1. Spirit Fanfics >
  2. Criminal - Clace e Jemma (Segunda temporada) >
  3. Vingança

História Criminal - Clace e Jemma (Segunda temporada) - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


OIEEEE

Ou eu posto madrugada do outro dia, ou eu posto cedo pra cacete né? KKKKKK perdão

Mas pelo menos eu lembrei no dia certo 😌

Ksksksks

Boa leitura ❤

Capítulo 11 - Vingança


Tempos atrás

  -- Eu juro que se você pegar mais uma coisa minha eu vou te matar esganada Emma! - Gritou Archie da escada.

  Emma sorriu falsamente e mostrou os dedos do meio.

  -- Emma Herondale Fairchild! - Clary cruzou os braços.

  -- Isso significa paz e amor, mamãe. - Ela engoliu em seco.

  -- Ah, claro. - Ironizou a ruiva.

  Archie riu e sumiu pelos corredores do segundo andar.

  -- Se um dia essa casa ficar em silêncio, é porque a gente se mudou. - Disse Jace ao sair da cozinha. - Tem macarrão para as crianças e salada para gente, amor.

  -- Eu já falei que você é o homem da minha vida? - Clary sorriu para o marido.

  -- Adultos. - Emma fez uma careta, revirando os olhos e indo a cozinha.

                              ~\\~\\~\\~

  Atualmente Em Nova York...

  Archie acordou com sede. Sua boca e garganta secas. Pelo horário de seu celular - o qual estava sem internet e no modo avião para não ser rastreado pelos pais - eram sete e meia da manhã. Ele provavelmente poderia pegar um copo d'água na cozinha e ninguém notaria. Era muito cedo, na realidade. Ele imaginou que chefões do crime acordavam mais tarde.

  O ruivo se levantou, cantarolando a última música que ouviu antes de pegar no sono, pensando na súbita atração que Candice, a garota empregada, despertou nele. Archie se considerava gay desde... bem, desde sempre. Desde bem pequeno puvia todo mundo dizer que se ele sentia atração por meninos, ele com certeza era gay e não gostava de meninas. Então mesmo quando era menor, Archie nunca desejou explorar mais de sua sexualidade, focando apenas nos garotos e ignorando as garotas. Então era estranho sentir algo por garotas, certo? Será que ele só a tinha achado exageradamente bonita? Ou a queria de alguma outra forma?

  Estava extremamente confuso, como ficou a vida toda.

  Ao entrar na cozinha, viu a mesma se abaixando e pegando algo que havia deixado cair. E então continuou a varrer.

  Ele engoliu em seco e piscou várias vezes. Ele nunca havia ficado excitado por uma garota. Graças a Deus não estava com uma ereção, mas ao ponto de ter uma, e isso o preocupou. Ele realmente sentia atração por garotas? Sempre sentiu?

  Puta merda.

  Que momento para descobrir.

  Sempre foi algo que ficou em sua cabeça. Ele beiharia meninas, mas sentia algo mais...pelos meninos. E isso era ser gay. Mas... voltando um pouco...ele gostava do corpo das mulheres, e de suas vozes. E já sepegou pensando várias vezes como seria estar com uma. Isso não era só curiosidade?

  Archie estava definitivamente confuso, em uma coisa que ele achou que estava totalmente certo.

  -- Bom dia, Herondale. - Cumprimentou a morena, extremamente simpática.

  -- Pode me chamar de Archie. - Ele sorriu de volta. - Só vim pegar um copo d'água.

  -- Fique à vontade. - Disse ela.

  Archie se sentia sendo devorado pelo olhar dela. Talvez pelo suor que grudou a camisa branca em seu corpo. Ou a bermuda que usava para dormir era muito apertada? Ele não fazia idéia.

  Mas o calafrio de prazer que passou pelo seu corpo ao notar que ela provavelmente estava interessada o assustou. Então ele gostava mesmo de meninas? Ou só queria experimentar? Oh, cara...

  Ao terminar de beber a água, se virou pela ela, e Candice tinha uma pergunta na ponta da língua.

  -- Vem cá, você tem namorada? - Perguntou ela.

  -- Eu... - Ele hesitou. - Só um ex-namorado.

  -- Ah. - Ela pareceu perplexa. - Então você é...?

  -- Eu não sei. - Deu de ombros. - Eu me considerava gay até ontem.

  -- O quê mudou? - Disse Candice, sua voz sedutora fez os pelos da nuca de Archie se arrepiarem.

  -- Hã... eu... - Sua respiração ficou acelerada, aquele olhos negros o olhavam muito fixamente. - Eu preciso ir ver como está Emma.

  E então ele saiu correndo, como o covarde que era.

                               ~\\~\\~\\~

  Perto dali...

  -- Jace não podemos simplesmente invadir o lugar! - Gritou Clary.

  -- Não vamos "invadir o lugar". - Ele bufou, carregando duas pistolas. - Eu vou fazer o mesmo que ele está fazendo comigo.

  -- Você enlouqueceu?! - A ruiva virou Jace para si. - Jace, olha para mim, porra! - Berrou.

  -- O quê foi?! - Ele gritou de volta, fazendo-a se afastar. - Desculpa... Desculpa. Eu...

  Clary assentiu, respirando de forma trêmula, olhando o celular onde na tela de bloqueio tinha uma foto da família.

  -- Alec... disse algo que faz muito sentido. - Disse o loiro, esfregandoo rosto. - Quando recebemos a notícia da morte de Valentim, se lembra?

  -- Sim. Claro. Mas eu não estou entendendo como isso...

  -- James Thury matou ele. - Disse Jace. - Os Serpentes e os Morgesten são inimigos mortais. - Clary arregalou os olhos. - Eles são sangue por sangue. A família do Thury foi friamente assassinada pelo seu pai e pelo seu irmão. Coincidência ele os odiar tanto?

  -- Quem raios é Thury? - Ela piscou. - Jace você está confundindo a minha cabeça.

  -- James Thury quer todos os Morgesten mortos! - Jace sacudiu a mulher nos ombros levemente. - Não percebe?! Ele estava nos caçando esse tempo todo. Ele quer eliminar a única linhagem restante dos Morgesten.

  -- Emma e Archie... - Balbuciou a ruiva.

  -- Ele quer vingança. - O loiro colocou os cabelos para trás e se armou, encaixando uma faca no cinto. - Thury jamais vai machucar minha família.

  -- Jace...

  -- Não me siga. - Jace rosnou, batendo a porta do quarto.

  -- Merda! - Clary foi para o quarto ao lado.

  Will atendeu com cara de sono.

  -- Temos uma urgência. Achamos Emma e Archie, Jules também.

  -- A má notícia? - Perguntou o moreno, entrando no quarto e dando espaço para a ruiva.

  -- Estão com os serpentes. E Jace pretende matar o chefe com as próprias mãos.

                             ~\\~\\~\\~

  Em Nova York...

  -- Emma! Emma!

  A loira pulou, se sentando na cama. Encontrando seu irmão com uma feição desesperada em cima dela.

  -- O quê?!

  -- Se vista! Droga! - Ele jogou uma calça jeans e uma jaqueta para ela.

  -- Cadê o Julian? - Disse ela, ofegante. - O quê está acontecendo?!

  Archie respirou fundo, olhando para os lados e depois para a irmã.

  -- Nosso pai está aqui.
  


Notas Finais


o papai chegou uh uh papai chegou
KDJSOSKSKSKS DESCULPA EU N AGUENTEI

enfim o patrão 😌

💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...