1. Spirit Fanfics >
  2. Criminal - Nosh >
  3. Certeza

História Criminal - Nosh - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Escrito ao som de "Stupid - Ashnikko"
Boa leitura.

Capítulo 11 - Certeza


Fanfic / Fanfiction Criminal - Nosh - Capítulo 11 - Certeza

Josh

 Acordo com uma dor de cabeça terrível, percebo que estou abraçado à algo, ou melhor, alguém, estou abraçando Noah, espera, eu dormi com o Noah? Que horas eu fui dormir ontem? Eu não lembro de nada. Pego o celular e percebo que já são 11:00am.

 - Noah? Noah? - Sento na cama.

 - Hm?

 - Tá acordado?

 - Uhum.

 - Eu estou morrendo de dor de cabeça, o que aconteceu ontem? - Ninguém responde. - Noah? - Viro ele devagar e percebo que está dormindo, nem deve ter me escutado.

 Como alguém pode ser tão lindo dormindo? Como eu posso estar pensando isso sobre um garoto com tanta tranquilidade? Tudo parece estranho, esse garoto chegou da maneira mais inesperada possível e virou minha vida de cabeça para baixo, eu nunca imaginei que um dia estaria namorando um garoto. Se bem que depois do meu ultimo relacionamento eu nunca mais imaginei que namoraria.

 Uma notificação aparece na tela de bloqueio do meu celular, pego o aparelho e me deito de novo.

 Mensagens (on)

 Heyoon

 Heyoon

 Krystian e Sabina foram embora, disseram que tinham um "compromisso com a moda".

 Eu e Sina saímos porque também merecemos.

 Diarra foi resolver alguma merda pequena, mas disse que ia rever velhos amigos depois disso.

 Enfim, você e Noah vão ficar sozinhos o dia todo, e a noite também, só voltaremos amanhã.

 Transem com responsabilidade, usem camisinha.

 Love u, mesmo sabendo que tu não love me.

Você

Eu te amo e te odeio, você sabe disso, esse é meu sentimento por todos vocês.

 Heyoon

Menos pelo Noah, mas eu deixo, você merece ser feliz.

 Bye

 Mensagens (off)

 Conversar com Heyoon sempre me traz algo bom, não sei, é libertador, mesmo que seja uma conversa curta como a que acabamos de ter. Ela é uma boa amiga.

 Vejo Noah se mexer e abrir os olhos, coloco meu celular debaixo do travesseiro e me viro para ele.

 - Josh! Ah porra! Que susto!

 - Ótimo, assim já acorda.

 - Que porra eu tô fazendo na tua cama?

 - Se tu me disser que também não lembra...

 - Não, eu, eu lembro, você bebeu pra caralho e eu descobri que você é o bêbado mais chato do mundo, e também fiquei com vontade de matar aquelas visitas.

 - Dessa parte eu lembro.

 - Ótimo, que horas são?

 - 11:00am.

 - Ah puta merda. - Noah fala e tapa a cabeça com as cobertas.

 - O que houve? - Ouço Noah resmungar alguma coisa - Que?

 - Eu tinha uma... - Não consigo ouvir o final. Tiro as cobertas do rosto dele.

 - Eu tinha uma estréia de clipe pra assistir!

 - Ah vai pra puta que pariu. - Dois segundos depois começamos a rir, só não entendo o motivo.

 Noah

 - Por que a gente tá rindo? - Pergunto parando de rir aos poucos.

 - Eu não faço a mínima ideia, mas é bom rir sem motivo.

 - Josh... Na noite passada você disse algo importante, você se lembra? -  Estou nervoso fazendo essa pergunta.

 - Não... O que eu disse?

 - Nada, esquece.

 - Tem certeza?

 - Tenho. - Não, não tenho, eu só queria que você lembrasse...

 - O que nós vamos fazer hoje? Estamos sozinhos o dia inteiro e a noite também.

 - Eu vou poder te dar como eu queria ter feito ontem?

 - Vai.

 - Será um ótimo dia. - Josh solta uma risada anasalada e levanta.

 - O que nós vamos fazer no resto do dia? Antes de você me dar...

 - Eu planejo ficar na cama assistindo filme romântico clichê e só levantar para comer e ir no banheiro.

 - Nada... Produtivo? - Josh fala e se senta na cama novamente.

 - Relaxa aí "chefão da máfia", seja uma pessoa normal pela primeira vez na vida.

 - Eu vou tentar.

 - Que bom. - Falo, roubo um selinho dele, levanto e pego uma roupa qualquer para vestir.

 - Isso é estranho. - Josh fala olhando para mim.

 - O que? Namorar um garoto?

 - Namorar é estranho, tipo, eu sempre pensei que me tornaria aqueles velhos chefes de família chatos e encalhados, que nunca namoraram na vida.

 - Espera um pouco, você nunca namorou? - Pergunto meio chocado.

 - Já, mas foi a pior experiência da minha vida, saí todo fodido daquela merda.

 - Okay, eu não quero despedaçar mais ainda o seu coração, vamos fazer uma promessa. - Me sento na frente dele. - Eu prometo nunca te magoar. 

