História Criminal - Justin bieber - Capítulo 51


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Visualizações 98
Palavras 1.563
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 51 - Capítulo 51


Fanfic / Fanfiction Criminal - Justin bieber - Capítulo 51 - Capítulo 51

“Nós sempre magoamos as pessoas que amamos .”


Justin Bieber P.O.V




Eu estou no escritório, me enchendo de trabalho para tentar esquecer a merda que eu fiz com a minha vida, a ficha da gravidez de Cailin ainda não caiu muito bem e tudo aconteceu bem no momento em que tinha Ale pra mim e para ajudar fui tão nas ideias da Cailin que me equivoquei.

Cailin fica umas dez horas em cima de mim, falando quase sempre a mesma coisa " Alexia está agindo estranho porque está com inveja." "Ela pode ser capaz de me matar por causa disso." "Se ela se aproximar de mim, vai matar nosso filho Justin, não deixa"

'Vai matar nosso filho, Ela vai matar nosso filho' Essa frase rondava minha cabeça 24 por dia, foi isso que me fez brigar com Ale, ela pode muito bem se fazer de coitada quando quer.

A porta do escritório foi aberta por um segurança, que entrou com uma caixa preta pequena na mão e a entregou para mim.


- O que é isto? - Perguntei e ele deu de ombros.

- Mandaram entregar para você?

- Você é louca da cabeça e se isso for uma bomba?

- Desculpe-me senhor.


Abri a caixa e vi um gravador ali, que porra de pessoa usa um gravador desses? Encarei o segurança em minha frente.


- Você pode ir.


Ele notou que era para me deixar sozinho e saiu às pressas do meu escritório me deixando sozinho.

Apertei o botão para escutar sobre o que se tratava aquilo e me assustei ao ouvir a voz da Alexia e do Travor.


" - E seu plano para roubar o Bieber? - Alexia perguntou.

- Acha que consegue?

- Meu desempenho está caindo não é mesmo?

- Mostre-me que pode ser melhor Ale, você sabe o que está fazendo, mas eu preciso que tudo dê certo.

- Eu cansada, é como se eu estivesse carregando o mundo em minhas costas fazendo isso.

- Está se apaixonando?

- Como me apaixonar pelo Bieber? Ele é um idiota. 


Ouvi uma pausa na gravação, eu estava sem folego por ouvir tudo aquilo e ver que estava caindo no jogo deles.


- Acha que consegue ir até o final?

- Como vou fazer isso?

- Não sei exatamente, continue atuando, eu sei que você vai conseguir."


Que porra é essa? As palavras passavam em minha cabeça e eu tentava assimilas.

 Fechei os punhos e bati com força em cima da mesa, era uma irritação imensa, então quer dizer que todo esse teatrinho de moça inocente da Alexia, realmente era uma enganação para cima de mim?

Porque eu nunca ouço que realmente está ao meu lado, como a Cailin.

Peguei a caixa preta onde estava o gravador e encontrei um bilhete pequeno que dizia:



"Iria ser enganado, mas eu estou ao seu lado, Bieber.

C.R."


C.R.? Ah não... Cailin Russo!

Levantei e sai do escritório em passos firmes, rumo ao quarto, onde Cailin provavelmente estava.

Abri a porta do quarto que antes era ocupado por Alexia e agora por Cailin, ela estava sentada na cama mexendo no celular e me encarou apavorada.


- Que susto, não mestra assim.

- A mansão é minha, acho que ainda tenho o direito de entrar onde bem entender, agora me responda, que bosta é essa. 


Joguei o gravador e o bilhete nela, ela ligou o gravador e entreabriu a boca me encarando, ao terminar a gravação ela começou a rir, o que me irritou, ela estava rindo de mim.


- Eu estou chocada! Sua protegida estava te golpeando pelas costas o tempo todo.

- Porque suas iniciais estão no papel? O que você tem a ver com essa história?

- Não tenho nada a ver com essa história, existem outras pessoas com as iniciais C.R. por ai. - Cailin tentou se explicar.

- Você não está mentindo, ESTÁ?


- Obvio que não, eu não tenho motivos para fazer uma coisa dessa.



Alexia Collins P.O.V



Estava em frente a mansão Bieber, vim encontrar Demi, iriamos sair para algum lugar que ela sabe explicar, não eu.

Entrei na mansão e não havia ninguém na sala, encarei todos os lados e realmente estava tudo vazio, mas notei que não estava sozinha quando ouvi passos vindo das escadas, era Justin e Cailin.

Bieber estava irritado, estava de punhos fechados e as veias em seus braços quase explodindo, além de estar com uma feição estranha. Peguei em minha própria mão e a segurei com certa força.

O olhar de Justin veio até mim e ele fechei ainda mais o punho, vindo em minha direção.

Eu deveria correr, mas não conseguia me mover, estava paralisada e quando consegui dar um passo para trás minha perna se chocou contra algo, quando dei por mim, Justin estava com uma das mãos em meu pescoço me sufocando e minhas mãos tentavam se livrar da mão dele.


- O que você estava pensando? Que eu nunca iria descobrir da sua armação com o Travor pra cima de mim?

