso mais fazer isso… Jimin, eu te traio! Me desculpe por isso, eu não posso continuar assim então eu acho melhor terminarmos. - Jimin não sabia o que fazer, estava em choque. Não acreditava no que estava ouvindo de Namjoon. Seu peito doía, sua respiração estava falhando, seu olho ardia inundado de lágrimas.


Seu mundo por um momento parou e então saiu correndo para fora dali, escutou seu nome ser chamado mas não parou até que chegou na escada. Sabia que se descesse correndo poderia cair, mas aquilo não importava agora, não queria ver o rosto de Namjoon.


Desceu os degraus correndo até ver a silhueta alta e forte de seu pai passar pela porta. Antes mesmo que pudesse pensar em algo seu corpo já se chocava com o outro.


   ── Jimin!- Namjoon gritou e pegou o garoto no colo, este que chorava e se debatia para ser solto.


   ── Me solta! Eu não quero que me toque! - foi solto, assim como foi pedido. Correu até seu pai que lhe pegou no colo e acariciou suas costas.


Jay Park olhou feio para Namjoon, iria matar o moreno por estar fazendo seu pequeno chorar. Odiava ver algum de seus filhos chorando, principalmente Jimin. 


   ── O que aconteceu meu bem? - perguntou enquanto acariciava as costas do loirinho tentando acalmá-lo, o que estava funcionando.


   ── Jay… - Namjoon chamou envergonhado ── Eu acho que é melhor deixá-lo quieto um pouco… - o mais velho assentiu e foi até o quarto do menor e o colocou na cama o deixando com seu ursinho.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...