 - Eu prometo nunca te magoar. - Josh me rouba um beijo, um beijo... Carinhoso? É estranho, não imaginava que ele pudesse ser assim, parece que por trás de tudo aquilo tem um cara extremamente carinhoso. Nos separamos.

 - Vem, vamos descer, eu tô com fome. - Pego na mão dele e descemos.

 Quebra de tempo

 Eu e Josh passamos a tarde inteira deitados assistindo filmes, eu chorei várias vezes, já ele, não vi chorar em um filme sequer. 

 - A gente terminou de assistir o quinto filme, o que vamos fazer agora? - Josh não me responde apenas me beija, é um beijo diferente, é um beijo quente.

 Subo em seu colo e continuamos nos beijando. Interrompo o beijo e levanto, recebo um olhar confuso de Josh.

 - O que você tá fazendo?

 - Nunca se sabe... - Falo e tranco a porta. Em seguida tiro toda minha roupa. 

 - Puta que pariu... Como alguém consegue ser tão gostoso? - Josh levanta e me beija. Nos separamos e ele tira sua roupa apressadamente, o ajudo. Já completamente nu ele me pega no colo, me beija novamente e aperta minha bunda, me fazendo soltar um gemido.

 -A-Ah... Porra... - Josh me leva para a sua cama, me larga e procura por algo em sua própria gaveta de meias. 

 - E-Eu não tenh-

 - Ali. - Falo quase sem fôlego e apontando para a minha gaveta. Segundos depois Josh encontra o preservativo e lubrificante. 

 - Por que? - Ele fala enquanto rasga o pacote com a boca.

 - Não importa, só me fode logo.

 - Você tá tão necessitado assim?

 - Eu acho que o meu pau pode te dar essa resposta, basta olhar pra ele. - Começo a bater uma punheta, não estou aguentando, logo sinto uma mão tirar a minha e fazer o que eu estava fazendo.

 - Deixa que eu faço isso. - Josh me coloca de quatro, para a punheta e segundos depois sinto algo gelado em mim, em seguida um dedo dele. - Já fez antes com algum garoto?

 - Eu só fiz com garotos-ah merda. - Mais um dedo. - Você parece experiente demais, tem certeza que nunca fez isso?

 - Apenas com garotas. - Mais um dedo, puta merda.

 - Então você já viu pornô gay, nenhum hétero saberia o que fazer. - Josh tira os dedos e coloca seu pau, primeiro só a cabecinha, me fazendo soltar um gemido. - Ah puta que pariu... Muito hétero você... - Falo baixo, mas ele escuta.

 - Melhor calar a boca. - Josh coloca mais um pouco, ficamos alguns segundos parados em silêncio, quando começo a sentir prazer e deixo de sentir dor me mexo, ele entende o recado e logo sinto ele inteiro dentro de mim. Meu Deus, parece loucura estar transando com um chefe da máfia, mas puta que pariu, ele é incrivelmente bom nisso.

 Josh começa com movimentos lentos, depois aumenta o ritmo, estou suando, estou ofegante, estou prestes a... Gozo, gozo por todo lado...

 - J-Josh, e-eu...

 - C-Cala a boca... - Assim que Josh fala sinto algo quente dentro de mim, ele também gozou...

 Caímos na cama, cansados, suados, sujos... Juntos...

 - E-Eu acho que te amo, Noah.

 - Acha? - Olho para ele.

 - Eu tenho certeza que te amo...

 - F-Foi isso que você disse ontem...

 - Então eu sou um bêbado consciente. - Josh vira a cabeça e me beija. Ficamos com as testas coladas. 

 - E-Eu também te amo, Josh. - Um selinho... E um sorriso de Josh.

 - Puta que pariu, essa foi a melhor foda da minha vida.

 - Estragou o clima, mas é, posso dizer o mesmo. Porém ainda não me conformei que você não tinha transado com algum garoto antes de mim.

 - M-Mas se conforme.

 - Que seja, eu preciso de um banho. - Falo e me levanto.

 - Eu também preciso... 

 - Vem logo, mas não vai ter boquete e nem você me fodendo lá dentro, okay?

 - Okay.

 Quebra de tempo

 São 02:00am, não consigo dormir, mas é de felicidade, não consigo acreditar que isso está acontecendo, Josh está ao meu lado dormindo, ele está despreocupado, não precisa pensar em ser um "chefe", eu gostaria de poder vê-lo assim sempre, assim como hoje. Seria bom para ele descansar um pouco disso tudo, seria bom ver ele poder ser uma pessoa normal.

 - Eu também tenho certeza que te amo, Joshua Kyle Beauchamp... 

 As coisas seriam mais fáceis se ele não carregasse esse maldito sobrenome, mas eu também não o conheceria... 

 Preciso parar de pensar e dormir, preciso acalmar a minha mente, que parece estar sempre pensando demais... Ele, basta olhar para ele, calmo, quieto, dormindo sorrindo... É Beauchamp, você conseguiu fazer eu me apaixonar por você sem nenhum esforço, e isso é assustador...


Notas Finais


Gente, eu esqueci como se escreve hot, me desculpem por isso aí, prometo recompensar vocês.
Comentem para me deixar feliz u.u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...