História Criminal Love - Capítulo 12


Escrita por:

Visualizações 137
Palavras 698
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Mistério, Policial, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey gente, tenho duas coisas pra falar :
- Lembra da Fic que falei na sinopse? Então. Os acontecimentos dela já estão começando (os acontecimentos que lembro)
- Eu já comecei o spinoff que falei de Baixathentic (Link nas notas finais)
Aaa, vamos pro capítulo.

Capítulo 12 - Após a Fuga.



Pov. Cellbit

Acordei sozinho na cama, Felps havia levantado já, me levantei, fui direto para o banho, limpei meu rosto, dava pra perceber que fiquei chorando boa parte da noite. Ouço a porta se abrindo

-Quem tá aí?

-Relaxa sou eu, Felps. - ele falou vindo até o banheiro, ficou apoiando na parede da porta - você tá com uma cara acabada...

-Vai ti fude, o dia mal começou e tu já vem encher meu saco?

-Ia perguntar se dormiu bem, mas depois dessa resposta, ficou bem claro pra mim... - Ele se desapoiou - vem, vamos comer, fiz umas coisas pra gente... - ele falou saindo do quarto.

Eu apenas o segui, chegando na mesa, Damiani e Satty já estavam comendo, peguei o prato, me servi apenas com o cereal, sentei-me e comecei a comer

-Até quando vão ficar com a gente? - Disse Felps

Como assim "com a gente"? Felps ia ficar comigo a partir de agora?!

-Não sabemos, mas acreditamos que não seja muito tempo... Estamos incomodando? - Disse Satty, tentando ser calma

-Não, fica calma. É que nem eu sei até quando vamos ficar aqui, o que vamos fazer e tals...

Nessa hora Damiani ligou a tv que havia ali, ela era um pouco velha, mas funcionava bem. Ele colocou no jornal, e adivinha? Estavamos em todos os jornais, era a primeira fuga depois de 30 anos... Fiquei me perguntando o quanto isso deve ter custado para Felps, ele que planejou tudo... Não importa, ele fez por que quis. Pensando bem, ter ele ao meu lado seria uma boa, queria me vingar de Batista, e ele tinha "poder".

Logo após comermos, Satty e Damiani foram passear pela floresta, não fiquei preocupado, era um lugar que quase ninguém conhecia, e eles eram espertos. Eu e Felps voltamos para o quarto.

-Você vai me ajudar? - eu disse logo após entrarmos no quarto.

-No que?

-A me vingar do maldito informante.

-Não acho que isso seja saudável, mas não vou discutir com você, digo, você não é uma pessoa que muda de ideia... Enfim, é claro que vou te ajudar, eu sempre estarei aqui pra você

Na hora em que ele terminou sua fala, dei uma leve corada, mas disfarcei. Felps estava começando a me atingir sentimentalmente, deveria ficar preocupado? Ele me conhecia tão bem, e nos conhecemos a pouco tempo... Enfim, o que importa é que ele ia me ajudar.

Pov. Pac

Fazia horas que estava naquela maldita solitária, ninguém dava sinal de vida, estava enlouquecendo, voltei a chorar de desespero. Até ouvir a porta se abrindo, me levantei rapidamente. Vejo Mike entrando

-Ele fechou a porta - Por que?! - ele dizia me olhando, com algumas lágrimas em seu olho, eu não o respondi - Eu ia fazer você viver como um deus aqui, e é isso que você faz?

-Quem quer viver como um deus numa maldita cadeia?! - Eu disse, quase sem voz

-Realmennte, NINGUÉM. Mas você fez merda, queria o que? Que ficasse solto? Vai se fuder seu mimando de merda - ele me jogou no chão e me deu alguns chutes na barriga - vocês ainda me paga - ele saiu de lá rapidamente, e chorando.

Estava no chão, comecei a cuspir sangue... Eu realmente havia magoado ele, deveria ter pensado duas vezes antes de pensar em fugir. Eu comecei a chorar, meu estômago e meu coração estavam doendo... Me sentia um lixo.

Pov. Authentic

Acordamos logo de manhã, obviamente todos já sabiam da fuga. Os policiais já haviam deixado "recados" para a gente logo de manhã. Íamos ficar o dia todo nas celas, até eles arrumarem tudo.

-Você sabia, né? - disse Cauê, tentando puxar assunto

-Isso não é da sua conta.

-Eu te conheço - ele olhou bem no fundo dos meus olhos - tu sabia... - ele se sentou na cama, cruzou as pernas, apoiou um de seus braços na perna e fechou os olhos - Por que não foi?

-Tu sabe o porquê.

-Eu, né?

-Ala, tu sabe, não enche meu saco. - falei me jogando na cama

-Sinto falta daquele Authentic mais carinhoso

-Se tu realmente sente falta, me explique o motivo que tu me abandonou aqui?


Notas Finais


Espero que tenham gostado, em breve tem mais :3

Link do spinoff : https://www.spiritfanfiction.com/historia/im-love-a-criminal-spinoff--baixathentic-13949692
Ou entrem em meu perfil, caso achem mais fácil.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...