- Que armação?


Justin tirou um gravador do bolso e colocou uma gravação.


" - E seu plano para roubar o Bieber? - Alexia perguntou.

- Acha que consegue?

- Meu desempenho está caindo não é mesmo?

- Mostre-me que pode ser melhor Ale, você sabe o que está fazendo, mas eu preciso que tudo dê certo.

- Eu cansada, é como se eu estivesse carregando o mundo em minhas costas fazendo isso.

- Está se apaixonando?

- Como me apaixonar pelo Bieber? Ele é um idiota. 

- Acha que consegue ir até o final?

- Como vou fazer isso?

- Não sei exatamente, continue atuando, eu sei que você vai conseguir."


Que bosta era essa? Eu lembro de conversar coisas parecidas com o Travor no galpão essa semana, mas a ordem das falar estavam totalmente erradas, além de ter alguns detalhes a mais, deixando tudo mais nojento.


-  Isso é falso. 


Falei quase sem ar e Justin me deu um tapa forte no rosto, senti a raiva subir por minhas veias, eu poderia tentar revidar, mas eu não posso, eu estou gravida, não quero perder esse mini mini ser que está dentro de mim, talvez colocá-lo para a doação depois.


- Justin, não faça isso. - Justin me soltou e eu passei minhas mãos pelo meu pescoço tentando amenizar a dor e voltando a respirar normalmente. - Acho que ela merece um castigo bem escuro e frio.

- Cailin... 


Justin tentou a repreender, mas ela saiu correndo até o lado de fora, enquanto estávamos só nós dois, ele ficou me encarando.

'Eu estou gravida idiota e você só está me machucando cada vez mais por dentro, mas em uma das primeiras oportunidades que eu tiver, eu não irei conseguir quebrar o seu. Eu me odeio, por amar você.'

Cailin voltou acompanhada de dois seguranças que vieram rapidamente em minha direção, eu tentei fugir para perto de Justin, mas eles me seguraram.


- Justin, não! JUSTIN, ACREDITA EM MIM.


Eu fui arrastada, para o lado de fora da mansão, indo até a parte do porão. Eu me debatia nos braços daqueles dois idiotas, mas não adiantava.

A porta de uma sala foi aberta e me levaram até o centro dela, saindo logo em seguida, quando a porta foi fechada, não havia nenhuma iluminação ali, eu não sabia pra onde andar, mas fui até uma parede qualquer e comecei a bater com força nela e então as lagrimas começaram a vir.


-JUSTIN, ME TIRA DAQUI, EU NÃO FIZ NADA.



Eu gritei durante minutos, mas parecia que não iria adiantar, minha voz começou a falhar, as paredes pareceram ficar mais frias, cai de joelhos no chão e bati mais uma vez com força na parede.



Justin Bieber P.O.V


O que está acontecendo? Por que de repente tudo resolve virar de cabeça para baixo e deixar tudo tão ruim?

Voltei para a sala e me joguei em um dos sofás, eu havia acompanhado os seguranças e vê-la se debater e gritar me chamando era ruim, doía, mas doeu também ver que ela estava me enganando esse tempo todo.

Cailin se sentou ao meu lado e levantou a blusa que usava deixando a barriga de fora, não aparecia nada ainda, mas ela estava muito empolgada com isso e eu também estava.


- Lembra quando deitávamos em algum canto e planejávamos tudo? - Cailin perguntou e eu ri lembrando de uma das vinte vezes que fizemos isso.

- Sempre quisemos um menino. 

- Acho que mudei de ideia, quero uma menina, talvez possa ser que nem eu.

- Mas se fosse um mini Bieber iria ser melhor. - Falei passando a mão em cima da barriga dela.


 Ouvimos a conversa do pessoal chegando e Cailin colocou sua blusa de volta ao lugar e se sentou.

Todos haviam saído, foram a um shopping conversar, dona Pattie foi a má influência que os levou, mas agora já não estava misturada a eles.


- Justin, você viu a Alexia?

- Não e nem quero ver. - Notei os meninos fazerem uma cara estranha e eu voltei a encarar Demi.

- Estranho, jurei ter visto uma das motos dela ali fora.

- Justin me deu de presente. - Cailin inventou uma desculpa e eu ri de lado.


Demi me encarou desconfiada e eu dei de ombros, então ela ficou aborrecida e se sentou no sofá, cruzando os braços.


- Ela prometeu que viria me ver, nós duas íamos sair juntas ver algumas coisas e depois ir comer muito, mas não, ela me abandonou.  


Ela veio Demi, mas eu estou perdido nessa vida e deixei Cailin comandar minha equipe por minutos e acabei fazendo Alexia ir arar em uma sala sem janelas algumas e com certeza terá vários insetos nojentos que viviam nos caras que morreram lá dentro.

Porque está tudo de cabeça para baixo na minha vida?



















----------------------------------------------------------------

----------------------------------------------------------------

CONTINUA

----------------------------------------------------------------

----------------------------------------------------------------


Notas Finais


Esse capítulo está uma bosta me descupem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...