História Criminal Love - Capítulo 11


Escrita por:

Visualizações 41
Palavras 1.001
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Mistério, Policial, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


aaaaaa, como vocês puderam ver pela thumb do capítulo, o informante foi revelado aaaaa
enfim, vamos para o capítulo.

Capítulo 11 - A Fuga - Parte 2


Fanfic / Fanfiction Criminal Love - Capítulo 11 - A Fuga - Parte 2

[...]

Estavamos quase chegando na pedra, quando o alarma despertou, eles haviam descoberto a fuga.

-PORRA - Disse Cellbit - DESCULPA SATTY, MAS TEMOS QUE IR - Ele falou empurrando a pedra

-EU NAO POSSO DEIXAR DAMIANI - Ela dizia com os olhos cheio de lágrimas, e desesperada

-NÃO SE PREOCUPE, EU ESPERO ELE, PODE IR. - Eu disse, via que ele era alguém realmente importante para ela... Digo, eu já perdi pessoa importante na minha vida, não desejaria essa dor pra ninguém - PODE ESPERAR A GENTE LA FORA.

Ela saiu da prisão, estava esperando a gente lá fora

-EU FICO COM VOCÊ! - Disse Cellbit - E SE ELE DEMORAR MUITO, VAMOS EMBORA SEM ELE.

Fiquei quieto, não ia adiantar nada discutir com Cellbit, um minuto e uns 15 segundos passaram-se, até avistarmos Damiani.

-CELLBIT, VÁ. - Eu falei empurrando o mesmo em direção ao buraco.

Ele entrou no buraco, fiquei esperando Damiani, até ele chegar e entrar no buraco também. Os policiais começaram a surgir, inclusive Mike, me distrai um pouco, até logo voltar para a realidade e entrar no buraco, conseguia ver o rosto de Cellbit estava quase chegando no meio do caminho, quando sinto algo puxar meu pé, eram policiais, eles me arrastaram para dentro da prisão.

-NÃÃÃÃO - Gritou Cellbit desesperado

-PRECISAMOS IR - Disse Satty, a ruiva pegou o loiro pelo braço e os três foram correndo em direção ao carro.

Pov. Cellbit

Estava chorando, Satty e Damiani me pegaram pelos braços e me arrastaram para a van, eu fiz tudo isso para Pac, e tudo foi em vão. Ele ficou na cadeia... Estava abalado, arrasado.

Entramos todos na parte de trás da van

-VAMOS - Disse Damiani

-CADÊ PAC?! - Disse Felps olhando para nós 3 atrás da van

-ELE FICOU - Disse Satty

-DEPOIS DISCUTIMOS, APENAS DIRIJA - Disse Damiani, com um tom de desespero.

Felps começou a dirigir, fiquei quieto e chorando na maioria do tempo.

-Ei, Pac ficará bem - Disse Damiani, tentando me acalmar

-Ele não vai ficar bem... ELE FICOU LÁ, ELE TENTOU FUGIR, ELE ESTA FODIDO... E TUDI ISSO É CULPA SUA!

-Ei, acalme-se - disse Satty - isso não é culpa de Damiani... É culpa daquele retardado que era o informante... Aquele loiro maldito.

Satty estava certa, se ele tivesse fugido com a gente tudo teria dado certo. Ele despertou um ódio, uma raiva enorme em mim.

-Ele fez isso para sair mais rápido, certo? - eu falei secando as lágrimas em meu rosto.

-Sim, provavelmente sairá daqui uma semana, ou mais, mas em menos de um mês ele sai.

Nessa hora a van parou, Felps pulou para a parte de trás.

-Alguem me explica o que tá acontecendo, por que o Pac ficou?

-Eramos 5... Chegando na pedra um sumiu, eu fui procurá-lo, mas um tempo depois, coisa rápida, o alarme ativou, e eu o vi conversando com um policial, ele estava chorando, ouvi ele dizer que estava meio mal, só. Depois voltei com Pac e Cellbit, fomos saindo, mas os policiais puxaram Pac pelo pé... - Damiani explicou toda a história para Felps

-Sem dúvidas, esse era o informante... - Satty completou

-Como esse informante é? Talvez eu o conheça, digo, para planejar todo a fuga, eu pesquisei bastante sobre a prisão... - Felps falou curioso

-Olhos azuis, loiro de cabelo cacheados e bem quieto. - Eu expliquei

-Felipe, seu nome é Felipe, mas todos o chama de Batista - Comentou Felps

Batista? Esse tal de Batista estava fudido, ia persegui-lo... Vou me vingar dele.

-Acha que consegue descobrir quando ele vai sair? - Eu disse num tom raivoso.

-Talvez... Enfim, vamos tente se acalmar, ok? Vamos descansar agora, chegamos no velho motel abandonado que falei.

Saímos todos da van, ela estava bem escondida entre as árvores, eu e Felps ficamos no mesmo quarto, numa cama de casal, ele achou que ia ser melhor para mim, enquanto eu não me acalmasse, ia ficar de "observação".

Ele tirou sua calça e sua blusa, foi para o banheiro e vestiu-se com o seu samba canção, eu apenas tirei a blusa e me deitei, ele deitou-se do meu lado.

-Acalma-se, ok? Amanhã será um outro dia... E vamos conseguir tirar Pac da cadeia. - ele falou, tentando me acalmar.

Fiquei sem reação, não respondi, algumas lágrimas começaram a escorrer pelo meu rosto, comecei a fungar, tentei disfarçar, mas não consegui.

-Vire-se para mim. - ele disse

Eu apenas virei, me perguntando o por que.

- Não chore, não foi culpa sua - ele falou enquanto olhava diretamente em meus olhos, secando algumas lágrimas que escorria em meu rosto - ver você com essa carinha me deixa pra baixo...

E passamos o resto da noite assim, ele me observando chorar, tentando me reconfortar.

Pov. Pac

-NÃÃÃÃO - Eu ouvi Cellbit gritando desesperadamente enquanto me puxavam para dentro do presídio novamente

-Tu achou que ia ser fácil assim fugir seu merda? - disse o policial que me pegou, logo em seguida ele me deixou desacordado.

Acordei em um quarto, um tanto quanto apertado, fiquei um pouco incomodado... Acredito que esteja na solitária. Aqui é tão sozinho, tão sombrio... Eu tô com medo, tô assustado... Quando tempo vou ficar aqui?!

E Cellbit, como está?! E Mike, o que deve estar pensando de mim?!? Aquele garoto loiro, maldito garoto, ele fudeu com todo o nosso plano, era pra eu estar lá fora essa hora, com meus amigos. Comecei a pensar tanto, mas tanto, que fui me desanimando e ficando desesperado, quando percebi, estava sentado no chão chorando... Estava desesperado, não sabia o que fazer, não sabia o que estava acontecendo, não sabia quando sair. Só sabia de uma coisa : uma hora ou outra os malditos policiais iriam vir me perguntar tudo o que sei... Vou ter que me fazer de idiota, ou talvez eu consiga fuder com esse informante de merda, só preciso inventar algo que engane a polícia.

Estava sentado, pensando, as vezes começava a chorar, mas nunca parando de pensar.


Notas Finais


tá, tudo bem, ME DESCULPE FAZER VCS ESPERAREM DOIS DIAS AAAAAA ME DESCULPA AINDA MAIS SE TU FOR ANSIOSO OU FICOU ANSIOSO PRA SABER QUEM ERA O INFORMANTE K
Mas realmente estava sem tempo (tanto q to postando esse capítulo 03:33 da manhã KKKKKK)
E eu ainda vou fazer o spin off do Baixathentic OK AAA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...